A Anthem Sports & Entertainment transmitiu esta quinta-feira, a partir dos Skyway Studios em Nashville, Tennessee, mais edição do Impact Wrestling na ASX TV, rumo ao Slammiversary do dia 17 de Julho.

O Impact Wrestling é transmitido na ASX TV, Twitch e Impact Plus

Resultados

– Steve Maclin venceu Suicide (Before The Impact)
– Jake Something venceu Brian Myers
– Knockout’s Champion Deonna Purrazzo venceu Lady Frost
– W. Morrissey venceu Jason Page, Manny Smith & Deonte Evans (Handicap Match)
Rosemary & Havok venceram Susan & Kimber Lee (Knockout’s Tag Team Championship Nº1 Contender’s Match)
– Karl Anderson venceu Impact World Tag Team Champion Deaner, TJP e Rich Swann (Fatal 4-Way Match)

Vídeos

Impact Plus

Watch Wrestling

Report

A noite começou com Jon Burton, Gia Miller e Josh Mathews a apresentar o Before The Impact, onde é revisto o que de mais importante aconteceu na semana passada e é feita a antevisão do que poderá acontecer esta noite.

Numa nova edição do Iceman Intel, George Iceman revela que existem algumas “caras inesperadas” no backstage do Impact Wrestling e que só o tempo dirá se estas irão aparecer nos shows da promotora ou não.

– Steve Maclin venceu Suicide (Before The Impact): No Before The Impact desta semana tivemos mais um combate de Steve Maclin no Impact Wrestling, sendo que desta vez enfrentou Suicide. Apesar de alguma ofensiva por parte do lutador mascarado, graças à sua maior velocidade e agilidade, a vitória acabaria por sorrir, como expectável, a Steve Maclin após um Sit-Down Slam.

O Impact Wrestling começou com Gia Miller a entrevistar o Impact World Champion Kenny Omega e Don Callis à entrada do Impact Zone, por causa da assinatura de contrato com Sami Callihan marcada para esta noite.

– Jake Something venceu Brian Myers: Neste combate estava em jogo o título de “profissional” e Brian Myers conseguiu controlar o combate graças a alguma batota. No entanto, Jake Something nunca baixou os braços e conseguiu equilibrar já perto do final, sendo que as oportunidades de vitória começaram a surgir para ambos. No final, Jake Something garantiu a vitória com um Black Hole Slam.

Depois do combate, era suposto Brian Myers reconhecer Jake Something como “profissional”, mas Sam Beale atacou-o pelas costas. Depois de alguma tareia 2 contra 1, Matt Cardona apareceu em auxílio de Jake Something, e os dois despacharam a dupla rival.

No backstage, Gia Miller pergunta à Knockout’s Champion Deonna Purrazzo o que se segue após término da aliança com Susan & Kimber Lee. A campeã afirma que já venceu toda a gente no Impact Wrestling e que por isso esta noite vai lançar um open challenge!

Durante uma entrevista de backstage, Sami Callihan acaba detido por uma equipa de seguranças por supostamente ter atacado Don Callis!

– Knockout’s Champion Deonna Purrazzo venceu Lady Frost: Quem respondeu ao open challenge de Deonna Purrazzo foi Lady Frost, que até conseguiu surpreender a Knockout’s Champion por alguns momentos. Só que um erro de Lady Frost e uma breve lesão deitou tudo a perder, com a “Virtuosa” a garantir o controlo do combate e a vencer por submissão com o Fujiwara Armbar.

Depois do combate, a Impact Hall of Famer Gail Kim apareceu para confrontar Deonna Purrazzo. Esta pensou que a lendária lutadora a ia desafiar pelo título, mas não é o caso. Gail Kim anunciou que Deonna Purrazzo vai defender o Knockout’s Championship no Slammiversary contra uma lutadora mistério escolhida pelos responsáveis da promotora.

No Swinger’s Palace, Moose atacou Chris Sabin rumo ao combate que terão no Slammiversary.

No backstage, Chris Bey fala de na semana passada ter escolhido o lado de Petey Williams, Trey Miguel e do X-Division Champion Josh Alexander contra Ace Austin, Madman Fulton, Rohit Raju e Shera.

Antes do Handicap Match que se seguia, W. Morrissey pegou no microfone e aceitou o desafio de Eddie Edwards para um combate no Slammiversary. Para além disso, o gigante deixou um aviso e disse que ia demonstrar de seguida o que fará ao rival.

– W. Morrissey venceu Jason Page, Manny Smith & Deonte Evans (Handicap Match): Como seria de esperar, o trio de lutadores não teve hipóteses neste Handicap Match. W. Morrissey despachou Deonte Evans com um Chokeslam, Jason Page com uma Powerbomb e Manny Smith com um F5.

No backstage, Don Callis mostrou imagens de Sami Callihan a atacá-lo, o que levou à detenção do lutador. Já Scott D’Amore anunciou que a assinatura de contrato vai acontecer na mesma.

– Rosemary & Havok venceram Susan & Kimber Lee (Knockout’s Tag Team Championship Nº1 Contender’s Match): Neste combate estava em jogo uma oportunidade pelos Knockout’s Tag Team Championships e a dupla de Rosemary & Havok começou melhor, logo com uma dupla clothesline que deitou por terra Susan. Apesar de alguma ofensiva e batota, Susan & Kimber Lee raramente conseguiram funcionar em equipa. No final, Rosemary & Havok conseguiram a vitória esperada, com Rosemary a aplicar um Spear em Susan.

Num novo episódio do All About Me vimos Tenille Dashwood culpar Jazz por esta ter acabado com a hipótese de Rachael Ellering ser a sua nova parceira de equipa. A lendária lutadora falou do que aconteceu, mas no final foi atacada pelas costas por Tenille Dashwood.

Pouco depois, Jordynne Grace e Rachael Ellering lançaram um desafio a Tenille Dashwood e Kaleb With a K para um combate na próxima semana!

No ringue, Rich Swann & Willie Mack, TJP & Fallah Bahh e os Good Brothers (Doc Gallows & Karl Anderson) reclamam todos por uma oportunidade pelos Impact World Tag Team Championships dos Violent By Design. Os campeões também apareceram para confrontar as várias equipas.

Depois, Tommy Dreamer apareceu para anunciar que no Slammiversary teremos um Fatal 4-Way Tag Team Match pelos Impact World Tag Team Championships, e que neste Impact Wrestling teremos já um Fatal 4-Way Match entre um lutador de cada uma das equipas.

– Karl Anderson venceu Impact World Tag Team Champion Deaner, TJP e Rich Swann (Fatal 4-Way Match): Como seria de esperar, este combate foi repleto de ação do início ao fim e raramente teve “momentos mortos”. Todos os lutadores foram aplicando golpes de grande impacto e tendo oportunidades de vitórias, mas no final foi o membro dos Good Brothers a levar a melhor com um Gun Stun em Deaner.

Depois da derrota desta noite, Susan & Kimber Lee estão sem opções para o futuro. Esta última sugere que Susan fale com Father James Mitchell!

Na próxima semana teremos o último Impact Wrestling antes do Slammiversary, e já marcado está: um Eight-Man Tag Team Match entre Ace Austin, Madman Fulton, Rohit Raju & Shera e X-Division Champion Josh Alexander, Chris Bey, Trey Miguel & Petey Williams; um Tag Team Match entre Tenille Dashwood & Kaleb With a K e Jordynne Grace & Rachael Ellering; um combate entre Havok e a Knockout’s Tag Team Champion Tasha Steelz; e ainda um Fatal-4-Way Match apelidado de “Battle of the Hosses” entre Willie Mack, Fallah Bahh, Doc Gallows e Joe Doering.

No ringue, Scott D’Amore convida o Impact World Champion Kenny Omega e Don Callis a aparecerem para a assinatura de contrato que vai oficializar o main event do Slammiversary. Don Callis refere que Kenny Omega já não tem adversário após a detenção de Sami Callihan, mas o campeão assina o contrato na mesma. A seguir as luzes apagaram-se e aparece um vídeo de uma câmara de segurança a mostrar que o ataque a Don Callis foi fabricado. Sami Callihan aparece no ringue e temos uma brawl entre ele e Kenny Omega.

Sami Callihan despacha Kenny Omega com um Package Piledriver e assina o contrato para o combate do Slammiversary, tornando-o oficial. Depois disso, o derradeiro candidato ao Impact World Championship faz Kenny Omega atravessar a mesa com uma Powerbomb!


O que achaste desta edição do Impact Wrestling?

1 Comentário

  1. Gostei:
    – Brian Myers vs Jake Something. Jake Something vence com o Black Hole Slam e Brian Myers tem que admitir que Jake é um profissional.. Um bom combate, e uma boa escolha de vencedor. Jake estava a precisar da vitória.
    – Após o combate, Brian Myers tentou ir embora com Sam Beale, mas Jake quer que Brian cumpra a promessa. Parece que Myers ia dizer, mas transforma-se num ataque 2-1. Mas, Matt Cardona regressa ao IMPACT para ajudar Jake Something e termina o segmento com um Radio Silence a Sam Beale. Sempre bom ver Cardona de volta. Gostava que ele tentasse arranjar um novo finisher, acho o Radio Silence um bocado parvo.
    – Sami Callihan está nos bastidores e é interrompido por Gia. Fala de faltar pouco tempo para o seu combate com Kenny, antes de ser preso por supostamente atacar Don Callis. Um segmento simples, mas eficaz. Nada de mais a dizer.
    – Após o Knockouts Championship Match, Deonna Purrazzo fez uma promo onde afirma ser a melhor campeã de sempre. De repente, Gail Kim regressa! No entanto, a Hall of Famer diz que vai continuar reformada, mas tem uma adversária surpresa para a campeã no Slammiversary. Sempre bom ver a Gail Kim de volta. Já sobre a adversária surpresa, talvez Mickie James?
    – Don Callis mostra imagens de Sami Callihan a atacá-lo. Apesar de não vermos a cara do atacante, dá-se para ver que é Sami pelas tatuagens e estatura corporal. Sami só lhe deu uma mera chapada e Scott D’Amore força Kenny e Don a aparecer na assinatura de contrato. De novo, simples mas eficaz. A IMPACT! tem mantido esta feud simples e tem resultado.
    – ”All About Me” com Tenille Dashwood e Kaleb with a K. A convidada é Jazz. A 1ª coisa que a veterana pergunta é: Isto é o Piper’s Pit?. Muito bom. Jazz e Tenille entram numa guerra de palavras, que faz com que Jazz seja atacada. Jordynne Grace e Rachel Ellering desafiam Tenille e Kaleb para um combate na próxima semana. Um bom segmento e temos mais alguma progressão na feud entre toda esta gente.
    – Rich Swann e Willie Mack desafiam os Violent By Design. Depois aparecem TJP e Fallah Bahh, Violent By Design e os Good Brothers. Todos querem oportunidades pelos títulos dos Violent By Design. Tommy Dreamer anuncia uma Fatal-4-Way Tag Match para o Slammiversary e uma Fatal-4-Way para agora. Um bom segmento que cada vez mais solidifica esta tag team division da IMPACT!.
    – Karl Anderson vs Rich Swann vs TJP vs Deaner. Variadas brawls entre todos os participantes e boa ação em geral. Karl Anderson vence. Karl Anderson foi o grande destaque para mim neste combate.
    – Susan e Kimber Lee estão nos bastidores e Kimber Lee consegue ajuda para as duas. O Father James Mitchell (este tipo não tinha sido assassinado?). Ele promete ajudar Susan. Estou curioso para ver o futuro disto.
    – Assinatura do contrato! Omega e Callis chegam e Scott D’Amore representa Sami Callihan. Kenny assina o contrato, mas as luzes começam a falhar. Depois, no ecrã, é revelado que Don Callis tinha pago a John E. Bravo para fazer de Sami e bater em Don. Depois as luzes vão abaixo e quando voltam, Sami Callihan está no ring. Kenny ainda conseguiu alguma vantagem, mas uma low blow e depois uma powerbomb pela mesa mudaram isso, com Sami a assinar. Soube bem ver o Kenny a ir pela mesa, não sei porquê. O combate promete. Um ótimo segmento para terminar o IMPACT!

    Não Gostei:
    – Deonna Purrazzo vs Lady Frost. Antes do combate, Purrazzo fala de ter derrotado todas e que faria um open challenge, respondido por esta estreante. Um combate simples, Frost consegue algumas manobras, mas inevitavelmente perde. Foi um combate medíocre, mas não me importava de ver mais de Lady Frost na IMPACT!
    – No backstage, Chris Sabin vai ao Swinger’s Palace. Mas Johnny Swinger não está lá. Chris fica algo confuso, antes de ser atacado por Moose. Esta feud tem sido boa, mas o segmento foi demasiado curto e fizeram pouco.
    – W. Morrissey vs Manny Smith, Deonte Evans & Jason Page. Morrissey esmaga os 3 jobbers nesta handicap. Exatamente o que se esperava, nada de mais a dizer.
    – Susan & Kimber Lee vs Havok & Rosemary. Havok & Rosemary vencem. Não há grande coisa a dizer sobre este tag team match, foi demasiado curto.

    Overall: 7/10. Um episódio razoável. 3 regressos e uma fatal-4-way que aumentaram o meu interesse no Slammiversary. Mas tirando isto e a assinatura de contrato, não há grande coisa a acontecer aqui. Mas isto não significa necessariamente que é mau. Vamos ver se mantém o mesmo ritmo nas próximas semanas.