Não muito fiável, mas ao menos não tão doido como o Ryback, é o Top Ten. A celebrar carreiras longas, ao contrário dos piscares de olhos que foram as da semana passada. Estas até dão para ganhar vários títulos mundiais bastante espaçados entre eles. É sobre essas fendas que falamos.

Muitas vezes os títulos não saem dos veteranos, que estão sempre com o cinto em mãos, outras vezes já nem esperamos que eles voltem novamente a esse panorama mas lá voltam. Por vezes pode ser um regresso ao activo, outras vezes pode ser um lutador activo que realmente esteve muito tempo longe dessa ribalta. O certo é que há fendas muito grandes entre reinados mundiais destes Superstars e aqui listamos os maiores.

Uma nota importante: não posso garantir um imenso rigor. Mesmo a nível de ordem, procuro uma mas não tão certinha, a contar dia por dia, quem é que teve uma fenda maior que o outro. Isso e o facto de que pode escapar algum, especialmente com outro título internacional ou de outra promotora. Mas estes dez parecem-me dignos de serem destacados.

1 Comentário

  1. Kurt Angel2 semanas

    Tinha ideia que iria colocar o Randy Orton, gostei muito do artigo!