Faz login e remove a publicidade
Frank casino

A situação política e social nos Estados Unidos da América está em estado crítico, com manifestações e protestos contra o racismo a decorrer em cerca de 70 cidades do país, que começaram depois do assassinato de George Floyd por um polícia local, no início da semana passada.

Depois de várias estrelas da WWE já terem falado sobre esta situação e também depois de a WWE ter emitido uma mensagem contra o racismo, no programa WWE Backstage do canal FS1, os comentadores Booker T, Mark Henry e CM Punk também eles falaram sobre a situação que se vive atualmente no país.

O “World Strongest Man” começou por falar que ele e a sua família foram a uma manifestação pacífica, que os seus filhos levaram cartazes e que na manifestação não havia só negros, mas que também lá estavam brancos, asiáticos, latinos e que todos só queriam uma coisa: igualdade.

De seguida foi a vez de CM Punk falar e o ex-lutador mostrou-se visivelmente emocionado, começando por explicar que não quer fingir que percebe o que os negros passam, mas que ele sabe que é um privilegiado tal como outros brancos, porque neste momento é como se existissem duas Américas diferentes.

Ele sabe que se for mandado parar pela polícia fica nervoso, mas quanto muito é multado, mas que o filho de Mark Henry pode levar um tiro só porque é negro e não podemos viver num mundo assim. Tal como não podemos viver num mundo em que o presidente dos Estados Unidos da América elogia os nazis, e que o racismo e o fascismo não podem vencer, e que todos temos de combater para que isso não aconteça.

Por fim, Booker T também falou e começou por dizer que ver uma coisa e sentir uma coisa, são situações totalmente diferentes, que um dia podemos ver alguém morrer e podemos ter pena, mas só vamos mesmo sentir uma morte quando é alguém chegado a nós que falece.

Porém, a morte de George Floyd está a gerar um sentimento à volta do mundo que, na sua opinião, tem a ver com liderança ou neste caso falta dela, pois nas imagens vê-se um polícia a matar George Floyd, mas existiam mais três polícias que não fizeram nada para mudar o rumo dos acontecimentos.

O Hall of Famer defende que está na altura das pessoas deixarem de ser seguidores e passarem a ser líderes, e que se quiserem mudar algo têm de falar e de agir, em vez de não fazer nada.

As declarações dos três comentadores do WWE Backstage podem ser vistas no vídeo abaixo:

O que achas de toda esta situação que se está a passar nos Estados Unidos da América? E qual a tua opinião sobre as declarações de Booker T, Mark Henry e CM Punk?

2 Comentários

  1. Concordo com o que disseram sobre esta situaçao do George Floyd e o racismo.
    O exemplo que o Punk da infelizmente descreve a realidade sobre o que passa nos EUA

  2. Anónimo2 meses

    Concordo completamente com o que disseram.