A WWE transmitiu esta segunda-feira mais uma edição do Raw na USA Network, a partir do Xcel Energy Center em Saint Paul, Minnesota, rumo ao Day 1 do dia 1 de Janeiro de 2022.

Resultados

– Otis venceu Raw Tag Team Champion Riddle
– Bianca Belair venceu Doudrop
– Bobby Lashley venceu Kevin Owens
– Dirty Dawgs (Dolph Ziggler & Robert Roode) venceram WWE United States Champion Damian Priest & Finn Bálor
– WWE Women’s Tag Team Champion Queen Zelina venceu Rhea Ripley
– Seth Rollins venceu Bobby Lashley (por desqualificação)
– Bobby Lashley venceu Seth Rollins (No Disqualification Match)
– Bobby Lashley venceu WWE Champion Big E (No Disqualification Non-Title Match)

Report

O Raw abriu com imagens do ataque de Bobby Lashley ao WWE Champion Big E, Seth Rollins e Kevin Owens que aconteceu na semana passada, e foi o próprio “All Mighty” acompanhado por MVP os primeiros lutadores a ir para o ringue. Os dois afirmaram que toda a gente desrespeita o ex-campeão e que existem vários lutadores que passam a vida a fazer queixas e por isso têm combates pelo WWE Championship. MVP explicou que é imperativo que Bobby Lashley seja adicionado ao combate pelo título no Day 1, para começar o ano como campeão.

Kevin Owens interrompeu e explicou que o “All Mighty” está a tentar incluir-se no combate e que ele não merece estar no mesmo. Seth Rollins também apareceu e de forma relutante concordou que Bobby Lashley não tem direito a estar no combate pelo WWE Championship do Day 1. Até parecia que os dois rivais estavam a criar uma estratégia para atacarem Bobby Lashley, mas a “reunião” foi terminada pelo WWE Champion Big E, que explicou que já venceu o “All Mighty” no passado e pode fazê-lo novamente.

Os oficiais Adam Pearce e Sonya Deville apareceram e explicaram que um Fatal 4-Way Match é uma excelente ideia e que Bobby Lashley será adicionado ao combate pelo WWE Championship Match no Day 1 se vencer uma série de combates contra o WWE Champion Big E, Seth Rollins e Kevin Owens.

A seguir revimos imagens de uma conversa dos Raw Tag Team Champions RK-Bro tiveram esta segunda-feira, e Riddle tentou convencer Randy Orton a criarem um podcast por causa da fortuna de Pat McAfee. Só que o “The Viper” explicou que este se deveria concentrar no combate contra Otis, e que se ele fizer isso, um dia ele vai deixá-lo voltar a usar o blazer.

Nos bastidores, o WWE Champion Big E, Seth Rollins e Kevin Owens estavam a discutir com os oficiais da WWE, com os dois candidatos principais a tentar convencer Adam Pearce e Sonya Deville que Bobby Lashley não deveria estar no combate do Day 1. Já Big E explicou que quer seja Triple Threat Match ou Fatal 4-Way Match, ele continuará campeão.

– Otis venceu Raw Tag Team Champion Riddle: Riddle tentou usar os seus strikes para dominar Otis, mas a força do lutador da Alpha Academy foi um problema desde cedo para o “Original Bro”.

Otis dominou durante vários minutos, mas Riddle com a combinação da sua agilidade e agressividade conseguiu equilibrar este opener. Ainda assim, no final, Otis contra-atacou um RKO e acertou um Pop-Up Front Slam para a vitória.

Assim que o combate terminou, Randy Orton tentou o RKO em Otis, mas este empurrou-o, sendo que acabou por acertar o seu golpe em Chad Gable. Ainda assim, o poderoso lutador com uma grande cotovelada deixou o “The Viper” no chão.

– Bianca Belair venceu Doudrop: Bianca Belair quis usar a sua velocidade para dominar este embate, mas Doudrop sem problemas virou-o a seu favor usando a sua maior força. A escocesa dominou durante vários minutos, mas a frustração começou a aparecer por não conseguir vencer a “EST da WWE”.

O final do combate apareceu do nada, pois Bianca Belair conseguiu acertar uma Powerbomb incrível tendo fechado o combate com um 450 Splash.

Já depois do combate, Bianca Belair estava a festejar, mas Doudrop atacou-a pelas costas e mostrou que esta rivalidade ainda não terminou.

Nos bastidores, Kevin Owens explicou que toda esta situação que envolve Bobby Lashley é lixo, assim como a cidade de St. Paul no Minnesota, mas que hoje irá vencer o “All Mighty” e no Day 1 irá conquistar o WWE Championship.

De seguida tivemos imagens de todos os atletas universitários que fazem parte do programa WWE Next In Line, tendo sido também apresentado o medalhado olímpico Gable Steveson, que cumprimentou Bobby Lashley e MVP.

– Bobby Lashley venceu Kevin Owens: O primeiro combate da noite de Bobby Lashley começou de forma agressiva, sendo que foi Kevin Owens que conseguiu ter algum domínio contra o “All Mighty”. Ainda assim o ex-WWE Champion não se deixou dominar por muito tempo e começou a equilibrar. Depois de alguma luta, Bobby Lashley mal aplicou o seu Hurt Lock, mas Kevin Owens desistiu de imediato.

A seguir foi transmitido mais um video package a promover a chegada de Veer Mahaan ao Raw.

A seguir tivemos um video package a relembrar o que aconteceu na semana passada entre a Raw Women’s Champion Becky Lynch e Liv Morgan, onde a campeã “roubou” a vitória no title match contra a jovem rival.

De regresso ao ringue tivemos a Raw Women’s Champion Becky Lynch, que começou a falar da sua vitória contra Liv Morgan e a criticar os fãs agora gritam pela jovem, pois se ela tem ganho, eles iam arranjar maneira de não gostar dela, pois é isso que os fãs fazem. Durante meses, os fãs pediram para que ela (Becky Lynch) voltasse, mas agora que voltou todos acham giro dar-lhe ordens de como se deve comportar.

Liv Morgan interrompeu a campeã e explicou que Becky Lynch diz ser a melhor, mas só é a melhor a fazer batota, e que se a Raw Women’s Champion tiver coragem volta a defender o seu título contra ela no Day 1. A “Big Time Becks” explicou que Liv Morgan devia saber que ela ia fazer o que fez e que se ela estivesse preparada para ser campeã, teria feito o mesmo.

A jovem fartou-se das palavras da campeã e atacou-a, sendo que parecia que ia ganhar esta brawl, mas fora do ringue Becky Lynch colocou o braço da adversária entre as escadas e o poste do ringue e lesionou Liv Morgan.

Nos bastidores, AJ Styles foi entrevistado e explicou que ele e Omos não estiveram no seu melhor na semana passada, mas que isto são dores de crescimento e que ele quer ver o gigante a ter sucesso. Este apareceu e colocou o seu braço à volta do ombro de AJ Styles e as pazes ficaram feitas.

A seguir tivemos imagens do que pareceu ser um encontro entre Reggie e a WWE 24/7 Champion Dana Brooke, mas tudo isto foi interrompido por R-Truth, Akira Tozawa e Tamina, que continuam atrás do título. Porém, a campeã e Reggie conseguiram fugir.

– Dirty Dawgs (Dolph Ziggler & Robert Roode) venceram WWE United States Champion Damian Priest & Finn Bálor: A dupla de Damian Priest e Finn Bálor entrou melhor, mas os Dirty Dawgs viraram o ímpeto a seu favor durante alguns momentos. Ainda assim, Finn Bálor virou o combate do avesso com a sua ofensiva rápida e agressiva. Quando parecia que o irlandês ia vencer, Austin Theory apareceu e distraiu-o, o que abriu espaço para que Dolph Ziggler acertasse o seu Zig Zag e assim venceram este combate.

Já depois do combate ter terminado, Austin Theory tirou mais uma selfie com Finn Bálor.

Nos bastidores, Nikki ASH explicou que não consegue nem comer nem dormir por causa das suas derrotas, mas que sabe que Rhea Ripley vai conseguir vencer Queen Zelina, algo que ela não conseguiu fazer. A “Nightmare” aproveitou para tentar motivar a sua parceira, explicando-lhe que ela tem uma mentalidade de campeã e que um dia irá reencontrar-se.

Ainda antes do combate começar, a WWE Women’s Tag Team Champion Queen Zelina voltou a insultar Nikki ASH dizendo que vai mostrar porque umas ficam no topo e outras no fundo.

– WWE Women’s Tag Team Champion Queen Zelina venceu Rhea Ripley: Rhea Ripley parecia que ia vencer sem problemas, mas Carmella entrou em ringue a fugir de Nikki ASH e isso causou uma distração que Queen Zelina aproveitou para vencer este embate.

Nos bastidores, Kevin Owens tentou explicar que devia ir para perto do ringue acompanhar Seth Rollins de forma a ajudá-lo a vencer Bobby Lashley. O “Visionary” despachou o “Prizefighter” e mandou-o ficar nos bastidores.

– Seth Rollins venceu Bobby Lashley (por desqualificação): Seth Rollins tentou usar a sua agilidade para dominar Bobby Lashley, mas a força deste foi um problema de tal forma que o “Visionary” teve de sair para fora do ringue. Nesse momento, Kevin Owens apareceu e atacou o rival, causando assim a desqualificação de Bobby Lashley.

Kevin Owens e Seth Rollins estavam a fazer a festa, quando apareceu Sonya Deville e Adam Pearce que mandaram o combate recomeçar, desta vez sem desqualificações.

– Bobby Lashley venceu Seth Rollins (No Disqualification Match): Assim que Seth Rollins se virou para Bobby Lashley, este acertou um Spear e venceu o combate, mantendo a esperança de entrar no WWE Championship Match do Day 1.

No escritório de Vince McMahon, este estava a falar com Apollo Crews, mas Austin Theory entrou por ali a dentro bem feliz da vida a perguntar se impressionou o presidente da WWE. Este mostrou-se pouco impressionado, tendo dito que não é amigo de Austin Theory, sendo que a seguir mostrou ao jovem a arma mais poderosa de sempre, a borracha de um lápis.

A seguir tivemos mais uma edição da Miz TV, desta vez apresentada por Maryse, que teve The Miz como convidado. O “A-Lister” começou por apresentar a sua candidatura a uma indução ao Hall of Fame de 2022, tendo em seguida brindado à sua futura vitória contra Edge no Day 1.

Como seria de esperar, o “Rated R Superstar” apareceu para interromper o seu rival e afirmou que este é irritante, inseguro e que tem medo dele. The Miz explicou que até poderia ter medo do velho Edge, mas do atual nem por isso. Edge respondeu dizendo que em 2006 pode não ter ajudado The Miz, mas que no Day 1 vai dar-lhe uma lição.

Estas palavras deram origem a uma brawl que parecia que ia ser ganha por Edge, mas The Miz colocou Maryse à sua frente e isso parou o “Rated R Superstar” de acertar um Spear, tendo o rival aproveitado para lhe aplicar o Skull Crushing Finale.

Depois de toda a confusão, Maryse mostrou-se zangada por The Miz a ter usado como escudo, tendo dado um estalo ao seu marido antes de sair do ringue… Esperemos que o sofá lá de casa seja confortável o suficiente, pois parece que The Miz vai lá dormir por uns tempos.

Nos bastidores, o WWE Champion Big E, Kevin Owens e Seth Rollins foram dar uma de cheerleaders, mas o campeão mandou-os ficar nos bastidores.

Nos bastidores, MVP e Bobby Lashley foram entrevistados e explicaram que um combate sem desqualificações só abre espaço ao “All Mighty” para fazer o que quiser, tendo o ex-campeão dito que a resolução para 2022 do WWE Universe é fazerem-lhe a vénia por ele ser o novo WWE Champion.

– Bobby Lashley venceu WWE Champion Big E (No Disqualification Non-Title Match): O main event começou de forma bastante agressiva, com os dois lutadores a quererem usar várias armas o mais rapidamente possível. A batalha entre os poderosos lutadores foi bastante equilibrada, sendo que o “All Mighty” virou o ímpeto a seu favor quando fez Big E atravessar uma mesa que estava colocada dentro do ringue.

Ainda assim, o campeão foi usando toda a sua força e agressividade para equilibrar a contenda e quando Bobby Lashley acertou um Spear, tivemos Seth Rollins e Kevin Owens a aparecer para o atacar.

De forma despropositada tivemos uma brawl dois contra dois, tendo Big E e Bobby Lashley feito Seth Rollins e Kevin Owens atravessar duas mesas.

Quando parecia que finalmente íamos voltar a ter um combate mano a mano entre Big E e Bobby Lashley, MVP acertou com a sua bengala no joelho do WWE Champion e abriu espaço para o “All Mighty” acertar o Spear e assim vencer este main event.

Com esta terceira vitória, Bobby Lashley garantiu o seu lugar WWE Championship Match que acontecerá no Day 1.


O que achaste do WWE Raw desta semana?

14 Comentários

  1. Tito Miguel8 meses

    Senti em mim a Becky pisoteando a mão da Liv

  2. BigMando8 meses

    Foi a primeira vez que senti a Becky como uma verdadeira heel desde que regressou.
    Transformou a Liv numa maior babyface.

  3. SerraFox8 meses

    Na minha humilde opinião, o Big E deveria ser mais valorizado, afinal ele é o WWE Champions. O Bobby Lashley luta com os melhores lutadores da WWE e varre-os à todos como se nada fossem. Fisicamente ele não podia estar apto para lutar com Big E devido aos combates que teve com Seth Rollins.
    E vai que o Big E é mesmo Big e está em forma de vencer o BL.

    • MC8 meses

      Acho que a derrota do Big E foi bem bookada, no sentido de que, houveram todas aquelas interferências e no fim o MVP acertou-lhe com aquele bastão, e todos nós sabemos o poder que uma arma daquelas tem na cabeça dos bookers da WWE (quem não se lembra da maçaneta do Finlay? Era K.O. instantâneo)

      Não acho que o Big E tenha saído descredibilizado mas concordo contigo que devia ser mais valorizado, mas também, por outro lado, acho que aquela personagem lhe atrasa. Se ele tivesse uma personagem mais séria… ali a descair para o tweener…

  4. MC8 meses

    Um bom RAW, gostei dos desenvolvimentos à volta dos títulos principais. Pessoalmente, gostei que o Lashley tivesse derrotado os três, mas preferia que tanto o Owens como o Rollins tivessem tido match-ups maiores com o Bobby, de forma a evidenciar mais o cansaço deste último com o passar do RAW. É que foram combates com o quê, 3-5 minutos no máximo? O Lashley ultrapassou-os demasiado facilmente, embora entenda as circunstâncias. (Inteligente aquele tap-out do Owens e o fim do Rollins também foi bem bookado, apenas preferia que tivessem sido combates maiores e talvez pelo menos um deles a ser um finish mais clean, porque foram 3 vitórias sem clean finish basicamente)

    O Bobby Lashley devia ser bookado como uma besta tipo Lesnar, e se em kayfabe, o roster do RAW já o teme (veja-se pelos segmentos de backstage dos seus adversários ao longo do episódio) então devia ser capaz de vitórias melhores e/ou combates mais dominantes (o do Owens, descaiu o domínio um pouco em demasia para o 50/50 em minha opinião). A imagem que fica é que o Lashley ultrapassou os 3 com relativa facilidade (tirando o Big E) e que os três finais não foram propriamente “decisivos” e/ou conclusivos, e claro que isso deve ficar para o Day One, mas imaginem, a imagem que teria ficado se o Lashley tivesse dominado pelo menos o Rollins e o Owens, e batido um deles clean (ou os dois). O Owens teve uma feud com o Reigns aqui há uns tempos em que ele era extremamente resiliente e levantava-se de tudo e mais alguma coisa, poderiam ter feito pelo mesmo caminho, sobrevivendo a pelo menos um spear (ia escrever dois, mas talvez seria demais e descredibilizaria o finish do Lashley), e vindo a desmaiar num Hurt Lock, nunca desistindo (embora gosto desta faceta inteligente dele). O Rollins podia por exemplo estar a aproximar-se de uma possível vitória, e estar com aquele ar convencido, preparar-se para o Stomp final, e aí o Lashley levantar-se e aplicar um Hurt Lock que levasse o Rollins a dar tap-out. O do Big E podia ficar como foi apresentado. Apenas um pouco de fantasy booking… Saía o Lashley como uma besta maior e os outros dois não creio que ficassem assim tão descredibilizados (especialmente se o K.O. sempre vai sair em Janeiro). Entendo que ele e o MVP são heels e é suposto um heel ir ganhando assim mas um super-atleta como o Bobby, por vezes, se calhar não magoaria um pouco mais de domínio…

  5. MGCPunk8 meses

    a wwe não valoriza nenhum pouco seu wwe champion, o Big E perde e sofre o pin RAW sim, RAW não, diferente do Universal champion que ja está a seila quanto tempo sem nem sequer levar um pin

  6. Foi um bom RAW a ser mais do mesmo a semana passada!

  7. Segredo meu nome8 meses

    Não acho q o Lashley vence a luta não, pelo contrário sinto q quem vence é o Rollins, n sei o que vcs vêem no big e mas ele é um campeão de transição e nada mais, se for pro Lashley vencer eu n sei pq mas sinto q pelo tamanho do roster agora a WWE pode unificar os títulos e ter Lashley vs Brock na WM pela unificação e dar mais destaque ao intercontinental q eu n sei nem mais quem é o campeão

  8. Anónimo8 meses

    O Bobby Lashley dominou a noite toda, achei interessante a adição dele ao combate no Day 1. Bom segmento entre a Becky e Liv Morgan. Destaco também o segmento entre o Edge e Miz.

  9. Episódio mediano. Destaco: o segmento inicial; a surpreendente vitória de Otis sobre Riddle; a aparição de Gable Steveson e o fist-bump deste com Bobby Lashley e MVP; a boa interação entre Becky Lynch e Liv Morgan; e o main event.

  10. Gostei:
    – Promo de Bobby Lashley e MVP. Kevin Owens interrompe, seguido de Seth Rollins, seguido de Big E. É anunciado de seguida que se Bobby Lashley derrotar todos estes 3, será adicionado ao combate pelo título no Day 1. É um ótimo segmento de abertura. A adição do Bobby Lashley a esta feud é muito bem vinda.
    – Riddle vs Otis. Este combate foi bom. Teve uma quantidade de tempo decente para arrancar e os 2 aproveitaram isso. A vitória limpa para o Otis pode levar a uma futura feud entre estas 2 tag teams, que adoraria ver. Otis acaba por limpar Orton.
    – Bianca Belair vs Doudrop. Mais uma vez, um bom combate entre estas 2, com Doudrop a ter o destaque de novo. Bianca consegue a vitória, mas a heel ataca-a após.
    – Kevin Owens vs Bobby Lashley. Um bom combate, para exibir Lashley principalmente. Nada a queixar-me aqui.
    – Promo de Becky Lynch. Liv Morgan aparece, desafia-a para uma desforra mas é recusada e Becky lesiona a mão de Liv. Este segmento foi ótimo e uma boa forma de continuar a feud. Continuo muito a favor da ideia da Liv Morgan destronar a Becky.
    – Segmento entre Vince McMahon e Austin Theory. Mais um bom segmento entre ambos. Estou altamente curioso para ver o desfecho desta storyline que tipo de dinâmica estes 2 podem ter.
    – Miz TV. Edge interrompe, batalha de promos e os 2 começam à bulha. Edge vai para o Spear mas Miz protege-se com Maryse. Maryse não fica feliz e dá-lhe uma chapada. Mais um ótimo segmento. Estes 2 têm tido um bom começo de feud e têm arrasado com estes segmentos.
    – Seth Rollins e Kevin Owens querem discutir estratégia com Big E, mas o campeão não tem paciência. Gosto mesmo disto do Rollins e Owens a quererem ajudar para se manter a 3. Parece a 1ª vez em tanto tempo que a WWE usa lógica. Big E vs Bobby Lashley. Ótimo main event. Vários spots com as cadeiras, spots com as mesas (sempre positivos). KO e Seth eventualmente aparecem mas Big E despacha-os, o que leva a brawl entre os 3, e Lashley eventualmente vence, com ajuda de MVP. Este main event foi totalmente caótico mas acho que isso até beneficiou o combate. Bom fim de show.

    Não Gostei:
    – Segmento entre AJ Styles e Omos. A típica storyline do ‘’será que se vão separar?’’ que nunca resultou. Mas espero que sim, e que seja mais cedo que tarde.
    – Priest & Balor vs The Dirty Dawgs. O combate até estava a ser decente mas o fim foi fraco, apesar de fazer sentido dada a feud entre Balor e Theory. Preferia ter visto os faces a vencer, Balor está a precisar de vitórias.
    – Segmento com Rhea Ripley e Nikki Ash. Nada de interessante. Segue-se Queen Zelina vs Rhea Ripley. Nem 1 minuto durou e a Zelina venceu com batota…
    – Seth Rollins vs Bobby Lashley. O combate estava a ser bom, até o Kevin atacar o Seth para causar a desqualificação. Até que fez sentido, dado que Kevin quer que o combate fique a 3. Mas a Sonya reinicia o combate e o Lashley vence imediatamente. Podiam ter feito só o combate, sem ter as porcarias da desqualificação.

    Overall: 6/10. Otis v Riddle, Lashley v E e o Miz TV entregaram. O restante do show teve algumas decisões questionáveis, nomeadamente o tag match e a derrota da Rhea. Um show misto aqui.