Frank casino

A recente conquista do Impact Wrestling World Championship por parte de Tessa Blanchard no pay-per-view Hard To Kill do passado domingo tem levado a inúmeras reações por parte personalidades ligadas ao Wrestling, com as opiniões a dividirem-se entre se a lutadora devia ou não ter tirado o título a um homem.

Uma das personalidades que agora deu opinião foi Booker T, através de uma edição do seu podcast, o Hall of Fame. O atual comentador e apresentador da WWE disse que foi a “pior ideia da história do Wrestling”. Booker T disse:

Isso fez-me questionar se alguém estaria a tentar estragar tudo de propósito? É como alguém dizer: “vamos ver o quão ruim podemos tornar isto”.

Só que as declarações do ex-lutador e campeão da TNA não se ficaram por aqui. Booker T elaborou um pouco mais esta sua opinião e levantou o problema que provavelmente o Impact Wrestling terá daqui para a frente com o resto do talento feminino e também masculino, referindo o seguinte:

Se Tessa Blanchard voltar a combater com mulheres, será capaz de vencer todas elas. E se alguma mulher a vencer, essa mulher será capaz de vencer também os homens. O intergender wrestling é algo que tem lugar nas promotoras independentes, ok? Se querem ser vistos assim, então continuem a fazer coisas como estas.

Ao longo do podcast, que pode ser ouvido em cima, Booker T também referiu que esta conquista levará à perda de credibilidade por parte da divisão masculina do Impact Wrestling. O ex-lutador também acrescentou que não imagina um dia Becky Lynch lutar contra Samoa Joe ou Brock Lesnar, muito menos que os conseguisse vencer, e lembra que noutras modalidades isso também não acontece, e temos divisões masculinas e femininas em todo os desportos.

Como irá o Impact Wrestling, daqui para a frente, lidar com o facto de ter uma campeã mundial feminina é algo que vamos ter de esperar para ver. Para já, parece que a rivalidade com Sami Callihan ainda não chegou ao fim, e perspectiva-se um novo combate entre os dois no futuro.


Concordas com Booker T em relação à conquista de Tessa Blanchard ter sido uma má ideia?

18 Comentários

  1. Maestro Vareta8 meses

    Concordo com o Booker T pelos mesmos motivos. Creio que essa “conquista” para Tessa apenas diminuirá drasticamente o prestígio do título da TNA assim como diminuirá o prestígio da empresa como um todo. Por esses e outros motivos eu já não acompanho TNA com muita frequência.

  2. Hugo8 meses

    Bom….não me interpretem mal mas acho que tenho de concordar com o Booker T. Acho que existe escalão masculino e femenino por 1 obvia razão. Não sou machista,mas ele tem razão.

  3. Alexandre8 meses

    É o feminismo meu amigo. Vamos botar mulheres a bater em homens, como se isso fosse algo realmente possivel e credível. Wrestling é roteirizado, mas tem de ser feito de uma forma que transmita também um bom nível de realismo.

    • Brito8 meses

      Sim, o Undertaker ser um morto-vivo, Wyatt ter poderes sobrenaturais, o Kane ser um demônio, as tentativas de assassinatos sem ter consequência, etc. São tudo bem realistas, ne?

    • Alexandre8 meses

      Mais realista do que uma mulher bater em homem com certeza, ahahahahah

    • Paulo8 meses

      Claro, não é realista. Mas se te colocasse num ringue com uma lutadora de jiu jitsu, você certamente levaria uma surra haha

    • Algoritmo8 meses

      Meu deus, esta gente não se enxerga. Estão tão desfasados da vida real que não conseguem ver o quão ridículo é essa decisão…

      É sair um pouco do PC e apanhar “a bit of a fresh air”

    • Facebook Profile photo

      Paulo, esse argumento é de quem não entende nada do Wrestling business. Mas vou-te responder com respeito. Seria igual a eu meter uma mulher banal e tu pores um homem que luta jiu jitsu frente a frente. Não seria machismo, seria espancamento. Achas que uma tenista vai jogar futebol? Assim me despeço. Se não entenderes. És pedra.

  4. PedrKo8 meses

    “….temos divisões masculinas e femininas em todos os desportos.”
    Tudo dito, o resto é treta.

    • Por acaso acho que corfebol é misto…

      Mas também é um desporto estúpido, portanto também não é um argumento válido…

  5. Showstealer8 meses

    Estou de acordo com Booker T, maioritariamente na parte da credibilidade (ou falta dela) dos restantes homens para tirar o título a Tessa Blanchard. Agora que o Impact Wrestling tem aqui um “problema” por resolver, quero ver como vão “descalçar a bota”…

  6. Paulo8 meses

    Nao

  7. Queiroz8 meses

    Tudo dito por Boker T. Nem mais

  8. TONTA8 meses

    Estou de acordo com o booker t pq ela sozinha vai descredibilisar a divisão masculina e feminina, vai diminuir o prestigio da TNA e tem gente que reclama da becky lynch mas a tessa é queimada pelas proprias divas da TNA

  9. Anónimo8 meses

    Concordo com o Booker T, está mais do que certo.

  10. Dani Fixe8 meses

    Nos Estados Unidos quem manda é o lobby do capital, sendo os tentáculos o feminismo e lobby gay. Por isso…

  11. Facebook Profile photo

    Concordo com o King Bookaaaah, mas olha, quem não viu o combate, que o vá ver… Palmas para a valentia e atletismo da lutadora. Mas sim, não faz sentid nenhum, até porque o Sami têm cabedal para lhe dar um estalo e por a miuda a dormir.

  12. Facebook Profile photo
    Alex Escarcel8 meses

    Também concordo com o Booker. Nada de machismo. Mas e um pouco provável. Mas é um show, bola para frente.