TNA X-Travaganza (05/04/2013)

A TNA estreou um conceito de PPV totalmente inovador: TNA One Night Only! A primeira edição foi inteiramente dedicada à X Division e além do regresso do Ultima X Match e do Xscape Match tivemos um main-event tremendo entre Austin Aries e Samoa Joe.

Destaque especialíssimo para o combate de despedida de Jerry Lynn contra Rob Van Dam!

Resultados

Christian York venceu Matt Bentley, Alex Silva, Sam Shaw, Lince Dorado, Puma e Jimmy Rave (Xscape Match)
– Douglas Williams e Kid Kash venceram Tony Nesse e Rashad Cameron
– Chavo Guerrero venceu Robbie E
– Kenny King venceu Zema Ion, Rubix e Mason Andrews (Ultimate X Match)
– Bad Influence venceram Sonjay Dutt e Petey Williams
– Rob Van Dam venceu Jerry Lynn
– Austin Aries venceu Samoa Joe

Vídeos

Dailymotion
http://dailymotion.com/video/k5ljzQK4Uovgr23Xhgb
http://dailymotion.com/video/k4LRjQXLD5otYD3XhgQ
http://dailymotion.com/video/k6dIgG1EfKLhs23XhgX

Mais Links e Download Directo

Sobre o Autor

- Colaborador do Wrestling.PT para os conteúdos da Total Nonstop Action!

29 Comentários

  1. PAPMS - há 4 anos

    Os videos??? Por favor eu quero muito ver isto

  2. Almeidadxx - há 4 anos

    ok, podem me tirar uma duvida sff? o RVD ainda está com a TNA ou não?

  3. Jorge Rebelo - há 4 anos

    Estava bastante curioso para perceber se este TNA ONO seria um conceito que passado à prática funcionava e na verdade resultou bem. Primeiro por ser à Sexta-feira e é um dia óptimo para se ficar acordado até mais tarde e para os fãs dispostos a pagar para ver, é um PPV bastante barato em relação aos 4 PPVs regulares. A questão de ser um PPV temático acabou por ser suficiente para equilibrar o problema de este evento não ter storylines, nem ter influência nas histórias actuais.

    Para quem gosta da X Division, a TNA encontrou um equilibrio muito interessante em nostalgia e acção.

    Os dois pontos mais negativos acabaram por ser o combate entre o Robbie E e o Chavo (sobretudo por uma tentiva detestável do Chavo em se associar à X Division através de um analogia com os cruiserweights da WCW e com lucha libre). Desta ez, nem o comedy act do Robbie E e do Park salvaram o combate.

    Também mau foi a prestação dos últimos três lutadores que ficaram na jaula, aquando do Xscape Match. Vimos um Jimmy Rave e um Matt Bentley totalmente em baixo de forma e com um visual muito pobre e um Christian York novamente lento…o que se passa com o York é uma grande questão. Não foi este o lutador que ganhou o Gut Check e que pegou de estaca no roster. Este York nunca teria ficado na TNA e está a arriscar-se a sair tão depressa quanto regressou…

    Por falar em Xscape Match, apesar de ter um visual muito contestável, vejo potencial no Sam Shawn e o PUMA já devia estar na TNA há muito tempo. Mais despercebidos estiveram o Lince Dorado e o Alex Silva.

    O combate de tag-team entre os Old School Kid Kash e Douglas Williams e os New School Tony Nese e Rashad Cameron foi interessante pela diferença de estilo. Sabendo que o Kash e o Williams dificilmente voltarão à TNA, tenho lido muitos elogios à prestação do Nese, mas francamente não gostei. Foi discreto no ringue e a promo antes do combate foi péssima. Já o Rashad voltou a surpreender e seria um lutador que a TNA deveria considerar chamar para a nova era da X Division.

    Um dos momentos da noite foi o Ultimate X Match e aqui um nome destacou-se – Rubix. Dominou o combate, teve os melhores spots, executou manobras arriscadíssimas e não há uma falha a apontar. O Ion e o Mason Andrews estiveram bastante bem e o King arrancou a vitória heel em linha com o seu personagem. Vale a pena rever este combate, que fica para já como dos melhores este ano.

    O combate de tag-team entre os Bad Influence e a dupla Petey/Dutt foi bastante divertido e percebeu-se a alegria do Petey no regresso à TNA. Estes lutadores conhecem-se bem e proporcionaram um combate que até acordou a totalmente morta Impact Zone. Uma nota – Canadian Destroyer dois dias seguidos!

    O momento mais emotivo da noite foi aquela homenagem da TNA ao Lynn no final do combate. O Lynn é um dos criadores da X Division e esteve na TNA desde o 1º dia. Para mim a TNA devia considerar seriamente induzir o Jerry Lynn no TNA Hall of Fame já este ano.

    Incrivel como foi preciso um combate mais hardcore e a presença do Lynn para o RVD fazer o seu melhor combate desde que chegou à TNA…

    A pérola deste PPV foi o main-event. O Aries chamou-o de Match of The Year. Não sei se será, mas que foi um combate trememdo isso não há dúvidas. Joe voltou a ter o estilo demolidor que o caracteriza e curiosamente Aries esteve muito próximo do estilo presunçoso que conquistou os fãs no seu regresso em 2011. Não foram muitos os nomes que conseguiram saltar da X Division para a luta pelo World Heavyweight Champion, mas estes dois são um exemplo perfeito do potencial desta divisão.

    Apesar de se notarem as ausências de nomes como Brian Kendrick, Amazing Red, Jay Lethal, Elix Skipper ou Low ki, a TNA reuniu um conjunto importante de nomes do passado, presente e futuro da X Division. A qualidade dos combates foi muito muito boa e compensou o facto de não haver história. Este conceito funciona para mim enquanto fã de wrestling, pois permite disfrutar de bons combates, relembrar bons momentos da TNA, sem estar a pensar na lógica e direcção das storylines. Como disse o RVD, Foi um show para qualquer fã de wrestling disfrutar. Para já, aposta ganha.

  4. mrREP00 - há 4 anos

    where the fuck are the videos ????

  5. JDF - há 4 anos

    Isso é uma porcaria, nem vale a pena.

  6. Kira - há 4 anos

    Só uma pergunta, este PPV ja foi trasmitido nos EUA??

  7. Suicide - há 4 anos

    Estou mais entusiasmado para ver isto do que para ver a Wrestlemania, pena é ainda não haverem vídeos…

  8. Enigma - há 4 anos

    Também ja procurei em tudo quanto foi site mas não encontrei nada… T-T

  9. Kira - há 4 anos

    Pena não haver um combate com o AJ Styles, que foi um dos pioneiros na X-Divison e porem o Rob Van Dam…

  10. TheCodebreaker11 - há 4 anos

    Não levem a mal, mas é Anthony Nese, não Tony, e sim eu sei que Tony é diminutivo de Anthony :)

  11. FranciscoAP - há 4 anos

    WTF! Que PPV! Digo sem qualquer tipo de problema que foi o PPV que mais gozo me deu ver, o melhor que já vi! Podia fazer um comentário a cada um dos combates mas para quê? Ia estar sempre a dizer o mesmo… BRUTAL

    Isto deixa qualquer um com orgulho por acompanhar a TNA! Thank You TNA

  12. Tazz - há 4 anos

    Fuc k… Agora que ia para ver o PPV, o vídeo já não esta disponível.. Que falta de sorte :x
    Vejam lá isso sff ;)

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador