WWE Raw (12/02/2024): Apoio Americano

Jey Uso & The New Day (Kofi Kingston & Xavier Woods) venceram Imperium (WWE Intercontinental Champion Gunther, Ludwig Kaiser & Giovanni Vinci)

O trio dos New Day & Jey Uso entrou melhor neste opener e controlou, até à entrada de Gunther que rapidamente virou o ímpeto a favor dos Imperium.

Apesar de Kofi Kingston nunca se ter dado por vencido, o trio europeu foi dominando durante vários minutos, até que o ex-campeão mundial fez o tag a Jey Uso que virou o combate do avesso.

Jey Uso e Gunther começaram a aumentar a agressividade por parte das suas equipas e com isso as quase vitórias foram começando a aparecer de parte a parte.

No fim, o caos estava mais que instalado e após Jey Uso ter tirado Gunther de cena com um Spear, o lutador em conjunto com os New Day acertaram um Triple 1D em Giovanni Vinci, tendo o combate terminado com um Splash da terceira corda do ex-campeão de equipas.

De seguida, revimos imagens do Kickoff da WrestleMania XL, realizado na passada quinta-feira.

19 Comentários

  1. Anonimo_BR2 meses

    JD ganhou um combate com apenas um golpe? Depois do Truth ter dado pelo menos uns tres finishers… achei mal elaborado. Melhor seria se fosse com a interferência de sempre.
    Provavelmente teremos Awsome Truth vs Jugdment Day na Wrestlemania, mas pegando apenas esse combate em si, diminuiu demais o “momentum” do Truth…

  2. Anonimo_BR2 meses

    Outro “erro de planejamento”. La Knight atrapalha a luta do Aj Styles, mas vai pro Raw e ganha limpo, sem interferências…

    • Millwres2 meses

      Sim e a wwe deixou o Edge ir embora, ele teria o espaço perfeito para brilhar no raw

    • Normal que o Styles não interfira por ser do SmackDown

    • WS-PT2 meses

      Eu acho que a rivalidade AJ x LA vai ficar pro SummerSlam. AJ precisa de descanso, vale lembrar que ele é um veterano indo para 47 anos de idade. A recuperação é mais lenta. LA eu acho que a WWE perdeu o time dele. Milwres concordo sobre o Edge e inclusive o JD tinha que ter acabado ali quando ele saiu e assim não teríamos um Dominik e um baixinho se limitando a lutar com o R Truth.

  3. 🇧🇷 Uso honorário2 meses

    É de se notar! Que com tudo isso. O JD foi totalmente ofuscado e deixado de lado. Pouco falam do grupo!

  4. WS-PT2 meses

    Raw fraco, sem graça, lutas chatas e previsíveis. A week parece estar sendo comandada pelo Vince só que na figura de seu genro, HHH. Patético. LA atrapalha AJ, mas não é atrapalhado, cadê a coerência? R Truth da vários finishers e perde com um golpe para um cara que nem deveria estar no Raw. Bob venceu o Reed, pelo menos isso, assim nos.poupa da narração brasileira que trata o Reed como uma mistura de Kane com Big Show. Liv vemceu, nada mal. De resto puro suco de nada.

    • Chris benoit4ever2 meses

      O reed nunca sera um monstro credível lol

    • WS-PT2 meses

      Fato, não chega nem perto do BrodusClay ou Mark Henry. Quem dirá um Big Show ou André the Giant.

  5. Anônimo_BR2 meses

    Ah e outro detalhe: e essa promo sem sentido da Nia Jax. Querem já fazer um face turn pra ela?

  6. Amy2 meses

    Lets go Cody

  7. Conde de Monte Cristo2 meses

    Depois de tudo o que o Sami Zayn fez como The Honorary Uce, eu se fosse ele pedia demissão. Que fase.

  8. Moises2 meses

    Nakamura e Gunther são dois bostas, e o Drew como Heel ficou ridículo, horrível, não combinou com ele, melhor segmento foi o fera do Rollins ajudar o fera do Cody.

  9. Tiago2 meses

    Liv Morgan?? 🤣🤣🤣🤣 que fraquinha. A Zoey é bem mais talentosa sem dúvida. A Liv só passou nisto pelo aspeto dela e mesmo assim nem acho nada de especial.

  10. SoraiaF2 meses

    Hmm… Cheira-me que a Becky ganha o Chamber, vai para a Mania e destrona a Rhea. O Seth vai para o lado fora do ringue no combate Cody vs Roman para garantir que nem Rock nem Bloodline interfiram e assim Cody possa finalmente acabar o que ja poderia ter acabado se nao fosse a bloodline que ja se torna mesmo insuportável

  11. Anónimo2 meses

    Destaco o combate inicial.

  12. Começámos o RAW com uma 6-man tag que teve ótimo storytelling, misturando a rivalidade dos New Day e os Imperium com o futuro combate pelo IC Title entre Jey Uso e Gunther. A psicologia também esteve a grande nível aqui e um público relativamente bom ajudou, portanto é um excelente começo! De seguida, tirando as coisas estranhas que o Pat McAfee andou a dizer nos comentários, tivemos aqui um bom BIG MEATY MEN SLAPPING MEAT entre o Lashley e o Bronson Reed. Simples, mas eficaz, e com uma vitória relativamente surpreendente – estava à espera que o Reed vencesse dado que ele é australiano. Depois, o Cody Rhodes vem ao ring e entrega uma ótima promo, com um enorme apoio do público. O Seth Rollins entrega uma promo ainda melhor, muito diferente das promos habituais que ele tem feito recentemente. Esta foi mais intensa, mais séria! Recomendo seriamente a verem este segmento, muito bom! Liv Morgan vs Zoey Stark seguiu-se e aquela vinheta nos bastidores diz-me que na Mania vai ser uma Triple Threat. Eu sei que eles estão a dar fortes teases a Ripley vs Becky, mas sinto que vão adicionar a Liv a isso. O combate em si foi bom, com a Zoey a ter chance para se exibir, incluindo um Death Valley Driver brutal na borda, e a pessoa correta venceu. JD McDonagh vs R-Truth teve um bom público, mas o combate não foi nada demais e, como disse na semana passada, esta storyline já deu tudo. Nem os #DIY conseguiram salvar isto no pós-combate. Pouco depois, a Becky entrega uma promo emocional antes de ser interrompida pela Nia Jax, cuja promo não foi grande coisa. Depois veio a Rhea e houve uma porrada decente. Acaba por ser um segmento sólido, muito graças à promo forte da Becky no início e a continuação da Nia a parecer uma ameaça enorme ao reinado da Mami! De seguida, o 3º combate de qualificação da noite entre LA Knight e Ivar e achei o melhor combate de qualificação da noite, com ótima química e psicologia. Ótimo trabalho dos 2! Chegamos ao main event e, esperem lá, não consigo ver um combate entre Zayn e Nakamura sem rever o seu clássico de 2016… Ok, este main event não foi tão bom quanto esse clássico (óbvio) mas teve imensas call-backs a esse combate e tivemos ótimas sequências, sendo fã especial daquele momento onde o Nakamura dá 2 joelhadas na nuca do Zayn mas ele recusa-se a ficar em baixo. A malta estava a comparar o Cody Rhodes ao Daniel Bryan em 2014 – o Sami Zayn de 2024 é o Daniel Bryan de 2014! Fantástico final para uma nova ótima edição do programa das segundas-feiras.