A WWE transmitiu esta segunda-feira mais uma edição do Raw na USA Network, a partir do Greensboro Coliseum em Greensboro, Carolina do Norte, rumo ao WrestleMania Backlash do próximo domingo, dia 8 de Maio.

Resultados

– Kevin Owens & Alpha Academy (Chad Gable & Otis) venceram Ezekiel & Street Profits (Angelo Dawkins & Montez Ford)
– Veer Mahaan venceu Burt Hansen
– AJ Styles venceu Damian Priest
– WWE United States Champion Theory & The Miz venceram Mustafa Ali (Handicap Match)
– Dana Brooke venceu WWE 24/7 Champion Nikki ASH
– Bobby Lashley venceu Cedric Alexander
– Raw Women’s Champion Bianca Belair, Liv Morgan & Asuka venceram Becky Lynch, Rhea Ripley & Sonya Deville

Report

O Raw abriu com a Bloodline, e pela voz de Paul Heyman, este mandou todos reconhecerem o Undisputed WWE Universal Champion Roman Reigns, e quando o “Tribal Chief” ia começar a falar, os RK-Bro apareceram nas costas do trio e acertaram um duplo RKO nos Usos.

A seguir Drew McIntyre veio ao ringue e quando o escocês e o campeão ficaram sozinhos em ringue tivemos uma grande brawl, que também envolveu os Usos e os RK-Bro, e que os árbitros tiveram bastante dificuldade em parar.

A seguir tivemos imagens duma conversa dos Street Profits que aconteceu antes do Raw, tendo a dupla sido interrompidos por Ezekiel, e os três acabaram por fazer um brinde, mas voltámos a ter uma interrupção desta vez feita pela Alpha Academy e Kevin Owens, com este a voltar a acusar o lutador de ser Elias e não Ezekiel. O “Prizefighter” fartou-se mais uma vez de Ezekiel e atirou-lhe com um copo em cima.

– Kevin Owens & Alpha Academy (Chad Gable & Otis) venceram Ezekiel & Street Profits (Angelo Dawkins & Montez Ford): Chad Gable tentou manter o combate o mais técnico possível, mas o trio dos Ezekiel & Street Profits aumentou a velocidade e com isso dominou durante vários minutos, ainda assim, Kevin Owens & Alpha Academy conseguiram isolar Montez Ford e com isso dominar durante algum tempo. O carismático lutador foi aguentando a ofensiva e conseguiu fazer o tag a Ezekiel que quase venceu o combate sozinho.

Nos minutos finais, o caos ficou instalado e com alguma batota à mistura, Kevin Owens tramou o seu rival, o que abriu espaço para Chad Gable com o Oklahoma Roll vencer este opener.

Nos bastidores, AJ Styles foi entrevistado e explicou que na WrestleMania ele ia vencer, mas foi distraído por Damian Priest e que no combate de hoje se vencer o “Archer of Infamy” neste Raw, então este não poderá estar perto do ringue no WrestleMania Backlash.

No escritório dos oficiais da WWE, Adam Pearce afirmou que os responsáveis da empresa não estão a gostar da forma como abusa de poder e que no Raw de hoje teremos um Six-Woman Tag Team Match entre a equipa de Becky Lynch, Rhea Ripley & Sonya Deville contra o trio da Raw Women’s Champion Bianca Belair, Asuka & Liv Morgan.

– Veer Mahaan venceu Burt Hansen: Depois de ouvirmos Burt Hansen dizer que sempre foi o seu sonho lutar no Raw e na sua cidade natal, Veer Mahaan transformou este sonho num pesadelo e destruiu o seu adversário, tendo vencido depois do seu Cervical Clutch. Tal como é habitual, o agressivo Veer Mahaan continuou a atacar o seu adversário de forma destruidora.

A seguir tivemos os Judgment Day em ringue, e Edge não perdeu tempo a insultar os fãs na arena, tendo a seguir insultado AJ Styles, dizendo que este irá sofrer às suas mãos no WrestleMania Backlash.

– AJ Styles venceu Damian Priest: Damian Priest entrou de forma bastante agressiva, mas AJ Styles conseguiu virar o ímpeto a seu favor, mas fora do ringue, o “Archer of Infamy” atirou o seu adversário de ombro ao poste e colocou-se de forma definitiva no controlo durante alguns minutos.

Ainda assim, o “Phenomenal One” conseguiu equilibrar a contenda o que fez com que este embate fosse bastante equilibrado, mas uma distração por parte de Edge quase custou o combate ao seu rival, mas no final, com um O’Connor Roll, AJ Styles conseguiu a vitória.

Assim, o “Archer of Infamy” estará banido da zona do ringue no WrestleMania Backlash.

Assim que o combate terminou, Edge saltou para o ringue e atacou o “Phenomenal One” e o Judgment Day preparava-se para destruir o ombro do seu rival, mas Finn Bálor veio ao ringue fez o duo de Edge & Damian Priest fugir do ringue.

No backstage, Cedric Alexander foi tentar conversar MVP para estes voltarem a ser aliados, tendo também anunciado que hoje irá enfrentar Bobby Lashley.

A seguir tivemos mais uma edição da Miz TV que teve como convidado Mustafa Ali que entrou com a música errada e a seguir teve o seu microfone avariado, tudo isto enquanto o “A-Lister” de forma sarcástica foi gozando com o seu convidado, mas Mustafa Ali afirmou que ele não se queixa, e ele só quer saber do WWE Universe.

O WWE United States Champion Theory veio ao ringue e afirmou que a derrota de The Miz na semana passada foi apagada e que Mr. McMahon deixa Mustafa Ali ter um Contender’s Match, que se conseguir vencer, então poderá lutar pelo WWE United States Championship. Mustafa Ali aceitou o desafio, mas só depois é que descobriu que o seu Contender’s Match será um Handicap Match contra Theory & The Miz.

– WWE United States Champion Theory & The Miz venceram Mustafa Ali (Handicap Match): Mustafa Ali entrou melhor, mas rapidamente o duo do WWE United States Champion Theory & The Miz com alguma batota à mistura viraram o ímpeto a seu favor.

Quando parecia que o recém-regressado estava a voltar a ter ímpeto, com mais um pouco de batota, o “A-Lister” aplicou o seu Skull Crushing Finale e conquistou a vitória.

Assim que o combate terminou, Ciampa voltou a atacar Mustafa Ali.

De seguida, tivemos imagens da chegada da WWE 24/7 Champion Dana Brooke à arena, com esta a discutir com Reggie, ainda assim a confusão foi aumentando, quando R-Truth, Akira Tozawa e Tamina começaram a tentar apanhar a campeã. Porém, quem levou a melhor neste segmento foi Nikki ASH que atacou Dana Brooke pelas costas e conquistou o WWE 24/7 Championship.

– Dana Brooke venceu WWE 24/7 Champion Nikki ASH: Nikki ASH entrou melhor e dominou durante algum tempo, mas Dana Brooke conseguiu virar o ímpeto a seu favor e acabou por reconquistar o seu título depois do seu Neckbreaker.

Assim que o combate terminou, todos tentaram tirar o WWE 24/7 Championship a Dana Brooke, sendo que Reggie também o tentou fazer, o que fez a lutadora pedir o divórcio.

Nos bastidores, Becky Lynch foi entrevistada e esta mostrou-se desrespeitada pelo que Asuka lhe fez e que a história do seu regresso começa com o fim de Asuka.

De regresso ao ringue tivemos a Seth Rollins Appreciation Night, com este rapidamente a ser interrompido por cânticos de “Cody”, o que irritou o “Visionary” e este começou a explicar que todos se esqueceram, o quão bom ele é.

Quando ia mostrar um video package com os seus melhores momentos, Cody Rhodes interrompeu o seu rival e explicou que o seu rival está irritado com a derrota na WrestleMania 38.

O “American Nightmare” continuou a provocar Seth Rollins e foi então que este decidiu insultar Cody Rhodes e o seu pai Dusty Rhodes, dizendo que eram dois egomaníacos e que o “American Dream não foi bom o suficiente para ser WWE Champion e enquanto ele estiver na WWE, o “American Nightmare” também não será campeão.

Como seria de esperar tivemos então uma brawl entre os dois rivais, tendo Cody Rhodes levado a melhor com o seu Cody Cutter.

– Bobby Lashley venceu Cedric Alexander: A música de Omos tocou e com isso a distração causada por isso e pela promo de MVP, isso fez com que Cedric Alexander fosse dominando o “All Mighty”, mas este virou o combate do avesso com um Spear tendo vencido depois do Hurt Lock.

Nos bastidores, Liv Morgan afirmou que só fez a Rhea Ripley o que esta lhe fez e que acredita que a “Nightmare” está é desapontada consigo própria.

Continuando no backstage, R-Truth tentou confortar Reggie, tendo o veterano oferecido a sua ajuda enquanto advogado. Os dois lutadores passaram por Nikki ASH, que estava claramente triste com o que lhe aconteceu, tendo Doudrop aparecido e perguntado à sua conterrânea se esta já se tinha fartado de brincar.

– Raw Women’s Champion Bianca Belair, Liv Morgan & Asuka venceram Becky Lynch, Rhea Ripley & Sonya Deville: O main event começou de forma equilibrada, sendo que quando o trio da Raw Women’s Champion Bianca Belair, Liv Morgan & Asuka estava a começar a levar a melhor, esta última acabou por ser dominada pela equipa de Becky Lynch, Rhea Ripley & Sonya Deville.

Liv Morgan foi então dominada durante vários minutos, mas conseguiu aguentar a ofensiva das suas adversárias e fez o tag à “EST da WWE” que entrou com tudo, mas a força dos números obrigou a campeã a fazer o tag a Asuka e esta quase venceu o combate sozinha, porém, o caos ficou instalado e as seis lutadoras acabaram a lutar quer fossem a mulher legal ou não e com isso as quase vitórias foram sendo cada vez frequentes.

No final, Sonya Deville tentou usar os seus poderes de oficial, mas nada feito e toda esta discussão abriu espaço para que Liv Morgan acertasse o seu obLIVion e assim conquistasse a vitória para a sua equipa.


O que achaste deste WWE Raw?

7 Comentários

  1. Darth4 semanas

    Eu desisti deste Raw quando chegou o Veer, está ridiculamente ruim demais a wwe desde o Rumble.

  2. Juan Alves3 semanas

    O Ppv vai ser no sabado ou no domingo?

  3. Gostei:
    – Promo da Bloodline, interrompida com duplo RKO dos RK-Bro, segue-se Drew McIntyre e bulha enorme. Um bom segmento para começar o show. A chegada dos RK-Bro foi perfeita e o McIntyre pareceu uma genuína ameaça ao reinado do Roman. Pena que no Backlash vai ser uma mera 6-man tag em vez de 2 combates diferentes pelos títulos…
    – Segmento entre os Street Profits e Ezekiel. Um bom segmento para voltar a estabelecer os Profits como faces após algumas semanas com teases para um futuro heel turn. Segue-se Ezekiel & The Street Profits vs Owens & Alpha Academy. Todos estiveram bem, nomeadamente Ezekiel. Um bom combate mas podia ter sido melhor.
    – Promo de Edge e Damian Priest, interrompida por AJ Styles. Uma boa promo de Edge, com este a fazer o que sabe fazer melhor: conseguir heat. Segue-se AJ Styles vs Damian Priest. Um bom combate com boas sequências. O final não foi o melhor escolha, mas acabou por sair bem e a adição de Finn Balor a esta storyline é interessante.
    – Miz TV com Mustafa Ali, interrompida por Theory. O bate-boca entre Miz e Ali foi muito bom e é o destaque deste segmento.
    – Promo de Seth Rollins, interrompida por Cody Rhodes. Foi um bom segmento para aumentar ainda mais as animosidades entre estes 2 homens, nomeadamente quando Seth faz referências a Dusty Rhodes. Não sou grande fã de usar mortes para aumentar o heat das feuds, mas aqui, dado os motivos pelo qual o Cody regressou, deixo passar.
    – Lynch, Ripley & Deville vs Belair, Morgan & Asuka. Uma fantástica 6-man tag match com bons spots e que constrói todas as 3 feuds entre estas 6 mulheres. No entanto, tenho que destacar o seguinte: A Liv Morgan acordou e disse ”vou partir isto tudo”, e partiu. Que exibição incrível por parte dela. Cada vez mais mostra que é a lutadora que mais evoluiu nos últimos 5 anos.

    Não Gostei:
    – Veer vs Burt Hanson. Squash para Veer… isto vai durar tanto tempo quanto a sua chegada?
    – Miz & Theory vs Ali. Esta handicap match foi, basicamente, uma squash para os heels… nada demais.
    – Dana Brooke vs Nikki ASH (c). Bem, isto foi horrível. Começamos com wrestling, acabamos com um montão de tretas simplesmente absurdas. O melhor deste segmento foi ter acabado. Mas não esperava mais do 24/7 Championship.
    – Bobby Lashley vs Cedric Alexander. Isto foi, basicamente, a 3ª squash da noite. E ver alguém como o Cedric a ser squashado incomoda-me. No entanto, a entrada do Bobby Lashley está absolutamente fantástica. Adoro-a.

    Overall: 6/10. Show misto. Como go-home show, não foi o melhor. O main event teve muito bem (apesar de nenhuma destas 3 feuds ter combate marcado para o Backlash por enquanto), destacando, novamente, Liv Morgan e o segmento de abertura também teve bem. Não gostei, particularmente, do Mustafa Ali e Cedric Alexander a serem squashados.

  4. Anónimo3 semanas

    Bom início de show entre a Bloodline, McIntyre e RK-Bro. Bom combate entre o AJ e Damian Prist. Gostei bastante de ver o Finn Bálor ajudar o AJ. Destaco também o ótimo main event feminino.

  5. Por favor, metem o Veer a lutar contra lutadores que estão no Raw!
    Espero que a Nikki Ash venha a ter uma personagem séria pois esta personagem de heroína não se identifica com ela!

  6. Gostei dos desenvolvimentos do RKO-bro Drew e Bloodline!