Frank casino

Na edição desta semana do The Bump, o talk show que a WWE tem transmitido à quarta-feira no seu canal de YouTube, tivemos a presença de JTG para homenagear o ex-parceiro de equipa, Shad Gaspard.

JTG começou por falar o quão boa pessoa era Shad Gaspard, sempre com um sorriso e a tentar ajudar todos, e que o apoio das pessoas e as mensagens que todos têm recebido depois da tragédia da morte de Shad, o tem ajudado a fazer o seu luto.

Sobre como ele e Shad Gaspard começaram a fazer equipa, JTG explicou que eles os dois já eram amigos ainda antes de serem uma Tag Team, ao ponto de Shad Gaspard até lhe ter emprestado o seu bilhete de identidade para ele puder ir para as discotecas, apesar de não ter ainda idade legal para o fazer, e que basicamente Shad sempre o tratou como um irmão mais novo.

O lutador explicou depois que a razão para que os Cryme Tyme tivessem passado da OVW para a WWE foi porque Vince McMahon gostava do “Chapelle Show” e que eles faziam sketchs parecidos, e o dono da WWE lhes achava piada e foi então por isso que foram chamados para o main roster da WWE.

Em seguida, quando lhe falaram do envolvimento de John Cena com os Cryme Tyme, JTG não hesitou em dizer que foi a altura em que mais se divertiu na carreira, pois eles trabalharam tanto nos programas televisivos como nos live events. John Cena ajudou-os bastante, ensinando-lhes coisas sobre como se comportarem no backstage ou dando dicas para melhorarem dentro do ringue, e que foi sem dúvida a melhor parte da sua carreira.

Para fechar, JTG relembrou mais uma vez Shad Gaspard e de como estar com ele era estar com alguém que bastava um olhar para saber o que o outro estava a pensar, e que era sempre divertido estarem os dois juntos, tendo relembrado uma vez que ficaram os dois sem gasolina e, em vez de terem ficado zangados, começaram-se a rir e a noite acabou com Shad Gaspard em calções a mostrar só a perna para tentarem ter boleia de alguém.


Gostaste desta homenagem de JTG a Shad Gaspard?

1 Comentário

  1. Anónimo4 meses

    Sim, gostei. É sempre bom relembrar as coisas boas.