A AEW transmitiu excepcionalmente este sábado mais uma edição do Dynamite no canal TNT, a partir do James L. Knight Center em Miami, Flórida, rumo ao Full Gear do próximo dia 13 de Novembro.

O AEW Dynamite é transmitido na FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– Malakai Black venceu Dante Martin
– FTR (Dax Harwood & Cash Wheeler) venceram AAA World Tag Team Champions Lucha Bros (Penta El Zero Miedo & Rey Fenix)
– Jon Moxley venceu Wheeler Yuta
– The SuperKliq (Adam Cole & Young Bucks) venceram Dark Order (Evil Uno, Alex Reynolds & John Silver)
– Penelope Ford venceu Kiera Hogan
– Bryan Danielson venceu Bobby Fish

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Malakai Black venceu Dante Martin: Dante Martin tentou usar a sua velocidade desde início, mas Malakai Black não veio ao Dynamite para brincar e fez da perna esquerda do jovem o seu alvo de ataque. Este último conseguiu aguentar a ofensiva do holandês e colocou a sua velocidade em ringue e criou algumas dificuldades a Malakai Black.

Porém, no final e apesar de toda a luta que Dante Martin deu a Malakai Black, este aproveitou um erro do jovem e com o seu pontapé rotativo garantiu mais uma vitória na AEW.

Nos bastidores, os Jurassic Express foram entrevistados, mas rapidamente foram atacados pela The Elite, tendo o ataque terminado com os Young Bucks e Kenny Omega a fazer uma Powerbomb igual às dos The Shield.

No ringue tivemos os Inner Circle e Santana ia falar dos problemas entre o seu grupo e a American Top Team. Estes rapidamente apareceram e Dan Lambert começou a insultar tudo e todos no meio das vaias dos fãs.

Chris Jericho decidiu então começar por insultar Paige VanZant e depois desafiou a American Top Team para um 5 vs 5 entre os dois grupos.

Dan Lambert explicou que o seu grupo quer um combate pelo TNT Championship, mas que só irá explicar as suas condições na próxima semana.

Ainda no meio de vaias do público, Scorpio Sky relembrou que já leva duas vitórias sobre Chris Jericho, sendo que o segmento terminou com o TNT Champion Sammy Guevara a dizer que não quer saber quem o vai enfrentar, que ele consegue vencer todos os lutadores da American Top Team.

Andrade El Idolo apresentou Las Super Ranas como a sua equipa escolhida para enfrentar os Lucha Bros pelos AAA World Tag Team Championships.

– FTR (Dax Harwood & Cash Wheeler) venceram AAA World Tag Team Champions Lucha Bros (Penta El Zero Miedo & Rey Fenix): O combate começou equilibrado, até ao momento em que os Lucha Bros tiraram a máscara aos Super Ranas e eram nada mais nada menos que os FTR, que ainda assim usaram a sua força para dominar os AAA World Tag Team Champions.

Só que o domínio dos FTR não foi muito longo e os Lucha Bros usaram a sua incrível agilidade e viraram o combate do avesso, e o caos ficou instalado com os quatro lutadores a lutar quer no ringue quer fora deste.

No final, Tully Blanchard distraiu a árbitra e Dax Harwood conseguiu acertar com um dos cinturões em Rey Fenix e depois aplicou um Brainbuster, e os FTR conquistaram assim os AAA World Tag Team Championships.

Nos bastidores, Lio Rush e Dante Martin foram entrevistados e o novo lutador da AEW explicou que esta derrota era expectável e que a partir de agora o jovem vai ouvi-lo e eles serão uma equipa.

Ainda no backstage, os novos AAA World Tag Team Champions FTR iam ser entrevistados, mas MJF apareceu e festejou com os seus amigos antes de pedir o dinheiro a Andrade El Idolo.

– Jon Moxley venceu Wheeler Yuta: Jon Moxley entrou com tudo e não deu espaço a Wheeler Yuta de criar ofensiva, sendo que o ex-AEW World Champion venceu este embate sem problema.

De novo nos bastidores, Serena Deeb foi entrevistada e explicou que viu esta divisão ficar demasiado complacente durante a sua ausência e agora vai elevar a divisão para o seu nível. O que Serena Deeb não esperava era ser atacada por Hikaru Shida e tivemos uma brawl que não vimos como terminou.

– The SuperKliq (Adam Cole & Young Bucks) venceram Dark Order (Evil Uno, Alex Reynolds & John Silver): A SuperKliq atacou a Dark Order pelas costas, mas o trio liderado por Evil Uno conseguiu virar o ímpeto a seu favor, tendo isolado Nick Jackson durante alguns momentos. Ainda assim, o trio dos The Elite usou o caos instalado neste Trios Match para se colocarem no controlo deste embate.

A SuperKliq dominou durante vários minutos, mas John Silver conseguiu sobreviver e fez Evil Uno entrar em ringue e virou o embate do avesso, tendo até aplicado o Mandible Claw com uma das meias de um dos Young Bucks, para loucura do público.

Os minutos finais foram completamente caóticos e as duas equipas tiveram várias hipóteses de vencer, mas no final os Young Bucks e Adam Cole conseguiram vencer tendo feito o pin em Alex Reynolds.

Assim que o combate terminou, Jungle Boy saiu disparado para o ringue para atacar a The Elite e foi buscar uma cadeira para o fazer, sendo que acabou por apanhar Brandon Cutler, primeiro com a cadeira e depois com o seu Snare Trap.

Em seguida tivemos imagens de Cody Rhodes a chegar à Nightmare Factory e os jovens lutadores da AEW ajudaram Arn Anderson com um modo de treino muito especial, algo que irritou o “American Nightmare”, sendo que o manager mostrou uma imagem do seu pai e dele próprio há 30 anos e que ele merecia o que Dusty Rhodes lhe fez, e que Malakai Black também merece retribuição e que ele tem de estar preparado para isso.

No ringue tivemos MJF, que começou por insultar os fãs e Miami, antes de insultar Justin Roberts e dizer que vai continuar a lutar contra Darby Allin. MJF mostrou-se surpreendido por Darby Allin ter sido atacado na semana passada, sendo que o lutador obrigou o árbitro a contar até 10 para dizer que ganhou o combate.

Quando a contagem chegou aos 9 tivemos Sting a vir ao ringue e MJF atirou Wardlow contra o “Icon”, que com o seu taco atacou o guarda-costas do “Salt Of The Earth”, que aproveitou tudo isto para fugir.

Nos bastidores, Tony Schiavone ia entrevistar Anna Jay, mas esta foi interrompida pela AEW Women’s World Champion Britt Baker e a campeã insultou a Dark Order. A jovem lutadora virou-se à campeã, sendo que as duas tiveram de ser separadas por vários árbitros.

– Penelope Ford venceu Kiera Hogan: O início deste embate foi algo confuso, mas Penelope Ford conseguiu controlar este combate durante vários minutos. Todavia, Kiera Hogan não se deixou vencer e virou o ímpeto a seu favor, tendo até quase vencido por algumas vezes. Depois de várias quase vitórias de parte a parte, Penelope Ford aplicou o Muta Lock e venceu o combate.

Assim que o combate terminou, Ruby Soho decidiu vingar-se de Penelope Ford e atacou a sua rival.

A seguir tivemos um video package de Miro e este afirmou que não pode ir para casa e para a sua mulher sem ser campeão e mostrou-se irritado com o seu Deus e prometeu que irá vingar-se de tudo e todos.

No ringue tivemos Tony Schiavone a entrevistar “Hangman” Adam Page e este relembrou que disse que ia ser o primeiro AEW World Champion e não foi e que perdeu bastantes combates, perdeu a sua confiança e perdeu os seus amigos e a única coisa que se manteve e foi crescendo, foi o grito de “Cowboy Shit” por parte dos fãs.

“Hangman” explicou então o que significa “Cowboy Shit” e que finalmente teve coragem na semana passada de atender o telefone, vir ao ringue, subir o escadote e garantir a sua oportunidade pelo AEW World Championship. Que não sabe o futuro, mas que promete no main event do Full Gear dar tudo e que irá dar todo o “Cowboy Shit” que tiver contra Kenny Omega.

– Bryan Danielson venceu Bobby Fish: O main event deste Dynamite começou de forma agressiva e Bobby Fish pareceu ser o lutador mais descansado dos combates que aconteceram na noite de sexta-feira, aproveitando para dominar o “American Dragon”, que ainda conseguiu criar algum ímpeto, mas acabou por ser controlado depois de um pontapé na perna e uma queda no apron.

Bobby Fish usou a sua agressividade e fez da perna esquerda do seu adversário o seu alvo preferencial de ataque e dominou durante vários minutos, mas já se sabe que Bryan Danielson nunca se deixa ficar e retribuiu o favor a Bobby Fish e também atacou a perna esquerda do lutador.

Os minutos finais foram bastante agressivos e com os dois lutadores a tentar fazer o outro desistir. No final, o “American Dragon” aplicou um doloroso heel hook e venceu este embate.

Por fim, foi revelada a bracket do AEW World Championship Eliminator Tournament e o primeiro combate do torneio acontecerá já no próximo Rampage.


O que achaste do AEW Dynamite desta semana?

5 Comentários

  1. Episódio porreiro. Gostei do opener entre Malakai Black e Dante Martin e da “nod” do Black ao jovem adversário pós-combate, da “nova atitude” de Jon Moxley, da promo de Adam Page e do main event entre Bryan Danielson e Bobby Fish.

  2. El Cuebro1 mês

    Grande episódio, um main event de sonho, depois de ver o Bryan tendo uma luta incrível e técnica contra o Minoru, temos uma ótima “repetição” disso frente ao Fish, foi uma boa escolha da AEW ter contratado eles, no mais interessante ver o Page tão falante assim, e ele citou a Ring of Honor, seria um indício de parceria no futuro?! No mais o Jorge já disse tudo e muito bem!

  3. Gostei:
    – O show começa com a entrada de CM Punk, que vai ser comentador hoje. É sempre bom ver Punk e ele faz um excelente trabalho nos comentários.
    – Malakai Black vs Dante Martin. Um ótimo combate. Dante Martin deu boa luta a Black, merecendo o respeito deste.
    – Entrevista com os Jurassic Express, que são interrompidos pelos Elite que os atacam a todos. Um bom segmento, no entanto, sinto que esta feud já passou o prazo.
    – Promo dos Inner Circle. Eles são interrompidos pelos America’s Top Team. Jericho propõe um 5 contra 5, mas Lambert quer que seja Sammy a aceitar umas certas condições na próxima semana. Um segmento intrigante.
    – The Lucha Bros vs aquela tag team mistério de Andrade. A tag team mistério acaba por ser os FTR. Os FTR derrotam os Lucha Bros para conquistar os AAA Tag Team Titles. É um bom combate que poderia ter sido melhor com mais uns 5 minutos, mas não me queixo.
    – Entrevista com Dante Martin e Lio Rush. Lio Rush declara que os 2 serão uma nova tag team. Curioso para ver o que ambos podem fazer na tag division.
    – Entrevista com os FTR e Andrade. MJF aparece, revelando que Andrade pagou para usar os FTR uma vez. Será que os FTR irão trair os Pinnacle para se juntar a Andrade? Não me importava de todo com isto.
    – Entrevista com Serena Deeb. O segmento termina com Hikaru Shida a atacar Serena. Esta feud vai ser brutal.
    – The Super Kliq vs Dark Order. Os heels atacam a Dark Order antes do combate para ter essa vantagem. O combate não tem muito a dizer, é o típico 6-man tag da AEW que não tem nada de mal.
    – Após o combate, Jungle Boy tenta atacar os Super Kliq mas acaba só por meter as mãos em Brandon Cutler. Gostei do segmento e desta nova agressividade de Jungle Boy.
    – Video package com Cody Rhodes e Arn Anderson. Basicamente, Arn está a treinar Cody espancando-o totalmente. É uma boa video package mas não tem nada demais.
    – Promo de MJF. Ele chama Wardlow e um árbitro e parecia que ia-lhe ser atribuída uma vitória por count-out contra Darby Allin, mas Sting interrompe e ataca Wardlow, terminando o segmento com um face-off com MJF. Mais um bom segmento aqui. Vamos ver que papel Sting terá nesta feud.
    – Promo de Miro. Miro tem feito um trabalho brutal desde que abandonou aquela gimmick medíocre de Best Man e esta promo é prova disso. Boa coisa aqui.
    – Entrevista com Hangman Adam Page. Uma promo absolutamente brutal e emocional para meter os fãs todos do lado do nosso cowboy. Uma das melhores, senão a melhor promo da carreira de Page. Vejam esta promo!
    – Bryan Danielson vs Bobby Fish no main event. É um combate dividido com uma boa psicologia e, no fim de tudo, Danielson aplica um heel hook brutal para conseguir a vitória.

    Não Gostei:
    – Wheeler Yuta vs Jon Moxley. Pareceu demasiado uma squash dum show como o Dark. Podia ter ficado de fora do show.
    – Entrevista com Anna Jay, que é interrompida por Britt Baker, terminando numa brawl enorme. Meh, nada demais aqui.
    – Kiera Hogan vs Penelope Ford. O combate não foi bom mas também não foi mau. Não há grande coisa a dizer sobre isto.
    – Após este combate, Ruby Soho ataca Penelope Ford, que escapa com a Bunny. Meh, mais uma vez nada a dizer aqui.

    Overall: 7/10. Foi um episódio sólido. Black vs Martin, a promo de Page e Danielson vs Fish foram os grandes destaques. Grandes negativos, só mesmo Yuta vs Moxley.

  4. Anónimo1 mês

    Boa promo do Adam Page. Destaco também o main event entre o Bryan e Bobby Fish, foi um bom combate.

  5. Kurt Angel1 mês

    Que episódio espetacular, um dos melhores que já vi, foi tudo bom e a crowd esteve excelente!!!