A AEW transmitiu esta sexta-feira mais uma edição do Rampage no canal TNT, a partir do Bell Centre em Montreal, Canadá, rumo ao Worlds End de 30 de Dezembro.

No main event, Bryan Danielson enfrentou e derrotou Daniel Garcia num combate a contar para a Blue League do Continental Classic, somando agora 6 pontos.

Noutro destaque e a abrir o show, Orange Cassidy defendeu o AEW International Championship com sucesso contra Angelico.

Na divisão feminina, Abadon venceu Trish Adora. Depois do combate, a vencedora e estranha lutadora foi confrontada pela TBS Champion Julia Hart.

Por fim, dar nota para a vitória da dupla da Don Callis Family (Powerhouse Hobbs & Konosuke Takeshita) contra os veteranos Christopher Daniels & Matt Sydal.

Resultados

– AEW International Champion Orange Cassidy venceu Angelico
– Abadon venceu Trish Adora
– Don Callis Family (Powerhouse Hobbs & Konosuke Takeshita) venceram Christopher Daniels & Matt Sydal
– Bryan Danielson venceu Daniel Garcia (Continental Classic Tournament – Blue League)

Vídeos

Watch Wrestling


O que achaste deste AEW Rampage?

3 Comentários

  1. tosse3 meses

    grilos.

  2. Episódio bem melhor que o da semana passada.
    – Angelico vs Cassidy foi puro entretenimento, o estilo dos dois combinaram bastante.
    – Fico feliz de ver finalmente uma história em cima do TBS championship e mais feliz ainda de ver a Abadon tendo sua oportunidade e a Julia se tornando cada dia mais popular e confiante.
    – Garcia vs Danielson foi incrível como todas as partidas do Bryan na empresa. Os dois combinam muito e a narrativa para o combate foi excelente, meio que a continuação da história dos dois em 2022. Garcia tem uma personalidade tremenda e mostrou muita audácia ao pisotear no rosto machucado do Bryan… ele está sendo muito bem desenvolvido no torneio e tem um futuro brilhante na empresa. Bryan, nem tem o que dizer, o cara é um espetáculo a parte, mesmo machucado consegue entregar ótimas lutas e elevar seus oponentes como ninguém. O cara é fera!

  3. Eu não tinha planos de todo em ver este Rampage mas depois ouvi Danielson vs Garcia e sentei o cu na cadeira. Angelico vs Cassidy foi uma title match bem sólida. Eu fico sempre surpreendido com o Angelico, apesar de já saber que ele é um bom wrestler. As tretas fora do ring podiam ter sido reduzidas mas nada que tenha arruinado o combate. A Abadon conseguiu uma vitória rápida e a Don Callis Family venceu uma boa tag frente a Daniels/Sydal. Chegamos então ao main event: Danielson vs Garcia. A continuação da feud de 2022, onde Danielson tentou convencer que Garcia era um wrestler e não um sports entertainer e foi isso que tivemos aqui. Garcia apareceu como wrestler, não como sports entertainer, e deu luta ao Danielson! Os 2 combinaram muito bem, algo que já se sabia que ia acontecer e depois o combate concluiu num belo momento de storytelling. Garcia tinha a vitória ao fundo do túnel, mas o seu sports entertainer saiu ao de cima e ele dançou. Esse desvio momentâneo permitiu ao Bryan mudar o rumo e vencer fazendo o Garcia desmaiar no LeBell Lock. Fantástico trabalho aqui. Como disse no Collision da semana passada, a história que a AEW quer contar com o Garcia neste torneio está a andar bem e esperemos que corrijam o erro do ano passado, que é finalmente ter o Garcia a admitir que é um wrestler (e possivelmente juntar-se aos BCC, quem sabe?). Um raro bom episódio de Rampage.