Tully Blanchard apareceu na AEW em 2019, apresentando-se como manager de Shawn Spears, mas atualmente liderava a Blanchard Enterprises na ROH.

No Zero Hour do Death Before Dishonor deste sábado, Prince Nana anunciou que tinha comprado a Blanchard Enterprises, renomeando o grupo para The Embassy.

O Blanchard Enterprises consiste na equipa entre Brian Cage e os Gates of Agony (Kaun & Toa Liona), e o trio acabou por vencer Tony Deppen, Alex Zayne & Blake Christian.

Prince Nana e os The Embassy não são desconhecidos para alguns fãs de ROH, já que fizeram parte do grupo Alex Shelley, Jimmy Rave, Xavier, entre outros, desde 2004 a 2006. Prince Nana também acompanhou Jonathan Gresham até ao ringue, no seu combate contra Claudio Castagnoli.

Segundo Sean Ross Sapp do Fightful, com a mudança de líder e de nome do grupo, Tully Blanchard ficará de fora dos planos tanto na ROH, como a AEW, e tal foi informado ao staff e talento da Ring of Honor.

O veterano acabou por nem aparecer no PPV, o que não se sabe se foi por uma perda de um voo, ou se terá mesmo sido propositado.


O que achas desta saída de Tully Blanchard da AEW e ROH?

2 Comentários

  1. therock982 semanas

    Aparentemente deve-se a uma questão de incompatibilidade de agenda, ele tem outra ocupação e pelos vistos fica difícil conciliar.

    Acho que depois de se ter separado dos FTR ficou sem grande sentido continuar na empresa, ainda lhe arranjaram esta stable na ROH mas foi mais para o manter ocupado, o Prince Nana assenta melhor como mentor do grupo.

  2. El Cuebro2 semanas

    Foi algo bem estranho mesmo, ainda mais depois de como a AEW, a ROH e o próprio Tully promoveram a stable, eu não sei o que pode ter havido, mas o Tully não parecia muito satisfeito com a situação toda, ele “foi demitido” pelos FTR, depois a stable dele que nasceu no Final Battle da ROH sumiu e só foi reaparecer recentemente, é estranho isso! Mas acho que o grupo ainda pode dar muito certo!