Depois do Forbidden Door do último domingo, a AEW transmitiu esta quarta-feira mais uma edição do Dynamite no canal TBS, a partir da Little Caesars Arena em Detroit, Michigan, especial Blood & Guts.

Resultados

– Orange Cassidy venceu Ethan Page
– Luchasaurus venceu Serpentico
– Danhausen & AAA, ROH e IWGP World Tag Team Champions FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood) venceram Max Caster & Gunn Club (Austin Gunn & Colten Gunn)
– TBS Champion Jade Cargill venceu Leila Grey
– Blackpool Combat Club (Interim AEW World Champion Jon Moxley, Claudio Castagnoli & ROH Pure Champion Wheeler Yuta), Eddie Kingston, Santana & Ortiz venceram Jericho Appreciation Society (Chris Jericho, Sammy Guevara, Jake Hager, Angelo Parker & Matt Menard) (Blood & Guts Match)

Vídeos

Watch Wrestling

Report

Ainda antes do opener começar tivemos Dan Lambert a insultar Orange Cassidy e os Best Friends, tendo mandado estes dois para os bastidores.

– Orange Cassidy venceu Ethan Page: Orange Cassidy entrou melhor neste embate, mas o maior tamanho do “All Ego” fez com que este ficasse no controlo durante vários minutos, tendo até algumas hipóteses para vencer, mas o “Freshly Squeezed” foi sobrevivendo e isso foi frustrando Ethan Page.

Orange Cassidy foi criando alguma ofensiva e Dan Lambert ainda tentou interferir, mas de nada lhe valeu, pois o “Freshly Squeezed” acertou dois Orange Punches e um Body Slam que lhe deu a vitória.

A seguir, tivemos Christian Cage a ser entrevistado por Tony Schiavone, com o lutador a dizer que a direção da AEW lhe pediu para pedir desculpa pelo que ele disse sobre o pai de Jungle Boy e que ele pede desculpa por toda a família de Jungle Boy não estar morta, porque assim não teriam de passar a vergonha de ver o que lutador fez.

O “Instant Classic” afirmou a seguir, que a mãe de Jungle Boy pode ficar viva, tendo dado a indicação para ela lhe ligar. Este a seguir explicou que pediu um combate, mas não é para ele, tendo a seguir aparecido Luchasaurus, que parece estar assim ligado ao veterano.

– Luchasaurus venceu Serpentico: Luchasaurus venceu de forma fácil, tendo terminado o combate com a sua versão do Snare Trap.

Já depois do combate terminar, Christian Cage mandou Luchasaurus continuar o ataque e este acertou um Chokeslam em Serpentico.

Nos bastidores, Wardlow e o TNT Champion Scorpio Sky não perdeu tempo a dizer que já venceu o seu rival. Wardlow afirmou que Scorpio Sky pode dizer o que quiser mas quando lutarem ele irá conquistar o TNT Championship. O campeão irritou-se e desafiou o “Wardog” para uma Street Fight no próximo Dynamite.

– Danhausen & AAA, ROH e IWGP World Tag Team Champions FTR (Cash Wheeler & Dax Harwood) venceram Max Caster & Gunn Club (Austin Gunn & Colten Gunn): Os FTR dominaram os minutos iniciais deste embate, mas quando Danhausen entrou em ringue, Max Caster e o Gunn Club conseguiu isolar o peculiar lutador durante vários minutos.

Este conseguiu aguentar a ofensiva e quando fez o tag a Dax Harwood que ao lado de Cash Wheeler virou o combate do avesso.

No final, Danhausen parecia que ia vencer, mas Anthony Bowens com a muleta tentou acertar no estranho lutador, mas acertou num dos seus amigos e isso deu a vitória a Danhausen.

Os Gunn Club e os Acclaimed ficaram a discutir depois do combate, mas Billy Gunn acabou a empurrar o seu próprio filho.

A seguir tivemos Sonjay Dutt, Jay Lethal a desafiar Samoa Joe para defender o ROH World TV Championship no ROH Death Before Dishonor.

– TBS Champion Jade Cargill venceu Leila Grey: Jade Cargill mais uma vez não deu hipóteses e depois do Jaded venceu este combate.

Assim que o embate terminou, Jade Cargill e Stokely Hathaway afirmaram que Kris Statlander e Athena são é preguiçosas e têm medo da campeã. Isso fez com que as duas lutadoras viessem para o ringue e dominaram uma pequena brawl, até que Leila Grey ajudou a TBS Champion, apesar desta não ter gostado disso.

Os AEW World Tag Team Champions Young Bucks mostraram-se tristes por estarem sozinhos, pois todos os seus amigos estão lesionados, mas que apesar disso, eles querem mostrar que são a melhor equipa do Mundo e por isso desafiam Hirooki Goto & YOSHI-HASHI para um embate no Rampage.

– Blackpool Combat Club (Interim AEW World Champion Jon Moxley, Claudio Castagnoli, ROH Pure Champion Wheeler Yuta), Eddie Kingston, Santana & Ortiz venceram Jericho Appreciation Society (Chris Jericho, Sammy Guevara, Jake Hager, Angelo Parker & Matt Menard) (Blood & Guts Match): Sammy Guevara começou por parte da Jericho Appreciation Society, tendo Claudio Castagnoli começado por parte do Blackpool Combat Club, e o suíço destruiu o “Spanish God” a seu bel-prazer, isto até Daniel Garcia entrar em ringue.

Os dois ficaram no domínio tendo aproveitado a vantagem numérica, isto até Wheeler Yuta entrar dentro da jaula e o ROH TV Champion usou os seus Suplexes para virar o ímpeto a favor da sua equipa, sendo que a vantagem numérica quase não foi um fator devido à resiliência de Claudio Castagnoli e Wheeler Yuta.

As coisas ainda ficaram pior para a Jericho Appreciation Society, pois Jon Moxley entrou com uma cadeira e foi destruindo os seus adversários, tendo até metido Daniel Garcia a sangrar com um garfo.

Angelo Parker entrou em seguida e tentou fugir do trio do BCC, mas acabou a levar pancada e só com algumas cadeiras é que a equipa de Chris Jericho conseguiu ter algum controlo, isto até Ortiz entrar em combate, tendo Jon Moxley decidido espalhar vidro partido no ringue e acertar uma Piledriver em Angelo Parker.

Mas quando Matt Menard entrou com uma cadeira, ajudou a sua equipa a voltar ao controlo. Santana decidiu aumentar a parada e entrou com uma mesa e um bastão com arame farpado, sendo que o Interim AEW World Champion decidiu espetar uns paus na cabeça de “Daddy Magic” que só se safou com um low blow.

Chris Jericho foi o último lutador da sua equipa, mas o “Wizard” não entrou com muita vontade, tendo sido o único lutador a ficar em pé, quando Eddie Kingston entrou em combate que com um kendo stick destruiu o seu rival, até Jake Hager usar a sua força. A partir daqui, este Blood & Guts já poderia terminar e a agressividade foi aumentando, sendo que Jon Moxley decidiu atirar Matt Menard para cima de vários pioneses, mas depois o “Purveyor of Violence” sofreu na mesma moeda quando Chris Jericho o arrastou em cima desses pioneses.

Tay Conti atacou um árbitro fora das jaulas, para ajudar Chris Jericho a fugir, tendo sido atacada por Ruby Soho. Já com o “Wizard” no topo da jaula, Eddie Kingston foi atrás do seu rival e quando parecia o que ia atirar para o chão, Sammy Guevara salvou o seu mentor, mas o “Mad King” virou o ímpeto a seu favor e atirou o “Spanish God” do topo da jaula contra a mesa do timekeeper.

Chris Jericho ia fazendo Eddie Kingston desistir no topo da jaula, mas este foi salvo por Claudio Castagnoli, sendo que Matt Menard foi em perseguição do suíço. No final, o “Mad King” aplicou o Stretch Plum no “Wizard” e Claudio Castagnoli aplicou o Sharpshooter no “Daddy Magic” que não teve outro remédio se não desistir.

O Dynamite terminou com a equipa vencedora a festejar no topo da jaula.


O que achaste deste AEW Dynamite?

13 Comentários

  1. Willow2 meses

    Foi um combate brutal e sanguinário dentro e fora das jaulas. Moxley é louco mesmo.

  2. Bankonthat2 meses

    O Jim Ross a chamar Cesaro no fim 😂

    • The Name2 meses

      Também disse Daniel Bryan em vez de Bryan Danielson(acho que foi o JR).
      O Taz também disse Ruby riott em vez de ruby soho, foi de rir 😂😂

  3. BRRM2 meses

    Combate absolutamente brutal. Foi pena a lesão do Santana mas de resto foi tudo o que se esperava. O Moxley trouxe um nível de violência e intensidade que, na minha opinião, faltou um pouco no primeiro Blood and Guts, o Jericho desempenhou o seu papel como o excelente profissional que é, os mais jovens tiveram todos a oportunidade de mostrar a sua dedicação ao pro wrestling e o Claudio teve bastante destaque, incluindo no final do combate que possivelmente irá conduzir a um interessante confronto entre ele e o Kingston.

    • Willow2 meses

      Ouso a dizer que o Cláudio foi peça fundamental para todo o combate. E fica a dica para a concorrente da aew, pare de fazer show para crianças.

    • Mikas2 meses

      A TNA???

    • Willow2 meses

      Você sabe a quem me referi. Raw, Smackdown e NXT. Que a cada dia que passa fazem shows fracos para crianças porque assinaram com canais de TV que regulamentam o que pode ser dito e feito. A AEW não é limitada a este nível.

  4. WWE2 meses

    Bom show

  5. Anónimo2 meses

    Ótimo main event.

  6. JP2 meses

    Combate brutal. Ao Yuta só falta mesmo trabalhar as suas promos para ser um valor garantido. Pelo que mostrou, tanto no Forbidden Door como ontem, nota-se que a participação no Super Jr o ajudou a evoluir, gostei de terem guardado o Sammy vs Yuta ao não cair na tentação de os meter de início juntos, quando acontecer será um bom combate.
    Pena a lesão do Santana, espero que não seja nada de muito grave, e que se comece a pensar em como para o ano serão eles a tirar os títulos de tags ao FTR, acredito que no All Out os Young Bucks devolvem a vitória, e os títulos, aos FTR.
    Kingston e Claudio, poderá ser uma rivalidade que facilmente pode acontecer, tem o background a que podem recorrer e facilmente recuperar a história do que já passaram; por outro lado o Jericho pode continuar a “gabar-se” que o Kingston não o venceu. De uma maneira ou de outra há pano para mangas.
    Nota aos 2.0, há uns meses estavam totalmente perdidos no NXT, foram dispensados vieram fazer umas aparições na AEW e aproveitaram da melhor forma, mostraram que são excelente como mouthpieces e isso valeu-lhes associarem-nks ao Daniel Garcia que, tal como o Yuta ainda tem de trabalhar as promos, daí até juntarem-se ao Jericho e estarem ontem naquele que para mim até ao momento é o melhor main event em televisão, não PPV, do ano. Fizeram o seu papel deram tudo o que tinham – a imagem do Angelo Parker pendurado do lado de fora da cela com a cara ensanguentada, eu só perguntava “como raio ele foi parar ali?” – É daquelas histórias que fica e têm mostrado que merecem.
    Sammy Guevara, alguém se espantaria que viessem dizer que foi ele próprio a sugerir o spot na mesa? Já agora, bem filmado desta vez. Sinal que as críticas do ano passado foram ouvidas e a falha admitida e corrigida, poderia ser ainda melhor sim, mas mesmo assim nota muito positiva.
    Moxley, parecia que tinha voltado ao CZW, só faltavam as lâmpadas fluorescentes, não houve mesa de vidros, mas tivemos vidro. Sery interessante ver como vai evoluir o ser reinado até ao retorno do CM Punk e como se vai resolver aí, reparo que temos CM Punk e Mox como campeão e campeão interino, o MJF perdeu contra o Moxley no seu primeiro combate pelo título (Moxley não podia usar o Paradigm Shift e usou), e perdeu o seu combate mais importante contra o Punk, será que vamos ter uma vingança dupla?
    Quanto ao resto do programa, OC a mostrar mais uma vez porque é alguém que merece estar na TV, para além de muito bom wrestler,só não aceitou ainda quem não quer tem uma gimmick que o faz único e que faz o público responder.
    Christian, continua a fazer o seu papel de heel, e a preparar a rivalidade para quando o Jungle Boy regressar, e o heel Luchasaurus pareceu-me muito bem a nova apresentação, esperemos um combate um pouco mais longo para ver até que ponto o seu “arsenal” de movimentos mudou.
    A Jade, acho que está na altura de preparar a mudança de título, resta saber se para a Athena ou para a Statlander, pessoalmente preferia a segunda opção. Um combate de tags Athena e statlander vs as Baddies, Athena faz o pin e ganha assim o direito de desafiar a Jade primeiro, a Jade vence a Athena e a Statlander vai lutar no All Out e ai o título.

    • coiso2 meses

      Não concordo nada com o último paragrafo. Acho que as duas, sobretudo a Athena, estão a léguas de fazer um bom trabalho; A pobre Jade faz o melhor que pode – e sempre bem – perante o fraco desenvolvimento que as adversárias lhe dão… Alias, direi mais: A Athena mostrou (entenda-se, postura/carisma/atratividade) menos que a Anna Jay.

  7. Gostei:
    – Orange Cassidy vs Ethan Page. Preferia que o Ethan Page tivesse ganho este combate… No entanto, ótimo combate de abertura, a cumprir bem com a gimmick do Cassidy e a ter uma boa psicologia.
    – Promo do Christian Cage. Que autêntico cabr*o… Adoro-o.
    – Segmento entre Scorpio Sky e Wardlow. Foi decente e deu hype para o combate na próxima semana.
    – 6-Man Tag Team Match. Simples, mas divertida. Exibiu bem os heels, bem como o bom selling do Danhausen. Um final um bocado overbooked, mas foi um bom combate.
    – Blood and Guts Match. Achei este combate bem brutal, com ótimo wrestling e excelente violência. Claudio e Sammy foram ótimas escolhas para começar, o Jon a trazer a violência toda é sempre agradável. Bateu o combate do ano passado em tudo. (Espero que esteja tudo bem com o Santana). Vejam este combate!

    Não Gostei:
    – Luchasaurus vs Serpentico. Squash para o 1º. Nada demais.
    – Jade Cargill (c) vs Leila Grey. Squash para a campeã. Os acontecimentos pós-combate também não me cativaram grande coisa, nem mesmo o turn da Leila (nomeadamente porque não a conheço muito bem).

    Overall: 7.5/10. É um ótimo show, mas é principalmente um show de um só combate (também foi promovido para isso). O undercard só teve mesmo o combate de abertura e a promo do Christian, com o resto a ser decente na melhor das chances. No entanto, essa promoção à volta de 1 só combate valeu a pena, o combate entregou e muito bem!

  8. Main event brutal !! O Moxley é um autentico animal nestes combates !