No Raw desta segunda-feira, Sami Zayn será um dos seis lutadores que competirá no Gauntlet Match que definirá o adversário do WWE Intercontinental Champion Gunther na WrestleMania XL.

Em entrevista ao The Bump, o “Great Liberator” afirmou quer voltar a fazer história na edição deste ano da WrestleMania.

Sim, de certeza. É um ótimo ponto de vista. Mas acho que, mais uma vez, o que não me deixa perder o foco, é o facto de não se tratar apenas dos últimos dois anos. Estás a falar de dois anos. Bem, há 22 anos que ando a fazer isto. Portanto, houve alguns altos e baixos nesses 22 anos.

Mesmo quando estava no meu auge, pode-se dizer que o main event da WrestleMania, deve ser o maior combate que já fiz, com certeza, e com todo aquele ímpeto, não acreditei no hype. Agora sinto-me relativamente igual ao que sentia na altura. É preciso ter os pés assentes na terra.

Podemos deixar que estas derrotas nos abalem, tudo bem. Mas só até um certo ponto. Podes deixar que essas grandes vitórias e esses grandes combates na WrestleMania ou o que quer que seja, todo o ímpeto do mundo, todos os fãs a falarem de ti, podes deixar que isso te faça sentir bem. Ótimo, até certo ponto.

Mas tens de te manter concentrado. Temos de nos manter concentrados, e penso que foi essa a lição que o tempo me deu. Portanto, a 100%, mais uma vez, estaria a mentir se dissesse: “Não, não é nada de especial.” Só estou a ser sincero e talvez não devesse.

Talvez esteja a partilhar demasiado. Estão a fazer-me perguntas, vou dar-vos respostas honestas

Penso que o facto de ter tido o ponto mais alto do ano passado faz com que me questione o que acontece quando não temos esse lugar reservado para nós no ano seguinte. Acho que isso é natural. Temos tendência para nos compararmos aos outros.

É algo em que me esforço, para não me comparar necessariamente com os outros, mas não podemos deixar de nos comparar connosco próprios, com o que éramos há um mês, há dois meses, há um ano, seja o que for.

Mas, no final do dia, não quero parecer que estou morbidamente deprimido ou algo do género, porque, em última análise, sinto-me bem porque todas as coisas que disse que iriam acontecer acabaram por acontecer. É aí que entra em jogo a autoconfiança, porque eu disse que seria campeão.

Disse que faria alguma coisa e disse que, apesar de parecer complicado, um caminho para a WrestleMania se apresentaria para mim, e agora todas essas três coisas estão ao meu alcance. O caminho está aí. É este Gauntlet Match.

É isso mesmo. Se eu passar este Gauntlet Match, garanto o meu bilhete para fazer as coisas de que falei, para me tornar campeão na WrestleMania, para fazer algo histórico, porque não se enganem, o Gunther está a fazer algo histórico. Vencê-lo seria histórico.

No ano passado, terminei o reinado dos campeões de Tag Team mais longo de sempre, e agora, este ano, tenho a oportunidade de terminar potencialmente o reinado mais longo do Intercontinental Championship.

Isso é histórico e é o que estou a caminho de fazer neste momento. É aí que a minha cabeça está no jogo. Estou a tentar equilibrar tudo isso. Porque há um pouco de dúvida, mas também há isto, é inacreditável. Está para além da crença em mim próprio.

É a fé aliada a uma paixão ardente para não desperdiçar o momento, e o momento está a chegar.


Acreditas que Sami Zayn irá enfrentar Gunther na WrestleMania XL?

4 Comentários

  1. Esse é o ano do Chad Gable✌🏻✌🏻 o Sami Zayn já tem que ir pra um título mundial e não um midcard!

  2. Desconhecido5 meses

    O Sami tem de ser MITB deste ano .

  3. El Cuebro5 meses

    Eu ainda acho que a WWE errou um pouco ao separar Sami e KO, digo o KO está tendo algo, mas poderia ser muito maior, inclusive para ter sido campeão contra o Logan, já o Sami ficou mais apagado, perdeu muito espaço lá no Raw, o Sami nunca foi o mesmo personagem e lutador desde que saiu do NXT lá atrás, espero que ainda possa fazer algo no futuro, mas as coisas poderiam ser bem diferentes para ele!

  4. Eu gostava mais do velho Sami Zayn, por acaso.
    Este parece “washed up”.