A All Elite Wrestling transmitiu esta sexta-feira mais uma edição do Dynamite no canal TNT, novamente num dia e horário tardio e a partir do Daily’s Place em Jacksonville, Flórida, rumo a uma série de quatro especiais que realizará em Julho.

O AEW Dynamite é transmitido na FITE TV. Subscreve aqui!

Resultados

– Jake Hager venceu Wardlow (MMA Rules Cage Fight)
– Scorpio Sky & Ethan Page venceram Darby Allin (Handicap Match)
– Orange Cassidy venceu Cezar Bononi
– Cody Rhodes & Brock Anderson venceram QT Marshall & Aaron Solow
– Penelope Ford venceu Julia Hart
AEW World Tag Team Champion Matt Jackson & Good Brothers (Doc Gallows & Karl Anderson) venceram Penta El Zero Miedo, Frankie Kazarian & Eddie Kingston

Vídeos

Watch Wrestling

Report

– Jake Hager venceu Wardlow (MMA Rules Cage Fight): O Dynamite começou com a Cage Fight entre Jake Hager e Wardlow e o primeiro round começou num ritmo lento e até parecia que o combate estava a ser controlado pelo lutador dos Inner Circle, mas Wardlow usou o seu poder de strike e quase venceu por várias vezes durante o último minuto do round.

O segundo round começou melhor para Wardlow e até parecia que este ia vencer usando alguma das suas manobras de Wrestling, mas a experiência de Jake Hager em combates de MMA veio ao de cima e este aplicou o seu Head and Arm Triangle e fez Wardlow adormecer.

Assim que o combate terminou, Shawn Spears atacou Jake Hager, o que fez com que Chris Jericho viesse na ajuda do seu parceiro e tivemos uma brawl que foi desequilibrada por MJF, que atacou o braço lesionado do “Le Champion”. Dean Malenko ainda veio na ajuda ao seu amigo, mas MJF acabou por atacar o lendário lutador.

Sammy Guevara acabou por vir até à jaula e parou o ataque dos The Pinnacle.

Nos bastidores tivemos Eddie Kingston, Frankie Kazarian e Penta El Zero Miedo a explicar que é bom que os The Elite rezem aos seus deuses, pois eles vão destruí-los.

A seguir tivemos Taz e a sua equipa, e o manager explicou que as coisas podem não estar bem, mas que eles continuam a ser uma equipa de topo e desafiou então “Hangman” Adam Page para um combate contra “Powerhouse” Hobbs no próximo Dynamite.

– Scorpio Sky & Ethan Page venceram Darby Allin (Handicap Match): Darby Allin entrou com vontade de vencer este combate o mais rapidamente possível, mas foi uma questão de tempo até Scorpio Sky & Ethan Page começarem a dominar. O duo dominou durante vários minutos, mas o ex-TNT Champion nunca desistiu.

Quando parecia que Scorpio Sky & Ethan Page se preparavam para vencer, Darby Allin com uma fita prendeu os pés de Ethan Page e acabou por acertar o Coffin Drop em Scorpio Sky, mas o “All Ego” conseguiu mantê-los no combate. No final e com alguma batota à mistura, Ethan Page acertou o Ego’s Edge e venceu este Handicap Match.

– Orange Cassidy venceu Cezar Bononi: Cezar Bononi entrou com tudo e dominou Orange Cassidy ao ponto dos Wingmen fazerem um makeover ao popular lutador. O brasileiro continuou a dominar, mas o lutador e o seu grupo ficaram demasiado confiantes e nas costas do árbitro os Best Friends ajudaram Orange Cassidy, que acabou por vencer o combate com um Orange Punch.

Em seguida tivemos imagens do que seria uma entrevista a Jungle Boy, que foi interrompida pelo AEW World Champion Kenny Omega, Don Callis e Michael Nakazawa. O campeão insultou várias vezes Jungle Boy, até que Michael Nakazawa com o seu computador atacou o jovem lutador, que no entanto conseguiu virar o ímpeto a seu favor e fez com que Don Callis e Kenny Omega fugissem, deixando o japonês para trás.

Nos bastidores tivemos uma entrevista a Matt Hardy e a sua “família”, e o veterano fez questão de dizer que tudo o que tem acontecido a Christian Cage é culpa do próprio. Quando Christian Cage tentou atacar Matt Hardy, foi parado pelos outros lutadores do grupo de “Big Money Matt”.

– Cody Rhodes & Brock Anderson venceram QT Marshall & Aaron Solow: Cody Rhodes e o estreante Brock Anderson entraram melhor neste combate, mas a inexperiência do jovem lutador foi um problema e QT Marshall & Aaron Solow conseguiram então dominar este embate. O duo liderado por QT Marshall conseguiu dominar Brock Anderson durante vários minutos, mas este sobreviveu e fez o tag a Cody Rhodes. O “American Nightmare” entrou e virou o combate do avesso e quase o venceu sozinho.

O final acabou por ser confuso, mas Brock Anderson com um Jacknife Pin em Aaron Solow venceu o seu primeiro combate da carreira.

Num prédio destruído tivemos Jake “The Snake” Roberts e Lance Archer, com a lenda a explicar que às vezes pode-se tentar controlar um tigre, mas isso é impossível.

A seguir tivemos a entrevista de Jim Ross a Andrade “El Ídolo” e o lutador afirmou que o seu objectivo é ser TNT Champion ou AEW World Champion, e que a sua ligação com Vickie Guerrero faz sentido e eles ainda têm uma surpresa para a All Elite Wrestling.

Nos bastidores, “Hangman” Adam Page estava acompanhado pela Dark Order e aceitou o desafio de enfrentar “Powerhouse” Hobbs no próximo Dynamite, mas recusou a responder a uma pergunta sobre o AEW World Champion Kenny Omega, preferindo falar dos seus amigos.

– Penelope Ford venceu Julia Hart: O embate começou de forma equilibrada, mas Penelope Ford usou a sua experiência para criar o ímpeto suficiente para dominar Julia Hart. O combate acabou por ser bastante mais agressivo do que seria esperado e depois de algumas quase vitórias, Penelope Ford aplicou o Indian Death Lock e fez a jovem lutadora desistir.

Já depois do combate acabar, o TNT Champion Miro apareceu e veio questionar Penelope Ford onde está Kip Sabian, tendo depois dito que ela não deveria estar ali sozinha com os Varsity Blonds. Miro atacou Griff Garrison, mas Brian Pillman Jr. atacou o TNT Champion e os dois envolveram-se numa grande brawl que teve de ser parada por vários árbitros.

No backstage, a AEW Women’s World Champion Britt Baker ia ser entrevistada, mas foi interrompida por Vickie Guerrero. Depois de alguns insultos, a manager anunciou um improvável Tag Team Match entre ela e Nyla Rose contra Britt Baker e Rebel.

A seguir tivemos um video package a mostrar a rivalidade entre os FTR e o duo de Santana & Ortiz.

Mark Sterling e Jade Cargill fizeram mais uma promo onde ambos falaram da qualidade da lutadora e de como esta é uma das melhores lutadoras da AEW.

– AEW World Tag Team Champion Matt Jackson & Good Brothers (Doc Gallows & Karl Anderson) venceram Penta El Zero Miedo, Frankie Kazarian & Eddie Kingston: O trio de Eddie Kingston, Frankie Kazarian e Penta El Zero Miedo entrou de forma dominante neste main event, sendo que tudo descambou com o passar dos minutos, como seria de esperar destas duas equipas rivais, sendo que os três lutadores dos The Elite lá conseguiram dominar o “Mad King” durante algum tempo.

Porém, o domínio foi curto e quando Eddie Kingston conseguiu fazer o tag a Frankie Kazarian este veio com tudo para ringue para se vingar dos seus rivais. O caos ficou instalado nos minutos finais deste main event, sendo que as duas equipas tiveram várias hipóteses para vencer, mas no final Nick Jackson apareceu e atirou spray à cara de Penta El Zero Miedo, o que abriu espaço para que Karl Anderson acertasse um Super Cutter e vencessem o combate.


O que achaste do AEW Dynamite desta semana?

10 Comentários

  1. TakerVanderVaart232 meses

    Alguém já viu este episódio? Vale a pena ver o Hager cs Wardlow no MMA Rules Cage Fight?

    • Facebook Profile photo

      Eu gostei da 1 ronda, pareceu bastante “real”, a partir dai começaram a meter hurricaranas ao barulho o que estragou a legitimidade do combate para mim. Mas nao perdes nada se vires 😉

    • TakerVanderVaart232 meses

      Ok obrigado pela info David. Vou dar uma vista de olhos então x)

  2. Facebook Profile photo

    Curti dos primeiros indícios da face turn do wardlow quando ia cumprimentar o hager no final e depois quando exitou em atacar o jericho.

  3. Novamente um episódio bastante consistente. As principais notas vão para: o opener bacano entre Jake Hager e Wardlow (excelente configuração da jaula e maneira brutal de abrir o Dynamite com uma luta extremamente física) e posterior ataque de MJF a Dean Malenko; a estreia porreira de Brock Anderson (nada mal para primeiro combate e acredito que evolua significativamente nos próximos anos); a entrevista bem conseguida de Jim Ross a Andrade El Ídolo; e “Hangman” Adam Page a evitar falar sobre o título mundial da AEW, dando assim continuidade à história com Kenny Omega.

  4. El Cuebro2 meses

    Nada contra os movimentos de pro wrestling na luta de MMA entre Hager e Wardlow, mas claramente não vimos MMA sério ali, a luta foi até boa, mas faltou muita coisa, no mais podemos ter visto um indício do Wardlow possivelmente passando por uma turn quando ele estava naquele momento de tocar a luva com o Hager?! E nada contra o Orange, mas passou da hora do Bononi começar a vencer mais no Dynamite hein, ele precisa da devida valorização, quem sabe ser o maior nome dos Wingmen no futuro!

  5. Gostei:
    – Jake Hager vs Wardlow. Facilmente o combate mais controverso do ano. Isto não é para todos, mas eu adorei. Sim, espero que seja só uma coisa de uma vez, não algo que se torne habitual, mas eu achei único, fresco. Claro que não é uma luta de MMA mesmo. Se queres isso, tens UFC ou Bellator. Ambos fizeram um ótimo trabalho e o público estava interessado. Recomendo a verem.
    – Após o combate, Spears ataca Hager e Jericho intromete-se. Depois vêm MJF, Dean Malenko, Sammy Guevara e, pronto. Gostei. Destaco que o Wardlow ia ”apertar” (tocar com as luvas) com o Hager.
    – Promo de Kazarian, Kingston e Pentagón. Típico, mas bom.
    – Taz diz a Ricky Starks que têm que resolver os problemas dele com Brian Cage. Próxima semana, teremos Hobbs vs Adam Page. Bom.
    – Darby Allin vs Ethan Page & Scorpio Sky. Toda a gente esteve fantástica, com Ethan Page a conseguir heat só da maneira que ele sabe.
    – Entrevista a Jungle Boy que é interrompida por Omega, Callis e Nakazawa. Omega quer uma backstage street fight, Jungle Boy aceita e é atacado por Nakazawa. Jungle Boy eventualmente recupera e afasta os heels. Ótimo segmento.
    – Matt Hardy e a sua stable são entrevistados, mas Christian Cage aparece à procura de luta. A stable consegue trancar Cage dentro de uma espécie de área e Hardy revela que tem uma proposta. Interessante, vamos ver o que sai daqui.
    – Brock Anderson & Cody Rhodes vs Solow & QT Marshall. Sim, o Brock esteve, digamos, estranho em algumas manobras, mas nota-se que tem potencial. A meu ver, ainda não está preparado para TV. Mandem-no para as indies algum tempo e depois tragam-no de volta.
    – Andrade El Idolo faz uma entrevista e diz que quer uma chance pelo TNT e AEW Titles. Diz que ele e Vickie tem uma surpresa. Ótima promo.
    – Miro ataca os Varsity Blondes, e acha injusto que não haja alguém para proteger Penelope Ford enquanto Kip Sabian está lesionado.
    – Britt Baker com a sua entrevista semanal antes de Vickie Guerrero interromper para anunciar que Baker fará equipa com Rebel para enfrentar Nyla Rose e… a própria Vickie daqui a 2 semanas. Bom segmento, mas a Vickie a lutar?! Oh não… *flashbacks da WrestleMania 26 e daquele frog splash horrível*
    – Uma ótima video package para FTR vs Santana & Ortiz. Mal posso esperar.
    – Matt Jackson & Good Brothers vs Pentagón, Kingston & Kazarian, no teu típico 6-man tag team match da AEW. Muita manobra única, mas pode ser demasiado para o espetador. Mas uma forma divertida de terminar o show.

    Não Gostei:
    – Pela 2ª semana consecutiva, The Wingmen com uma promo cringe no Dynamite.
    – Orange Cassidy vs Cezar Bononi. Isto foi tão mau quanto a promo. Os heels conseguiram heat, sim, Cassidy foi apoiado, óbvio. Mas os Wingmen a tentarem vestir, arranjar o Orange Cassidy durante o combate é imperdoável.
    – Penelope Ford vs Julia Hart, com Hart a ter uma boa exibição e mais build da Ford como main event star. No entanto, o combate foi medíocre.
    – Jade Cargill e Mark Sterling anunciam uma parceria com o four seasons de Toronto. A Jade é fantástica, e esta parceria também o podia ser, mas estes segmentos estão a ficar demasiado aborrecidos demasiado depressa.

    Overall: 7/10. Foi divertido e melhor que as últimas semanas. A MMA Fight pode ser horrível para alguns, mas francamente, eu adorei, desde que seja para só uma vez. Não há nenhum combate fantástico, mas a ação foi boa. Pela 2ª semana consecutiva, a coisa mais fraca do show foram os The Wingmen.

  6. Anónimo2 meses

    O combate entre o Jake Hager e Wardlow, não foi um combate de MMA a sério, mas até gostei de ver. A entrevista do Andrade, foi boa.

  7. Suellen2 meses

    Onde e esse canal da TNT que trasmite?