A minha opinião sobre o AEW Double or Nothing

há 4 meses 16

Penso que todos os fãs de Wrestling, quer tenham visto o AEW Double or Nothing, ou só tenham visto os resultados e alguns vídeos, estavam interessados em saber como seria o primeiro evento da All Elite Wrestling iria decorrer.

E eu não sou diferente. Depois de ter visto o AEW Double or Nothing, quero deixar aqui as minhas opiniões, sobre o que achei do primeiro evento da All Elite Wrestling.

Começando pelo início (dá jeito) vou começar por falar dos combates que aconteceram no Pre-Show do Double or Nothing. E para mim são logo dois pontos negativos, pois a 21-Man Casino Battle Royale, na minha opinião foi de fraca qualidade, muitos lutadores sem interesse/nome em um combate que definiria um dos lutadores que irá lutar no primeiro combate pelo AEW World Championship.

Olhando aos 21 lutadores só 3 lutadores realmente poderiam ser levados a sério para vencer o combate, Shawn Spears (anteriormente conhecido como Tye Dillinger e que foi eliminado por um lutador ser pernas, queria ver se isto fosse na WWE), MJF que tem tudo para ser uma das maiores estrelas da All Elite Wrestling, basta ver a promo que fez durante a apresentação do título por parte de Bret Hart e “Hangman” Page que é provavelmente o “Ace” de futuro da AEW.

O combate a seguir entre Kip Sabian e Sammy Guevara, foi nada mais do que um spotfest entre dois lutadores, que se fosse feito para 100 pessoas todos estaríamos a dizer que isto não tinha sido bom.

Eu estava a ver e pensei, esta não era a primeira imagem que esperava que quisessem passar, sempre acreditei que íriamos ter uma surpresa na Battle Royal que levasse pessoas a comprar o PPV à última da hora mais isso não aconteceu.

Passando ao evento em si, pode-se ver rapidamente que a AEW se diferencia das outras empresas consideradas independentes, pirotecnia, um palco diferenciado, bem filmado, exceto 1 ou 2 erros e logo cedo se percebeu que estávamos a ver um evento profissional.

Ainda assim, por muito que goste de ouvir a foz de Jim Ross, senti muitas vezes, que o lendário comentador já não consegue comentar um evento tão grande, mas quero deixar aqui uma palavras de apreço a Excalibur, que quem o conhece de ver PWG sabe o quão disparatado e over the top Excalibur pode ser, mas durante o Double or Nothing foi para mim o melhor dos comentadores.

Em relação aos combates, na minha opinião ter Christopher Daniels a vencer o primeiro combate oficial da All Elite Wrestling, foi um bom tributo a Daniels, apesar de na minha opinião o combate ter demorado um pouco mais do que poderia ter demorado.

Aliás essa é um pequeno apontamento a todos os combates de Tag Team do evento, mas compreendo que queiram dar tempo a tudo e a todos de se mostrar neste palco, se bem que o combate entre os Best Friends e a equipa de Jack Evan e Angélico tivesse sido giro de ver, chegou a uma altura em que já tinha havido demasiados kick-outs pelo menos na minha opinião.

De negativo também realçar o erro de não ter havido um close up de quando Bret Hart revelou o AEW World Championship, algo que na WWE nunca na vida falharia, mas estamos a falar de uma empresa no seu primeiro evento.

Sobre outros combates, quero referir o 6-Woman Tag Team Match entre as lutadoras japonesas, onde aposto que 95% do público presente naquela arena, só estaria familiarizado com Aja Kong e mesmo assim as 6 lutadoras conseguiram mostrar ao público quem são e retirar excelentes reações do público e isso mostra qualidade. E não esquecer no primeiro combate feminino da história da All Elite Wrestling, a presença de Awesome Kong, que deu-nos logo um dos primeiros momentos holy shit!.

Quanto aos que foram os três combates principais da noite, os Young Bucks vs Lucha Bros tal como referi nos outros combates de Tag Team, achei com tempo exagerado, mas estamos a falar de duas das melhores equipas do mundo, logo “desculpa-se”. Bom pormenor que foi bem apanhado por Excalibur foi o facto dos Young Bucks terem usado golpes usados por rivais seus no passado como os Motor City Machine Guns ou a equipa de Kevin Steen e El Genérico (Kevin Owens e Sami Zayn).

Sobre o combate de Cody e Dustin Rhodes, tenho de falar obviamente da entrada de Cody, que na verdade me deixa dividido.

Se por um lado aprovo a provocação a Triple H, com o momento de partir o trono com uma marreta, em um claro momento de “nós somos competição, preparem-se”. Por outro lado penso que logo no primeiro evento atacar a WWE, é basicamente fazer os erros da WCW e TNA fizeram no passado sem sucesso e também uma forma de se calhar afastar alguns fãs, pois estão a atacar a única empresa de Wrestling que muitas pessoas seguem.

Em relação ao combate em si, nunca pensei em dizer isto de um combate de Cody, mas gostei. Foi um combate que me encheu as medidas no que toca a contar uma história em ringue e que se calhar, tiraria um kickout ao combate, mas isso já é estar a ver as coisas ao pormenor e isso faz perder a piada ao wrestling.

Já o main-event, o combate acabou e a sensação que tive foi que este Chris Jericho vs Kenny Omega foi melhor que o combate que eles tiveram na NJPW no ano passado.

Verdade que nunca revi o combate, mas lembro-me de que fiquei mais satisfeito depois deste combate do que a seguir ao que aconteceu no Wrestle Kingdom 12.

De mencionar também, que achei a entrada de Chris Jericho extremamente bem pensada e uma excelente forma de mostrar a evolução do lendário lutador, mal posso esperar pelo combate que terá no NJPW Dominion contra Kazuchika Okada.

Agora falar da grande surpresa da noite, o aparecimento de Jon Moxley e o ataque a Chris Jericho e a brawl com Kenny Omega.

Sem ser grande fã de Moxley, estamos a falar de um lutador que até ao mês passado esteve nas televisões da WWE e que foi um dos lutadores de topo dos últimos anos da WWE e que veio ainda mais legitimar a All Elite Wrestling, aos olhos dos fãs casuais.

Para fechar a minha conclusão é que foi um bom show de Wrestling com 2 combates excelentes e que mostrou em termos de produção estar a um nível excelente para primeiro evento e que mostra que a All Elite Wrestling veio para ficar, se será competição com a WWE, honestamente em um futuro próximo duvido, mas penso que estamos a falar de facilmente de uma promotora que se vai tornar na terceira ou quarta maior empresa de Wrestling a nível mundial rapidamente.

Agora a verdadeira questão é como será quando tiverem programas televisivos semanais, porque com este roster fazer eventos de X em X meses é fácil fazer bons ou muito bons eventos, o problema vai ser manter a qualidade do produto alta quando tiverem de escrever televisão semanal.


E tu, qual a tua opinião sobre o AEW Double or Nothing? Quais foram para ti os pontos positivos do evento? E os negativos?

16 Comentários

  1. Y2Jean há 4 meses

    Eles têm uma chance de ouro. Tem gente competente e experiente. Na teoria a chance de repetir os erros das companhias concorrentes é menor, somado ao objetivo de fazer melhor. Tem tudo pra dar certo! Gostei do show. Corcondo sobre os kick outs mas quando for lutadores de ELITE aí tudo bem.
    Deus abençoe a AEW

  2. Showstealer há 4 meses

    De acordo com praticamente tudo o que disseste, Luís. Aqueles últimos 3 combates do show foram top, o pre-show também achei a parte mais fraca do PPV apesar da Battle Royale ainda ter tido alguns spots engraçados. No geral, foi um excelente primeiro grande evento por parte da AEW, que se anuncia assim ao mundo como uma companhia de peso. Também acho que em pouco tempo serão, pelo menos, a terceira maior empresa de professional wrestling, até a colocaria já no final deste ano atrás apenas da WWE e já à frente da NJPW pelo buzz que já gerou com este Double or Nothing.

  3. Lucas Gomes há 4 meses

    Ótimo PPV de estreia dessa nova empresa, pude conhecer lutadores que não tinha visto lutar. Talento é oque não falta para a AEW, e os que tem na WWE, são colocados pra jobbers, espero que isso não ocorra com eles. Os kick outs são necessários, pois mostram a força dos lutadores, e isso na minha opinião deixa a luta dos wrestlers de igual pra igual e com mais emoção, isso que o público quer ver. Espero um ótimo combate agora pelo título entre page e Jericho, tenho minhas dúvidas de quem irá ganhar. Agora esperar também para ser revelado os títulos de tag team e da divisão feminina. Um título de peso leve também seria ótimo para a companhia.

  4. Diego há 4 meses

    “Se por um lado aprovo a provocação a Triple H, com o momento de partir o trono com uma marreta, em um claro momento de “nós somos competição, preparem-se”. Por outro lado penso que logo no primeiro evento atacar a WWE, é basicamente fazer os erros da WCW e TNA fizeram no passado sem sucesso e também uma forma de se calhar afastar alguns fãs, pois estão a atacar a única empresa de Wrestling que muitas pessoas seguem.”

    Mais um Luís a comentar coisas sem nexo nenhum, talvez seja o mesmo…
    A wwe pode mandar as bocas que quer há AEW e já foram algumas e estes não podem fdc 😂😂 que hipocrisia do crlho..

    • Não é o mesmo, mas dou-te resposta na mesma. As provocações da WWE vêm de cima para baixo, as das restantes feds vão de baixo para cima. Enquanto não forem concorrência à séria, será provocações das quais a WWE se vai rir 😂

    • O famoso pensamento “ai credo, provocaram-me, tenho obrigatoriamente de provocar de volta!!”. Se uma companhia vai ter um sucesso tremendo pode começar por pôr de parte pensamentos infantis e olhar apenas para si, pelo menos para já, digo eu…

    • OmegaRules há 4 meses

      ahahah a wwe rir-se foram os primeiros a chorar quando no youtube todos diziam que nao queriam competição e começou a guerra na cena das camisolas

      uma forma de se calhar afastar alguns fãs

      tu tens noção que és o unico a dizer isso? é que o cody se fez aquilo do trono foi mesmo para gozar com a wwe, a seguir vais-me dizer que o Bret hart processou o MJF por ter feito piadas sobre o ataque do fan? Já agora dá uma espreitadela no youtube da elite eles gozam com a wwe em tudo desde que começou o BTE

    • Mas tu achas mesmo que isso das camisolas afecta a WWE? Eles têm (e gastam) dinheiro para pagar a tipos só para expulsar fãs da arena lol… Podem dar-se a esse “luxo”. E mesmo assim continuam a lucrar…

      O que tem uns ex-WWE gozarem com a companhia nos seus vídeos de YouTube? Não estou a perceber o ponto…

  5. Diego há 4 meses

    “Agora a verdadeira questão é como será quando tiverem programas televisivos semanais, porque com este roster fazer eventos de X em X meses é fácil fazer bons ou muito bons eventos, o problema vai ser manter a qualidade do produto alta quando tiverem de escrever televisão semanal”

    A WWE têm um grande roster, diz-me a última vez que fizeram um PPV bom? Não peço que me digas um muito bom porque não há, mas um bom.
    Já agora em 2018 viste algum ppv melhor que o All In?

    • Porquê que não esperas que a AEW tenha shows semanais para fazeres essas tuas comparações? É que fazer 1 único bom PPV num ano é fácil. Vários ou seguidos, muito complicado…

      Boa sorte para o Fyter Fest e Fight for the Fallen 👍🏻

    • 1 PPV bom, dou dois: Money in the Bank; principalmente… e Wrestlemania.

    • OmegaRules há 4 meses

      Salvador a wwe desde que é pg só tem vindo a fazer merda, quando a cena é para adultos as coisas são melhores e até os erros são entendidos como comedia boa e barata, pa es dono de um site sê mais humilde nas respostas e deixa-te de criancices

      • O argumento “és dono de um site” tem sempre que vir à baila, daí evitar comentar muita coisa…

        Dizer que a WWE só tem feito merda desde que ficou PG é altamente enganador e revela logo o fanatismo dos teus comentários. E não estou aqui a querer defender a WWE.

    • OmegaRules há 4 meses

      ó Salvador estás a espera que a AEW humilhe ainda mais a tua querida wwe? só com um ppv e ja deu o que falar imagina em Outubro quando começar o semanal, maluco digo-te uma cena vou-me embora deste site e só volto cá em Agosto para ver a tua cara depois dos proximos 3 ppvs da elite serem tão bons quando o DON

      • Mas que querida WWE? Eu não estou aqui a defender a WWE, nem a criticar a AEW. A WWE tem muita coisa má. Estou aqui apenas a criticar os comentários fanáticos que têm existido desde que a nova empresa foi anunciada.

        É preciso ser cego para não perceber isso e também para achar que basta um (ou meia dúzia) de shows para “humilhar” uma companhia que é “dona” deste negócio há décadas.

        Adeusinho 🙂

  6. Filipe há 4 meses

    Foi agradavel mas longo de se ver. PG nada.
    Pontos positivos: Bom Wrestling e excelentes spots (aquele do fenix no canto foi brutal)
    Pontos negativos: falta de storylines mas tb foi o 1º show por isso nem o considero. mas este acho o mais grave e onde a wwe fez bem em por: REGRAS. Achei o arbitro irrelevante em mtos combates, sobretudo tag team onde entravam qd quisessem. Acho que isso nao contribui para o espectáculo havendo um arbitro ali, sobretudo se querem rivalizar com a wwe. Cuidado com as pancadas na cabeça.
    Falta chamar gente conhecido ao publico geral. Dean Ambrose é conhecido mas o seu moveset é limitado. roubar Um Seth Rollins ou um Daniel Bryan face criaria mto buzz. Os desaproveitados na AEW seriam bem vindos como Cesaros e rusevs… Harper e Neville era bom. Agora é so esperar

Comentar