O nosso YouTube está de volta. Subscreve!
Frank casino

A WWE realizou este sábado, em véspera do Royal Rumble, o especial Worlds Collide, um evento que colocou frente a frente lutadores do NXT e NXT UK numa série de vários combates. O evento realizou-se no Toyota Center, na cidade de Houston, no estado do Texas.

O WWE Worlds Collide foi transmitido através da WWE Network. Subscreve aqui, o primeiro mês é grátis!

Resultados

– NXT UK Women’s Champion Kay Lee Ray venceu Mia Yim (Kickoff)
– Finn Bálor venceu Ilja Dragunov
– Jordan Devlin venceu NXT Cruiserweight Champion Angel Garza, Isaiah “Swerve” Scott e Travis Banks
– #DIY (Johnny Gargano & Tommaso Ciampa) venceram Moustache Mountain (Tyler Bate & Trent Seven)
– NXT Women’s Champion Rhea Ripley venceu Toni Storm
– Imperium (NXT UK Champion WALTER, Fabian Aichener, Marcel Barthel & Alexander Wolfe) venceram Undisputed ERA (NXT Champion Adam Cole, NXT Tag Team Champions Bobby Fish & Kyle O’Reilly & Roderick Strong)

Report

NXT UK Women’s Champion Kay Lee Ray venceu Mia Yim. Ainda no Kickoff, tivemos o primeiro combate da noite e foi um combate equilibrado, apesar de um maior domínio da NXT UK Women’s Champion Kay Lee Ray.

No final, Mia Yim ainda mostrou que poderia ganhar, mas viu um roll up seu a ser contra-atacado para um roll up de Kay Lee Ray, que aproveitou e segurou nas calças da adversária para garantir a contagem de três.

Finn Bálor venceu Ilja Dragunov. No primeiro combate do card principal do Worlds Collide tivemos Finn Bálor e Ilja Dragunov, a começar o combate de forma equilibrada. No entanto, o lutador russo mostrou ter um pouco mais de agilidade do que o “Prince of NXT”, como podemos ver no seguinte gif:

Num final com algumas false finishes, a experiência de Finn Bálor seria decisiva, que com o seu 1916, venceu o combate, dando assim a primeira vitória da noite ao NXT.

Tivemos em seguida uma entrevista perto do ringue feita por Cathy Kelley aos BroserWeights e aos Grizzled Young Veterans, onde as duas equipas finalistas do NXT Dusty Rhodes Tag Team Classic descobriram que para além da vitória no torneio, quem vencer ganhará uma hipótese pelos NXT Tag Team Championships.

Jordan Devlin venceu NXT Cruiserweight Champion Angel Garza, Isaiah “Swerve” Scott e Travis Banks. No primeiros de dois combates onde títulos estiveram em jogo tivemos ação veloz e furiosa, como seria de esperar, de um combate entre quatro dos melhores cruiserweights do mundo.

O final foi caótico e quando parecia que Angel Garza iria reter o seu título, Jordan Devlin surpreendeu tudo e todos, e aproveitando o Wingclipper de Angel Garza, tirou o campeão do ringue e fez ele o pin vencedor.

#DIY (Johnny Gargano & Tommaso Ciampa) venceram Moustache Mountain (Tyler Bate & Trent Seven). O terceiro combate do Worlds Collide abriu com Johnny Gargano e Tyler Bate a “levar-nos à escola”, com uma excelente sequência de Wrestling técnico, dando o mote para o que seria o melhor combate da noite. O combate foi marcado pelo equilíbrio e pelas constantes trocas de domínio, sendo que ambas as equipas tiveram boas hipóteses de vencer.

No final, os Moustache Mountain quase venceram depois da combinação de Burning Hammer modificado de Trent Seven com joelhada da 3ª corda de Tyler Bate, mas os #DIY com o seu Meeting in The Middle em Trent Seven garantiram a vitória. Depois do combate, os quatro lutadores mostraram respeito mútuo, tendo-se cumprimentado e abraçado no meio do ringue.

Antes do próximo combate, Mercedes Martinez foi mostrada sentada no meio do público. A câmara passou então para Dakota Kai, que de forma surpreendente foi atacada por Tegan Nox. Ataque que durou até vários oficiais da WWE as terem separado.

NXT Women’s Champion Rhea Ripley venceu Toni Storm. O combate pelo NXT Women’s Championship começou de forma equilibrada, tal é o conhecimento que as duas lutadoras têm uma da outra. Durante o combate, até foi a campeã Rhea Ripley a ter um maior domínio, mas Toni Storm nunca desistiu e isso ia-lhe valendo uma vitória. Porém, uma ida extremamente incaracterística de Toni Storm à 3ª corda deitaria tudo a perder, pois a ex-NXT UK Women’s Champion falharia o Frog Splash, o que abriu caminho para o Riptide de Rhea Ripley, que assim defendeu o seu título com sucesso.

No backstage tivemos uma entrevista de Johnny Gargano a ser interrompida com um ataque de Finn Bálor, ataque esse que só foi parado por Tyler Bate.

Imperium venceram Undisputed ERA. O main event da noite começou da pior forma, pois Alexander Wolfe teve de ser retirado de combate com uma suspeita de concussão. No entanto, isso não abalou os outros 7 lutadores, que partiram para um combate que teve um ritmo bastante elevado.

O domínio esteve quase sempre do lado dos Undisputed ERA, que beneficiaram assim da força dos números. Porém, o NXT UK Champion WALTER provou porque domina o NXT UK e sempre que entrava em ringue trazia os Imperium para a mó de cima. Só uma ação conjunta dos NXT Tag Team Champions e a força daquele que é um dos lutadores em melhor forma na WWE, Roderick Strong, conseguiram colocar WALTER fora de combate por vários minutos.

Quando parecia que os Imperium não iam conseguir aguentar muito mais, depois de vários minutos de sofrimento às mãos dos Undisputed ERA, WALTER regressou ao combate e simplesmente virou-o do avesso, com chop atrás de chop.No final, com uma Powerbomb em Bobby Fish, o lutador austríaco venceu o combate e assim os Imperium conseguiram derrotar os Undisputed ERA.

O que achaste deste WWE Worlds Collide?

8 Comentários

  1. BRRM1 mês

    Sem dúvida, um evento de encher as medidas a qualquer um!

    KLR vs Mia – combate bastante agradável para começar a noite

    Bálor vs Dragunov – o Ilja portou-se muito bem e o Finn está um wrestler completamente diferente desde o heel turn. Muito bom!

    Cruiserweight championship match – o resultado apanhou-me de surpresa e o combate em si foi tudo o que se pede a uma fatal four way por este título: um ritmo nonstop e spots bem bacanos

    #DIY vs Moustache Mountain – era o combate que estava mais ansioso para ver e devo dizer que não me desiludi nem um pouco. Que belo combate! pqp

    Rhea vs Storm – foi o combate que menos gostei. Não me consigo interessar por nada que envolva a Toni e o pouco tempo que tiveram também não lhes permitiu fazer muito.

    Imperium vs Undisputed Era – foi uma pena a lesão do Wolfe mas acabou por ser um ótimo combate na mesma recheado com grandes momentos.

  2. TEX1 mês

    1 palavra: BRUTAL

  3. L26MC1 mês

    Que grande PPV!!!
    Num modo geral todos os combates foram agradáveis de assistir, destaco o main event, grande guerra, gostava que num futuro próximo podessem lutar num combate vale tudo. Destaco também e para mim combate da noite, o combate pelo título Cruiserweight, que grande combate, cheio de ótimos spots e no final grande surpresa com novo campeão.

  4. McAllister1 mês

    A vitória dos Imperium deveu se muito a excelente execução de Fabian aichner

  5. Showstealer1 mês

    Muito bom evento este Worlds Collide! Oxalá que possam repetir este formato nos próximos anos, para mim foi uma aposta ganha.
    Todos os 6 combates foram bastante entertaining mas #DIY vs Moustache Mountains foi simplesmente demais (a química daquelas equipas entre si e uma com a outra foi qualquer coisa de fantástico).
    O outro combate que também mais gostei foi, naturalmente, o main event entre Imperium e Undisputed ERA: tendo em conta o infeliz azar de Alexander Wolfe logo no início, muitos props para os restantes 7 lutadores que tiveram de se adaptar e no entanto deram um excelente espectáculo.

  6. NXT FOREVER1 mês

    Walter Walter Walter. Cada chapada do Walter é menos 1 ano de vida do lutador que a recebeu 🙂

  7. Anónimo1 mês

    Sem dúvida foi um execelente PPV, combates muitos bons cheios de grande qualidade!

  8. Y2Jean1 mês

    N gostei da derrota dos Undisputed ERA. Essa cor verde vem dando azar kkkkkk. Mas a stable dos almofadinhas é tão boa quanto. Ficou evidente o cansaço dos caras kkkk o Bartel esqueceu de colocar as mãos para trás e o Fabian tava ofegante kkkkk