A WWE transmitiu esta sexta-feira mais uma edição do SmackDown no canal FOX, a partir do CHI Health Center em Omaha, Nebraska, rumo ao Royal Rumble do próximo dia 29 de Janeiro.

Resultados

– Viking Raiders (Erik & Ivar) venceram Los Lotharios (Angel & Humberto), Cesaro & Mansoor e Jinder Mahal & Shanky (SmackDown Tag Team Championships Nº1 Contender’s Fatal 4-Way Match)
Aliyah venceu Natalya
– Sheamus venceu Ricochet
– Madcap Moss venceu Kofi Kingston

Report

O SmackDown abriu com a promoção dos destaques da noite: um confronto cara a cara entre o WWE Universal Champion Roman Reigns e o regresso de Lita à brand azul.

Já no ringue, os SmackDown Tag Team Champions The Usos começaram por elogiar os New Day, mas afirmaram que mostraram a todos que são a melhor a equipa do mundo. No entanto, o trabalho nunca acaba e que os seus próximos candidatos vão ser conhecidos num Fatal 4-Way Tag Team Match que vai acontecer já a seguir, sendo que os The Usos fizeram questão de apresentar as quatro equipas que os podem defrontar.

Viking Raiders (Erik & Ivar), Los Lotharios (Angel & Humberto), Cesaro & Mansoor e Jinder Mahal & Shanky foram entrando e o segmento terminou depois de um Superkick dos campeões em Ivar e Mansoor.

– Viking Raiders (Erik & Ivar) venceram Los Lotharios (Angel & Humberto), Cesaro & Mansoor e Jinder Mahal & Shanky (SmackDown Tag Team Championships Nº1 Contender’s Fatal 4-Way Match): Este tipo de combate são sempre confusos, mas a maior experiência enquanto equipa dos Viking Raiders fez com que estes tivessem mais ímpeto que os seus adversários. Ainda assim, acabou por ser Los Lotharios a dominar e rapidamente o caos regressou, com todos os lutadores em ringue, quer fossem o homem legal ou não.

Depois das quatro equipas terem tido a sua hipótese para vencer, os Viking Raiders conseguiram aplicar o seu Powerslam e são assim os novos candidatos principais aos SmackDown Tag Team Championships dos The Usos.

Depois do combate, os The Usos até elogiaram os Viking Raiders, mas afirmaram que estes não lhes vão ganhar.

No gabinete, Naomi foi mais uma vez refilar com Sonya Deville por esta não gostar dela e foi então que a oficial da WWE insinuou que se esta continuar a provocá-la, poderá acabar despedida.

O video package que vimos a seguir foi sobre a história entre Seth Rollins e Roman Reigns, com imagens da sua carreira nos The Shield.

Logo a seguir tivemos Sami Zayn a declarar a sua entrada no Men’s Royal Rumble Match e a falar da conspiração que existe contra ele e que Johnny Knoxville é mais uma pessoa que está a conspirar contra si. O “Great Liberator” afirmou que até está feliz por Johnny Knoxville estar no Royal Rumble, porque o actor não consegue fazer o que ele faz, mas este consegue fazer tudo o que o actor faz.

Foi então que tivemos o primeiro episódio do “In-Zayn”, com o “Great Liberator” a meter-se dentro de um carro de compras e parecia que ia ser atirado numa rampa, mas o lutador não teve coragem e acabou por ser interrompido, primeiro por Rick Boogs e depois pelo WWE Intercontinental Champion Shinsuke Nakamura, que acertou com o Kinshasa no seu candidato principal. O segmento terminou quando Rick Boogs atirou o “Great Liberator” para fora do ringue.

Nos bastidores, Aliyah foi entrevistada e mostrou-se muito satisfeita por ir fazer a sua estreia em combates singulares e afirmou que não espera envergonhar-se. Natalya interrompeu a jovem e vangloriou-se por estar no livro do Guinness, algo que Aliyah nem sequer sabia que ainda existia. Já a veterana prometeu juntar mais um recorde ao seu currículo, quando conquistar a vitória mais rápida da divisão feminina da WWE.

– Aliyah venceu Natalya: Natalya atacou Aliyah de forma bastante agressiva ainda antes do combate ter começado, e ficou no ar se a jovem ia conseguir lutar. Quando o combate começou, Aliyah apanhou Natalya num pin rápido e venceu o embate de imediato.

Com isto, foi anunciado que a vitória da Aliyah é a mais rápida da história da WWE, com 3,17 segundos.

Em seguida vimos mais um video package sobre a história entre Seth Rollins e Roman Reigns, onde revimos a traição do primeiro ao parceiro e a Dean Ambrose.

De regresso ao ringue tivemos Lita a fazer a sua primeira aparição no SmackDown em mais de 20 anos. Michael Cole, depois de ter falado de todas as lutadoras que olham para a Hall of Famer como inspiração, questionou-a porque é que ela decidiu entrar no Women’s Royal Rumble Match deste ano.

Lita explicou que durante muito tempo estava feliz com a sua carreira, até recentemente, pois nunca teve hipótese de lutar num combate Royal Rumble e por isso está decidida em entrar no deste ano, vencê-lo e ser o main event da WrestleMania 38.

A SmackDown Women’s Champion Charlotte Flair interrompeu Lita e explicou-lhe que esta não vai ganhar o Women’s Royal Rumble Match e que esta run que ela acha que vai ter, vai acabar muito rapidamente.

As duas acabaram por trocar várias farpas, e no final Lita fingiu que ia dar um estalo à “Queen”, mas quando esta se encolheu, abriu espaço para a WWE Hall of Famer aplicar o Twist of Fate.

No backstage, Sheamus foi entrevistado e afirmou que Ridge Holland devia estar ao seu lado, mas não está por causa de Ricochet, e que no combate de hoje ele vai vingar-se e partir o nariz do “One and Only”.

– Sheamus venceu Ricochet: Ricochet começou o combate a 100 à hora, usando a sua agilidade para deixar Sheamus em apuros. No entanto, o “Celtic Warrior” acabou por virar o combate do avesso quando atirou o “One and Only” contra o ringue por duas vezes.

O irlandês dominou durante alguns minutos, mas Ricochet voltou mais uma vez a colocar o pé no acelerador para equilibrar este embate. Os dois lutadores quase venceram por várias vezes, mas no final Sheamus mostrou estar um passo à frente e apanhou Ricochet no ar e com um Brogue Kick venceu o embate.

No escritório, Adam Pearce e Sonya Deville queixarem-se do calor que estava no mesmo, com a “Pride Fighter” a tirar o casaco. Isto fez com que Naomi aparecesse para confrontar novamente a sua rival, mas Adam Pearce interviu e anunciou que no próximo SmackDown teremos um Contender’s Match entre Naomi e a SmackDown Women’s Champion Charlotte Flair.

No terceiro video package sobre a história entre Seth Rollins e Roman Reigns, vimos imagens de quando o “Visionary” fez o cash-in no main event da WrestleMania 31.

De regresso ao ringue tivemos Kofi Kingston a ler uma declaração de King Woods, a explicar que por causa da sua lesão este não pode lugar no Royal Rumble, mas que por decreto real, Kofi Kingston vai entrar no combate.

O ex-WWE Champion foi interrompido por Happy Corbin, que explicou que está bastante bem disposto e ainda ficará mais feliz quando no Royal Rumble eliminar Kofi Kingston. Happy Corbin e Madcap Moss relembraram a lesão que causaram a Drew McIntyre e o último fez uma “piada” sobre Kofi Kingston, mas este não ligou nenhuma e ainda gozou com o “comediante”.

– Madcap Moss venceu Kofi Kingston: Kofi Kingston entrou com tudo contra Madcap Moss, mas este ainda teve algum ímpeto a seu favor. Ainda assim, o ex-WWE Champion voltou a virar o rumo do combate, mas Madcap Moss fez batota e acertou o seu Neckbreaker para lhe dar a vitória.

Por fim, tivemos o cara a cara entre o WWE Universal Champion Roman Reigns e Seth Rollins. Depois do “Tribal Chief” ter recusado fazer o cumprimento dos The Shield, o “Visionary” não perdeu tempo a espicaçar o campeão dizendo que nos combates entre eles, ele ganha sempre.

Roman Reigns respondeu que Seth Rollins deve estar a dormir nos últimos tempos, pois ele é o “Tribal Chief” e é o melhor de sempre. Seth Rollins voltou a provocar Roman Reigns, dizendo que este sempre precisou de ajuda na sua carreira e que foi ele que o criou, e vai ser ele que o vai destruir.

Roman Reigns acusou Seth Rollins de ser um palhaço e de nem sequer ser o lutador mais importante da sua casa, pois se ele quisesse escolher uma Superstar do Raw para o enfrentar no Royal Rumble, teria escolhido Becky Lynch.

As coisas pareciam que iam azedar, mas Seth Rollins acabou por conseguir fugir dos The Usos, que tentaram atacar o “Visionary”. Este, enquanto batia em retirada, afirmou mais uma vez que criou Roman Reigns e que o vai destruir.


O que achaste deste WWE SmackDown?

8 Comentários

  1. O Tozé YT2 semanas

    A Lita diz que nunca teve hipósteses de lutar no Royal Rumble Match, mas bem me lembro que em 2018 ela participou na Royal Rumble Match e que entrou como Nº5

  2. BigMando2 semanas

    E o Roman a dizer que se quisesse ser main event no Royal Rumble com uma megastar, preferia escolher a Becky do que o Seth 🤣🤣
    Demais este segmento

    • darkSoul2 semanas

      era de se esperar ter algum ataque pessoal contra o Seth usando a vida real dele.

  3. Gostei:
    – Começamos o show com os Usos. Eles fizeram uma boa promo, metendo a sua feud com os New Day over e a forma como anunciaram as 4 tag teams que se iam enfrentar foi bem engraçada. Segue-se a Fatal-4-Way Tag. Um bom 1º combate no show, com todas as equipas a terem os seus momentos. Os Viking Raiders conseguem a vitória, o que é sempre bom de se ver, mas não faz sentido dado que perderam para o Corbin e Moss ainda na semana passada, mas pronto.
    – Segmento de Sami Zayn. Este segmento foi, para minha surpresa, ótimo. Adorei mesmo este segmento e a comédia envolvida. Sami Zayn tem aquele carisma natural e a adição de Boogs e Nakamura ao segmento foi bem vinda.
    – Segmento entre Lita e Charlotte Flair. Isto foi um ótimo segmento e é sempre bom ver Lita de volta. Mais um combate de sonho para Charlotte, depois da Trish há uns anos atrás. Mas isto ilustra a falta de profundidade na divisão feminina. Tiveram que ir buscar uma lenda para ter alguém para fazer frente à campeã.
    – Entrevista com Sheamus. É uma boa promo de Sheamus, que estabelece bem os seus motivos para enfrentar Ricochet. Segue-se o combate entre ambos e é um bom combate, o melhor da noite. Sheamus tem estado em altas nestes últimos 2 anos, em termos de combates, esperemos que recebe uma bela recompensa em breve, quiçá um longo reinado como IC Champ.
    – Novo segmento entre Sonya Deville e Naomi, com Adam Pearce a prometer uma desforra a Naomi contra Charlotte. Vai ser um combate deveras interessante entre as 2, mas, de novo, despachem lá o combate entre Naomi e Sonya!
    – Promo de Kofi Kingston, interrompido por Moss & Corbin. Foi bom principalmente porque foi Kofi a fazer a comédia em vez do Corbin e Moss.
    – Confronto entre Roman Reigns e Seth Rollins. Ótimas promos por toda a parte, desde as referências aos Shield, desde o Roman a dizer que a Becky é mais estrela que Rollins… Muito bom. Vejam este segmento final!

    Não Gostei:
    – Segmento entre Naomi e Sonya Deville. Despachem lá o combate. É sempre estas discussões, marquem lá o combate.
    – Entrevista com Aliyah, interrompida por Natalya. 0 interesse nisto. Segue-se uma entrevista com Natalya, que também é um monte de coisas sem interesse e segue-se o combate entre as 2, que a Aliyah vence em 3 segundos, estabelecendo um novo recorde. Entendo o que eles queriam conquistar com este segmento, mas foi tão mal executado…
    – Kofi Kingston vs Madcap Moss. Um combate bem medíocre, nada a dizer sobre isto.

    Overall: 7/10. Um bom episódio, em geral. A Fatal 4-Way, Sheamus v Ricochet e o segmento final são os destaques. Kofi v Moss e os segmentos a envolver Aliyah e Natalya foram para o fraco, mas o restante do show compensou.

    • Okami2 semanas

      Só não concordo muito com a parte da Lita, mas de resto foi isso mesmo. Eu acho que o Sheamus em breve vai reter algum cinturão e vai rivalizar com o Walter. Mas é só palpite.

  4. ??2 semanas

    Nota 8/10.

  5. Anónimo2 semanas

    Bom SmackDown. Bom início de show com os Usos. Bom Fatal-4-Way. Ótimo segmento entre a Lita e Charlotte. E destaco também o ótimo segmento entre o Roman e Rollins.

  6. Foi um bom Smackdown com destaque para o Roman e Seth Rollins!