Coube à AEW tentar fechar o ano de 2023 em grande e tiveram essa tarefa com Worlds End, que aconteceu no fim-de-semana passado. Mas será que conseguiram cumprir essa tarefa, ou não?

Neste momento, é difícil criar expectativas altas em relação à companhia devido ao que tem acontecido nos últimos, visto que não tem tido a melhor imagem, com possíveis perdas de dinheiro e polémicas nos bastidores.

Mas dentro deste pay-per-view, houve coisas que deram para apreciar. Achei que foi muito carregado por dois combates de destaque que me chamaram a atenção, e foi isso que me fez querer ver este evento. Portanto, vamos primeiro olhar para as cinco coisas que gostei de ver no Worlds End.

Assim sendo, vamos a isso!

6 Comentários

  1. Arns2 meses

    Por acaso até nem gostei muito, mas Briscoe e Jay Lethal têm tido papel relevante. Participar no torneio foi, por si só, algo relevante. Alguém tinha que levar mais pins…

    • Tosse2 meses

      Meu deus,pensa no que acabaste de escrever sobre esses 2 marcos do wrestling.
      Santa ignorância

    • Tosse2 meses

      Santo corneta!

  2. Não comentando coisas desnecessárias:
    1- Samoa Joe como campeão é algo bom, já merecia isto, se não foi na WWE, foi na AEW;
    2- Combate Christian e Edge foi o melhor da noite sem dúvida, mas o do Swerve contra o Hangman foi pelo menos do mesmo nível na minha opinião, mas diferentes, apesar de terem regras semelhantes.

  3. Ótimo artigo.

    5 – Tem mesmo feito um bom trabalho . Gostaria muito de ver o Mark ter mais destaque.

    4 – Triste, porém verdade.

    3 – Até que concordo também.

    2 – 🙏🙏🙏🙏🙏🙏🙏

    1 – Já descorri sobre os pontos que gostei dessa nova stable atualmente no post do Dynamite essa semana, só quero acrescentar que se fizerem um bom trabalho dá para manter a chama viva sim. O Ciampa se lesionou logo ao fazer o turn ao Gargano e foi tudo perfeito quando ele retornou.

  4. moleiroslb2 meses

    Este mamífero foi abusado pelo Tony Khan. Tanto ódio.
    Ou isso, ou gostava!