WWE transmitiu este domingo, a partir do ThunderDome no Yuengling Center em Tampa, Flórida, mais um dos seus pay-per-views, o WWE WrestleMania Backlash.

O WWE WrestleMania Backlash foi transmitido na WWE Network. Subscreve!

Resultados

– WWE United States Champion Sheamus venceu Ricochet (Kickoff)
Raw Women’s Champion Rhea Ripley venceu Asuka e Charlotte Flair
– Rey Mysterio & Dominik venceram SmackDown Tag Team Champions Dolph Ziggler & Robert Roode
– Damian Priest venceu The Miz (Lumberjack Match)
– SmackDown Women’s Champion Bianca Belair venceu Bayley
– WWE Champion Bobby Lashley venceu Drew McIntyre e Braun Strowman
– WWE Universal Champion Roman Reigns venceu Cesaro

Report

Ainda no Kickoff e no backstage, Dolph Ziggler & Robert Roode confrontaram e atacaram Dominik Mysterio, deixando-o condicionado para o SmackDown Tag Team Championship Match desta noite.

– WWE United States Champion Sheamus venceu Ricochet (Kickoff): No Kickoff, Ricochet respondeu ao open challenge de Sheamus, mas o “One and Only” rapidamente se deve ter arrependido dessa decisão, pois o WWE United States Champion usou a sua agressividade para dominar este combate desde o primeiro segundo.

Depois de um domínio de vários minutos por parte do “Celtic Warrior”, Ricochet começou a usar a sua agilidade e velocidade para virar o ímpeto a seu favor e até quase venceu este combate.

No final, Ricochet tentou o seu 630, mas Sheamus desviou-se e depois de alguns contra-ataques, o “Celtic Warrior” com uma joelhada incrível venceu este open challenge.

Já depois do combate terminar, Sheamus ia-se vangloriar da sua vitória, mas Ricochet entrou em ringue e roubou o chapéu e casaco do WWE United States Champion, deixando-o furioso.

Batista deu voz ao vídeo de abertura do WrestleMania Backlash, evento que foi patrocinado pelo novo filme Army Of The Dead da Netflix e do qual o ex-lutador da WWE é protagonista.

– Raw Women’s Champion Rhea Ripley venceu Asuka e Charlotte Flair: O combate de abertura do WrestleMania Backlash começou de forma caótica e não seria de esperar outra coisa destas três lutadoras, e acabou por ser Charlotte Flair a aproveitar a confusão para dominar este Triple Threat Match.

Ainda assim, controlar um combate destes é quase impossível e a Raw Women’s Champion Rhea Ripley também foi mostrando algum ímpeto. Porém, a explosividade de Asuka foi um problema para as suas adversárias.

A agressividade foi aumentando e com isso o cansaço, e as quase vitórias foram começando a aparecer. Depois de parecer que íamos ter uma nova campeã, Rhea Ripley quase do nada acertou o seu Riptide em Asuka, depois deste ter levado uma boot de Charlote Flair, e venceu este combate, retendo o Raw Women’s Championship.

Nos bastidores tivemos The Miz e John Morrison a falar, com o “A-Lister” irritado por ter de enfrentar Damian Priest num Lumberjack Match. Já “Johnny Drip Drip” estava confiante que poderia convencer os lumberjacks a ajudar The Miz.

Já na sala dos médicos da WWE, tivemos o médico a dizer a Rey Mysterio que o seu filho Dominik não pode lutar.

– Rey Mysterio & Dominik venceram SmackDown Tag Team Champions Dolph Ziggler & Robert Roode: Rey Mysterio entrou com tudo a tentar vencer sozinho e o mais rapidamente possível, e até dominou os primeiros momentos, mas a força dos números foi um problema para o lendário luchador e assim os Dirty Dawgs começaram a dominar este combate que começou por ser um Handicap Match.

Os SmackDown Tag Team Champions dominaram durante bastante tempo e com o passar dos minutos a frustração foi aparecendo, pois Rey Mysterio nunca desistiu e os campeões não conseguiam vencer o combate.

De forma incrível, Rey Mysterio foi sobrevivendo e já com Dominik no apron, o “Mestre do 619” viu o seu filho a fazer o tag e a entrar com tudo, mas um Spinebuster de Robert Roode acalmou o jovem lutador.

Ainda assim, Dominik foi sobrevivendo e quando Rey Mysterio entrou em ringue este virou o combate de forma surpreendente, tendo acertado o 619 em Robert Roode e feito o tag ao seu filho. Dominik acertou o seu Frog Splash em Robert Roode e assim venceu este combate. Os Mysterios são assim a primeira dupla de pai e filho a serem campeões de equipas na WWE!

Assim que o combate terminou, os novos SmackDown Tag Team Champions foram entrevistados e os dois mostraram-se super felizes e orgulhosos por serem o primeiro pai e filho como campeões de equipas.

John Morrison tentou conversar com os lumberjacks, mas o balneário estava cheio de zombies.

De seguida tivemos Jimmy Uso a entrar no balneário de Roman Reigns, com o recém-regressado a voltar a falar com o seu irmão de como eles deveriam ter um balneário só para eles e que Jey Uso não tem de ser o pau mandado do “Tribal Chief”. Quando Roman Reigns apareceu, Jimmy Uso desejou sorte ao seu primo, pois ele irá precisar.

Enquanto The Miz fazia os seus últimos preparativos, John Morrison tentou explicar que havia zombies no ThunderDome, mas o “A-Lister” pensou que o seu amigo estava a delirar.

– Damian Priest venceu The Miz (Lumberjack Match): Com os zombies como lumberjacks, o combate começou com um lock-up, como seria de esperar de uma situação destas… Damian Priest entrou melhor neste Lumberjack Match, sendo que até decidiu bater em alguns dos zombies.

O “A-Lister” ainda tentou ter algum controlo, mas o “Archer of Infamy” foi o lutador que melhor se adaptou a esta situação surreal. Ainda mais surreal foi o momento em que os dois rivais perceberam que só conseguiriam lutar se destruíssem o grupo de zombies e assim tivemos algum trabalho de equipa inesperado.

Já com John Morrison perto do ringue, este acabou por ser atacado por vários zombies. Com toda a confusão, Damian Priest acertou o Hit The Lights em The Miz e venceu este Lumberjack Match.

Depois do combate ainda vimos The Miz a ser “devorado” por vários zombies.

– SmackDown Women’s Champion Bianca Belair venceu Bayley: O combate pelo SmackDown Women’s Championship começou de forma bastante técnica e, ao contrário do esperado, foi Bianca Belair que levou a melhor nesta vertente, sendo que a “EST da WWE” dominou durante alguns minutos, mas a mais experiente Bayley usou algum engenho e virou o ímpeto a seu favor, depois de um Front Suplex nas escadas.

A “Role Model” dominou então durante vários minutos, mas a força de Bianca Belair é complicada de dominar e a campeã foi equilibrando esta contenda. As false finishes foram começando a aparecer, em especial para Bayley, que sempre que podia tentava fazer batota. O final apareceu do nada, com a SmackDown Women’s Champion Bianca Belair, que com um pin rápido e o seu cabelo à mistura apanhou a sua rival e reteve o seu título.

Nos bastidores, MVP foi entrevistado e começou por dizer que Braun Strowman não é inteligente o suficiente para ser WWE Champion, já Drew McIntyre é inteligente o suficiente para saber que está em apuros. Apesar de um Triple Threat Match poder trazer problemas ao campeão, ele não está preocupado com Bobby Lashley, pois este vai reter o seu WWE Championship.

– WWE Champion Bobby Lashley venceu Drew McIntyre e Braun Strowman: Bobby Lashley e Drew McIntyre perceberam que tinham de se ver livres de Braun Strowman e trabalharam em equipa para fazer o que era preciso e assim que puderam começaram a lutar um contra o outro. Só que deixar o “Monster Among Men” fora de combate durante muito tempo não é fácil e tivemos o caos instalado, como se esperava e queria.

Só que caos não descreve o que foi acontecendo entre estes três guerreiros, que lutaram tanto dentro como fora do ringue e foram-se destruindo com o passar dos minutos. Em especial quando o “Scottish Warrior” atirou o “All Mighty” através de uma parte do ThunderDome, que “explodiu” com a destruição.

Quem se aproveitou disto foi Braun Strowman, que acabou por dominar Drew McIntyre, mas este continuou a dar luta, pelo menos até levar uma Powerbomb na mesa dos comentadores.

Já no ringue, parecia que de alguma forma Drew McIntyre tinha virado o combate a seu favor com um Claymore Kick, mas vindo do nada, o WWE Champion Bobby Lashley apareceu, atirou o “Scottish Warrior” para fora do ringue, acertou um Spear em Braun Strowman e reteve assim o seu título.

– WWE Universal Champion Roman Reigns venceu Cesaro: O combate pelo WWE Universal Championship começou com os dois lutadores a quererem mostrar o seu poderio físico, mas o main event começou num ritmo lento, mas agressivo e foi o “Tribal Chief” que beneficiou mais deste tipo de combate, apesar de Cesaro fazer sempre kickout ao 1, algo que foi irritando o campeão.

A frustração que o campeão foi construindo durante o seu domínio, abriu espaço para que o “Swiss Superman” começasse a ganhar ímpeto e usasse a sua força e incrível agilidade para dar luta ao “Head Of The Table”.

Ainda assim, Roman Reigns foi continuando a tentar lesionar o braço direito de Cesaro, algo que foi fazendo desde os primeiros momentos deste main event e foi dominando de forma agressiva o seu adversário, mas o “Swiss Superman” estava decidido a dar a sua vida nesta “guerra”.

O cansaço foi começando a aparecer, mas estes dois lutadores foram dando tudo e Cesaro por mais do que uma vez parecia que ia ser o novo WWE Universal Champion, mas Roman Reigns percebeu que tinha de dar tudo para vencer.

No final, a tenacidade do “Tribal Chief” foi incrível, pois apesar de Cesaro estar a dar luta como mais ninguém deu a Roman Reigns, este conseguiu com o seu Guillotine Choke adormecer o seu adversário e assim continuar campeão.

Assim que o combate terminou, Jey Uso veio ao ringue e atacou Cesaro para alegria do WWE Universal Champion Roman Reigns. O ataque foi interrompido por uma aparição de Seth Rollins, que depois de um cara a cara com o “Tribal Chief”, riu-se e atacou o seu rival Cesaro, tendo feito do braço direito do suíço o seu alvo.


O que achaste deste WWE WrestleMania Backlash?

34 Comentários

    • ATT ERA1 mês

      A luta tripla achei fraca e achei que a Flair venceria, Mysterios venceram para perder pros Usos.

  1. ATT ERA1 mês

    Que coisa horrorosa até a luta do Miz.

    • FMorais1 mês

      nem sei o que penso realmente sobre esta fusão de Wrestling com TWD , se foi bom ao mau ainda estou a processar……

    • Facebook Profile photo

      Mano, eles apenas não quiseram fazer um lumberjack match comum… mas esta suposta transformação do Miz e Morrison pode trazer coisas novos aos programas semanais…

    • Kay Orton1 mês

      Caras era uma luta pra divulgar uma série ou filme da Netflix, independentemente de ser ruim ou bom, isso trás dinheiro pra empresa, e é isso que importa 🤷🏾‍♂️

    • ATT ERA1 mês

      Claro. Pra divulgar o filme do Bautista.

  2. Alyssa Drake1 mês

    Achei que a sasha ia aparecer e atacar as 2 ou ajudar a bayley a ganhar e virarem dnv uma dupla

    • Ronaldo1 mês

      Sasha Banks e Bayley por enquanto está descartada a possibilidade das duas formarem dupla porque a Bayley ainda culpa a Sasha por terem perdido o título de duplas.

  3. Zoro sola1 mês

    Strowman lutou dms merecia ter ganho, começei a torcê por ele no meio do combate

  4. Kay Orton1 mês

    Cesaro já começou errando antes do gongo tocar 😭😭😭
    todo mundo sabe que nunca se deve colocar a mão no prêmio antes da hora pq da azar 😭😭😭

  5. Rolf1 mês

    Excelent Main Event!
    Provalmente melhor PPV na WWE este ano

  6. Joelson Souza Ribeiro1 mês

    Roman continuará sendo o chefe” da tribo” e o campeão universal. Do Smackdown pra tristeza profunda dos secadores que torce para o Cesaro ganhar.

    • ATT ERA1 mês

      Quem vai tirar o título dele provavelmente será Seth Rollins ou alguém que mude do Raw para o SmackDown. Drew ou Priest eeriam bons nomes, quem sabe. Outra aposta pode ser que o próximo seja o Nakamura a desafiar, seria interessante. Se eu pudesse escolher uma luta para o RR eu gostaria de ver ele lutar contra Bob Lashley valendo os dois títulos para uma unificação.

    • RR??? Pensas mesmo á frente, isso é so em janeiro do proximo ano agora lol

  7. Gostei:
    – A abertura com Batista! A promo aumentou ligeiramente o meu entusiasmo para este PPV.
    – Promo package para o Raw Women’s Championship Match. O talento destas 3 mulheres era suficiente para me deixar interessado no combate, mas esta package fez a storyline parecer melhor do que vimos no Raw.
    – Triple Threat pelo Raw Women’s Championship. Um combate bem planeado que mostrou os fortes de todas as mulheres. Claro que teve as suas falhas, muitas devido aos ângulos da câmara, como a Charlotte a falhar completamente o Moonsault, ou a Asuka a posicionar-se para o pin após o Natural Selection. Também notei a Asuka a usar imenso a leg slap, algo que foi banido (ainda não sei porque, mas continuando). De resto, foi ótimo.
    – Típico segmento cómico entre Miz e Morrison no backstage que até teve a sua piada.
    – Rey descobre que, devido a um ataque no pre-show, Dominik iria falhar o combate e que Rey teria que enfrentar os Dirty Dawgs sozinho.
    – SmackDown Tag Team Titles Match. Devido à lesão de Dominik, Rey teve que começar como o underdog e, como sempre, fez um ótimo trabalho nessa posição. Os Dirty Dawgs dominaram-o e até teve aquele spot que gostei imenso, do Roode a atirar o Rey para fora do ring onde o Ziggler acerta-lhe com um Superkick mid air. Dominik eventualmente apareceu, Rey não queria fazer o tag devido à lesão mas Dominik forçou o tag. A lesão voltou a ser um problema, mas Rey completou o trabalho e temos novos campeões! Uma fantástica story de underdogs! Recomendo imenso a verem este combate!
    – Após o combate, os 2 têm uma entrevista onde falam sobre ser o primeiro duo pai/filho a se tornarem campeões de equipas.
    – John Morrison entra numa sala para subornar os lumberjacks mas eles são todos zombies e Morrison fecha a porta. Na altura, quando estava a ver o PPV, até achei piada a isto e gostei, pois achei que era uma táctica promocional para o filme do Batista e que os lumberjacks ião ser os lutadores, que isto era só a brincar. Jesus, como estava errado…
    – Jimmy tenta convencer Jey a abandonar Roman, mas quando Roman aparece, Jimmy diz que só foi lá desejar boa sorte.
    – Jey vai ter com Jimmy para o confrontar, mas Jimmy responde com em vez do balneário dizer só Roman Reigns, devia dizer Roman Reigns e a sua cadela.
    – Promo package para a feud entre Bianca Belair e Bayley.
    – Bayley vs Bianca pelo SmackDown Women’s Championship. Como esperado, um fantástico combate, as 2 mostraram uma ótima química. A Bayley fez o papel típico de heel e a Bianca mostrou todas as suas habilidades e, apesar de ser face, também mostrou que pode quebrar um bocado as regras quando a adversária faz o mesmo. O final protege a Bayley e faz com que a Bianca pareça inteligente.
    – MVP destaca numa entrevista que Braun Strowman decidiu mal ao recusar os Hurt Business.
    – Triple Threat pelo WWE Championship! Isto foi um completo caos, e adorei! McIntyre e Lashley a trabalhar juntos para arrumar o Strowman, mas não dura muito e McIntyre manda Lashley pelos LED’s (mais explosivo que o exploding deathmatch entre Moxley e Omega). O Strowman esteve muito bem, o McIntyre conseguiu acertar o Claymore no monstro mas Lashley rouba a vitória! Recomendo a verem o combate!
    – Promo package para Reigns vs Cesaro.
    – Antes do combate, destacar este pequeno detalhe que gostei imenso. Jey Uso começa a dar hype a Roman durante a entrada deste último e Jey diz ”nós” em vez de ”tu”. Devido a isto, Roman manda Jey para o backstage.
    – Roman Reigns vs Cesaro pelo Universal Championship. Este combate manteve a história dos anteriores combates do Roman pelo título, que é o Roman a não levar os adversários a sério e depois entra em sarilhos. Mas hoje o Roman tinha que fazer isto sozinho, não há Usos para ajudar. O Cesaro trabalhou bem, com um ótimo sell ao seu braço direito, cujo o Roman focou-se imenso, e o Cesaro parecia um super-herói neste combate! Mas não bastou e Roman conseguiu a vitória. Recomendo a verem!
    – Após o combate, Jey Uso veio pedir desculpa e pediu para espancar o suíço, com Reigns a aceitar obviamente. Enquanto Jey espancava Roman, Seth Rollins apareceu, cara-a-cara com Roman, riu-se e espancou Cesaro. Ótima forma de terminar o show!

    Não Gostei:
    – A equipa de comentadores clarifica que é mesmo uma táctica promocional e que os lumberjacks do combate vão mesmo ser os zombies………… E depois fogem todos assustados, com os 3 lutadores também a fingirem-se de assustados………………….
    – Miz vs Damian Priest. É assim: Se fosse só o Miz e o Morrison a ver os zombies, ok. Um gajo até ia nessa. Mas o Damian também os via e une-se ao Miz de vez em quando para os afastar! Isto é gozar com a nossa cara. Já para não falar do combate ser mau, mas claro, como é que queria um combate 5 estrelas quando os 2 tem que enfrentar o cast do Walking Dead…

    Overall: 7/10. Ótimo PPV da WWE com 3 combates que recomendo a verem! Então porquê o 7 em 10? Por causa do Walking Dead. Isto foi pior que essa mesma série após a 4ª temporada… e isso é dizer alguma coisa! Excluindo os zombies, o restante do show foi, no mínimo, bom e superaram as expectativas.

    • Enquanto Jey espancava Cesaro*

    • Kay Orton1 mês

      Meu amigo QUE ÓTIMA observação com o Moonsault da Charlotte Flair. Em 2 minutos e 13 segundos de um combate SIMPLES e BÁSICO e sem emoção nenhuma num Raw ou SD, vão ter 200 cortes de câmeras e pelo menos 150 cortes não tem a necessidade de existir, mas num combate como esse, o número de vezes que a câmera ESTRAGA os golpes é realmente de se impressionar, mais de 10 vezes sendo humilde na crítica. Querem banir os tapas na perna mas nem a posição da câmeras eles conseguem fazer.

    • ??1 mês

      A temporada 5 e 6 foram excelentes, da 7 pra frente que a serie se perdeu.

  8. Facebook Profile photo

    Para mim o destaque vai claramente para a triple threat pelo wwe championship. Não estava mesmo nada à espera de um combate tão bom e animado como aquele que vi. Realçar também a luta de tag team, há quanto tempo nao via uma luta/história tão boa nessa divisão, foi mesmo uma excelente surpresa, ainda que eu preferisse que a vitoria dos mysterios tivesse sido com publico. Roman e Cesaro com um excelente combate, como era de esperar, ainda que eu tivesse na cabeça que o edge ia regressar no final. As duas lutas femininas terminaram de uma forma muito sloppy e nem vou falar dos zombies.

    • Facebook Profile photo

      No geral foi um excelente ppv, e como ja disseram aqui aquelas 3 lutas (tag, triple threat e main event) sao de facto algo para ver e rever.

  9. Ronaldo1 mês

    Vibrei com a vitória da Bianca Belair em cima da Bayley. Sei que vão me descer a lenha pelo fato de muitos serem fã da Bayley, mas sinceramente no roster da WWE não acho a Bayley grande coisa como lutadora. Pra mim ela não está com essa bola toda.

    • angela rodrigues1 mês

      Charlotte é a melhor mesmo, infelizmente não ganhou

    • angela rodrigues1 mês

      Concordo, Bayley não é grande coisa, o mesmo penso de Becky, as duas têm fãs bastante

  10. Achei o Backlash um pouco abaixo mas talvez foi só impressão minha!

  11. Fora aquele desastre de “combate” entre Damian Priest e The Miz e o ataque no final de Seth Rollins a Cesaro (algo anti-climático, a meu ver), tudo o resto foi decente e por isso diria que este é um dos PPV’s mais sólidos realizados pela WWE desde o início da pandemia.
    Curti de praticamente todo o evento, em especial o opener pelo título feminino do Raw (Charlotte Flair voltou a mostrar porque é uma in-ring performer única), o combate pelo WWE Championship (grande surpresa da noite, a meu ver) e o soberbo main event (Roman Reigns continua a proporcionar clássicos).

    • E acrescento ao teu coment que este é um ppv secundarios, vem a provar que os grandes ppvs tem ficado á quem da sua grandeza, espero pelo menos que seja diferente em agosto e tenhamos uma excelente qualidade

    • É verdade, Gangrel_Rules. O último Royal Rumble e mesmo a WrestleMania 37 foram eventos fixes de se assistir, mas por vezes falta consistência no que diz respeito ao nível do card (alguns combates muito bons e depois outros que não entregam).

  12. BRRM1 mês

    Parvoíces com zombies à parte, bom PPV assim no geral.

    Sheamus vs Ricochet – foi bom mas noutras circunstâncias podia ter sido excelente, pena que o Ricochet ande perdido (e roubar o chapéu e o casaco do US Champion não me parece propriamente a melhor maneira de o elevar…). Já sobre o Sheamus, é nice vê-lo a finalmente receber a apreciação que merece por parte dos fãs nos últimos tempos.

    Rhea vs Asuka vs Charlotte – penso que o final podia ter sido um nadinha melhor trabalhado mas de resto foi um combate muito bom sem nenhum momento morto.

    Mysterios vs Dirty Dawgs – pessoalmente, não gosto muito quando babyfaces são atacados nos bastidores e depois conseguem ultrapassar todos os obstáculos e ganhar o combate mas neste caso até que se pode dizer que fez sentido. O Dolph perdeu singles matches tanto para o Rey como para o Dominick portanto é normal que os DD sentissem necessidade de se porem em vantagem. Para além disso, o combate foi bastante bem trabalhado: os ex-campeões fizeram um heel work admirável e o Rey foi o mesmo underdog soberbo que tem sido ao longo de toda a carreira.

    Priest vs Miz – eu sinceramente nem sei o que dizer sobre esta merda…

    Bianca vs Bayley – belo combate. A Bayley esteve excelente no papel de veterana crafty e agressiva e a Belair fez um ótimo trabalho a lutar “por baixo”

    Lashley vs McIntyre vs Strowman – três gajos grandes, fortes e atléticos a lutarem a um ritmo bué acelerado e a fazerem (e levarem) moves que não são nada normais para pessoas do tamanho deles, não houve aqui nada para não se gostar. Combate brutal mesmo.

    Roman vs Cesaro – excelente. A “lesão” no braço do suíço foi muito bem trabalhada, este mostrou muita garra e o Reigns usou a sua maior experiência em grandes combates para mostrar superioridade e finalmente ganhou um combate de forma completamente limpa, sem ajudas. Devia ser (quase) sempre assim. O pós-combate foi uma forma estranha de acabar um PPV mas pelo menos levantou curiosidade para ver o que vai acontecer a seguir.

  13. Anónimo1 mês

    Foi um bom PPV, com bons combate. Destaco os 4 combates pelos títulos principais, foram bons. Bom ver o Dominik a ganhar o primeiro título ao lado do pai. A parte que se dispensa é a cena dos zombies no combate do Damien Priest contra o Miz, mas fora isso foi um bom PPV.

  14. Bom Backlash
    – Rhea vs Charlotte vs Asuka
    Bom combate com a pessoa certa a ganhar, a meu ver, vamos ver o que se segue para as três
    – Ziggler e Rodde vs Mysterios
    Bom combate, gostei da dinâmica até do Rey sozinho e conquista merecida para a dupla de pai e filho
    – Damien Priest vs The Miz
    … não tenho opinião formada sobre isto, muito sinceramente
    – Bayley vs Bianca
    Bom combate, a princípio devem alongar a feud, mas espero que envolva mais alguém
    – Lashley vs Drew vs Strowman
    Muito bom combate, bem construído e a credibilizar ainda mais o Bobby. Realçar a performance do Strowman
    – Roman Reigns vs Cesaro
    Mais um combate brutal do Roman, tanto a nível de storytelling como em ringue e muito bem também o Cesaro que vendeu bem a lesão

  15. TakerVanderVaart231 mês

    Bom PPV no geral.
    Destaco Bailey vs Bianca Belair, o combate entre Reigns e Cesaro e o Triple Threat pelo RAW Womens Title.
    O combate pelo titulo da WWE também foi bom.
    Ponto negativo foi aquilo dos zombies, acabou por não fazer qualquer sentido. Poderiam ser apenas Miz e Morrison a vê-los ou poderia apenas ter sido segmento de backstage, agora aquilo durante o combate e Priest e os comentadores a fingirem estar assustados também… meh.. estragou um bocado as coisas

  16. Facebook Profile photo

    acredito q cesaro e roman protagonizaram a maior luta do ano, foda é q foi o ppv mais previsivel da história