Frank casino

Matt Riddle está a caminho do SmackDown e desde então que tem sido uma das Superstars da WWE de que mais se tem falado, inclusive recuperando os conflitos que o “Original Bro” teve no passado com Goldberg e Brock Lesnar.

Entretanto, em entrevista ao talkSPORT de Alexa McCarthy, Matt Riddle falou no confronto com Brock Lesnar no Royal Rumble deste ano, e também da sua relação com Paul Heyman. O “Original Bro” disse o seguinte:

Vou dizer-te isto, nas semanas que antecederam o Royal Rumble eles diziam-me “Oh, talvez participes, talvez participes”, mas nada foi garantido. Ninguém me garantiu que ia participar. Só depois do TakeOver [na verdade, Worlds Collide] é que eles me disseram “OK, vais estar no Royal Rumble”.

Eles não me disseram que eu ia participar no Royal Rumble Match, para já. Então pensei o que lá iria estar a fazer, porque eles também iam trazer outras pessoas e que estariam no backstage sem fazer nada.

Eventualmente descobri que ia entrar no Royal Rumble Match. Então fiquei entusiasmado! Comecei a pensar “E se tiver a minha oportunidade?” [de confrontar Brock Lesnar]. Nem sei se deva dizer o seu nome [risos].

Mas se tiver a minha oportunidade? Então comecei a imaginar cenários na minha cabeça, e claro “se eu fizer isto”, mas o combate não é sobre mim e existem outras 29 pessoas. Portanto fiquei apenas à espera de ter qualquer coisa, e se tivesse, ficaria extremamente feliz.

Depois, claro, Paul Heyman e o seu guarda-costas [Brock Lesnar] – eu não vou mencionar o seu nome [risos] – vieram até mim e basicamente disseram-me que eu não teria qualquer chance [“no chance in hell”] – muito parecido com o que diz Vince McMahon [risos]. Que não teria qualquer chance de ter esse combate contra ele [Brock Lesnar] e que teria melhor sorte em fazer outra coisa qualquer.

E vou ser honesto, ao início fiquei desapontado. Cheguei até aqui e está a segurar-me [Brock Lesnar, com o seu braço por cima do meu ombro], como se fossemos amigos e diz-me: “Isso nunca vai acontecer”.

Eu não fiquei zangado, apenas fiquei com o coração partido. Mas é como quando uma rapariga te dá uma nega para um encontro. Não significa que tenhas que desistir. É como um OK, vamos voltar atrás, repensar a estratégia. Talvez me deva apresentar de uma forma diferente desta vez? Foi o que pensei na altura.

Depois entrei no Royal Rumble Match, “brinquei” com o Edge, pontapeei o Corbin e o Drew McIntyre. Recebi um pop magnífico, mas a pop que teria recebido caso entrasse no combate mais cedo [quando o Brock Lesnar lá estava], o público teria ficado “Oh meu deus! Ele vai ter a sua oportunidade!”. Mas mesmo assim, foi uma grande pop.

Já em entrevista ao Vibe & Wrestling, Matt Riddle falou sobre a possibilidade de Kurt Angle ser seu manager no main roster da WWE, mas o Hall of Famer rejeitou a ideia e Matt Riddle afirmou que não sabia dos planos, mas que preferia fazer as coisas sozinho. Matt Riddle disse:

Para ser honesto, eu não sei os planos, porque estou sempre às escuras quando vou trabalhar. Ninguém me disse, mas eu e o Kurt Angle falámos e ele disse-me que não poderia ser [meu manager], porque neste momento tem outra empresa nas mãos. Ele está a trabalhar fora [da WWE] e não quer falhar, quer focar-se apenas nisso.

De qualquer forma, isso não me magoa… É o Kurt Angle, ele é um “stallion”, mas se me perguntasses se eu preciso de um manager ou alguém que falasse por mim, eu diria que não. Eu acho que me conheço bem o suficiente e sei que consigo falar por mim próprio muito bem.

Se me disseres lá mais para o futuro… Talvez um manager seja uma boa ideia e não diria que não, porque é o Kurt Angle. Mas para já, acho que não preciso de ninguém. Para já quero que as pessoas me conheçam a mim, é isso que quero e acho que não preciso de um manager.


O que achas destas várias declarações de Matt Riddle?

9 Comentários

  1. Valério Júnior4 meses

    Broooooooo

  2. Neste momento o que ele deve fazer é se focar no presente e no que é possível alcançar, criar impacto no main roster, estabelecer o seu nome, ter juízo e ficar na dele e quem sabe se um dia não terá o tão desejado encontro nos ringues com o Brock, nunca digas nunca na wwe, mas por agora ele não é ninguém para enfrentar o Brock essa é a verdade.

    Quanto a ter um Manger também não acho que ele precise de um agora

  3. Acho que Matt Riddle esteve bem no que disse, de um modo global.

  4. Rodrigo4 meses

    Gostei das suas declarações, desta vez não se meteu a fazer provocações e falou muito bem. Esperemos que continue assim para que tenha um grande futuro no main roster.

  5. Declarações acertivas por parte do Matt Riddle
    Espero mesmo que o eventual combate entre o Brock e o Riddle aconteça

  6. Facebook Profile photo

    O meu broo pareceu-me genuíno nas declarações!

  7. Anónimo4 meses

    Esteve bem no que falou.

  8. Não gosto muito dele e muito por conta de algumas declarações que ele da, meio querendo se promover de alguma forma em cima das lendas (como já aconteceu com Brock que ele volta a citar e Goldberg), não gosto disso, por isso o Lesnar não quer trabalhar junto com ele, pela sua boca grande. Apesar que acho ele bom atleta e uma boa personagem, não é porque não gosto que é ruim.