Frank casino

A pandemia do coronavírus veio mudar o mundo por completo e levar muitas empresas e promotoras de Wrestling à falência, ou pelo menos a cancelarem muitos dos seus shows. Aos poucos vai-se tentando regressar ao “normal”, mas há coisas que poderão nunca mais regressar.

Na mais recente apresentação de resultados trimestrais, a WWE revelou um excelente resultado financeiro fruto de não realizar live events, pois estes davam maioritariamente prejuízo, e por agora realizar os seus principais shows semanais todos a partir da mesma arena, reduzindo os custos de produção.

Ainda assim, a empresa continua a ver os live events como uma área importante, sobretudo para fidelizarão de comunidades de fãs em várias cidades ou países. Só que enquanto a pandemia não for travada e os fãs puderem voltar em cheio às arenas, os live events poderão não voltar a acontecer.

Segundo o WrestleVotes, a agenda que era habitual a WWE realizar todas as semanas – do SmackDown à sexta-feira, live events ao sábado e domingo, e Raw à segunda-feira, tudo em cidades diferentes – não deverá voltar antes de 2022. Isto claro, se o mundo regressar ao normal até lá…

Isto significa então que as Superstars da WWE deverão ter um ano de 2021 bastante tranquilo no que diz respeito a carga de trabalho, combatendo apenas 1 ou 2 vezes por semana, o que também pode significar uma redução de salários ou outros valores que eram pagos pelos live events.

Quanto ao regresso dos fãs aos shows do Raw e SmackDown, essa hipótese tem sido estudada nas últimas semanas e poderá vir a ser implementada assim que a empresa decidir sair do ThunderDome, o que poderá acontecer ainda antes do final do ano ou durante o início do próximo.


Achas que a WWE faz bem caso adie o regresso dos live events apenas para 2022?

10 Comentários

  1. Hugo2 semanas

    Bom….
    como as coisas estão neste momento,não faz muito sentido andar a pular de cidade em cidade.
    Acho que a preocupação primária deve ser a segurança de todos,para que finalmente possa haver fãs nos shows.
    Pois para mim os fãs são muito importantes nos shows de Wrestling,São o combustível que faz com que os lutadores se queiram superar e fazer do Wrestling um verdadeiro espetáculo.

  2. Dada a atualidade faz sentido

  3. Devia era parar de fazer os live events defenitivamente.

  4. Ainda bem pois os USA estão num fase muito má da pandemia e a saúde está em primeiro lugar.

  5. Não faz sentido voltar com os live events não só pelo momento que se vive atualmente mas também por não dar lucro à empresa

  6. Bea Ospreay2 semanas

    Deviam era parar com os live events, no maximo tours em outros paises.

  7. Faz sentido! Primeiro está a saúde!

  8. El Cuebro2 semanas

    Eu acho que os live-events deveriam é acabar de vez, ajudaria muito o elenco e os funcionários da WWE, com mais tempo de folga para se preservar para os shows de Raw, SD, NXT e 205, menos contusões seriam evitadas e muitas outras coisas, espero que a WWE repense isso!

    • Anónimo2 semanas

      Isso é verdade, menos trabalho, não acontecia tantas lesões. Mas como se viu muitos lutadores não são a favor disso, porque ganham mais dinheiro nos live events. Mas também se fosse para acabar com isso, que fosse só dentro dos EUA. Porque se não, de outra forma os fãs dos outros países não iam conseguir ver num evento da WWE ao vivo.

  9. Anónimo2 semanas

    Foi uma decisão bastante acertada.