Depois do Hard To Kill do passado sábado, a Anthem Sports & Entertainment transmitiu esta terça-feira, a partir da Skyway Studios em Nashville, Tennessee, mais uma edição do Impact Wrestling na ASX TV.

Como main event tivemos um combate para definir os novos candidatos aos Impact Wrestling World Tag Team Championships, entre os Private Party da AEW (acompanhados por Matt Hardy) e a dupla de Chris Sabian & James Storm. Com surpresa e ajuda de Jerry Lynn, que apareceu com Tony Khan no Impact Zone, Isiah Kassidy & Marq Quen levaram a melhor e confrontaram os campeões Good Brothers (Karl Anderson & Doc Gallows). Depois do combate tivemos uma grande brawl entre as três equipas.

Outro destaque foi um segmento entre o Impact Wrestling World Champion Rich Swann e o TNA World Heavyweight Champion Moose, em que ficou claro que querem decidir quem é o verdadeiro campeão mundial. Os dois lutadores envolveram-se e o segmento terminou com um Phoenix Splash do Impact Wrestling World Champion.

Na divisão feminina, destaque para um Tag Team Match que a Knockout’s Champion Deonna Purrazzo assistiu de perto, entre a equipa de Kimber Lee & Susan e a dupla de Jordynne Grace & Jazz. Aliás, foi graças a um ataque da campeã, que atingiu Jazz com o seu título, que Susan arrecadou a vitória no combate.

Na X-Division, destaque para um segmento em que tivemos a confirmação de que TJP e Manik são a mesma pessoa, para irritação do ex-campeão. Em resultado disso, Scott D’Amore marcou um combate entre Rohit Raju e o X-Division Champion para daqui a duas semanas, mas o título não estará em jogo.

Destacar ainda o combate de abertura deste show, no qual Eric Young venceu Rhino com um Heel Lock. O lutador manteve a submissão presa depois do combate e os Violent By Design atacaram Rhino e Cousin Jake depois do combate, inclusive usando uma cadeira à volta do tornozelo do rival derrotado.

Por fim, mencionar ainda: Kenny Omega admite afastar-se por um tempo para se concentrar na AEW; Matt Cardona afirma que veio para o Impact Wrestling em busca de uma oportunidade e envolveu-se num segmento com Josh Alexander, Ace Austin e Madman Fulton; as novas campeãs Kiera Hogan & Tasha Steelz tentaram vender bilhetes para o Fire ‘N Flava Festival; Taya Valkyrie foi revelada como cabecilha da tentativa de assassinato de John E Bravo e foi detida pelos seguranças, despedindo-se de Rosemary; Tony Schiavone fez mais um anúncio ao AEW Dynamite, acompanhado por Tony Khan e Jerry Lynn, que estiveram no Impact Zone; e Brian Myers conseguiu uma vitória sobre Fallah Bahh e insultou Eddie Edwards chamando-o de “backyard wrestler”.

Para a próxima semana ficou anunciado: um Tag Team Match entre Ace Austin & Madman Fulton e a dupla de Josh Alexander & Matt Cardona; um combate entre Joe Doering e Cousin Jake; um combate feminino entre Rosemary e Tenille Dashwood; um combate entre Brian Myers e Eddie Edwards; e ainda o festival das Knockout’s Tag Team Champions Fire ‘N Flava (Kiera Hogan & Tasha Steelz).

Resultados

– Eric Young venceu Rhino
– Kimber Lee & Susan venceram Jordynne Grace & Jazz
– Brian Myers venceu Fallah Bahh
– Private Party (Isiah Kassidy & Marq Quen) venceram Chris Sabin & James Storm (Impact Wrestling World Tag Team Championship Nº1 Contender’s Match)

Vídeos

Watch Wrestling


O que achaste desta edição do Impact Wrestling?

7 Comentários

  1. JP277 meses

    Acho que seria hilariante se o Matt Hardy retomasse a sua personna Broken apenas no Impact, criando uma dicotomia entre o Matt Hardy na AEW e no Impact. Seria um segmento cómico, sem dúvida, mas acho que seria uma boa utilização da gimmick aonde ela nasceu e iria pôr mais olhos no Impact e, principalmente, nos Private Party

    • Eu gostei dessa ideia! Se acontecesse que seria interessante e ainda por cima daria uma relevância a mais nessa parceria AEW/IMPACT que na minha opinião, nesse momento está dando muito certo.

  2. Wow, os Private Party encaixaram bem no Impact Wrestling (crédito para Matt Hardy, pela ótima promo naquele confronto) e creio que irão beneficiar da exposição no combate pelos títulos contra os Good Brothers. James Storm continua em bom nível, movimenta-se de uma forma fluida tendo em conta a sua idade, peso e estatura.
    Btw, adoro os maneirismos da personagem de Tony Khan e aquele final do main event com interferência de Jerry Lynn foi surpreendente. Realmente parece que a AEW é a “má da fita” nesta história de cross over. Taya Valkyrie deve estar mesmo de saída do Impact, uma vez que arranjaram aquele angle como pretexto para sair da programação.

  3. Confesso que não assisti o show inteiro, mas sim vi o Main Event e vi os demais vídeos e tenho que dizer, até o momento que parceria bem feita entre as empresas viu!!
    Sacar os Private Party como n° one contender foi muito bem pensado e merecido, a dupla é ótima e levou um pouco de azar de ter adversários tão bons como a TAG Division da AEW tem (que é a melhor do mundo hoje). Acho que vou passar a acompanhar o IMPACT com mais atenção
    PS: Que theme excelente dos Good Brothers 💥

  4. O Johnny Swinger está de volta. YES!
    Depois da Taya ser “presa” o Tommy Dreamer a fazer referência á prisão de Jacksonville (AEW) e á prisão de Stamford (WWE). E o Romero ainda mencionou a prisão de Baltimore (ROH). 😂

  5. El Cuebro7 meses

    Bom Impact, com mais influência da AEW, falando de Private Party e Matt Hardy, chegaram para desafiar os Good Brothers e nisso chegamos no main event, contra Chris Sabin e James Storm, confesso que foi duro vê-los perdendo, é um time com duas lendas do Impact, mas coisas da parceria né, mas não vejo Gallows e Anderson perdendo seus títulos tão cedo! No mais bom ver a volta do Bahh, mesmo com derrota, acho que logo poderemos ver Myers vs Cardona ou ambos juntos no futuro! Temos o grupo do Eric Young que talvez possa ser o tal a fazer frente para a Elite no Impact, vamos ver no que dá, é fato que o Rhino e o Jake eles já “destruíram”, aliás o Rhino ainda tem um “direito” para usar não?! No mais Moose vs Swann pode ser interessante, confesso que minha torcida maior vai para o Moose, ele vem merecendo a chance de ser campeão desde os tempos da Tessa como campeã e nas duplas femininas interessante a Susan em ação, aparentemente com o grupo da Deonna, vamos ver até onde a Su Yung resiste a não buscar o título no futuro!