Vince McMahon regressou à WWE no início de 2023 e retomou o seu cargo de presidente executivo, voltando ao Board of Directors.

Pouco tempo depois foi notícia que a WWE seria vendida a um fundo de investimento público da Arábia Saudita, algo que acabou por ser negado.

Em entrevista ao Bill Simons Show, Nick Khan falou de vários temas sobre a venda da WWE, tendo começado por dizer que é mentira que a empresa tenha sido vendida a um fundo público saudita.

100% mentira, dizer que havia uma transação iminente. Totalmente mentira. Era um absurdo, era uma loucura. Essa pessoa subsequentemente apagou aquele tweet porque quando digo que era 100% falso, é porque é 100% falso.

Já sobre o envolvimento de Vince McMahon e as regras que a WWE tem de seguir, Nick Khan deu uma explicação detalhada e afirmou que o processo de venda acabará por ser rápido.

A questão das regras, de propriedade privada, negociadas publicamente, seja o que for, os fundadores não são inerentemente seguidores das regras. Eles devem seguir a lei porque ninguém quer ter problemas com isso.

Para seguir essas regras, às vezes é difícil, durante um período de tempo, pensar delas. Não tão difícil para nós porque a empresa está a ser negociada publicamente há muito tempo e compreendemos que as regras são realmente as regras da SEC e ninguém quer violar nenhuma delas.

Portanto, o anúncio iminente da venda, para quem percebe do assunto, é fácil de que não fazia absolutamente nenhum sentido. Em termos de qual poderá ser o verdadeiro processo, estamos apenas a iniciá-lo agora.

Acho que Vince McMahon está pronto para vender. Não posso descrevê-lo como algo mais do que isso após os últimos cinco meses.

Tenha em mente que você [Simmons] está envolvido na construção de impérios. A certa altura, uma pessoa pensa quanto deste império ainda posso construir? Nós continuamos a construí-lo, ele continuou a construí-lo até se demitir há cinco meses.

Olhando para a empresa, ela detém 99% da sua propriedade intelectual com os contratos televisivos a expirarem em Outubro de 2024, o que significa que o processo começa dentro de alguns meses sobre isso, ou seja fazermos uma série de negócios a longo prazo, e depois tentar vender a empresa não faz sentido. O momento é agora.

Esse é o objetivo, a menos que um dos conglomerados de media acabe por comprar diretamente a empresa, então certamente não a querem com contratos televisivos de longo prazo com outros conglomerados.

Já sobre a hipótese de Vince McMahon só vender parte da empresa, Nick Khan deixou essa hipótese em aberto.

Isso está em jogo. Quando ele usa o termo “alternativas estratégicas”, é basicamente tudo o que estamos a ver.

Se ele disse, estou à procura de vender a empresa, o que é que isso significa? Uma parte ou vender na totalidade? Fazer uma fusão da empresa? Compra outra empresa em vez de vender? Vende a empresa diretamente?

Tudo vai depender do preço. Qual é o melhor valor para o acionista? Qual é o melhor valor para o Vince depois do acionista.

Então as ações, após o anúncio, estão em alta, quanto mais dinheiro é que alguém vai oferecer para que seja uma transação queira ele quer fazer?


Quanto tempo pensas que vai demorar a WWE a ser vendida?

3 Comentários

  1. Leo2 semanas

    Tal como eu escrevi nos comentários da outra notícia – se tivesse sido vendida aos sauditas, teria sido uma venda ilegal. É normal que as pessoas não saibam sobre negócios de capital aberto. O que não é normal, e muito menos aceitável, é haver uns tipos armados em insiders que inventam só para ganharem alguma atenção. De que vale isso se mais tarde são obrigados a apagar os tweets? Não percebo, honestamente

  2. El Cuebro2 semanas

    Torcer para dar tudo certo para os funcionários e claro nós os fãs da WWE, isso se a venda ocorrer mesmo, que possa ser feito o melhor e que não venha o caos!

  3. Natan2 semanas

    Que a venda seja bem feita e que o Vince não retorna nunca mais na WWE pra dar um pouco mais de paz aos wrestlers, Hunter e especialmente a nós que somos fãs