World Stars of Wrestling: Oeiras (01/05/2017)

Esta Segunda-feira, dia 1 de Maio, ficou marcada pelo regresso dos espectáculos da World Stars of Wrestling. Centenas de pessoas reuniram-se no Pavilhão dos Leões de Porto Salvo, em Oeiras, para assistir a um evento protagonizado por alguns dos melhores lutadores nacionais e internacionais.

O grande destaque deste evento ia para a presença e participação de três lutadores ex-WWE: Chris Masters, Carlito e Juventud Guerrera. Para o main-event estava marcado um No DQ Triple Threat Match entre os três, mas devido a lesão, acabou por ser a referência do Wrestling nacional, Bruno “Bammer” Brito, a assumir o lugar de Chris Masters.

A vitória de Bammer e conquista do Título Mundial da World Stars of Wrestling acabaria por ser a grande surpresa da noite, para grande ovação do público português presente. Ele que havia, pouco tempo antes, perdido o Título Europeu para Johnny Moss, que foi o vencedor da Battle Royal que abriu o show.

Este show fica também marcado por um Gauntlet Tag Team Match que corou os primeiros Campeões de Equipas da WSW, Jonny Storm & Jody Fleisch. A equipa portuguesa, Korvo & Salvador, até começou bem o combate ao eliminar James Bruiser & Marcos Vitória (que substituiu Juan Casanova) mas acabaram por perder a meio da Gauntlet, devido a interferência de Pegasus, que impediu Salvador de voltar ao ringue. Eles os dois que viriam depois a protagonizar uma brawl por toda a arena.

Outros portugueses que estiveram em acção foi Gonçalo Cardoso e Luís Mira, num rematch do combate que aconteceu há poucas semanas atrás. Desta vez terminou em No Contest, devido a interferência de Arte Gore, que atacou os dois lutadores do WP.

Para terminar, no feminino, a Kelly não foi além de uma derrota contra Nina Samuels, que usou a batota para arrecadar a vitória.

Para mais informações visita a página de Facebook da WSW.

Resultados

– Johnny Moss venceu Battle Royal (Nº 1 Contender ao Título Europeu da WSW)
– Nina Samuels venceu Kelly
– Jonny Storm & Jody Fleisch venceram Gauntlet Tag Team Match (Títulos de Equipas da WSW)
– Johnny Moss venceu Campeão Europeu da WSW Bammer
– Gonçalo Cardoso vs Luís Mira (No Contest)
– Bruno “Bammer” Brito venceu Carlito e Juventud Guerrera (Título Mundial da WSW)

Sabes de alguma notícia que não está publicada no Wrestling PT? Envia-nos!

Sobre o Autor

-

12 Comentários

  1. Tiago Maia - há 6 meses

    Era “giro” ver o Moose a entrar por lá a dentro e atacar o Chris Masters…

    Com muita pena minha foi impossível assistir ao evento, mas estão de parabéns. Vi algumas imagens nas notícias no jornal das 13 da Sic estão de parabéns! Por favor não deixem isto morrer!

    • Por nós não deixamos, é preciso é ter público que pague para assistir, para justificar o investimento e esforço.

      Desculpa o desabafo, mas vou aproveitar para o fazer já aqui… Durante o fim de semana e dia de ontem, recebi uma porrada de mensagens de pessoas que diziam sempre que não podiam ir (por vários motivos, alguns dos quais percebo perfeitamente), mas que ao mesmo tempo pediam uma “stream” ou “live” para ver gratuitamente, etc etc… Sem público a pagar, não há dinheiro para fazer os shows… O “Carlito e o Masters” não vêm de borla e os “tugas” também têm contas para pagar.

      • André Santos - há 6 meses

        Aqui em Portugal as pessoas têm problemas em gastar dinheiro com Wrestling em todos os aspectos.
        Já frequento este site desde 2013 e desde ai sempre vi comentários de pessoas a dizer que não pagam para ver wrestling, seja ao vivo, seja pela internet ou TV. Muitas dessas pessoas alegam que o wrestling é uma das coisas que mais gostam. Mas outra das coisas que mais gostam, normalmente é, também, o futebol e por ele não se importam de comprar camisolas dos respectivos clubes e seleçoes que custa 70 euros para cima. Já para comprar uma t-shirt alusiva ao wrestling está quieto. Eu sei que em Portugal não se vende T-shirts da WWE e afins. É verdade que fica muito caro a mandar vir de fora e isso aceito perfeitamente. Mas hoje em dia em qualquer esquina encontra-se casas que fazem impressão de t-shirts por preços que raramente passam os 15 euros. Mas para mim o pior é quando dizem que não pagam para ver wrestling. Eu também não tenho a network activa todo o ano, mas ninguém é obrigado a ter. É possível por exemplo activarmos a network mês sim e mês não, ou de dois em dois meses ou duas ou tres vezes por ano em PPV´’s mais interessantes. Mas quando é para pagar 30 euros ou mais para ver futebol na sport tv ai já não há problema.
        Pessoal se gostam mesmo de wrestling invistam nele de vez em quando principalmente no que toca aos shows feitos cá.

      • Hiberus - há 6 meses

        A maioria das pessoas que pede para ver gratuitamente devem ser miúdos e adolescentes sem grande noção de como as coisas são e habituados a ter acesso a tudo gratuitamente através da net. Se forem adultos a fazer o mesmo então já é outra coisa

  2. Anónimo - há 6 meses

    Isto de publicitarem um combate do Chris Master que depois não acontece não me parece de todo correcto…

  3. Ora bem futuramente RVD vs Bruno “Bammer” Brito

  4. Ric Ambrose - há 6 meses

    Sou só eu que acho que anunciar um combate que depois não acontece não é algo correcto?

  5. PapaShango - há 6 meses

    Estive presente no show. Antes demais, apesar daquilo que vou escrever mais à frente, quero dizer que é de louvar o esforço que o Axel fez enquanto promotor para produzir e promover aquilo que, no seu entender, seria o melhor show de wrestling possível. Dito isto:

    1-Quando a WWE há alguns anos atrás teve um Atlântico às moscas, era de esperar que a escolha do Pavilhão de Porto Salvo, que com a plateia conseguiria acomodar facilmente 3000 pessoas, fosse demasiado ambiciosa.

    2-Isto resultou num público disperso, pouco coeso, com um dos lados da plateia que não teria mais que 10 pessoas e a bancada mais cara com aspeto de jogo de futebol da distrital de Bragança. Aquele mesmo número de pessoas numa sala menor, teria tido um impacto completamente diferente. Bastava não ter vendido bilhetes para as bancadas e ter colocado o público todo na plateia para se ter um efeito completamente diferente.

    3-O som esteve demasiado alto e bastante distorcido. Devo ter percebido 1/10 do que o Axel disse durante o show. Quem quer que estava a operar a parede de LED’s também fez um mau trabalho, com os videos a não estarem formatados para o espaço uma série de vezes e a exibir os vídeos de entradas dos wrestlers nos tempos mortos o que tira muito impacto quando o wrestler efetivamente está a caminho do ringue (quando, por ex, o Carlito entrou, o seu video já tinha passado N vezes antes do show e durante o intervalo. A criança à minha frente levantou-se euforica sempre que isso aconteceu a pensar que “era agora”. Mais uma coisa: paguei pelo 2o bilhete mais caro do show para durante o main event ter um cameraman a tapar-me a visão permanentemente. O show não era suposto nem ser gravado?

    4-Não tenho ideia de quanto custou produzir este show, mas tanto “production value”, não poderia ter sido substituido por , por exemplo, a escolha de outro local? A vinda de outro nome grande das independentes britânicas?

    5-Por falar em nomes. O maior pop da tarde, no que a estrangeiros diz respeito, terá sido para o El Ligero. Será que neste fase do campeonato fará sentido trazer ex-WWEs, com valentes cachets, em vez de apostar em nomes ascendentes do circuito independente? Querem agradar ao público mainstream…compreendo. Mas será que esse público ainda existe em número considerável em Portugal? Quem via WWE há 10 anos atrás e gostava do Carlito e do Chris Masters, e que entretanto tenha deixado de ver o produto, vai ser atraído a um espectáculo, em Oeiras, num feriado solarento somente pela vinda deles? Provavelmente não. Mas muitos dos fãs mais “hardcore”, pagariam até mais que os 10 euros para ver 2 ou 3 nomes da nova geração do circuito britânico ou americano. Mesmo em Oeiras, mesmo num feriado, mesmo que fosse numa garagem sem ventilação nem ar condicionado.

    6-Apesar de tudo isto, de louvar o esforço que todos tiveram, especialmente o Axel, na produção do evento. Contudo com os recursos que tem à disposição é possível fazer bem melhor. Mais simples, menos show-off, menos gastos desnecessários, com melhores nomes e um público mais envolvido.

  6. Hiberus - há 6 meses

    Publicitar um combate com o Chris Masters que depois acabou por não acontecer, não sei, não me parece de todo correcto…

  7. the enigma - há 6 meses

    Bom espectaculo. E foi muito fixe o destaque do pessoal português,tem que destaque mais vezes.E a vitória do Bammer no titulo mundial,lembra me isto. And like jesus who turn water into wine,i turn the european title into the world heavyweight championship. E que ao conquistar o titulo mundial que ele tenha bons combates e principalmente um grande reinado como campeão mundial.

  8. wwfback - há 6 meses

    Estive lá
    Sem dúvida que valeu a pena , estar com os lutadores antes do show começar foi fantástico e deu para perceber quanto gostam do que fazem . Mais shows assim no futuro e lá estarei sempre presente.
    Parabéns Bammer mais do que mercido.

  9. 1º Francamente, pelos resultados apresentados, acho que no fundo foi um bom show, mas o grande problema é o publico português, não aderir a este tipo de espectáculos de wrestling e principalmente a falta de continuidade dos mesmos, pois engana-se aquele que pensa que trazer estes meninos uma vez por ano cá, a modalidade consegue desenvolve-se aqui no nosso país.

    2º Depois a falta de associação com as grandes marcas de propaganda (ex: a Sic Noticias só divulgou o programa depois do mesmo acontecer), deixar os programas da televisão por cabo das Manhas (ex: CM TV) e apostar em divulgar um Trailer nas horas de mais afluência de juventude (ex: as manhãs de fim-de.semana da Sic e tambem na Sic Radical antes e nos intervalos dos episódios da Raw e Smakdown. Era uma forma de deixar as pessoas com a pulga na orelha ja que estavam a ver aquilo na tv e poderiam ver ao vivo.

    3º Horário noturno seria melhor escolha (20h/21h) pois teria outros efeitos de luzes e espetaculo.

    4º Espero que se desloquem ao Porto, pois esta cidade já não recebe um show aos anos. Mas claro com cautelas, não apostar num grande espaço pois poderia ser grande demais para as pessoas que comprariam o show. E claro trazer um bom plantel. acho que apostar na parceria com a wcpw era positivo. eles conseguem levar Rey Mysterio , Alberto el patron , Drew, Cody roodes etc… aos shows deles. e secalhar apostar na vinda deles cá em parceria com a WsW seria interessante. Eles com os titulos deles e nos com os nossos aqui, fazer uma especie de troca de experiências. Bammer defender titulo contra alguem deles e o inverso o campeão deles (feminino ou masculino) tag team ou individual defender contra a wsw . era interessante.

    5º Por ultimo como tinha de dexar o melhor para o fim. CONTINUEM COM ESTE DESPORTO. É bom saber que isto não morre.
    Wp, Wsw parabéns

    Abraço

Comentar

Editar avatar »