4 Conclusões do primeiro mês de “Wednesday Night Wars”

Foto de perfil do Facebook 3 semanas 14

Com a passagem da última quarta-feira chegámos ao final das 4 primeiras semanas do que se pode chamar a “guerra” entre a AEW e o NXT.

Cerca de um mês depois do início (ainda não passou bem um mês, faltam uns dias eu sei) já é possível começar a tirar algumas conclusões depois de 4 semanas de competição.

Ainda assim admito que algumas destas conclusões possam ser precoces se olharmos para o que poderemos estar a falar daqui a 1 ano sobre esta disputa entre a AEW e o NXT.

Dito isto estas são quatro conclusões a tirar depois de um mês da “guerra” entre a AEW e o NXT:

14 Comentários

  1. Em termos de qualidade estão empatados.
    O Star Power da AEW é uma enorme vantagem para estes meses iniciais mas o NXT demonstrou ser uma brand de qualidade consistente e em constante renovação dos seus lutadores algo que penso que não será feito com tanta regularidade atualmente.
    Por agora o NXT limita-se a dar a conhecer os seus lutadores ao publico enquanto que a AEW não precisa de o fazer pois a maioria dos nomes da AEW são bem conhecidos.
    Na minha opinião a AEW está a explodir com tudo sem pensar muito no futuro como é o exemplo de muitos dream matches o que para a divulgação é otimo mas a longo prazo deixa de ter tanta piada por não ser um first time ou pela repetição dos combates
    Não é facil gerir o publico no wrestling e penso que a AEW já começou a perceber isso com a perda de audiencias.
    Mas só daqui a 1 anos é que podemos saber se há realmente “guerra” ou não. Por enquanto é apenas competição

    • Algoritmo3 semanas

      Na minha opinião, a AEW tem de explodir com tudo para dar tempo a alguns lutadores menos conhecidos de se desenvolverem. Chris Jericho está com 49 anos: penso que MJF será o seu substituto. Temos ainda Darby, Janela, Spears. As estrelas principais têm de aparecer já e entrar com tudo agora! Jericho, Omega, Moxley e Cody são os main eventers da AEW neste momento. No upper card, temos PAC e Hangman.

    • Rooben3 semanas

      Algoritmo na minha opiniao o quem vai suceder ao jericho e o hangman .
      Mas o MJF vejo o como um top heel daqui a pouco tempo

    • Mas comparado com o NXT a AEW tem lutadores que de um modo geral o publico já conhece, sendo eles lendas do circuito independente ou antigos lutadores da WWE sendo isso uma grande vantagem em relação ao NXT
      A longo prazo também penso que o MJF será o substituto do Jericho como Top Hell, mas as coisas podem mudar muito rapidamente.

  2. duzonraven3 semanas

    Gostei do artigo, mas não concordo quanto ao primeiro tópico, as lutas citadas apesar de longas foram excelentes e serviram para prender a atenção durante todo o episódio
    Quanto ao vitórias-derrotas já havia pensado nisso também, uma possível solução é reiniciar o ranking por “temporadas”, como ocorre com a maioria dos esportes

    • Kick_Ass3 semanas

      Bem pensado! Penso que será mesmo esse o método que vão usar, pois de outra forma deixaria de ter sentido.
      Eu pessoalmente gosto bastante do método vitórias-derrotas usado pela AEW, é uma óptima forma de dar a conhecer ao público que são os top guys da companhia.

  3. Rooben3 semanas

    Excelente artigo !
    Gostei muito da abordagem ao topico final , mas acho que a AEW faz isso bem .
    Mesmo que receba push , acaba por ser como no boxe , o que interessa e o momento actual do wrestler .
    Para mim vou achar mais estranho e quando a aew abrir o seu hall of fame .
    Vao incluir um wrestler que pode ter sido adorado pelo publico , mas com um score 100 w / 350 l por exemplo .
    Vai acabar por o descredibilizar

  4. Dina3 semanas

    Meu principal problema com a AEW é a divisão feminina.

  5. Concordo com tudo o que foi dito em todos os tópicos tanto AEW como NXT têm pontos fracos, acho que cada um deve focar-se em si o mais rápido possível, nos próximos 6 meses podemos ver a AEW a afirmar-se tanto como podemos ver o jogo a virar.. ambas têm de dar o litro já…

  6. Kick_Ass3 semanas

    1 – Não concordo, a duração dos combates nesta fase é essencial para demonstrar o melhor que a companhia pode oferecer, com o tempo é que podem começar a diminuir em alguns, mas nesta fase acho que não era benéfico.

    2 – Concordo, o NXT peca bastante em star power porque a AEW tem nomes mais “pesados” que o NXT, as mudanças do Zayn, Cesaro e juntava também do Apollo Crews era algo refrescante para os wrestlers e daria mais alguma visibilidade à brand.

    3 – Os ratings é algo complicado… é muito difícil de prever, o Smackdown e o Raw à uns meses andaram com 1.50 ou menos e agora rondam os 2.0/2.3, apesar de o produto estar uma m****, penso que a AEW com o produto estável que tem vai conseguir voltar a subir o ratings e o NXT vai manter o que tem atualmente com uma ou outra oscilação.

    4 – Concordo em parte, pois se o sistema vitórias-derrotas continuar por muito tempo deixa de ter sentido tal como descreveste. Mas penso que no final do ano por exemplo o sistema vitórias-derrotas vai sofrer um reset e começar tudo de novo, tal como uma liga de futebol, pois de outra forma não faria o mínimo sentido.

    • Kick_Ass na sua opinião qual é a diferença entre a AEW e o NXT que faça com que a AEW suba nos próximos meses e o NXT estabilize?

    • Kick_Ass3 semanas

      Star power é principal razão, mas também porque as pessoas vêem apenas o NXT como uma terceira brand que não é superior ao RAW/Smackdown, infelizmente é o ponto de situação na WWE. O NXT dá cartas, desenvolve wrestlers e o main roster destrói uns 80% deles, assim não dá, ponto. O booking do main roster tem de mudar está péssimo.

      A AEW tem um bom roster e um bom produto onde fazem um bom proveito disso, dá a entender que ninguém está lá por acaso, desde os top guys, aos midcarders sólidos, que ajudam a construir uma boa empresa, até às young guns. Isso é o ponto de partida para que o produto seja consistente e que trará mais gente a querer assistir algo com pés e cabeça e sendo um produto mais adulto também ajuda muito como uma boa alternativa à WWE.
      O único ponto fraco que vejo na AEW é a divisão feminina, que tem falta de star power.

  7. Showstealer3 semanas

    Concordo com a maior parte do artigo menos o tópico inicial, pois acho que, regra geral, a AEW tem gerido bem o tempo dos combates (até porque é necessário mostrar o que cada lutador é capaz de apresentar).

    • Foto de perfil do Facebook

      Eu não concordo porque há combates que demoram demasiado tempo e especialmente combates que são entre um high card e um mid/low card. A duração de um combate e a dominância dá para demonstrar quem do roster é mais ou menos importante para já e torna os ataques mais especiais, ao contrário do que tem acontecido com constantes kick-outs.

      Uma pessoa não vai querer saber de um wrestler se ele faz um shooting star press muito bem como o Marq Quen do Private Party, mas que nunca é o final de um encontro. Mas todos falam do finisher de PAC, uma submissão que já deitou abaixo Omega e Adam Page, nunca ninguém se livrou daquilo.

      Encurtar combates também é uma forma de meter mais promos que é algo que falta na AEW para já (menos no contexto da main event porque Jericho e Cody são fantásticos, os melhores Heel e Face atualmente no wrestling, de longe).

      Eles têm que dar uma razão para nós querermos saber de Hangman, de Pac, de Darby Allin e de muitos outros, em termos de personagem. Se eles mostrassem a promo da introdução de Darby, todos ficariam a torcer bem mais por ele. Saberem a razão pela qual ele pinta a cara e porque vergou pelo wrestling, passado com o skating.

Comentar