AEW Dynamite (08/05/2024): Contra a Elite

Orange Cassidy venceu Trent Beretta

Os dois velhos amigos entraram de forma bastante agressiva e foram lutando por toda a arena, tendo Orange Cassidy dominado estes minutos iniciais.

Ainda fora do ringue, Trent Beretta virou o ímpeto a seu favor, mas o seu domínio não foi muito longo e os dois começaram a ter várias oportunidades para vencer.

No final, os dois expuseram cantos e acabou por ser Trent Beretta que acabou por ir de cabeça ao ferro e Orange Cassidy com um pin rápido venceu o embate.

Trent Beretta atacou o seu antigo amigo após o combate e os dois tentaram lesionar o outro, mas Kris Statlander e Don Callis conseguiram separá-los e o “Freshly Squeezed” voltou a sair de cena com o manager.

No parque de estacionamento, The Elite decidiu estacionar o carro no lugar reservado a Tony Khan.

Depois de revermos imagens do ataque a Kenny Omega, este falou a partir de uma cama de hospital e afirmou que se este ataque é sobre negócios, então no Double or Nothing os The Elite lutarão num Anarchy In The Arena. Já sobre os seus adversários, o “The Cleaner” afirmou que serão os FTR e quanto aos outros dois, os The Elite irão descobrir antes do fim do Dynamite.

No topo da rampa, Tony Schiavone entrevistou Serena Deeb que afirmou que sabe que as pessoas acham que ela não consegue vencer Toni Storm e que isso a irrita. “The Professor” depois falou de todos os problemas de saúde que teve, mas que a única coisa que se manteve presente é que queria ser campeã.

A AEW Women’s Champion Toni Storm interrompeu a sua rival e atirou-lhe com dinheiro, pois ela é um caso de caridade e ela não quer saber dos seus problemas. A “Timeless” tentou atacar Serena Deeb à socapa, mas esta com um soco deixou a campeã KO.

No gabinete médico, Rocky Romero foi conversar com Orange Cassidy e revelou que se vencer Jay White eles podem escolher um parceiro para enfrentar os Unified World Trios Champions.

Mariah May venceu Harley Cameron

As duas entraram de forma bastante agressiva, mas desde cedo Harley Cameron controlou o embate. Mariah May conseguiu equilibrar as contas e com o passar dos minutos, as duas começaram a ter várias oportunidades para vencer.

No final, Saraya ainda tentou ajudar a sua amiga, mas Mariah May ficou em vantagem e venceu com o May Day.

Após o combate terminar, Saraya juntou-se a Harley Cameron e as duas atacaram Mariah May, até que Mina Shirakawa veio ajudar a sua amiga.

Malakai Black falou de Adam Copeland e de forma sombria afirmou que o quer levar ao limiar da morte, para que este possa viver novamente.

Nos bastidores, PAC estava a ser entrevistado, mas foi interrompido por Jay White que afirmou que os Death Triangle já acabaram e rapidamente apontou as suas atenções ao AEW Continental Champion Kazuchika Okada, antes de voltar a provocar o “Bastard”.

Depois de vermo um video package dos Young Bucks, estes insultaram um empregado da AEW.

De regresso ao ringue, o AEW World Champion Swerve Strickland afirmou que percebe que está no topo e foi por isso que o Christian Cage o atacou e ele não o culpa.

O “Instant Classic” e os The Patriarchy apareceram, e o veterano afirmou que irá tirar algo de Swerve Strickland até lhe tirar o AEW World Championship no Double or Nothing.

Swerve Strickland explicou que tinha avisado que não viria sozinho e foi então que Brian Cage e os Gates of Agony se juntaram a ele no ringue.

O campeão continuou a insultar Christian Cage, até que de forma surpreendente foi atacado pelos seus três companheiros da Mogul Embassy que o fizeram atravessar uma mesa.

Nos bastidores, Christian Cage cumprimentou os Young Bucks pela excelente ideia, algo que os irmãos Jackson concordaram.

A TBS Champion Willow Nightingale foi entrevistada e afirmou estar preparada para o Double or Nothing e questionou se Mercedes Moné estará preparada para que o seu primeiro combate seja contra ela.

Unified World Trios Champion Jay White venceu Rocky Romero

Rocky Romero entrou melhor e dominou os instantes iniciais, mas Jay White conseguiu virar o ímpeto a seu favor e dominou durante alguns minutos.

Rocky Romero conseguiu equilibrar as contas e os dois começaram a ter várias oportunidades para vencer.

No final, Jay White ganhou vantagem e venceu com o Blade Runner.

Após o fim do embate, os Gunns atacaram Rocky Romero, mas o trio fugiu quando PAC veio ao ringue.

De seguida, foi mostrado um video package de Samoa Joe a dizer que ele é aquilo que os outros lutadores têm medo.

FTW Champion Chris Jericho & Big Bill venceram Harlon Abbott & Mo Jabari

Big Bill destruiu os seus adversários e no fim, Chris Jericho entrou para vencer com o Judas Effect.

Depois do combate terminar, Chris Jericho pegou no microfone e enganou-se na cidade onde estão, tendo dito que ele aprende com os erros, e que Big Bill também ainda está a aprender.

O “Lionheart” agradeceu a Katsuyori Shibata pelo grande combate, mas foi interrompido por Tony Schiavone que revelou que HOOK irá regressar na próxima semana.

TNT Champion Adam Copeland venceu Brody King (No Disqualification Match)

Os dois foram lutando tanto dentro como fora do ringue e rapidamente várias armas começaram a ser usadas e Brody King apesar de ter um pouco mais de controlo rapidamente ficou a sangrar.

O “Rated R Superstar” foi aguentando a ofensiva do seu poderoso adversário e com o aumentar da agressividade, os dois começaram a ter algumas oportunidades para vencer.

Nos instantes finais, vimos Adam Copeland voar entre as cordas para acertar um Spear que fez Brody King atravessar uma mesa e em ringue o TNT Champion acertou mais um Spear que lhe deu a vitória.

Após a derrota, Brody King voltou a atacar Adam Copeland, mas Kyle O’Reilly veio em auxílio do “Rated R Superstar”.

Nos bastidores, Mercedes Moné afirmou estar ansiosa para a sua estreia no Double or Nothing e até lá irá promover a AEW e treinar todos os dias, para no Double or Nothing terminar o reinado de Willow Nightingale.

Ainda no backstage, Adam Copeland agradeceu a Kyle O’Reilly pela ajuda e este afirmou que o Collision será na sua cidade natal e se pode lutar pelo TNT Championship, desafio esse que foi aceite.

The Elite veio ao ringue e primeiro começaram por gozar com Kenny Omega e com Tony Khan, tendo virado as suas atenções aos FTR e dito que estes nunca irão encontrar ninguém que queira fazer equipa com eles.

Os FTR apareceram e Dax Harwood revelou que apesar de não ter sido fácil encontrar quem quisesse enfrentar os EVPS, houve duas pessoas que tiveram coragem para o fazer.

Primeiro Eddie Kingston e depois Bryan Danielson juntaram-se aos FTR e o episódio acabou numa brawl.


O que achaste deste AEW Dynamite?

11 Comentários

  1. The Name1 mês

    É impressão minha ou estou a ver uma pessoa com a camisola do Sporting na plateia a ver AEW? Ou estou a ver mal?

    • Ashley Matthews1 mês

      Duas desgraças numa só… ser lagarto e ver um show da aew

    • The Name1 mês

      Há gostos para tudo, se não gostas da aew está tudo bem, tal como eu sou portista e gosto da aew, cada um vê e gosta do que achar melhor 🤷🏻‍♂️

    • tosse1 mês

      ash spot on, nameless!

      bot humano, desliga-te!

    • The Name1 mês

      Eu? O que é que eu disse de errado, as pessoas não têm gostos diferentes? Cada um têm os seus gostos lol
      Não sou como tu que comenta tudo, e só destila ódio por toda a parte, ainda não sei o que andas aqui a fazer se não gostas de wrestling, tudo de incómoda, vai chatear outro, não sou o teu pai.

    • Ashley, esse melão está bem grande, não?

  2. Cebola1 mês

    Mariah May esta muito bem, em breve será uma das maiores estrelas da divisão

  3. Cebola1 mês

    Muito bom episódio como de costume 👏🏻👏🏻👏🏻

    Wrestling puro e de qualidade. (Obs: assim como uma obra de arte não é qualquer um que consegue perceber a beleza e o espírito).

  4. Mone1 mês

    2024 é o ano da Toni Storm, não tem pra ninguém! Mariah May tb é maravilhosa. No geral, a divisão feminina da AEW está cada vez mais interessante.

  5. Excelente episódio. Adoro a intro do The Elite 👀

    Mais um capítulo interessante entre OC e Trent. Vamos ver onde vai dar principalmente pelo envolvimento de certos terceiros…

    Props para a divisão feminina da AEW finalmente sendo tratada como deveria. Mariah May é sensacional. Bom segmento entre Toni e Serena. E também boas falas entre Willow e Mercedes. Até a Saraya esteve bem.

    Pac vs Jay White… só vem.

    Bom segmento entre meu pai e Swerve. E ótimo ataque pelas mãos da Mogul Embassy. Swerve ficando cada vez mais encurralado. A cada semana perdendo algo, como Christian disse, essa semana foi sua stable.

    Que promo linda do Malakai. Arrepiante.

    Por falar na casa, grande combate entre Cope e King. Temos que aproveitar ao máximo todas as combinações para storylines e matches que o Adam ainda conseguir. Que venha o O’Reilly.

    Gostei do team AEW e faz sentido o Danielson já que ele é praticamente o braço direito de Tony Khan. Impressionante o quanto o show eleva com ele.

    Deixe fazer uma crítica aqui. Mais um Dynamite sem Ospreay, porém o pior é na construção da luta contra o Rody. E não vi nada sendo anunciado para o Collision. UK realmente tem sido uma desilusão desde o Worlds End. Triste.

  6. Amy1 mês

    Bom show