Depois do All Out do último domingo, a AEW transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do Dynamite no canal TBS, a partir do KeyBank Center em Buffalo, Nova Iorque.

Resultados

– Death Triangle (AEW All-Atlantic Champion PAC & Lucha Bros (Penta Oscuro & Rey Fenix)) venceram Orange Cassidy & Best Friends (Trent Beretta & Chuck Taylor)
– AEW Interim Women’s World Champion Toni Storm venceu Penelope Ford (Eliminator Match)
– TNT Champion Wardlow venceu Tony Nese
– Bryan Danielson venceu “Hangman” Adam Page (Primeira Ronda do AEW World Championship Tournament)
– Daniel Garcia venceu ROH Pure Champion Wheeler Yuta

Vídeos

Watch Wrestling

Report

O Dynamite abriu com uma mensagem de Tony Khan, que anunciou que o AEW World Championship e o AEW World Trios Championship serão vagos. Os novos AEW World Trios Champions serão coroados no combate entre os Death Triangle e os Best Friends, já o novo AEW World Champion será decidido num torneio que começará neste Dynamite e terminará no Dynamite Grand Slam.

A seguir tivemos o regresso de MJF ao Dynamite e este começou por pedir desculpa aos fãs pelo que lhe disse aos fãs e que nunca pensou sair da AEW. O jovem a seguir explicou que merecia ser o próximo AEW World Champion e merecia estar no torneio, mas ele é inteligente e não precisa disso e que será campeão mundial quando quiser. MJF continuou a dizer que neste momento é preciso liderança e não há ninguém melhor que ele para liderar a AEW.

Jon Moxley interrompeu o discurso do regressado lutador e explicou que este é um m*rdas, e foi então que MJF decidiu deixar cair a fachada e começou a insultar os fãs, antes de dizer que quer ser o AEW World Champion para depois poder ir para uma empresa de wrestling a sério, a empresa que tem o seu herói Cody Rhodes e o seu ídolo, “The Game”.

O “Purveyor of Violence” desafiou o “Salt of the Earth” para lutar, mas este preferiu sair do ringue e foi então que Jon Moxley afirmou estar envergonhado com muita coisa, mas a maior delas todas é ele não ser AEW World Champion, pois ser campeão representa o sonho dos lutadores e dos fãs, e representa ser melhor todos os dias e que ele deveria ser AEW World Champion, mas que falhou no All Out e a culpa é dele.

Jon Moxley explicou então que tem uma outra oportunidade, mas tem de passar por grandes lutadores, mas que ele é o “Ace” e quer liderar a empresa nesta altura, porque está na altura de tornar uma lenda.

– Death Triangle (AEW All-Atlantic Champion PAC & Lucha Bros (Penta Oscuro & Rey Fenix)) venceram Orange Cassidy & Best Friends (Trent Beretta & Chuck Taylor): O opener deste Dynamite abriu com as duas equipas a fazerem de tudo para ficarem no controlo do combate e foi o trio dos Best Friends & Orange Cassidy levou a melhor nos minutos iniciais.

Mas os Death Triangle conseguiram aguentar a ofensiva dos seus adversários e isolaram Trent Beretta durante vários minutos, mas uma distração causada por um amaldiçoamento de Danhausen abriu espaço primeiro para Orange Cassidy e depois para Chuck Taylor ter alguma ofensiva.

Com isso, o caos e as quase vitórias foram começando a aparecer, no final, os Death Triangle acertaram um triplo Canadian Destroyer, o que os ajudou a isolar Chuck Taylor, tendo os Lucha Bros aplicado um Fear Factor, e PAC finalizou o combate com o seu Black Arrow.

Nos bastidores, a Dark Order estava a ser entrevistada, mas foram interrompidos por Jose the Assistant e depois por Andrade El Idolo e Rush, com o trio a tentar contratar Preston “10” Vance, algo que os outros lutadores da Dark Order não gostaram.

A seguir, tivemos imagens do Fatal 4-Way Match pelo Interim AEW Women’s World Champion, sendo que também vimos imagens duma pequena discussão entre Jamie Hayter e Dr. Britt Baker DMD.

– AEW Interim Women’s World Champion Toni Storm venceu Penelope Ford (Eliminator Match): Toni Storm entrou de forma dominante e controlou durante alguns minutos, mas fora do ringue e com alguma batota à mistura, Penelope Ford conseguiu virar o ímpeto a seu favor.

A “Superbad” dominou a campeã durante algum tempo, mas Toni Storm nunca se deixou ficar e quando virou o combate a seu favor não tardou a acertar o seu Tornado DDT e conquistou a vitória.

A seguir, tivemos um video package de Matt Menard e Angelo Parker a insultar Action Bronson e o FTW Champion HOOK, com o músico a desafiar os 2Point0 para um combate no Grand Slam.

Quando parecia que íamos ter um rap de Max Caster, os Acclaimed foram interrompidos pelo AEW World Tag Team Champion Swerve Strickland que começou a gozar com os seus rivais, mas Billy Gunn mandou-o calar, tendo Anthony Bowens prometido que no Grand Slam, eles irão conquistar os AEW World Tag Team Champions.

Nos bastidores, tivemos Chris Jericho a vangloriar-se da sua vitória contra Bryan Danielson, tendo afirmado que bebeu a poção da juventude e que por isso é que conseguiu vencer o “American Dragon” e que irá conquistar o AEW World Champion mais uma vez, porque este é o seu balneário e a AEW é a sua empresa.

Sammy Guevara então prometeu que também irá vencer Darby Allin no próximo Rampage, tendo o “Lionheart” afirmado que também acredita que Daniel Garcia hoje irá vencer Wheeler Yuta, mas terá de o fazer sozinho.

– TNT Champion Wardlow venceu Tony Nese: Tony Nese decidiu gozar com o físico de Wardlow e isso valeu-lhe uma cabeçada, seguida duma Lariat e da Powerbomb Symphony que lhe deu a vitória.

Já depois do combate terminar, Wardlow quis atacar “Smart” Mark Sterling, mas Josh Woods não deixou que isso acontecesse. Logo a seguir, o TNT Champion pegou no microfone e afirmou que todos podem dizer que ele perdeu ímpeto, mas ele é o campeão e este é o seu mundo.

A seguir, tivemos um video package a promover o combate entre Darby Allin e Sammy Guevara que irá acontecer no Rampage.

– Bryan Danielson venceu “Hangman” Adam Page (Primeira Ronda do AEW World Championship Tournament): Os dois lutadores entraram de forma técnica e agressiva como seria de esperar, e quando “Hangman” Adam Page tentou aumentar a velocidade, foi apanhado fora do ringue por Bryan Danielson que atirou o seu adversário de ombro contra o poste do ringue.

O domínio do “American Dragon” durou vários minutos e este foi testando a resistência do ex-AEW World Champion, que foi fazendo de tudo para se manter na luta e com a sua maior força conseguiu equilibrar as contas neste combate.

O cansaço foi começando a surgir e com isso as quase vitórias também, mas os dois lutadores nunca baixaram os índices de agressividade, sendo que Bryan Danielson foi começando a colocar as suas submissões em jogo, mas a primeira verdadeira false finish pertenceu a “Hangman” Adam Page com o seu Deadeye.

Parecia que o ex-AEW World Champion ia mesmo avançar neste torneio, mas o “American Dragon” contra-atacou a Buckshot Lariat com um O’Connor Roll e conquistou a vitória.

Em seguida, ouvimos Jungle Boy a falar sobre Christian Cage e que irá esperar que este seja operado para o destruir e que depois de três anos a carregar Luchasaurus, este também irá sofrer.

Na zona de entrada tivemos Stokely Hathaway acompanhado do seu grupo e este ia falar do All Out, mas um assistente de produção da AEW disse-lhe que este tinha de parar de falar e o manager atacou-o, tendo os seus lutadores também atacado-o.

A seguir, para promover o Rampage tivemos um video package a promover o combate pelo ROH World Championship entre Claudio Castagnoli e Dax Harwood.

– Daniel Garcia venceu ROH Pure Champion Wheeler Yuta: O main event começou de forma técnica, com os dois jovens a aumentarem a agressividade a cada segundo que passava, sendo que Wheeler Yuta foi aumentando a velocidade e de forma agressiva foi controlando este combate.

Daniel Garcia não se deixou controlar de forma fácil, e de forma incrível vimos os dois rivais a trocar German Suplexes durante vários minutos, o que equilibrou as contas, em especial depois dum German Suplex da segunda corda por parte do lutador da Jericho Appreciation Society.

A fadiga começou a ser um fator e como a agressividade nunca baixou de nível, as quase vitórias foram sendo cada vez mais frequentes e nos minutos seguintes, vimos os dois a tentarem usar ao máximo as suas submissões.

No final, Daniel Garcia mostrou toda a sua tenacidade e aplicou de forma bastante agressiva o Dragon Tamer e Wheeler Yuta não teve outra hipótese que não desistir.

Após o combate terminar, os dois lutadores cumprimentaram-se, sendo que Bryan Danielson veio ao ringue e colocou o ROH Pure Championship à cintura de Daniel Garcia, tendo em seguida cumprimentado-o para irritação de Chris Jericho.


O que achaste deste AEW Dynamite?

28 Comentários

  1. El Cuebro4 semanas

    É rapaz e o AEW World Title e os Trios Titles estão vagos hein, retrato do que foi aquela confusão toda que ainda está acontecendo, teremos novos campeões pela frente, mas resta saber o que virá para Elite e Punk e outros nomes.

  2. Bruno Fec4 semanas

    Mas que casa a arder está a AEW…

  3. Luiz4 semanas

    Negocio foi feio demais na AEW, nem o MJF citou o nome do Punk.

    • CM Punk e The Elite foram retirados do vídeo intro do Dynamite.

    • Falta saber quanto tempo os elite irão estar afastados e se o punk é despedido ou não…

    • Tibursio4 semanas

      E porque é que os Elite não têm que ser despedidos? O Punk não andou a porrada sozinho. Gosto dos Elite mas temos de ver as coisas como são. As consequências que houver para um tem de ser iguais para os outros. Não é por serem vices- presidentes que podem fazer o que querem

  4. Facebook Profile photo

    Ainda alguém vai parar à WWE…

  5. The Name4 semanas

    Death triangles new trios champion! 🔥🔥🔥
    Pac 2 belts!

  6. Anónimo4 semanas

    Salvador para ti tudo isto do Punk contra a Elite etc é work ou real?

    • Ainda tens dúvidas?

    • Wilow4 semanas

      WWE vai ter umas surpresas no Royal Rumble.

    • Ricky4 semanas

      Lol, não sei se estás a falar do Punk, mas o HHH não é burro em querer o Punk de volta, não ia agregar em nada ao roster da WWE, e não a WWE não precisa do Punk, o Punk precisa da WWE (quem fala da WWE também fala da AEW)

    • Wilow4 semanas

      A WWE não precisa do Punk a WWE quer destruir a aew.

  7. #SomosTodosCmPunk4 semanas

    Força Punk, logo essa fase vai passar

  8. Ximira4 semanas

    Vi algumas pessoas postando um vídeo Package do Malakai Black fazendo uma Promo sozinho…isso aconteceu? porquê eu não acho em lugar nenhum.

  9. Rui Arruda4 semanas

    É isso mesmo Tony khan, suspende e tira os títulos a esses caralhos.

  10. DaniFixe4 semanas

    Neste momento a escolha mais acertada para campeão mundial é Bryan Danielson. Um face limpo para ser a cara da companhia.

    • Ryu4 semanas

      Por muito que gosto do Bryan, não dar o título ao MJF com o Hype que ele está, seria um desperdício na minha opinião.

    • Tibursio4 semanas

      Ele está a falar de ser vencedor do torneio

  11. Bruno Vieira4 semanas

    Estaremos nós a ver o heel turn dos Swerve in Our Glory? Ou a separação talvez?

  12. AEW World Trios Championship – ⭐️⭐️⭐️⭐️ ¼

    Penelope Ford vs. Toni Storm – ⭐️⭐️ ¾

    TNT Championship – ⭐️

    Bryan Danielson vs. Hangman Adam Page – ⭐️⭐️⭐️⭐️

    ROH Pure Championship – ⭐️⭐️⭐️⭐️ 1/4

    💥 A abertura do show foi exatamente o que deveria ser, dado tudo o que aconteceu com os três campeões principais da empresa, o top babyface e dois executivos, bem suportada e apoiada em duas promos incríveis.

    🤷‍♂️ A Divisao Feminina está instável e prova disso foi este combate.

    🤢 Mais uma vez, nao pulling the trigger onde deviam: toda a gente à espera do rap do Caster e nao foi handled da melhor forma; Tony Nese a ser squashed depois de 5 vitórias seguidas, só revela os problemas de booking da empresa, que já não são de agora – a ideia de que a AEW salva carreiras de ex-WWE tem ficado cada vez mais por terra, e os exemplos são vários

    • Rui Arruda4 semanas

      O swerve não ter deixado o max caster foi bem feito.Deu heat ao swerve, considerando que ele é/irá ser heel.
      O squash do Tony nese serviu para lembrar aos fãs que o Tnt champion tá mais forte que nunca.

    • O Swerve já tinha heat suficiente, não acrescentou em nada o ter impedido o Caster. Pelo contrário, retirou um momento imediato que, inclusive, a impresa tinha feito publicidade.
      Poderia ter sido qualquer outra pessoa, e o Wardlow teria esse objetivo conseguido. O Squash do Tony é só um dos múltiplos exemplos do que disse.

  13. Gostei do Dynamite e da atitude de Tony. Ninguém pode estar a cima da empresa, nem mesmo o Tony. Esta é a atitude certa para o crescimento da AEW.
    Quanto ao show gostei muito, esperava era que fosse os Dark Order os novos campeões e nem se quer estiveram no combate, mas os Death Triangle mereciam muito.
    Bryan Danielson acho que vai ser o próximo AEW World Champion!
    E o melhor ponto desta show foi finalmente o Daniel Garcia como campeão, muito bom e é bem merecido.
    Para fechar gostei do re-match dos tag team champions vs The Acclaimed, que devem vencer e tornar-se novos campeões de tag team, muito merecidamente e mal posso esperar para o próximo PPV.

  14. Quem esperava este dynamite.
    De tudo o que aconteceu é bom termos novos campeões.
    Não sei se repararam mas pac foi do 8 ao 80, campeão de trios e do all atlantic, fico contente não só por ele como pelos lucha bros que nunca desapontam nos seus combates.
    O torneio tem tudo para ser bom, eu também acho que o Bryan devesse ser campeão ou então o Jericho mas como se vão enfrentar já eu escolheria o Bryan como próximo AEW World Champion.
    MJF a ser MJF, como já tinha saudades dele.
    Foi um bom Dynamite com muitas boas surpresas e novos campeões.

  15. Xan4 semanas

    Cara se a AEW tiver sorte, eles podem promover uma volta dos the elite contra o CM punk ao estilo mcgregor x numagomedov, papo business mesmo, com invasãoe agresssão, promover uma gigantesca rivalidade. Vai de eles conseguirem fazer com que voltem a trabalhar juntos, mas é uma oportunidade tão de ouro que ofuscou a volta do MJF, ele fazer a promo que fez no show pouco importou.

  16. Anónimo4 semanas

    Destaco o segmento entre o MJF e Moxley, o combate pelos títulos de trio, Bryan vs Page e o main event.

  17. Gostei:
    – Anúncio do Tony Khan. Dada todas as circunstâncias, era o melhor que ele podia fazer. Não é exatamente algo bom, mas é a melhor opção. O torneio pelo AEW World Title é algo que me entusiasma, e temos imensos bons combates.
    – Promo de MJF. Eu sinto que, com o trabalho que ele fez aqui, tenho que destacar primeiro a parte dele só. Esta promo de MJF, com ele a fazer uma espécie de babyface, mas com a máscara a cair em certos momentos, foi brilhante e fez-me desejar ver um MJF face. Vejam a promo dele! Depois chega Jon Moxley. MJF deixa a máscara cair de vez quando com ele, e dá mais alguns teases de ir para a WWE. Vai-se embora e é a vez de Moxley entregar uma promo brilhante! Apaixonante e, sem dúvida alguma, a sua melhor promo desde que está na AEW. Lembro que era suposto ele estar de férias, mas aqui está ele para continuar com a AEW nas suas costas. Vejam, igualmente, a promo do Moxley!
    – 6-Man Tag pelos Trios Titles. Um 1º combate brilhante neste show. Ritmo alto de todos eles para meterem um público completamente em chamas e distrair um bocado de tudo o que se tem passado. Vejam este combate!
    – Penelope Ford vs Toni Storm. Um combate sólido. Penelope esteve muito bem e gostava que começasse a ter mais destaque nesta divisão. O final podia ter sido melhor executado, mas pronto.
    – Segmento com os Acclaimed, Gunn e Swerve. O Swerve a interromper o rap do Max Caster foi uma ótima decisão e realmente solidifica os campeões, principalmente Swerve, como os heels da feud. Este segmento foi fantástico e não me importava que os Acclaimed vencessem no Grand Slam.
    – Adam Page vs Bryan Danielson. Nunca me vou fartar de os ver em ring. 20 minutos de ação, química, violência e boas combinações. Wrestling ao seu mais alto nível. Gostava que Danielson vencesse o torneio. Vejam este combate!
    – Daniel Garcia vs Wheeler Yuta. Mais um combate brilhante para completar o face turn do Garcia. Os 2 trabalharam violento, e Yuta assumiu bem o papel de heel dado o favoritismo por Garcia. Apesar de Page vs Danielson ter sido excelente, sou capaz de preferir este combate. Mesmo muito bom. Vejam este combate!

    Não Gostei:
    – Tony Nese vs Wardlow (c). Bem, squash para o Wardlow. Ele precisa mesmo de recuperar algum do ímpeto que tem vindo a perder nos últimos tempos.

    Overall: 9/10. Depois desta semana caótica, a AEW precisava mesmo de um show destes e que show! O anúncio do Tony Khan foi a decisão correta, e o segmento para continuar a feud entre os Acclaimed e Swerve In Our Glory foi muito bom. Agora, as promos de MJF e Moxley, bem como o 1º combate, mais Danielson vs Page e Yuta vs Garcia foram qualquer coisa. Tudo mesmo muito bom!