Estamos a dar tudo no Instagram. Segue-nos!
Frank casino

Como main event do Raw desta segunda-feira tivemos um Unsanctioned Match entre Big Show e Randy Orton, no qual o “The Viper” levou a melhor após algumas cadeiradas e um segundo RKO. Depois do combate, o renovado “Legend Killer” fez o mesmo que já tinha feito a Edge e Christian, aplicou o seu Punt Kick.

A WWE optou por realizar este combate no Raw, em vez de o fazer no Extreme Rules, como forma de tentar melhorar um pouco as audiências do seu programa de segunda-feira. No entanto, os resultados das audiências televisivas já são conhecidos e ficaram muito aquém das expectativas, para não dizer desastrosas.

O programa obteve uma audiência média de 1,63 milhões de telespectadores, o que representa uma muito ligeira subida face aos 1,56 milhões da semana anterior, que tinha sido o seu mínimo histórico. Este é então o segundo pior resultado em toda a história do programa. Em termos de audiência demográfica (18-49), a média ficou-se nos 0.46, mantendo o Raw no Top 10 do ranking da TV por cabo desta segunda-feira.

No entanto, a maior preocupação vai mesmo para o main event. A 3ª hora do Raw é por norma a menos vista e esta semana não foi excepção. Para além dessa hora só ter tido 1,54 milhões de telespectadores, os últimos 15 minutos do programa tiveram o pior registo demográfico (18-49) de toda a história, de apenas 0.42.

O jornalista Dave Meltzer avança também que ultrapassada a rivalidade entre Randy Orton e Big Show, o “The Viper” deverá agora entrar numa nova feud com o WWE Champion Drew McIntyre. É expectável que essa nova rivalidade tenha início da próxima semana, mas só quando o show for transmitido é que teremos essa confirmação.


O que achas deste resultado de audiência? E achas que Randy Orton vai agora passar para uma rivalidade com Drew McIntyre?

49 Comentários

  1. As coisa estão mesmo más. Creio que sim será Randy o próximo adversário do Drew, não estou a ver mais ninguém de momento

  2. JP272 meses

    Os fãs não sabem o que é bom. Um combate daqueles entre duas lendas.
    A verdade é que ainda deu 10 a 0 aos vanilla midgets da AEW. Mesmo na demo, Jericho. Chupa

  3. Aron nou2 meses

    Trágico! †

  4. A coisa não está fácil para a WWE…a feud do Orton com o McIntyre acredito que começe na próxima semana

  5. Hugo2 meses

    Bom…..
    Estas quedas nas audiências dos shows principais da Wwe,não me espantam em nada. A Wwe estagnou completamente,está amorfa e até dá sono. Eu acho que deviam voltar ao básico,a Wwe de há uns anos para cá transformou-se em algo completamente automático,já não há espaço para a creatividade que outrora tinha agora seguem todos o guião quer resulte quer não,eu compreendo a Wwe agora é multinacional e mundial onde o objectivo principal é o lucro. Mas está a sacrificar a creatividade em troca do lucro,e no início resultou mas os fãs já se aperceberam disso e a Wwe está a começar a pagar a falta de criatividade com poucas audiências. Vejam o caso da AEW foi buscar antigos valores do wrestling para dar a creatividade aos shows dá liberdade aos lutadores para desenvolverem as suas storylines e etc.
    Agora digam-me lá que não está a resultar? Por que será que é constantemente comparada à saudosa ECW e não só. Mas fico-me por aqui porque isto já está longo.

  6. Gabriel2 meses

    O problema é que Big Show, apesar de todo seu prestígio do passado, já não luta mais como antes e o seu hype é muito baixo, apesar do carinho dos fãs. Além do mais, Randy Orton só se apresenta bem quando quer… ele tem sido um tanto preguiçoso na última década, mesmo ainda sendo habilidoso em tudo o que faz. Randy sempre terá hype, mas não vejo ele tão dedicado, sendo que nas lutas contra o Edge, ele foi bem demais. Sinto falta do Randy Orton, que ao lado do Christian e do Mark Henry, tiveram uma boa história, em volta do antigo World Heavyweight Title.

    • O problema não é só o Big Show. Um dos grandes problemas é o RAW ser de 3 horas. Para um show de 3 hrs já basta o PPV mensal.

  7. As audiências da WWE estão cada vez pior, e vocês sabem de quem é a culpa. Mas só irá melhorar quando o Vince sair, isso é certo. Depois da saída do Vince, o RAW irá ter 10 milhões como tinha quando existia WCW? Extremamente improvável.
    Talvez devagar devagarinho, irão ter 3M como tinham á 10 anos, mas só acontecerá com a saída do Vince.

  8. João da Cena2 meses

    Estou ansioso para feud do orton com o drew. Acho que vai aumentar as audiências

    • Anónimo2 meses

      Concordo. Vai ser mais interessante ver o Randy Orton numa rivalidade com o Drew McIntyre, do que com o Big Show.

  9. Orton is God2 meses

    Dera foi um raw fraco a todos niveis estou cansado de ver tanta mediocridade nos shows

  10. Orton is God2 meses

    Por rsspeito tenha o big show mas em pleno 2020 nao quero ver o big show lesnars goldbergs e afins tanto talento jovem desperdiçado

  11. Enquanto a WWE continuar a focar no lucro nunca vai conseguir reverter estes valores (que já estão um pouco abaixo também por causa da pandemia). Acho que no SummerSlam será Drew contra Orton, muito provavelmente.

  12. Hunter2 meses

    Eu acho que esta na hora deles rever essa terceira hora de show e além de ficar 3 hrs a frente da TV sendo que quase 1/3 de todo esse tempo ser intervalo, é muito cansativo (pode ser que isso seja mais normal para os americanos)
    Outro fato que pode prejudicar, sabemos já o que vai acontecer:
    Randy vs Drew (Randy ganha, fica ate WM com o title, Edge ganha o Rumble e teremos a terceira e final luta, depois Edge vs Drew)
    Fiend vs Braun (Ai depois o Fiend vai perder o titulo para o Roman Super Push Infinity Forever)
    Sasha vs Bayley

    Ta muito pre definido as coisas, precisa dar uma reviravolta meio forte nas coisas…

    • Ser gravado não ajuda a guardar o que vai acontecer. Antes de irem para lá os do NXT não havia tantos spoilers.

    • Hunter2 meses

      eu nao me referi aos spolier de resultado, ate pq isso nao tem vazado mto, mas aos andamentos das feuds, era quase certo que drew e braun chegariam ao Summerslam campeões, e que quando roman voltar vai voltar a ser campeão…

    • Mas então não é de sabermos o que vai acontecer, mas de ser muito previsível as coisas que acontecem.

  13. Facebook Profile photo

    Existe várias justificações para tal acontecimento, a principal é que o produto não anda bom como antes e segundo, já pouca gente ama Wrestling! Não é fácil ganhar fãs novos quando tens a UFC a crescer imenso no século 21! Antigamente não havia alternativas e hoje podes ver um bocadinho de tudo. É complicado, mas se a WWE se meteu neste buraco, obviamente também sabe sair dele. A solução? Talvez deixarem o PG… Eu também não sou grande entendedor, mas do pouco que percebo, tenho a certeza que se os Wrestlers forem eles mesmo, a fan base dos mesmos irão voltar a acompanhar os seus ídolos. Muita gente deixa de ver porque olha para a WWE e já não tens aqueles top guys como antigamente, talvez a gimmick já não resulte, mas existem as personalidades, que podem salvar e aí a WWE não deixa ou não confia muito nos Wrestlers que têm, se confia, é só em 30 40 % do roster!

    • O problema não é só o PG. O que faz com que o fãs (inclusive eu) deixem de ver totalmente, ou maior parte da programação da WWE é o booking e o que daí vem. Primeiro exemplo: PPV’S na Arábia Saudita. Tirando o Greatest RR, os shows que vieram a seguir foram uma desgraça. Era mesmo necessário o Mansoor derrotar o Dolph Ziggler e o Cesaro, quando não era sequer usado na tv do NXT? Não, não era necessário.
      Era preciso o Goldberg, ter derrotado o The Fiend? Claramente que não.
      Segundo exemplo: títulos e timing. Vou dar 3 casos que aconteceram este ano: Braun Strowman, Sami Zayn e Apollo Crews. No primeiro caso, o Strowman ganhou o título Intercontinental assim do nada. Depois, também o perdeu do nada. Ele deveria ter sido campeão universal em 2017, naquela altura em que estava super over. O Sami Zayn ganhou o título IC no Elimination Chamber, também sem muito fundamento. E o Apollo, passado 4 anos de main roster, ganha o título dos Estanos Unidos, numa altura em que havia tensões no país por causa do GF.
      E não vou escrever mais porque o comentário já está super longo. Apesar de haver muito mais para escrever.

    • Também concordo que o problema principal não é ser PG. É muitas histórias estarem a ficar infantis demais. A quantidade de gente que deixou de ver SmackDown por causa do Otis? Muita.
      No caso do Goldberg e do The Fiend se não acontecesse no SSD acontecia noutro ppv. A ideia era fazer o Goldberg ganhar para ser ele a ficar mal com o público e não o Roman e correu mal á WWE porque o Roman não quis lutar na WM e também concordo que o Strowman já devia ter ganho o Universal antes, mas quem é que havia no SmackDown para ganhar ao Goldberg? Também ninguém. Outro problema vem daí, os rosters estão bem desequilíbrados e era necessário um draft/shake up urgente.

    • Facebook Profile photo

      Sim mas o PG ou anti-PG também pode ser importante nas histórias! Por exemplo, pode não ter sentido isto o que vou dizer mas numa promo eu digo “I’m gonna fuck u up” e os fãs vão curtir da seriedade da promo, na WWE é quase sempre “I’m gonna defeat you” esse tipo de coisas que pode ser desnecessário mas numa promo fica mesmo bem, para quem é fã menos atento vai curtir disso e vai acompanhar o produto, da agressividade do mesmo e tentativa de “realismo” do mesmo! Não acho que PG tenha sido a causa principal para a derrocada, mas (a meu ver) também é uma das coisas que fez com que o pessoal mais novo não se interesse por o produto. Antigamente víamos sangue, seja falsp ou não e a gente curtia à brava, a WWE ganhava fãs novos com isso, chair shots mm potentes, hoje só das com a cadeira nas costas, tudo bem que têm que proteger os Wreslters mas para isso a maioria que vá para o balé ou lá como se escreve!

    • Facebook Profile photo

      De resto concordo, os bookings sem sentido e mudanças de campeão sem sentido também faz com que o pessoal fique na dúvida, principalmente aqueles não entendem o conceito, vão pensar assim, então este é mais forte que o outro mas o outro gaja ao que perdeu com este? Wtf? Mudam logo de canal se for preciso… É muito malabarismo hoje em dia. Nem a WWE se deve importar se faz merda ou não, para eles acho que já basta serem os maiores, mas olha que isso não dura para sempre. É nisto que eu quero que a AEW seja diferente (já o é) e que ganhem a popularidade da WWE, talvez aí a WWE pense no que queira fazer!

  14. tudo mais que previsivel , denunciado e as pessoas perdem o interesse em ver.

    • ja toda a gente sabia como ia acabar o combate e quem o ia vencer

    • Facebook Profile photo

      Sim, isso também é uma das razões. Antigamente não víamos um Undertaker vs Shawn Michaels tão facilmente, hoje brincam às brands, quantas vezes já vimos o Rollins ou Aj com adversários repetidos? Dizem que fazem brand split e na noite a seguir já fodem tudo 😂😂🤷‍♂️

  15. Alexandre2 meses

    quem vai ter interesse em ver Big Show em pleno 2020? Orton também já é enfadonho com essa gimmick de quase 20 anos. Esses combates repetitivos não atraem ninguém e não dúvido nada que vão dar o título para o Randy Orton. Essa situação é reflexo de uma companhia gerida por “velho ultrapassado”, não há criatividade, apenas seguem uma fórmula pré-determinada.

  16. Hellawake2 meses

    Eu acho que a gente tem de entender que os dias da televisão como a conhecemos estão contados, não é só a WWE que esta a perder audiências, é a televisão em geral. Cada vez mais a gente opta por outras plataformas de conteúdo como Netflix ou Amazon Prime, eu continuo a dizer que a WWE quando vir as coisas mal paradas devia abandonar o barco e vender os direitos de transmissão a uma desaaa empresas, Netflix seria uma opção espetacular!

  17. Mas a WWE pensava que um combate envolvendo o Big Show ia ser um draw em 2020? Nem em 2007, quanto mais agora.

    A realidade é esta (e este vai ser um post em relação ao produto em geral e não a este combate entre o Orton e o Show em particular):

    Nada do que se passa no Raw realmente importa. Todos os títulos de mid-card foram desvalorizados a um ponto que ganhá-los já nem é um “accomplishment”. Ainda me lembro quando ganhar títulos mundiais significava algo – agora é usado para preencher os “currículos” dos wrestlers ou para meter alguém over. Já devias estar mais do que over se vais ganhar o título mundial – e nos últimos anos são muitos os talentos que ganharam títulos mundiais e não estavam over. Reparem, por exemplo, no título feminino – já não significa tanto como podia significar simplesmente porque decidiram preencher o currículo da Charlotte com 50 reinados porque pensam que é “marketable” poderem dizer que a Charlotte já ganhou o título mil e uma vezes. Reparem no título mundial da NJPW – sabem porque é que significa tanto ganhar esse título? Porque poucos o conseguem ganhar. Muito poucos. E quando ganham, significa algo. Quando jobbers como Jinder Mahal ganham o título, então qualquer um consegue ganhar. Quando o Dolph Ziggler, que é um glorified jobber e tem 1 vitória em 2020 tem 2 oportunidades pelo título da WWE, então qualquer um consegue ter essa oportunidade.

    As histórias em grande parte não tem originalidade e são sempre a mesma coisa (salvo uma ou outra). 50/50 booking não cria estrelas e não mete ninguém over. Quando o Cena perdia um combate, significava algo. E isso era porque o Cena nunca perdia. O mesmo vai para o Hogan e o Austin. Obviamente que o booking do Cena era por vezes frustrante e muitas das vezes acabou por “matar” certos talentos mas era melhor do que o que temos agora quando todos são bookados ao mesmo nível e o 50/50 booking é rei da programação. Hoje em dia todos têm de perder. Ninguém tem a aura de ser imparável. O The Fiend era supostamente um monstro imparável e foi humilhado pelo Goldberg.

    As promos em geral são aborrecidas. A promo work dos talentos não tem o feeling de ser genuino. Por exemplo, algumas das promos do Cena no passado eram aborrecidas e bastante PG, mas tudo o que ele dizia, TUDO, dava-nos o feeling de ser genuino. Como se acreditasse mesmo no que dizia. Hoje em dia é mais do que óbvio quando certos babyfaces estão a ler um script e a dizer apenas o que os escritores lhes pedem para dizer. Era mais do que óbvio que o Rollins não podia ser a cara da companhia em 2019. As promos dele não estavam a conectar com os fãs e depois ia para o twitter argumentar com os mesmos.

    Sinceramente não vejo a WWE a melhorar. Piora literalmente quase todos os anos. A era do John Cena foi aborrecida e previsivel e nessa altura pensava que a WWE estava no seu ponto mais baixo. But somehow aqui estamos nós, todas as semanas a ver um produto rasco onde basicamente nada importa e temos os mesmos combates todas as semanas e pouca criatividade e originalidade em grande parte das histórias que contam. O booking continua a piorar e grande parte do roster está recheado de Wrestlers sem personagem e sem qualquer história.

    A WWE precisa de um reset completo na forma como apresentam e constroem personagens. Há poucas personagens hoje em dia e as que há não têm qualquer profundidade (excepto talvez o Bray Wyatt). Já pararam para pensar quem é o Murphy? Porque é que se juntou ao Rollins? E o Austin Theory? Porque é que também se juntou ao Rollins? Qual é a motivação deles? Não sabemos.. porque a WWE só os usa como lackeys. Não têm qualquer tipo de personagem. Não têm uma história. E eu podia estar aqui a dizer o mesmo de grande parte do roster. A WWE não dá qualquer profundidade às suas personagens. No final, temos um produto mediocre, em grande parte com personagens pouco interessantes e com histórias sem qualquer originalidade ou edge. E para juntar a isto tudo, não há público.

    Agora digam-me, quem se vai chatear a ver 3 horas de Raw frente à televisão quando isto tudo é prevalente na programação? Se forem tolinhos, talvez. O watchwrestling.in tem milhões e milhões de visualizações todas as semanas porque ninguém se dá ao trabalho de ver os shows em direto. E os vídeos do youtube? Milhões de visualizações todas as semanas porque é muito mais fácil gastar 20 minutos a ver as coisas mais importantes (que são poucas) no próximo dia do que passar 3 horas a ver um produto tão fraco.

    Enfim, a WWE precisa de uma mudança enorme, mas não vai acontecer. Daqui a um ano ou dois, o Raw vai ver-se com dificuldades para terem mais de 1 milhão de espetadores. É essa a trend. Antes da pandemia e durante a Road to WM, o Raw tinha um rating entre 2-2.5 milhões de espetadores. É uma miséria. Sabem quantas pessoas viam o show em direto em 2014? 4.5 milhões. Curiosamente no Raw em que o Triple H gozou com os fãs por reclamarem com o produto (“ME AND MY FRIEND MARK, WE ARE GONNA STOP WATCHING!”), o episódio teve 4 milhões e meio de espetadores. 6 anos depois? Estamos em 1 milhão e meio. Bem, o Triple H bem gozou na altura, mas parece que 3 milhões de pessoas realmente decidiram parar de ver.

    • Bem, isto alongou-se muito, my bad.

    • Concordo plenamente. No fundo, o teu comentário também tem ligações com 3 comentários que escrevi neste artigo.

    • Exato Brodie Lee.

    • Concordo plenamente Pedro Santos. Hoje em dia também é muito mais fácil chegar ao YouTube e procurar os melhores momentos do RAW ou SmackDown do que em 2014 e o canal em que o RAW é transmitido também pode influenciar um pouco. Eu acho que uma boa medida era a WWE acabar com uma carrada de ppvs. Fazer só Wrestlemania, Survivor Series, Royal Rumble, SummerSlam, Money in the Bank e Elimination Chamber (que fora dos 4 grandes são os que têm as melhores estipulações e isso ajuda muito também). Com 6 ppvs por ano é muito mais fácil bookar as histórias e não deixar repetitivo e acabar com as 3 horas do RAW e deixá-lo com 2.

    • Facebook Profile photo

      Faço das tuas palavras as minhas! Principalmente nas conquistas do titulo. Antigamente era um orgulho ser-se campeão mundial, hoje é só para o currículo e para a foto do Instagram como diz o outro!

    • Facebook Profile photo

      Zé Pedro, nem é mau pensado reduzir Ppvs, mas financeiramente não lhes interessa, preferem ter o produto podre e fazer gita 🤣

    • Hunter2 meses

      Titulo desvalorizados é tão ruim, você olha o AJ e ele é o campeão intercontinental, beleza, ai você vê que a probabilidade dele perder o titulo para o Matt já é bem alta, agora, qual valorização terá Matt com o titulo que já esteve em 3 mãos esse ano? Nenhuma, Aj deveria ficar com esse titulo ate a WM, tendo boas feuds, dar 20 minutos para ele combater no SD contra alguém de qualidade como fizeram com o Bryan e assim deixar hypado para assistir o show.
      Agora com cesaro e nakamura como campeões, coloquem Cesaro e kofi por 15 minutos num ringue com tempo e liberdade, para continuar a rivalidade para a rematch no SS, saberemos que vamos ter um grande combate, grandes combates geram hype que valorizam, agora tu pega os títulos mundiais, na WM eles não somaram nem 10 minutos de lutas, qual o valor que tem?

    • Bruno Teixeira, a intenção de reduzir ppvs é para melhorar o produto, se o produto melhorar as audiências melhoram (mais dinheiro), se as audiências aumentarem, aumenta aquela demo (que é os mais importante como a AEW diz 😂) e aí aumentam os patrocínios nos episódios semanais (mais dinheiro) e aumentam as subscrições da WWE network (mais dinheiro) com mais subscrições na WWE Network mais gente quer patrocinar os ppvs (mais dinheiro) e assim sucessivamente.

    • JJP2 meses

      Concordo principalmente com a desvalorização dos títulos. Antigamente víamos triple threats, fatal four ways, battle royales ou até uma luta normal entre dois wrestlers pra conseguir uma chance pelos títulos máximos. Hoje, qualquer um em qualquer situação dentro do roster pode vir ao ringue e dizer que merece uma chance pelo título pelo motivo tal e pronto, temos uma “feud” sem emoção alguma que vai acabar e uma, duas semanas no máximo só pra encher programação.

    • El Merenguero2 meses

      A era do John Cena foi aborrecida e previsivel e nessa altura pensava que a WWE estava no seu ponto mais baixo. But somehow aqui estamos nós, todas as semanas a ver um produto rasco onde basicamente nada importa e temos os mesmos combates todas as semanas e pouca criatividade e originalidade em grande parte das histórias que contam. O booking continua a piorar e grande parte do roster está recheado de Wrestlers sem personagem e sem qualquer história.

      Você resumiu tudo aí.

  18. Hunter2 meses

    Só vai melhorar quando pararem de tomar decisões idiotas, Sasha virou uma piada que nem a Natalya e Ruby só perdem, Sasha teve vários combates pelo titulo e perdeu,Bayley ta com um reinado ruim que nem o da Becky já deu, Streets estão com um reinado bem chato, New Day perde foi a melhor coisa,tanto raw quanto SD precisam ser reformulados e o roster modificado

  19. El Cuebro2 meses

    Eu imaginava já, essa rivalidade do Orton com Edge, Christian e Show já está desgastada, talvez com mais público ainda teria um gás, o momento é o colocarem logo no caminho do título do Drew!

  20. Por que você fez isso Vince?2 meses

    O RAW tá mal mesmo hein! Pelo ao menos vem sendo bem mais interessante que o Smackdown.

  21. PIPO2 meses

    como o mr brodie lee disse, sou muito mais o smackdown de 21 as 23

  22. Anónimo2 meses

    Isto de perder audiências está afetar toda a gente, seja que tipo de show tenha na TV. Também é normal que hoje em dia o Big Show já não desperte muito interesse, por isso não é de admirar ver este resultado. O mais certo a fazer é começar a usar o Randy Orton numa rivalidade contra o Drew McIntyre. É preciso fazer mudanças, não se pode ficar parado a espera que algo mude.

  23. V.p2 meses

    Como pensei o raw esta caindo eles repetem as luta toda hora sem criatividade
    eles estao sem planos eles divião da chance para outros lutadores tambem

  24. Marcos Vinicios Mendes da Silva2 meses

    Um retorno do John Cena para rivalizar com o Orton seria épico.