WWE transmitiu esta segunda-feira mais uma edição do Raw na USA Network, a partir do Golden 1 Center em Sacramento, Califórnia, a última antes do Crown Jewel desta quinta-feira, dia 21 de Outubro.

Resultados

– Xavier Woods venceu Jinder Mahal (Semi-final do King of The Ring)
– Austin Theory venceu Jeff Hardy
– WWE Champion Big E & Drew McIntyre venceram Dirty Dawgs (Dolph Ziggler & Robert Roode)
Mansoor venceu Cedric Alexander
– Raw Tag Team Champions RK-Bro (Randy Orton & Riddle) venceram Street Profits (Angelo Dawkins & Montez Ford) (por desqualificação)
– Doudrop venceu Shayna Baszler (Semi-final do Queen’s Crown)
– Finn Bálor venceu Mace
– Bianca Belair venceu Raw Women’s Champion Charlotte Flair (por desqualificação)

Report

O Raw abriu com a Raw Women’s Champion Charlotte Flair a explicar que deveria estar a haver uma festa de despedida por ela estar de saída do Raw e que ter de defender o seu título contra Bianca Belair é uma vergonha. A “Queen” passou os minutos seguintes a falar mal da “EST da WWE” e esta interrompeu a sua adversária.

Bianca Belair referiu que ela merece este combate, pois a primeira vez que se enfrentaram ela ia vencer se não fosse Becky Lynch, e que no combate desta noite irá conquistar o Raw Women’s Championship e que na próxima semana terá os dois títulos aos ombros.

Charlotte Flair atacou a sua rival, mas a ideia saiu-lhe pela culatra e Bianca Belair fez a sua adversária sair do ringue.

Nos bastidores, Xavier Woods diz que quer ganhar o King of the Ring para honrar os antigos reis da WWE e que irá fazer de tudo para chegar à final e tornar-se King Xavier Woods.

A seguir tivemos um video package a promover a chegada de Seth Rollins ao Raw.

– Xavier Woods venceu Jinder Mahal (Semi-final do King of the Ring): A segunda semi-final do King of the Ring começou a ser controlada por Xavier Woods, mas a força do ex-WWE Champion virou o combate do avesso. Jinder Mahal dominou durante vários minutos, mas o lutador dos New Day estava decidido a ir à final do torneio, tendo até sobrevivido a um Khallas.

No final, Jinder Mahal cometeu um erro de levar Xavier Woods até ao topo das cordas, pois este conseguiu atirar o seu adversário para o chão e a seguir voou e com uma grande Elbow Drop venceu este embate, garantindo o seu lugar na final do King of the Ring.

Nos bastidores vimos imagens de uma entrevista de Austin Theory que aconteceu durante a tarde desta segunda-feira, mas o jovem foi interrompido pelo WWE 24/7 Champion Reggie e todos os seus adversários. O segmento terminou com R-Truth e Austin Theory a discutir, com o veterano a dizer que se o jovem tiver autorização da sua mãe para ficar acordado até tarde, eles poderão lutar no Raw.

De seguida revimos imagens do que tem acontecido na rivalidade entre Goldberg e Bobby Lashley, sendo promovida uma entrevista aos dois para mais tarde.

Antes do combate começar, R-Truth apareceu e disse que cometeu um erro, pois quando aceitou o desafio não foi em seu nome, mas sim em nome do seu amigo Jeff Hardy.

– Austin Theory venceu Jeff Hardy: O “Charismatic Enigma” entrou com tudo para se vingar do jovem lutador, mas Austin Theory de maneira bastante agressiva virou o combate a seu favor.

Austin Theory dominou durante alguns minutos, mas a veterania e ainda incrível agilidade de Jeff Hardy fez com que este virasse o embate a seu favor. No entanto, quando se preparava para voar para o seu o Swanton Bomb, Austin Theory fez alguma batota, antes de acertar o seu golpe final e vencer mais uma vez o veterano.

Assim que o combate terminou, Austin Theory foi tirar mais uma selfie com Jeff Hardy, sendo que o “Charismatic Enigma” acabou por levantar-se, acertar um Twist of Fate e retribuir o favor, tirando também ele uma selfie.

Nos bastidores, Drew McIntyre e o WWE Champion Big E conversaram e concordaram que na semana passada poderiam ter lidado melhor com a situação. A conversa terminou com os dois a concordarem em coexistir esta noite e depois verem qual dos dois é o melhor no Crown Jewel.

No escritório dos oficiais da WWE, a Raw Women’s Champion Charlotte Flair foi mostrar-se indignada por ter de defender o seu título. A “Queen” afirmou que tudo não passa de uma conspiração, que vai continuar campeã e irá dominar o SmackDown tal como dominou o Raw.

– WWE Champion Big E & Drew McIntyre venceram Dirty Dawgs (Dolph Ziggler & Robert Roode): Drew McIntyre e Big E entraram melhor neste embate, mas fora do ringue os Dirty Dawgs mostraram a sua maior experiência enquanto equipa e viraram o combate a seu favor ao isolarem o WWE Champion.

O duo de Dolph Ziggler & Robert Roode dominou durante vários minutos, mas Big E conseguiu aguentar a ofensiva e fez o tag a Drew McIntyre, que usou a sua forma física para virar este Tag Team Match do avesso.

O caos ainda ficou instalado durante alguns minutos, mas os dois adversários do Crown Jewel, ao contrário da semana passada, não se desentenderam. No final, o “Scottish Warrior” fez o tag a Big E e este acertou o seu Big Ending para vencer o embate.

Assim que o combate terminou, os dois adversários cumprimentaram-se, mas mostraram estar mais que preparados para o WWE Championship Match da próxima quinta-feira, no Crown Jewel.

No backstage, os Street Profits explicaram que voltaram ao Raw para meterem a divisão de equipas na linha, sendo que mostraram interesse no combate pelos Raw Tag Team Championships que irá acontecer no Crown Jewel. AJ Styles & Omos interromperam o duo carismático e depois de uma troca de palavras, os novos lutadores do Raw deixaram os antigos campeões a falar sozinhos.

O video package que vimos a seguir foi a promover a chegada de Kevin Owens ao Raw, algo que acontecerá a partir da próxima semana.

– Mansoor venceu Cedric Alexander: Mansoor tentou usar a sua agilidade para dominar, mas a explosividade e agressividade de Cedric Alexander fez com que este dominasse o seu adversário. Mansoor foi sobrevivendo ao ataque do lutador dos Hurt Business e depois de um Neckbreaker em salto a partir do apron, venceu esta contenda.

Assim que o combate terminou, Mustafa Ali apareceu e mostrou-se irritado por Mansoor se comportar como um fã e estar sempre a sorrir, e que lhe vai tirar o sorriso da cara na sua cidade natal, no Crown Jewel. O lutador saudita interrompeu o seu antigo parceiro e de forma agressiva explicou que só vai sorrir quando o vencer.

A seguir tivemos Corey Graves a entrevistar Goldberg e Bobby Lashley, com o primeiro a dizer que não está a ameaçar o seu rival, mas está só a avisar o que vai fazer e que o vai destruir. Já o “All Mighty” voltou a afirmar que podia acusar Goldberg de vários crimes, mas que tudo isto não passam de palavras, pois ele no ringue é indestrutível. Bobby Lashley explicou que no passado ele tinha restrições, mas que no Crown Jewel vai destruir o WWE Hall of Famer no combate No Holds Barred.

Nos bastidores, os Raw Tag Team Champions RK-Bro estavam a conversar, ou melhor, Riddle estava a falar e Randy Orton a ouvir, até que este último voltou a explicar que não havia um plano. Riddle continuou a não acreditar, até que Randy Orton explicou o plano era ganhar hoje e no Crown Jewel, e motivou o “Original Bro” perguntando-lhe se este queria ir buscar o “fumo” dos Street Profits. Como é óbvio, Riddle quer ir buscar o “fumo” e foi todo contente para o ringue.

O video package seguinte foi a promover a presença de Keith “Bearcat” Lee no próximo Raw.

– Raw Tag Team Champions RK-Bro (Randy Orton & Riddle) venceram Street Profits (Angelo Dawkins & Montez Ford) (por desqualificação): Os Street Profits começaram melhor neste combate, mas a experiência de Randy Orton veio ao de cima, quando este decidiu que estava na hora de não seguir as regras. Os RK-Bro conseguiram então isolar o carismático Montez Ford e dominaram durante alguns minutos, isto até Angelo Dawkins entrar em ringue que com a sua força e explosividade virar o embate a favor da sua equipa.

Quando parecia que Randy Orton tinha Montez Ford na mira para acertar o RKO, tocou a música de AJ Styles e Omos apareceu na entrada. Já o “Phenomenal One” apareceu nas costas do seu rival e acertou o Phenomenal Forearm.

O segmento terminou com Omos a destruir os outros lutadores que estavam em ringue, tendo o ataque final sido o pontapé do gigante no “The Viper”, deixando um aviso para o Crown Jewel.

Em seguida tivemos um vídeo a promover a chegada da SmackDown Women’s Champion Becky Lynch, que fará parte do roster do Raw a partir da próxima semana.

– Doudrop venceu Shayna Baszler (Semi-final do Queen’s Crown): As duas lutadoras entraram com uma estratégia clara, Doudrop a querer usar a sua força e Shayna Baszler a querer deitar a sua adversária por terra com vários pontapés na perna. A “Queen Of Spades” parecia que ia vencer quando aplicou o seu Kirifuda Clutch durante algum tempo, mas Doudrop conseguiu usar o seu maior peso e fez um pin do qual a sua adversária não conseguiu sair.

Depois do combate ainda houve tempo para Doudrop confrontar Zelina Vega, que durante o combate tinha subido ao palco onde estava a coroa do Queen’s Crown e colocado-a na sua cabeça.

Nos bastidores, as WWE Women’s Tag Team Champions Nikki ASH & Rhea Ripley vieram dar as boas vindas a Bianca Belair ao Raw.

– Finn Bálor venceu Mace: Mace usou a sua força para dominar Finn Bálor sem problema durante vários minutos, mas a maior experiência e velocidade de deste último foi fulcral. Depois de vários golpes, o “Príncipe” acertou o seu Coup De Grace e venceu este combate, ganhando ainda mais ímpeto para a final do King of the Ring.

Assim que o combate terminou tivemos um cara a cara entre Xavier Woods e Finn Bálor, que ficou bastante quentinho e teve de ser Kofi Kingston a acalmar os ânimos dos dois lutadores.

Nos bastidores vimos John Morrison a meditar, mas foi interrompido pelos Viking Raiders e “Johnny Drip-Drip” explicou mais uma vez que o seu objectivo é partilhar os seus pensamentos com o mundo.

– Bianca Belair venceu Raw Women’s Champion Charlotte Flair (por desqualificação): Bianca Belair entrou melhor neste main event, tendo dominado a campeã durante alguns momentos. Porém, fora do ringue, a “Queen” virou o combate a seu favor e começou assim a dominar.

Charlotte Flair esteve ao volante deste combate durante vários minutos, mas a “EST da WWE” usou a sua força e agilidade para equilibrar e tivemos uma luta bastante agressiva e equilibrada nos minutos finais.

As quase vitórias foram-se começando a suceder, com as duas lutadoras completamente incrédulas por ambas continuarem a resistir a tudo. A frustração de Charlotte Flair foi tanta, que acabou por ir buscar uma cadeira para atacar Bianca Belair, causando assim a sua desqualificação.

O Raw terminou com a “EST da WWE” a retribuir e a acertar com a cadeira na “Queen”, que conseguiu sobreviver e sair do combate com o Raw Women’s Championship.


O que achaste do WWE Raw desta semana?

29 Comentários

  1. Okami1 mês

    Previsvel por ser o último antes de um evento quinta feira próxima. Me chamou a atenção a decadência do Hardy. A idade chega para todos e a relevância diminui.

  2. Goat WK1 mês

    Ainda não entendi o título feminino do raw e do smackdown ficaram no smacdown?

  3. Kay Orton1 mês

    Feliz pelo Xavier Woods ir pra final espero que ele vença esse torneio pois isso é importante pra ele a anos.
    Importante Piper estar na final, e espero que essa seja a redenção da Zelina no fim das contas, apesar do torneio feminino ser uma imensa bola de merda.
    De resto, DQs e coisas descartáveis.

    • Shockmaster1 mês

      Finn Balor é que devia ganhar o torneio, de Prince a King

    • Kay Orton1 mês

      Em 2019 esse torneio perdeu seu valor, eu prefiro ver Woods vencendo isso por ser o sonho dele, Finn Bálor vencendo ou não é um grande tanto faz se for tratado igual Corbin.

  4. BigMando1 mês

    Mas porque é que a Shayna não venceu? Esteve quase um minuto a fazer o Kirifuda Clutch e mesmo assim a adversária não desiste, não fez muito sentido. A Shayna perde mais uma oportunidade de ser destaque, mas pronto, há certas lutadoras têm de lutar mais do que outras para merecerem uma oportunidade mínima.

    • Kay Orton1 mês

      Eu te explico tudo amigo.
      Toni Storm (bi) e Shayna (lésbica) ambas são da comunidade LGBT+++ logo NUNCA iriam vencer esse torneio, até pq a final é na Arábia pq lá eles reprovam LGBTs no geral, não impressiona tanto.
      Nattie pela gimmick de rainha dos Harts, Dana Brooke jobbar pra Shayna, Liv teve uma interação como Britt Baker no twitter sobre se juntar a com KO na AEW pois o destino dos dois é “ficar juntos pra sempre” essa talvez seja o motivo pra ela ter perdido no 1 round, Carmella com essa gimmick e com a gear “”vulgar””, de jeito nenhum iria pra final.
      Doudrop um push e Zelina Vega vence o torneio.

      Rey e Ricochet só entraram pra fortalecer Xavier Woods e Sami Zayn. Sami é judeu se não me engano por isso também não chegaria a final pois Arábia Saudita. Bálor passaria facil por Cesaro, ja que ele é o PRINCE Balor. Kofi nunca iria contra Xavier logo Woods iria vingar Kofi vencendo Jinder Mahal.
      o final disso tudo:

      KING Woods vs Finn PRINCE Balor

    • inthenae1 mês

      kay orton a Doudrop é bisexual

    • Acho que mais importante do que questionar se A ou B venceu é ver que nem esse combate teve um tempo digno, foram se não me engano 02:39 de duração…

      E a Doudrop também merece o destaque.

    • Kay Orton1 mês

      inthenae, então eu não faço a menor ideia de como funciona essa porcaria de país e quais as leis primitivas que funcionam por lá com LGBTs, acabei de ver que ela se assumiu em 2019.

      capaz da Eva Marie atacar a Piper pra evitar que ela vá pra final, assim Zelina recebe um pop por lá.

    • inthenae1 mês

      kay orton eu nao apoio a arabia saudita nem concordo com esta treta da wwe so para ganhar dinheiro mas eles estao no seu direito, mas a realidade estou totalmente de acordo contigo é um país que detesto, nesse aspecto os vizinhos qatar e emiratos arabes unidos estao mais evoluidos mas o grande problema é serem paises com influencia das religiões o que em estados seculares ou estados ateus nao havia hipotese nenhuma

  5. Gostei:
    – Promo de Charlotte Flair. Bianca Belair interrompe e as 2 metem-se à bulha, com Belair a sair por cima. Um segmento eficaz, com destaque para a promo da Charlotte.
    – Entrevista com Xavier Woods. Xavier Woods é cómico, mas disso já sabemos todos. Xavier Woods vs Jinder Mahal. Para o combate que se esperava, até que foi bom.
    – R-Truth vs Austin Theory, só que Truth anuncia que Jeff Hardy vai o substituir. O combate entre Hardy e Theory é bom. Theory vence mas é atacado por Jeff Hardy após o combate. O booking de Austin Theory desde que voltou ao main roster tem sido sólido, esperemos que continue assim.
    – E & McIntyre vs Dirty Dawgs. Um ótimo combate tag team. Apesar de não ser fã da storyline ‘’será que vão coexistir?’’, essa história funcionou bem neste combate. Pós combate, Big E e Drew McIntyre tem um confronto bem tenso pós-combate.
    – Promo dos Street Profits, que são interrompidos por AJ Styles & Omos. Styles & Omos já começam a desconcordar em algumas coisas (metam o Styles a solo!). Nada a queixar-me neste segmento, a divisão tag da Raw promete para o futuro.
    – Após Mansoor vs Cedric, Mustafa e Mansoor tem um confronto com Mansoor finalmente a largar o otimismo para insultar Ali. Este segmento aumentou ligeiramente o hype para o combate deles, portanto, bom trabalho.
    – Entrevista com Goldberg e Bobby Lashley. Para o que foi, foi um bom segmento. Desde que tiraram o WWE Title desta feud, tem sido muito melhor.
    – RKBro vs Street Profits. Esperava-se um bom combate, tivemos exatamente isso. No entanto, o fim é um bocado mau, com AJ a aparecer e a atacar Randy Orton… Pós combate, AJ e Omos atacaram as 2 equipas, com Omos a fazer um slam incrível a Montez. Dá um hype decente ao combate no Crown Jewel.
    – Após Finn vs Mace, Finn e Woods tem um confronto e nota-se a diferença de reações para o combate entre ambos os homens, com Woods feliz e Balor sério. Kofi tem que aparecer para impedir uma bulha. Gostei muito deste segmento e o combate, para mim, tem potencial para ser MOTN no Crown Jewel.
    – Charlotte Flair vs Bianca Belair pelo título. Que combate fantástico entre 2 atletas incríveis! Mas claro que tiveram que arruinar com o fim, com Bianca a vencer por DQ. O show acaba com Bianca a atacar Charlotte. Mesmo assim, vejam este combate!

    Não Gostei:
    – Entrevista com Austin Theory, que é interrompida pela malta do 24/7 e é anunciado R-Truth vs Austin Theory. Não foi assim lá grande coisa, mas ainda aguenta-se.
    – Entrevista com Big E e Drew McIntyre. Eles dizem que vão coexistir mas já vimos este segmento milhares de vezes em milhares de outras storylines e isto não é algo que aprecie.
    – Charlotte Flair queixa-se a Adam Pearce e Sonya Deville. Epá, o show safava-se sem isto.
    – Mansoor vs Cedric Alexander. Combate curto, sendo que gostei da manobra que o Mansoor usou para vencer.
    – Segmento com os RKBro. Estes segmentos tem enfraquecido um bocado nestes tempos recentes, a meu ver…
    – Shayna Baszler vs Doudrop. Zelina Vega também está cá para ver quem a vai enfrentar. O combate foi decente, mas a escolha da vencedora foi totalmente errada. Shayna Baszler nunca na vida devia perder este combate. Toni Storm, Liv Morgan e Shayna Baszler foram altamente lixadas neste torneio.
    – Segmento entre Bianca Belair, Nikki Ash e Rhea Ripley. Nada demais aqui, avançando.
    – Finn Balor vs Mace. Mace até teve algum tempo de destaque, mas acabou por sucumbir ao Demon. Nada demais aqui.
    – Segmento entre John Morrison e Viking Raiders. Tal como o segmento da semana passada, nada demais.

    Overall: 6/10. Um episódio misto. Drew & Big E vs Dirty Dawgs, o main event (sendo que algo arruinado pelo fim) são os positivos. O resto foi decente, medíocre ou arruinado pelo fim.

    • Kay Orton1 mês

      Como sempre certeiro nas análises Soares.

  6. Surf1 mês

    Segunda streak sem ver o raw.. ultima vez foi quando o Goldberg regressou para confrontar o Lashley

    • Kay Orton1 mês

      5 meses sem assistir nenhum show do Raw e SD, lendo os resumos, e tentando consumir o que ainda vale a pena do MR. Tem semana que não tem nada de bom.

    • Surf1 mês

      Andas a perder grandes shows do smackdown, digo-te ja

    • Kay Orton1 mês

      Nem tantos assim, os amigos aqui da página ajudam bastante nas opiniões e analises pra ver depois o que realmente vem valendo a pena no smackdown, tanto em segmentos como promos, e como sempre desde o começo do ano, são shows bem sólidos e dificilmente caem de qualidade, não é atoa ter 1,90 milhoes pra 2 milhões todos os meses. as 2 horas de show são OURO, é muito mais agradável de assistir pois acaba rápido e num tempo certo pra ter curiosidade pra assistir na próxima semana.

  7. Que show bem chato e desinteressante, desprovido de qualquer conteúdo cativante.
    Só gostei mesmo do segmento inicial e do main event até à parte em que houve a esperada DQ.

  8. Anonimo1 mês

    Fui o único que achou engraçada a promo do Laslhey com o Goldberg?

    Goldberg – Eu vou matar você!
    Laslhey – Isso não faz nem sentido, vc tá ameaçando de morte uma pessoa, eu poderia chamar a polícia!

    Hahahahaj pior que Laslhey tá certo.

  9. TakerVanderVaart231 mês

    Nem me dei ao “trabalho” de ver este Raw e pelo que tenho lido aqui foi uma decisão acertada xD

  10. Anónimo1 mês

    Bons combates de Tag Team. Destaco também o main event, foi um ótimo combate, apenas a maneira como acabou é que não foi a melhor.

  11. Foi um RAW fraquinho só mesmo de passagem para o Crown Jewel!