A AEW transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do Dynamite no canal TNT, a partir da Cable Dahmer Arena em Independence, Missouri, rumo ao Full Gear do próximo dia 13 de Novembro.

O AEW Dynamite é transmitido na FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– AEW World Champion Kenny Omega venceu Alan Angels (Non-Title Match)
– AAA World Tag Team Champions FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood) venceram Aerostar & Samuray Del Sol
– Jamie Hayter venceu Anna Jay (Primeira ronda do TBS Women’s Championship Tournament)
– Andrade El Idolo venceu Cody Rhodes
– Miro venceu Orange Cassidy (Semi-final do AEW World Championship Eliminator Tournament)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– AEW World Champion Kenny Omega venceu Alan Angels (Non-Title Match): Kenny Omega entrou com tudo neste opener, dominando Alan Angels durante vários minutos. No entanto, o lutador da Dark Order conseguiu usar alguma da sua velocidade para ter alguma ofensiva. Com o passar dos minutos, este embate acabou por ser um pouco mais equilibrado do que seria de esperar, mas no final o AEW World Champion Kenny Omega meteu uma mudança acima e depois de alguns V-Triggers venceu o combate.

Assim que o combate terminou, Kenny Omega pediu a Michael Nakazawa para lhe dar uma cadeira e tudo para lesionar Alan Angels. Quando o AEW World Champion se preparava para acertar o One Winged Angel na cadeira, “Hangman” Adam Page veio ao ringue, mas Kenny Omega conseguiu fugir antes de sofrer o Buckshot Lariat.

O segmento terminou com “Hangman” Adam Page a dizer a Kenny Omega para segurar o seu título de forma bem apertada, que só o vai ter durante mais 10 dias.

A seguir foi anunciado que Miro vai ficar com o lugar de Jon Moxley na meia-final do AEW World Championship Eliminator Tournament, indo assim enfrentar Orange Cassidy para definir o próximo candidato ao título.

De seguida tivemos Malakai Black a explicar que mesmo tendo sido banido de perto do ringue, ele pode fazer as coisas acontecer e que as pessoas têm de se lembrar quando o Imperador romano Júlio César foi morto, não foi só uma pessoa que o traiu.

No ringue tivemos CM Punk, que disse aos fãs que hoje queria falar a sério com eles, porque existem duas pessoas que não estão aqui e uma delas é Jon Moxley e que os fãs deveriam gritar o nome dele. CM Punk explicou que eles não são os melhores amigos, mas ele sabe o que é dar tudo a toda a hora até um dia uma pessoa perceber que tem de parar e pedir ajuda, e que Jon Moxley é um homem corajoso por saber que tinha de pedir ajuda, algo que ele gostava de ter tido há uns anos.

A segunda pessoa que não está neste Dynamite é Eddie Kingston, e não sabe que desculpa é que este tem para não estar aqui. Depois dos fãs gritarem para eles lutarem e gritarem “Full Gear”, CM Punk explicou que primeiro quer conversar com Eddie Kingston e que ele só não está no torneio porque o “Mad King” acha-se alguém e que no próximo Rampage é bom que os dois conversem.

A seguir tivemos Miro, que ainda está zangado com o seu Deus, porque parece que este está a brincar com ele ao colocá-lo no torneio, mas que ele vai destruir quem tiver de destruir para regressar à sua mulher e só depois disso o seu Deus estará perdoado.

Nos bastidores, Adam Cole e os Young Bucks foram entrevistados e estavam a dizer que eram uns durões e não tinham medo de ninguém, mas acabaram por ficar assustados com a presença de Christian Cage & Luchasaurus e tivemos uma brawl, que acabou por ir parar até à zona do público. Com alguma batota, os Super Kliq viraram esta confusão a seu favor, até que Jungle Boy apareceu a voar vindo do nada.

O caos continuou, mas o trio de Christian Cage, Jungle Boy & Luchasaurus destruiu a Super Kliq, tendo o ataque terminado com um con-chair-to do “Instant Classic” em Adam Cole.

Em seguida tivemos um video package a promover o combate entre Ruby Soho e Kris Statlander, que acontecerá nos quartos-de-final do torneio que irá definir a primeira TBS Women’s Champion da história.

– AAA World Tag Team Champions FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood) venceram Aerostar & Samuray Del Sol: O duo de Aerostar & Samuray Del Sol usou a sua velocidade e incrível agilidade para dominar os FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood) durante os primeiros minutos deste embate, mas os AAA World Tag Team Champions com alguma batota viraram o combate a seu favor.

Os FTR dominaram durante alguns minutos, mas Aerostar conseguiu fazer o tag a Samuray Del Sol, que com a sua velocidade e com alguma ofensiva pouco ortodoxa virou o combate a favor dos dois luchadores. Os minutos finais foram algo caóticos e as duas equipas tiveram várias hipóteses para vencer, mas no final Cash Wheeler segurou as cordas e nas costas do árbitro conseguiu a contagem de 3.

A seguir tivemos imagens de algo que aconteceu na semana passada, onde Tony Schiavone ofereceu um troféu a Hikaru Shida para festejar a sua 50ª vitória na AEW. Nyla Rose apareceu e explicou que Hikaru Shida vai continuar com 50 vitórias depois do combate que as duas terão nos quartos-de-final do TBS Women’s Championship Tournament.

No ringue tivemos os Inner Circle, e Chris Jericho relembrou que depois da vitória do TNT Champion Sammy Guevara contra Ethan Page, eles podem agora escolher os lutadores da American Top Team que irão lutar no Full Gear. Como seria de esperar, Dan Lambert e o seu grupo apareceu para ódio dos fãs da AEW.

Dan Lambert apresentou em seguida os lutadores que tem ao seu dispor, os Men Of The Year, Junior Dos Santos, Andrei Arlovski, “Hercules” Dalton Lasta e Austin Vanderford. O primeiro lutador escolhido pelo Inner Circle foi Junior Dos Santos, tendo em seguido sido escolhido Andrei Arlovski. Como os Men Of The Year, estavam escolhidos por defeito, faltava só uma pessoa e tivemos Paige VanZant a dizer que até aguentava com os Inner Circle sozinha…

No final e depois de gozarem um pouco com Paige VanZant, Chris Jericho nomeou Dan Lambert como o último lutador da American Top Team, o que fez o fundador do grupo perder a cabeça.

Nos bastidores, Matt Sydal deu os parabéns a Dante Martin, mas disse que se ele não quer treinar com ele tudo bem, há quem queira, e uma dessas pessoas é Lee Moriarty. Matt Sydal lançou então o desafio para eles os dois enfrentarem Dante Martin & Lio Rush, desafio esse que foi aceite pelo manager/lutador.

– Jamie Hayter venceu Anna Jay (Primeira ronda do TBS Women’s Championship Tournament): Anna Jay entrou melhor neste combate contra Jamie Hayter, tendo dominado tanto dentro como fora do ringue, mas ainda assim a lutadora britânica conseguiu virar o combate a seu favor e dominar durante vários minutos.

No entanto, a lutadora da Dark Order conseguiu aguentar a ofensiva da sua adversária e com o passar dos minutos conseguiu equilibrar esta contenda, tendo até quase vencido depois de um DDT.

Anna Jay parecia que ia vencer depois do seu Queenslayer, mas Rebel e a AEW Women’s World Champion Britt Baker interferiram e com uma Lariat Jamie Hayter venceu este combate.

Depois do combate, o trio liderado por Britt Baker atacou Anna Jay, mas Tay Conti veio em auxílio da sua amiga, mas a força dos números continuou a favor do grupo liderado pela campeã. Isto até Thunder Rosa aparecer e ver-se livre das suas rivais.

Logo a seguir, MJF veio ao ringue e explicou que apesar da chegada de vários lutadores à AEW, ele e Darby Allin não se importaram, porque são lutadores de topo. MJF continuou a falar para o seu rival que estava perto do telhado da arena e explicou que sempre o irritou o facto dos fãs gostarem de Darby Allin e não dele. MJF afirmou que percebeu finalmente que as pessoas odeiam-no porque ele tem sucesso e eles não e que é por isso que as pessoas gostam de Darby Allin, porque ele é parecido a todos os fãs e que é alguém que não se encaixa na sociedade.

MJF afirmou que é muito melhor que Darby Allin e que ao contrário de outros lutadores que só são muito bons ao microfone, ele também sabe lutar. Darby Allin explicou que no Full Gear ia ser um combate de Wrestling, mas hoje ele quer ter uma brawl.

Quando Darby Allin se encaminhava para o ringue, MJF preparou-se para sair de cena, mas Sting e várias pessoas com uma máscara de Darby Allin envolveram-se numa brawl com Shawn Spears e Wardlow, o que abriu espaço para que os dois jovens se envolvessem numa brawl no meio do público. Darby Allin ganhou essa brawl e já no ringue preparava-se para acertar o seu Coffin Drop, mas MJF conseguiu fugir a tempo.

A seguir tivemos Mark Sterling com Jade Cargill a explicar que vão estar atentos ao combate entre Red Velvet vs The Bunny que acontecerá no Rampage, apesar de não interessar, pois Jade Cargill será a primeira TBS Women’s Champion.

– Andrade El Idolo venceu Cody Rhodes: Este embate começou de forma agressiva, com Cody Rhodes a dominar os primeiros minutos, mas Andrade El Idolo conseguiu colocar-se ao volante do mesmo depois de atirar o seu adversário para fora do ringue.

O domínio do lutador mexicano durou vários minutos, mas já se sabe que o “American Nightmare” não se deixa vencer facilmente e começou a equilibrar, mas Andrade El Idolo com os tres amigos voltou a ter o ímpeto a seu favor, tendo sido o primeiro lutador a quase vencer.

As quase vitórias foram surgindo de parte a parte e já depois de Arn Anderson ter atacado o assistente de Andrade El Idolo, Cody Rhodes voou na direção do seu adversário, mas nas costas do árbitro os FTR com os seus AAA World Tag Team Championships apanharam o “American Nightmare” no ar, e assim Andrade El Idolo venceu este combate.

Os FTR e Andrade El Idolo continuaram a atacar Cody Rhodes já depois do combate terminar e parecia que íamos ver Arn Anderson e Tully Blanchard a lutar, mas os Lucha Bros decidiram vir ao ringue e atacar os seus rivais e assim ajudar o “American Nightmare”.

No ringue, John Silver foi entrevistado por Tony Schiavone e o lutador da Dark Order começou a gozar com Adam Cole e que este deveria seguir os seus conselhos, e como não o faz isso deixa-o irritado, e que por isso no Rampage vai dar-lhe uma tareia.

Logo a seguir tivemos um video package a promover o próximo combate do TBS Women’s Championship Tournament, que será entre Red Velvet e The Bunny e que irá acontecer no Rampage.

– Miro venceu Orange Cassidy (Semi-final do AEW World Championship Eliminator Tournament): Orange Cassidy começou por fugir de Miro nos primeiros momentos do combate, o que foi uma boa estratégia, isto até o “Redeemer” apanhá-lo e virá-lo do avesso com um Belly to Belly Suplex.

Miro foi destruindo Orange Cassidy, mas o pouco ortodoxo lutador foi sobrevivendo e virou o combate depois de um grande DDT em ringue e fora do ringue voou para cima do seu adversário, fazendo-o atravessar uma mesa.

Orange Cassidy percebeu que tinha aqui uma oportunidade única para vencer, mas não conseguiu. No final, Miro aplicou o seu Game Over e segue assim para a final do AEW World Championship Eliminator Tournament.

O Dynamite terminou com um cara a cara entre Bryan Danielson e Miro, com o “Redeemer” a recusar apertar a mão ao “American Dragon”. O combate entre os dois, na final do torneio, acontecerá no Full Gear!


O que achaste do AEW Dynamite desta semana?

8 Comentários

  1. nzo3 semanas

    Eu achando que ia ser o cm punk ou o malakai Black que ia substituir o moxley na luta de hj mas não apareceu o miro pelo menos ele deve acabar com o longo reinado do Kenny omega

    • The Name3 semanas

      O Hangman é que vai acabar com o reinado do Omega no próximo sábado!
      Depois vai ser Miro vs Hangman 🔥

    • L26MC3 semanas

      Se formos pela lógica seria o Moxley a passar à final. Visto que este já foi campeão mundial e a AEW não gosta de repetir as coisas, seria o Bryan a derrotar ele na final.

      Ou seja, o combate do Page vs Omega, fica 50/50 para cada lado, visto que se formos ter Page vs Bryan, seria um combate novo e com 2 dos lutadores mais populares da empresa, por outro lado Omega vs Bryan, seria a continuação do suposto “Dream Match” que não teve final.

      Eu vou continuar a ser teimoso e a dizer que será o Bryan a tirar o título ao Omega, porque neste momento é o que faz mais sentido, continuavam o tal combate sem vencedor e o Omega perdendo o título podia focar-se na rivalidade com o Page. O Page estando ao lado da Dark Order, pouco acrescenta ao título.

  2. Gostei:
    – Kenny Omega vs Alan Angels. Um ótimo combate com várias manobras de grande impacto. Alan Angels faz aqui uma grande exibição contra o World Champion. Após o combate, Kenny Omega faz uma promo. Ele vai atacar Angels, mas Hangman Adam Page aparece para salvar, com Kenny a fugir. Ótimo segmento aqui. Cada vez mais certo que Page vai ser o próximo World Champion, e que pop esse momento terá.
    – Promo de CM Punk. Ótimo trabalho de Punk. As palavras para Moxley foram sentidas e progride a sua feud com Eddie Kingston. A feud entre estes 2 vai ser um trabalho de microfone 5 estrelas.
    – Entrevista com Adam Cole e os Young Bucks. Christian Cage e os Jurassic Express eventualmente aparecem, bulha. O segmento termina com Christian a aplicar um com-chair-to em Adam Cole. Ótimo segmento aqui.
    – FTR vs Aero Star & Samuray Del Sol. Um ritmo elevado, ataques únicos e acaba por ser um bom combate, mesmo com os campeões a reter com batota.
    – Promo dos Inner Circle. America’s Top Team aparecem, dão o contrato e Jericho escolhe para enfrentar: Men of the Year, Junior dos Santos, Andre Orlovsky e Dan Lambert. O sell de Lambert a este anúncio foi brutal. Bom segmento aqui.
    – Promo de MJF, com Darby Allin a assistir. Darby eventualmente desce, MFJ tenta fugir mas Sting e um exército de pessoas mascaradas impedem tal. MJF e Darby metem-se à porrada até MJF fugir. Ótimo segmento! MJF é magia.
    – Andrade vs Cody Rhodes. É um combate duro, várias near-falls e que claro, contou com as interferências dos aliados de cada um. Mas mesmo assim, acaba por ser um excelente combate. Vejam este combate! Após o combate, parecia que FTR, Andrade e Tully Blanchard iam atacar Arn Anderson mas os Lucha Bros aparecem para salvar. O mais interessante a destacar parece ser a saída dos FTR dos Pinnacle para se juntarem a Andrade. Mas já se parava com Tully/Arn.
    – Miro vs Orange Cassidy. Tivemos as coisas típicas de Cassidy, mas Miro acaba por destrui-lo. Um bom combate.

    Não Gostei:
    – Video package de Malakai Black. Nada demais aqui. Não adiciona à história nem aumenta o hype para Cody vs Andrade.
    – Video package para Ruby Soho vs Kris Statlander. Meh, nada demais.
    – Resumo de Hikaru Shida vs Serena Deeb, com Nyla Rose a aparecer entretanto. Parece que vamos ter Shida vs Rose… É um downgrade considerável de Shida vs Deeb.
    – Anna Jay vs Jamie Hayter. O combate estava a ser decente, mas a inevitável interferência baixou um bocado a qualidade. Após o combate, Britt, Rebel e Hayter atacaram Anna Jay até Tay Conti e Thunder Rosa ajudarem. Não foi mau, mas não progrediu de forma alguma as storylines.
    – Promo de Lio Rush e Dante Martin, com Matt Sydal e Lee Moriarty a desafiarem-nos para uma tag match. Tiveram a dar algum hype à (re)estreia do Lio Rush e vai ser num tag match que deve ficar para o Rampage? É um bocado decepcionante.

    Overall: 7/10. Um show sólido. MJF, Hangman Page, Omega vs Angels e Andrade vs Rhodes são os grandes destaques do show. Não houve nenhum grande negativo, a meu ver. Bom trabalho da AEW.

  3. Episódio consistente, sem grandes pontos altos nem baixos. Curti do opener e do pós-match, da promo de CM Punk (especialmente a delicadeza em lidar com o assunto de Jon Moxley), do segmento entre MJF e Darby Allin e do main event.

  4. ??3 semanas

    8/10.

  5. Anónimo3 semanas

    Boas promos do CM Punk e MJF. Bom combate entre Andrade e Cody Rhodes.

  6. Beatriz Lynch3 semanas

    Grande AEW