Esta semana, a WWE anunciou que o NXT UK acabará após o Worlds Collide de 4 de Setembro, e será substituído pelo NXT Europe em 2023. Isto levou também ao despedimento de 23 lutadores da brand britânica.

Esse fim causou apreensão, mas segundo Mike Johnson da PWInsider, as pessoas vêem isto como “um passo atrás que é necessário dar para se dar um passo em frente”, e para arranjarem uma boa estratégia para lançar o NXT Europe.

Já segundo Dave Meltzer do Wrestling Observer, a criação do novo programa não deverá ser “verdade”, dada a quantidade de lutadores despedidos, pois a WWE não deixaria sair tanta gente se já estivesse a planear algo novo para daqui a uns meses.

O jornalista dá o exemplo de Amale, que era a única lutadora francesa no NXT UK, e segundo ele, se fossem lançar uma brand europeia, não a teriam despedido.

Dave Meltzer referiu ainda que para cumprir o seu contrato com a BT Sport, o plano seria a WWE passar a transmitir o NXT Level Up no horário que pertencia à brand britânica, mas nada é certo.


Que expectativas tens do NXT Europe?

5 Comentários

  1. El Cuebro1 mês

    Eu realmente achei e ainda acho muito estranho a WWE mandar esses lutadores embora com os planos para o NXT Europe à frente, tecnicamente era possível manter todos, ou grande maioria e somente mudar o nome e projeto da marca antes conhecida como NXT UK, espero que a WWE possa voltar atrás e trazer vários desses nomes demitidos de volta, porque são ótimos talentos que com certeza queriam mostrar ainda mais do que sabem fazer!

    • Wilow1 mês

      Eles possivelmente tem lutadores de vários países já prontos e viram que para uma WWE Europa eles precisam de pessoas diferentes. Talvez até mesmo levar alguns feito Drew, Sheamus e Finn B. Para lá no início.

    • El Cuebro1 mês

      Eu espero muito que a WWE faça dar certo para o NXT Europe, há muito bom potencial e certamente a marca pode fazer muito barulho!

  2. RodNeves1 mês

    Não percebo estes comentários do Dave Meltzer, os despedimentos são estranhos porquê? O NXT Europe só tem como data de lançamento o ano de 2023, ninguém sabe o mês, pode ser no primeiro semestre ou no segundo, iam ficar com todo o roster do NXT UK contratado durante meses sem fazer nada? Não há lugar para todos no NXT US, Raw e SmackDown, ou eram despedidos ou ficavam encostados até a nova brand começar, parece-me que a WWE tomou a decisão mais lógica. E como disse noutra notícia, acredito que a maioria dos despedidos saiu em “bons termos” e pode vir a regressar aquando do início do NXT Europe.