A AEW transmitiu este sábado mais uma edição do Collision no canal TNT, a partir da Brookshire Grocery Arena em Bossier City, Luisiana, rumo ao Revolution de 3 de Março.

No main event, os FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood) e Daniel Garcia derrotaram a House Of Black (Malakai Black, Brody King & Buddy Matthews) num brutal Escape The Cage Elimination Match.

Noutro destaque, Orange Cassidy defendeu o AEW International Championship com sucesso contra Komander, que tinha ganho um Freshly Squeezed Match no Rampage da noite anterior.

Já o AEW Continental Crown Champion Eddie Kingston esteve em ação num Eliminator Match contra Willie Mack, do qual saiu vencedor.

Os Blackpool Combat Club também estiveram em destaque no Collision desta semana, com Jon Moxley & Claudio Castagnoli a vencerem um Tag Team Match contra os Shane Taylor Promotions (Shane Taylor & Lee Moriarty), e Bryan Danielson a garantir uma vitória sobre Yugi Nagata.

No feminino, destaque para a vitória de Mariah May sobre Lady Frost, e para o regresso de Serena Deeb, que derrotou Robyn Renegade. Depois do combate, a regressada prometeu elevar a divisão feminina da AEW e conquistar o título.

Por fim, mencionar ainda: Swerve Strickland revelou Toa Liona como adversário de “Hangman” Adam Page no próximo Dynamite; Brian Cage provocou o FTW Champion HOOK no backstage.

Resultados

– Blackpool Combat Club (Jon Moxley & Claudio Castagnoli) venceram Shane Taylor Promotions (Shane Taylor & Lee Moriarty)
– AEW International Champion Orange Cassidy venceu Komander
– Mariah May venceu Lady Frost
– AEW Continental Crown Champion Eddie Kingston venceu Willie Mack (Eliminator Match)
– Bryan Danielson venceu Yugi Nagata
– Serena Deeb venceu Robyn Renegade
– FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood) & Daniel Garcia venceram House Of Black (Malakai Black, Brody King & Buddy Matthews) (Escape The Cage Elimination Match)

Vídeos

Watch Wrestling


O que achaste deste AEW Collision?

17 Comentários

  1. Joao1 mês

    60 comentários no royal rumble e nada aqui ? Vamos la pessoal o show foi razoavel

    • Resher1 mês

      pra vc ver o quanto de fanboy. ME do Collision foi mt melhor q o RR Masculino

    • ”razoável” não é bem a palavra que eu usaria kkk achei o ep sensacional. Mas não dá pra comparar os dois. O hype do RR é estrondoso e por mais que o conteúdo apresentado em ringue não seja tão bom como o desse ano, ainda assim, o evento será bem mais comentado por razões óbvias.

    • Pois é, Vitor. O RR mexe muito com a nostalgia…

  2. Ronaldo1 mês

    um bom show, destaco o Main Event e os BCC em alta!

  3. PELO AMOR DE DEUS!!!
    Uma pena que o Royal Rumble tenha ofuscado esse episódio, mas caso tenham interesse: ASSISTAM ESSA MARAVILHA!!
    Começamos com a mini rivalidade entre Blackpool Combat Club e Shane Taylor Promotions: Foi uma boa pancadaria, as duas duplas estavam bem, a crowd estava bem animada e o final foi bom.
    Orange Cassidy x Komander: Os dois apresentaram uma boa combinação de movimentos e o final foi bonito de se ver, tomará que os dois voltem a se encontrar novamente! Mostraram uma boa química!
    Vamos para a minha parte favorita do show: Lady Frost x Mariah May.
    Uma excelente apresentação das duas. Frost tem um estilo único e combinou muito bem com a May, que por sinal, está sendo muito bem construída e se tudo der certo irá virar um grande trunfo da AEW no futuro. Ela é boa em todos os aspectos, fora e dentro do ringue, e merece o reconhecimento que vem conquistando.
    Mack x Eddie: O Mack quase se suic*do* com aquele split na metade da luta mas seguiu firme até o final, e fez um bom trabalho. 6 minutos bem gastos e mais uma vitória individual para o Eddie.
    Bryan x Nagata: preciso falar alguma coisa? Um ícone americano enfrentando um ícone japonês é a personificação de ENTRETENIMENTO!!! O Bryan é um ser humano tão incrível, que transborda felicidade quando entra no ringue, e principalmente quando luta contra alguém com tanto prestígio. Simplesmente demais! É impossível uma partida envolvendo dois caras apaixonados por esse esporte dar errado.
    Deep x Renegade: Serena voltou bem, venceu rapidinho, prometeu elevar a divisão e se tornar campeã. Assim sendo, coloque ela para lutar contra a Deonna o mais rápido possível senhor Tony Khan.
    HOB x FTR e Garcia: Simplesmente a melhor combate na jaula que a AEW já entregou. Os 6 exerceram seus papéis brilhantemente e o final foi o mais correto. Garcia acabou conquistando a vitória para o seu time depois de enfrentar o líder Malakai por alguns minutinhos. O TK avisou que em 2024 veríamos muito do DG e até agora ele está cumprindo o que prometeu. Quem sabe campeão mundial até o final do ano? eu não acharia nada ruim e essa ascensão toda só pode significar algo muito grande para o Garcia. Estou torcendo por ele!
    Feliz de ver que o Collision está crescendo grandemente em termos de qualidade. O dessa semana foi muito superior ao Dynamite. Show sensacional 9/10

    • World Champ não, mas com certeza algum outro título (a AEW tem 50 títulos 🤡) e ele merece demais, jovem, talentoso e parece muito vestir a camisa da empresa.

    • Algum título ele com certeza vai conquistar e não me surpreenderia se fosse o mundial.
      Ele está ficando muito popular diante do público e o TK ama ele, então… O único obstáculo para isso é o Swerve que também é super popular e talentoso.

    • Swerve, Osprey, Wardlow, Cole, White, Black. Só algum nomes que pensei rapidamente e que estariam a frente dele ao meu ver. O futuro dele será brilhante 🙏

    • Tem 50 títulos mas tem claramente 4 principais/secundários individuais (principais- world championship e tnt championship, secundários international e triple crown (que são 3 títulos mas contam como um)), no masculino. O ftw é um extra na minha opinião.

    • E já agora o DG merece ganhar um dos secundários, talve mais pra frente no ano, e quem sabe só depois ter voos mais altos na minha opinião.

    • 1 World Title
      3 título “secundários”
      1 Tag
      1 Trios

      2 títulos femininos

      8 títulos… acho sim muitos títulos. Eu super apoiaria se houvesse uma Brand Split, essa quantidade daria certinho. Aqui nem estou contando os extras que vez ou outra são defendidas no programa.

  4. One match show, porém que match… esse main event foi INACREDITÁVEL. Nível de PPV, isso tem que ser reassistido várias vezes. É impressionante o quanto os FTR conseguem trazer drama para suas histórias, os HOB a qualidade deles estão absurda e tem mesmo de ser o maior destaque do Collision. E que virada do DG, futuro World Vhalp, ele é incrível.

    É muito triste o Malakai não ter muitas singles matches (apesar de ainda ter uns quase 3 anos de contrato), porém creio que já está na hora AEW, quantas Dream matches dá pra fazer com ele… Esse cara é World Championship material, todos ali são, contudo o Black está acima.

    Fico pensando o que estarão pensando para eles no Revolution. Seria muita sacanagem a HOB não participar desse PPV, após não terem participado do Worlds End. Todos os encontros nessa rivalidade foram mesmo nível de PPV, estão carregando o Collision.

  5. O restante do show achei ok. O ME realmente elevou muito o nível….

    BCC vs STP, intensidade e história interessantes, foi um ótimo começo.

    Orange vs Kommander era óbvio que seria uma boa luta, e demos um pequeno avanço na história do Rody. OKAY.

    Mariah vs Frost foi bastante bom. Olha o quanto de talento essa divisão tem meu deus. A Mariah é incrível.

    Bryan vs Eddie mais uma vez realmente não é o que eu gostaria por agora. O BD tá em seu último ano como Full Timer, era a hora de enfrentar um inimigo novo, o Kingston já teve sua redenção no CC. Entendo que ele tenha que enfrentar alguém grande no Revolution, porém é complicado viu.

    Serena ❤️❤️❤️ imagina quando enfrentar a Purrazzo…

    Tivemos alguns bons avanços, só senti falta de algum segmento um ringue, uma promo bem feita. Como disse, a história entre FTR e HOB elevou muitooooo isso aqui. Ansioso pela retomada da rivalidade entre HOB e BCC.

  6. Alexandre1 mês

    é um absurdo um programa semanal da AEW ser melhor do que um dos principais PPV da wwe. Mas o royal rumble foi tão ruim que isso nem é grande coisa.

  7. Só vi o collision agora pq o royal rumble esta semana roubou o protagonismo. Foi um bom programa, destaque para o combate da jaula. Bom ver um combate destes em algum tempo na AEW!!

  8. O Collision começa com mais um combate nesta mini-feud entre os BCC e a STP, que achei uma boa forma de começar o episódio. Não diferiu muito das singles matches anteriores que o Moxley teve com ambos os adversários, mas um público investido ajuda sempre. Orange Cassidy vs Komander foi o típico combate do campeão: engraçado e ação sólida. Mariah May vs Lady Frost foi uma surpresa agradável. Não estava exatamente à espera de grande coisa mas os momentos finais aqui realmente elevaram a coisa. A este ritmo, a Mariah May vai ser World Champ dentro de 1 ano. Eddie Kingston vs Willie Mack foi intenso, que era o que se esperava destes 2. Houve ali um momento assustador onde o Willie caiu feio, mas felizmente está tudo bem. Danielson vs Nagata… é uma pena que o Nagata já não tenha a habilidade que teve em outrora e sim, não foi exatamente grande coisa. Mas a ação ainda conseguiu ser boa e juntando isso ao entusiasmo do público e do próprio Eddie Kingston a ser o maior fanboy nos comentários torna isto super divertido. A Serena Deeb despacha a Robyn Renegade antes de cortar uma boa promo, onde coloca a divisão feminina em alerta. 2 combates femininos num show? Tony Khan, estás bem? E chegamos ao main event. Sabem que mais? Não quero saber: 5 estrelas! Adorei! A ação foi violenta, as sequências foram brutais, a história com o Garcia em dúvida mas a aparecer e a conseguir a vitória, os spots foram lindos (especialmente o Cash a ir pela mesa)… Fabuloso! Esta feud ressuscitou o push do Daniel Garcia, que está de volta ao ímpeto que tinha conquistado quando derrotou o Danielson. 1° combate candidato a melhor do ano, que recomendo fortemente a verem! Em geral, mesmo estando em competição com o PPV mais entusiasmante do ano, a AEW conseguiu entregar um ótimo episódio de Collision.