Faz login e remove a publicidade
Frank casino

A WWE realizou esta sexta-feira mais uma edição do SmackDown no canal FOX, a primeira do ano e com os olhos bem postos no Royal Rumble, que se realiza já no final deste mês de Janeiro.

Resultados

– Lacey Evans & Dana Brooke venceram SmackDown Women’s Champion Bayley & Sasha Banks e Alexa Bliss & Nikki Cross (Triple Threat Tag Team Match)
– Shorty G venceu Dash Wilder
– Kofi Kingston venceu The Miz
– Otis venceu Drew Gulak
– Braun Strowman venceu Cesaro
– Daniel Bryan & Roman Reigns venceram King Corbin & Dolph Ziggler (por desqualificação)

Report

O primeiro SmackDown de 2020 começou com um pequeno segmento de backstage entre The Miz e Daniel Bryan, onde o “A-Lister” afirmou que apesar de continuar furioso por o “The Fiend” ter invadido a sua casa, que reconhece que vitória de Daniel Bryan no combate da última edição do WWE SmackDown, e só lhe pede para que ele se torne o novo WWE Universal Champion no Royal Rumble.

Já no ringue tivemos uma promo da SmackDown Women’s Champion Bayley e da sua companheira Sasha Banks, para nos darem a conhecer as suas resoluções para 2020. Uma promo que foi rapidamente interrompida por Lacey Evans, onde voltou a falar de Sasha Banks ter tentado atacar a sua filha e que a sua resolução para 2020 era mostrar ao WWE Universe e à sua filha que as pessoas más podem ser paradas. Alexa Bliss e Nikki Cross também tiveram uma pequena promo onde falaram que em 2020 tencionam reconquistar os WWE Women’s Tag Team Championships.

Lacey Evans & Dana Brooke venceram SmackDown Women’s Champion Bayley & Sasha Banks e Alexa Bliss & Nikki Cross num Triple Threat Tag Team Match. Tivemos então o primeiro combate de 2020 do SmackDown, caótico como seria de esperar de um combate com seis lutadoras. O domínio foi maioritariamente da equipa de Bayley & Sasha Banks, mas o final foi inesperado. Depois de várias quase vitórias por parte das três equipas, foi Dana Brooke com a sua versão do Swanton Bomb em Sasha Banks que venceu o combate.

De volta ao backstage tivemos um segmento entre Otis e Mandy Rose, onde o lutador se demonstrou visivelmente triste com o que Dolph Ziggler fez ao bolo que a sua mãe fez para oferecer a Mandy Rose. Esta ainda tentou explicar, mas Tucker não deixou, dizendo a Otis para este se concentrar no combate que ele vai ter neste SmackDown.

Noutra parte do backstage tivemos desta vez os SmackDown Tag Team Champions The New Day e The Miz. Kofi Kingston falou de tudo o que conquistaram em 2019 e na última década, e deu os parabéns a The Miz por este ter tido a melhor década da sua carreira. Kofi Kingston sugeriu os dois terem uma aposta para verem quem ganha mais títulos esta década, visto que ficaram ambos empatados no primeiro lugar como os lutadores que mais títulos venceram nos últimos 10 anos da WWE. The Miz não gostou da proposta e mais uma vez falou do “The Fiend” ter invadido a sua casa, e desafiou um dois para um combate, antes de atirar o tabuleiro de panquecas que Kofi Kingston tinha, ao chão.

No ringue, tivemos então Elias onde este fez um pequeno concerto onde gozou com alguns lutadores do SmackDown, incluindo os Revival, que acabaram por vir ao ringue. Quem também veio ao ringue foi Shorty G, o que nos levou ao segundo combate da noite.

Shorty G venceu Dash Wilder. No segundo combate da noite tivemos então Shorty G a lutar contra Dash Wilder, um combate que rapidamente foi ganho por Shorty G usando o seu Ankle Lock. Depois deste combate tivemos a primeira grande surpresa da noite, com Sheamus a regressar aos ringues do SmackDown cerca de 9 meses depois, tendo salvo Shorty G dos Revival, para logo a seguir o atacar com um Brogue Kick.

Kofi Kingston venceu The Miz: No combate seguinte tivemos então o embate entre Kofi Kingston e um irritado The Miz. Um combate curto entre dois dos mais condecorados lutadores da WWE, que viu Kofi Kingston vencer depois de um pin rápido. No final do combate, The Miz atacou Kofi Kingston até Big E ter vindo em auxílio do seu amigo.

No backstage tivemos uma entrevista a Daniel Bryan e Roman Reigns, onde o primeiro explicou que ele foi a única pessoa que o “The Fiend” não conseguiu quebrar mentalmente e que tenciona conquistar o WWE Universal Championship no Royal Rumble. Já Roman Reigns afirmou que tenciona ganhar o Men’s Royal Rumble Match e que deseja que Daniel Bryan vença o “The Fiend”, pois nada lhe daria mais prazer do que lutar no main event da WrestleMania 36 contra Daniel Bryan pelo WWE Universal Championship.

Noutra zona da arena, a bela Cathy Kelley estava à porta do balneário de The Miz, para tentar entrevistar o “A-Lister” depois do que aconteceu com Kofi Kingston. No entanto tivemos mais uma grande surpresa, pois foi John Morrison que saiu do balneário de The Miz, dizendo que este nada tem a declarar.

Já no ringue, Drew Gulak tentou mostrar a sua apresentação de PowerPoint, para explicar as razões pelas quais Mandy Rose nunca irá namorar com Otis. Esta ideia correu bastante mal ao ex-Cruiserweight Champion, pois Otis já estava no ringue e atacou-o ainda antes do combate começar.

Otis venceu Drew Gulak. Tivemos então o combate entre Otis e Drew Gulak, que foi como seria de esperar, uma vitória rápida de Otis depois de usar a sua Vader Bomb seguida do Catterpillar.

Braun Strowman venceu Cesaro. No combate seguinte tivemos então a luta entre o “Monster Among Men” e o “Swiss Superman”. Um combate até equilibrado, muito por causa das interferências de Sami Zayn e do WWE Intercontinental Champion Shinsuke Nakamura.

No final, Braun Strowman conseguiu ver-se livre dos dois lutadores fora do ringue, antes de fazer o seu Running Powerslam nem Cesaro para conquistar assim a vitória. Porém, 2020 não começaria da melhor maneira para Braun Strowman, pois Shinsuke Nakamura aproveitou a distração e assim que o combate acabou, aplicou o seu Kinshasa no “Monster Among Men”.

Daniel Bryan & Roman Reigns venceram King Corbin & Dolph Ziggler por desqualificação. Foi então altura do primeiro main event de 2020 do SmackDown. Um combate que começou com domínio por parte do duo de Daniel Bryan & Roman Reigns, até que as luzes da arena começaram a ficar “estranhas” enquanto Daniel Bryan estava no ringue, o que deu a hipótese de Dolph Ziggler começar a dominar o combate.

Daí em diante, o combate foi totalmente dominado por Dolph Ziggler e por King Corbin, até ao momento em que Daniel Bryan conseguiu finalmente trazer o equilíbrio ao combate como só ele sabe, com uma série de golpes onde se inclui um Avalanche Frankensteiner.

Nos momentos finais do combate, parecia que Daniel Bryan iria vencer, mas as luzes da arena apagaram-se e tivemos o WWE Universal Champion “The Fiend” a aparecer e a atacar o seu adversário do Royal Rumble.

Depois, quando parecia que 2020 iria também começar mal para Roman Reigns, pois Dolph Ziggler e King Corbin aproveitaram depois do combate terminado para continuar a atacar o “Big Dog”, tivemos então os últimos regressos da noite, com os The Usos a regressar para ajudarem o seu primo, no que seriam os momentos finais do primeiro SmackDown de 2020.


O que achaste do WWE SmackDown desta semana?

24 Comentários

  1. Hugo7 meses

    Gostei foi 1 bom smackdown. Regresso de Sheamus e dos Usos,contribuiu bastante para isso.

  2. Tiago7 meses

    Finalmente os usos voltaram

  3. Boreman Lames, boooooo7 meses

    Poderiam ter posto o sheamus para regressar no royal rumble, espero que saibam o que vão fazer com o homem até a wrestlemania.

  4. pistoleiro papaco7 meses

    O Sheamus com aquele cabelo do gimmick daquela época da rivalidade com o gimmick do Big Show (2011, 2012). Gostei.

  5. Rollins7 meses

    Gostei dos regressos só acrescentam qualidade à brand quer os usos quer o sheamus lutadores ja com carreiras solidadas .. em geral gostei da smack

  6. Cassidy7 meses

    Eu acredito que a WWE deveria ser mais imparcial com seus funcionários, não levar em consideração fator de parentesco. Depois dessa merda que um desses Usos fizeram, e a biscate da Naomi também, e essa que é a punição? Retorno com ovações dando entender futuro push para os belts de duplas? Vergonhoso. Drew Gulak merecia mais. Gostei muito do Morrison e do Theo fiend.

  7. Facebook Profile photo

    The Fiend aparecer torna sempre as coisas melhores! Gostei do seu envolvimento com o Bryan e das câmaras usadas, deu outra faísca à cena! O Miz virou heel ainda que não tenha tido um envolvimento com o The Fiend… Foi interessante de ver esta mudança!
    O regresso dos Usos foi brutal e creio que na Wrestlemania a Bloodline se consagra campeã de duplas e universal…
    O Sheamus voltou para arrebentar, gostei! Apenas não gostei do ‘regresso’ do Morrison… Foi muito sem sal ahah
    O Braun deve mesmo desafiar o Nakamura para um combate no RR e, tirando estes pontos, nada mais a acrescentar. Foi um bom show!

  8. Lelo7 meses

    The miz é heel outra vez significa que na Wrestlemania 36 vamos ter novamente the miz vs Daniel Bryan

  9. Showstealer7 meses

    Um grande episódio, na minha opinião. Surpreendido pela vitória de Lacey Evans e Dana Brooke (com esta a obter o pin em Sasha Banks), veremos se não desafiam as Kabuki Warriors pelos títulos no futuro.
    O regresso de Sheamus foi tão bom, o público estava muito entusiasmado e parecia que iria voltar como babyface mas depois… surprise xD Acho que o irlandês será o primeiro oponente de Braun Strowman pelo título Intercontinental (espero que Braun ganhe o Becky).
    The Miz está a voltar a ser heel e ele é tão bom nesse registo… Parece-me que John Morrison (aparição um bocado estranha naquele segmento mas fez sentido visto ser um dos amigos de longa data de Miz) e o A-Lister terão uma feud com New Day pelos títulos de equipas em breve (até pelo ataque pós-combate a Kofi Kingston).
    Por último, a rivalidade entre The Fiend e Daniel Bryan é excelente. É uma pena que Daniel não deva tirar o título a Bray Wyatt, porque está a ficar over como antigamente e um combate entre ele e Roman Reigns na WrestleMania seria fantástico.
    Realçar ainda o regresso com uma ovação significativa de The Usos, eles que devem estar agora incluídos na feud de Reigns com King Corbin. Resta esperar por Naomi voltar agora, pelos vistos no SmackDown.
    No geral, foi um show muito bem conseguido (8/10, a meu ver) para abrir o ano e a década.

    • Showstealer7 meses

      espero que Braun ganhe o belt * Desculpem, foi o corretor automático 🙄

  10. L26MC7 meses

    Espero que esta espécie de Heel turn do Miz seja para um regresso do Morrison como equipa do Miz. Os New Day são os campeões e fazer regressar o Morrison e Miz como Heel e tornar eles campeões era só dar um balão de oxigénio à divisão de equipas que anda muito parada.

    • Showstealer7 meses

      Concordo a 100% com o comentário.

    • Facebook Profile photo
      The truth and nothing but the truth7 meses

      Subscrevo a 100% mas gostaria de ver o Miz como campeão Universal

    • Anónimo7 meses

      Concordo contigo L26MC.

  11. Let Me In7 meses

    Me tirem uma duvida, o Cesaro não era do Raw ?

    • Let Me In7 meses

      PS: Foi muito bom smackdown de ontem

    • Showstealer7 meses

      Não, mudou-se para o SmackDown num draft suplementar a seguir ao principal, em outubro.

    • Let Me In7 meses

      Não tava sabendo sobre isso mas valeu bro 👍

  12. satoru9017 meses

    gostei , foi um smackdown interessante

  13. Flávio Jr7 meses

    Foi um SD muito agradável de se ver;
    Claro, os regressos contribuíram pra isso, mas não deixa de ser uma coisa boa. Somente o regresso do Morrison que poderia ter sido melhor executado, até mesmo na luta do Miz, mas está bom. O roster ficou mais fortalecido, agora vamos ver se aproveitam.

  14. Anónimo7 meses

    Foi um bom Smackdown. Tivemos bons regressos, gostei de ver os Uso aparecer e envolverem-se na feud do Roman Reigns.