WWE transmitiu esta segunda-feira mais uma edição do Raw na USA Network, a partir do ThunderDome no Yuengling Center em Tampa, Flórida, rumo ao Money In The Bank do dia 18 de Julho.

Resultados

– Riddle venceu Over The Top Rope Battle Royal
– Nikki Cross venceu Shayna Baszler
– Eva Marie & Doudrop venceram Asuka & Naomi
– John Morrison vs Ricochet (double count-out)
– Charlotte Flair e WWE Women’s Tag Team Champions Natalya & Tamina venceram Raw Women’s Champion Rhea Ripley e Mandy Rose & Dana Brooke
– Jaxson Ryker venceu Elias (Strap Match)
– Drew McIntyre venceu Riddle e AJ Styles (Last Chance Money In The Bank Qualifying Match)

Report

O Raw abriu com Sonya Deville e Adam Pearce, a anunciar que Randy Orton não está no Raw e que então começaremos o show com uma Battle Royal. No entanto, Riddle, com uma carta “escrita” por Randy Orton tentou convencer os oficiais da WWE a deixarem-no lutar no lugar do “The Viper”. De forma incrível, o pedido foi aceite.

– Riddle venceu Over The Top Rope Battle Royal: Como seria de esperar, o caos esteve instalado desde o primeiro segundo e as eliminações foram acontecendo, sendo que Drew Gulak aproveitou a eliminação de Akira Tozawa para lhe tirar o WWE 24/7 Championship. Isto causou uma confusão tremenda, onde vimos R-Truth a reconquistar o título, mas também a perdê-lo rapidamente para o ninja residente da WWE.

Quem também foi importante nesta Battle Royal foi Omos, que veio para perto do ringue para atacar e eliminar os Viking Raiders, que são os atuais candidatos aos Raw Tag Team Championships.

Os últimos cinco lutadores em ringue foram: Riddle, em nome de Randy Orton, Jinder Mahal, Damian Priest, Jeff Hardy e Cedric Alexander. Já com o “indiano” eliminado, este último cortou o ímpeto ao “Charismatic Enigma” e foi também ele eliminado.

Depois de Cedric Alexander também já ter sido eliminado, Damian Priest e Riddle ficaram em ringue e os dois, com vários strikes e golpes de impacto, foram dando tudo. Quando estavam perto do apron, Riddle com uma joelhada incrível venceu esta Battle Royal e assim ganhou o combate em nome de Randy Orton.

De seguida vimos imagens da rivalidade que tem acontecido entre Alexa Bliss, Nia Jax e Shayna Baszler. Nos bastidores tivemos Nia Jax e Shayna Baszler a conversarem e a “Queen of Spades” disse que ia dar uma boa dose de realidade a Nikki Cross e depois ia terminar o seu problema com Alexa Bliss… que estava a observar.

Continuando no backstage, os Raw Tag Team Champions AJ Styles & Omos foram entrevistados e o “Phenomenal One” criticou toda esta situação dos RK-Bro. Depois de ser relembrado da sua derrota contra Ricochet, AJ Styles voltou a falar do Triple Threat Match desta noite e explicou que é o único dos três lutadores que está a 100% e que irá vencer o combate deste Raw, depois irá vencer o Money In The Bank e tornar-se três vezes WWE Champion.

Nos bastidores, “Super Nikki” foi entrevistada e explicou que está a tentar inspirar todas as pessoas e que poderá mesmo vencer o Women’s Money In The Bank Ladder Match, e que ela agora é quase uma super heroína.

– Nikki Cross venceu Shayna Baszler: A força e agressividade de Shayna Baszler deram-lhe a vantagem durante vários minutos, sendo que só perdeu o ímpeto quando Alexa Bliss decidiu vir ver o combate mais de perto. Ainda assim, a “Queen of Spades” estava focada em vencer este embate. Já depois de Alexa Bliss ter atacado Reginald e Nia Jax, “Super Nikki” com uma La Magistral em Shayna Baszler venceu este combate.

A seguir tivemos um video package para relembrar o Hell In a Cell Match entre o WWE Champion Bobby Lashley e Xavier Woods, que aconteceu no Raw da semana passada.

De novo em ringue tivemos Kofi Kingston a falar do que aconteceu no último Raw e de que as pessoas desrespeitam Xavier Woods, mas que ele mostrou que tipo de lutador é. O lutador prometeu que no Money In The Bank irá fazer Bobby Lashley pagar pelo que fez ao seu amigo e irá conquistar o WWE Championship.

MVP acabou por vir para perto do ringue e disse que Kofi Kingston achar que pode vencer Bobby Lashley é das coisas mais estúpidas que ele disse e que ele não é uma ameaça ao “All Mighty”.

Kofi Kingston a seguir afirmou que o WWE Champion Bobby Lashley está a ficar soft e que ele já o venceu uma vez e o vai vencer outra vez, e que o facto do campeão estar de férias é uma vergonha. Os insultos foram escalando e foi então que Kofi Kingston irritou-se de vez e veio fora do ringue, e com um Trouble In Paradise em MVP deixou assim uma mensagem enfática rumo ao Money In The Bank.

Nos bastidores, Eva Marie foi entrevistada e explicou que Doudrop não aguentou a pressão, mas que pediu uma desforra para esta semana, para agora ela vencer e continuar a “Evalution”.

– Eva Marie & Doudrop venceram Asuka & Naomi: Naomi & Asuka tentaram usar a sua experiência para dominar Doudrop, mas esta foi dando luta, sendo que quando ia fazer o tag, Eva Marie decidiu ensinar-lhe uma lição e foi-se embora.

Isso irritou a poderosa lutadora, que acabou por virar o combate a seu favor e venceu este Tag Team Match sozinha, para choque de Eva Marie.

Já depois do combate ter terminado, Eva Marie pegou no microfone e anunciou que foi ela que venceu o combate.

No backstage, John Morrison afirmou que só pensa em ganhar o Men’s Money In The Bank Ladder Mach e fazer o cash-in. The Miz também estava a dizer que era o maior táctico na WWE, sendo que os dois foram interrompidos por Ricochet, que acabou por disparar o drip strip para a cara dos dois lutadores.

– John Morrison vs Ricochet (double count-out): Os dois lutadores foram usando a sua velocidade e agilidade para tentar levar a melhor, sendo que primeiro foi o “One and Only” a ter algum ímpeto, mas acabou por ser a experiência de John Morrison a ter o controlo do combate. Depois de vários minutos de domínio, Ricochet começou a equilibrar.

De repente, quando John Morrison parecia que estava fora de perigo enquanto estava sentado na barreira de separação, o “One and Only” mostrou porque é que é um atleta incrível e com um Springboard Crossbody absurdo acertou no seu adversário e os dois acabaram por não conseguir responder à contagem do árbitro, e este combate acabou empatado por count-out.

Nos bastidores, Charlotte Flair e as WWE Women’s Tag Team Champions Natalya & Tamina mostraram estar em sintonia na vontade de vencer este Six-Woman Tag Team Match.

– Charlotte Flair e WWE Women’s Tag Team Champions Natalya & Tamina venceram Raw Women’s Champion Rhea Ripley e Mandy Rose & Dana Brooke: As seis lutadoras decidiram que seguir as regras era algo que não lhes assistia e tivemos então uma brawl descontrolada que durou algum tempo.

Quando o árbitro conseguiu meter ordem no ringue, acabou por ser o trio de Charlotte Flair e das WWE Women’s Tag Team Champions Natalya & Tamina a isolarem Dana Brooke, e assim dominaram durante vários minutos.

Assim que Dana Brooke fez o tag a Rhea Ripley esta virou o combate do avesso, tendo até acertado uma cabeçada à la Seferovic, sendo que depois de um Northern Lights Suplex quase venceu o combate.

O caos acabou por ficar instalado e as duas equipas quase venceram por várias vezes, mas no final Charlotte Flair com um blind tag apanhou Mandy Rose desprevenida e com um Big Boot venceu o combate.

Nos bastidores, Jaxson Ryker estava a bater em si próprio com o strap com que irá enfrentar Elias, mas acabou por ser interrompido por R-Truth que quis saber se poderia ajudar o estranho lutador, que acabou só por explicar que é assim que se prepara para a luta.

– Jaxson Ryker venceu Elias (Strap Match): Elias veio para este Strap Match com um plano e dominou durante alguns momentos, mas a intensidade e tenacidade de Jaxson Ryker fez com que o lutador começasse a virar o ímpeto a seu favor.

As marcas de guerra e o cansaço deste Strap Match foram começando a aparecer e depois de um Black Hole Slam, Jaxson Ryker venceu este embate.

No backstage, Damian Priest foi falar com Riddle e este explicou que ele não era ele, mas sim Randy Orton. O “Archer of Infamy” explicou que o que o “Original Bro” está a fazer pelo “Legend Killer” é incrível, mas para este ter cuidado.

Ainda nos bastidores, Drew McIntyre foi entrevistado e explicou que ele só está decidido em ir para o ringue e dar uma tareia aos seus dois adversários, e vencer o Men’s Money In The Bank Ladder Match.

– Drew McIntyre venceu Riddle e AJ Styles (Last Chance Money In The Bank Qualifying Match): Drew McIntyre entrou decidido a despachar este combate o mais rapidamente possível e por várias vezes parecia que o ia fazer, mas Riddle e AJ Styles perceberam o perigo e juntaram-se e fizeram o escocês atravessar a mesa de comentadores.

Já com os dois lutadores em ringue, a agressividade esteve sempre presente e os dois foram dando tudo e quase venceram por várias vezes. Já quando Riddle decidiu que estava na hora de imitar Randy Orton, AJ Styles respondeu com um Burning Hammer, mas incrivelmente o combate não terminou ali.

Drew McIntyre regressou à luta depois de vários minutos de fora e o combate veio para fora do ringue, onde o “Original Bro” cometeu um erro ao dar um pontapé de todo o tamanho nas escadas, o que fez com que tivesse de ser levado para os bastidores.

Já só com Drew McIntyre e AJ Styles em combate, o lutador escocês foi usando a sua força para ter algum ímpeto, mas o “Phenomenal One” foi-se mantendo na luta, com os dois lutadores a terem várias false finishes.

Quando AJ Styles parecia que ia fazer Drew McIntyre desistir com o Calf Crusher, Riddle veio para o ringue e até quase venceu depois de acertar um RKO em AJ Styles, mas Omos tirou o seu parceiro do ringue.

Quem aproveitou tudo isto foi Drew McIntyre, que acertou o seu Claymore Kick e assim ganhou o seu lugar no Men’s Money In The Bank Ladder Match.


O que achaste do WWE Raw desta semana?

27 Comentários

  1. Eduardo1 mês

    Espero K seja um bom RAW e K Surpreenda novamente como na SEMANA passada

  2. El Cuebro1 mês

    O que houve com o Orton?

  3. Longo.

    Gostei:
    – Adam Pearce e Sonya Deville anunciam que Randy Orton não pode competir e haverá uma battle royale, onde o vencedor irá substitui-lo na Last Chance Triple Threat Match. Riddle aparece com uma carta que diz que Orton ”deixa que Riddle o substitua”. Se Riddle vencer, Randy entra no MITB. Eles vêm que a carta é falsa, mas deixam Riddle competir na battle royale. Achei estranho que não tenham dito a razão pela qual o Randy não lute. No entanto, uma battle royale foi uma boa opção podendo dar uma oportunidade a talento menos usado e a carta do Riddle foi hilariante. Enquanto falamos, tratemos já da Battle Royale. A própria foi boa, com algumas storylines a meio como a que está a começar entre Mustafa Ali e Mansoor, Cedric e Jeff. Gulak ganhou o 24/7 Championship, perdeu-o para R-Truth logo a seguir. Omos elimina ambos os membros dos Viking Raiders, continuando essa feud pelos Tag Titles. Riddle e Damian Priest são os 2 últimos e tem um bom mini-combate. Riddle vence e avança para a triple threat. Uma boa forma de iniciar o show. Riddle festeja com a música de Orton, com a pose dele e com o pyro dele, o que foi fofinho até para esta storyline. Riddle tem sido a estrela até agora.
    – Entrevista a AJ Styles e Omos. Um bom segmento com o AJ a ser surpreendentemente lógico. Não consigo encontrar um contra-argumento a tudo o que o AJ disse aqui.
    – Entrevista a Nikki Cross. O novo nome dela é Nikki Ash e ainda não é uma superheroína, mas quase. Na semana passada, fui muito crítico a isto. Até, se não estou em erro, cheguei a dizer que nunca funcionará. Eu acho que isso tudo deve ter sido raiva à mudança abrupta de gimmick. Depois de ver que foi a própria que sugeriu a personagem, decidi que ia dar uma oportunidade a isto. Ela claramente está a tratar isto apaixonadamente e eu respeito isso. O nabo que disse que nunca funcionará pode ir dormir (😂), a Nikki tem potencial para fazer isto funcionar. Continuo a não ser grande fã da gimmick, mas apoio-a nesta tentativa nova.
    – Promo de Kofi Kingston, que fala do que aconteceu a Xavier Woods na semana passada. MVP interrompe, que não acredita que Kofi vença Lashley. No final do segmento, MVP tenta atacar Kofi Kingston, mas leva com um Trouble in Paradise. Isto foi um segmento fantástico! Uma promo emocionante do Kofi e uma ótima heel promo de MVP para aumentar o heat em Bobby Lashley, após este ter destruído Xavier Woods. Um segmento excelente, que recomendo a verem, para aumentar o hype para o title match.
    – John Morrison vs Ricochet. Entrevista a Morrison e Miz, interrompida por Ricochet. A entrevista acaba com Ricochet a atacar Miz com o drip stick. Este segmento inicial foi meh. Agora o combate, Ricochet tem um belo spot onde salta da cadeira-de-rodas de Miz para fazer uma hurricanrana em Morrison; o final do combate foi o Morrison sentado na barricada e Ricochet SALTA da cordas para cima de Morrison; este é o Ricochet que conhecemos e amamos. Ambos perderam por countout, mas o fim foi perfeito. Ótimo combate e exibição do Ricochet.
    – Riddle está-se a preparar para o combate. Priest aparece e fala com Randy e Riddle ao mesmo tempo. Eu gostei disto. Foi genuíno e progride a storyline dos RKBro. Riddle a agir como o Randy adiciona uma camada, é mais do que uma amizade. Parece que o Randy é o mentor de Riddle.
    – AJ Styles vs Drew McIntyre vs Riddle. Drew é entrevistado e apesar de não estar a 100%, vai dar o seu melhor. AJ e Riddle metem Drew pela mesa, o que cria esta história entre AJ e Riddle no combate. AJ foca-se no joelho, e Riddle aparentemente lesiona o pé após pontapear as escadas. Riddle não pode desiludir Orton e continua. Brilhante. Drew e AJ tem uma boa sequência até Riddle aparecer, ele tem que fazer isto por Orton. Omos distrai-o e Drew vence o combate. Um final magistral para este combate. Um combate fantástico com um fim brilhante. Recomendo a verem!

    Não Gostei:
    – Nia Jax e Reginald pedem desculpa a Shayna Baszler pela semana passada. O trio eventualmente vai embora, com Alexa Bliss a observá-los. Foi decente, mas pequeno. O fim foi bom.
    – Shayna Baszler vs Nikki Cross. Um combate básico mas eficaz, com Shayna a dominar. A Nikki conseguiu um spot com aquele crossbody na Shayna, Nia e Reginald após distração da Alexa. Alexa tenta hipnotizar Nia mas Reginald impede. Alexa consegue derrubar Nia e pontapeia Reginald no sítio que Deus pretendeu que fosse bem tratado. Nikki eventualmente consegue superar e vence o combate. Um combate divertido, mas as coisas da Alexa foi mais do mesmo. O final deste combate foi quase idêntico à tag match da semana passada.
    – Eva Marie & Doudrop vs Asuka & Naomi. Entrevista a Eva e Doudrop após os acontecimentos da semana passada. Dizem que foi um erro de novato e que já está resolvido. O combate não foi especial mas Piper teve um bom booking. Eva recusa-se a fazer o tag, mas Piper consegue vencer o combate para a sua equipa. De novo, Piper com um bom booking mas o combate não foi especial. Eva declara-se a vencedora, para o desagrado de Doudrop.
    – Charlotte Flair & Natalya & Tamina vs Rhea Ripley & Mandy Rose & Dana Brooke. Não faço a mínima de quem são os faces e heels nestas 2 feuds, digo já. Começa com uma brawl, que é ok. O combate não foi nada de especial, mas também não foi mau. Após o combate, Ripley ataca Charlotte.
    – Nos bastidores, Jaxson Ryker está-se a atacar com uma strap de novo quando é interrompido com Tozawa a perseguir Truth. Truth quer usar a strap para atacar Tozawa mas Ryker fica calado e Truth vai embora. Decente, com Truth a ser o seu normal.
    – Jaxson Ryker vs Elias. Elias começa logo a atacar brutalmente Ryker. Há alguns spots decentes mas nada de mais ou criativo. Um combate decente, mas curto para terminar esta feud (espero eu).

    Overall: 7/10. Na semana passada, fui surpreendido. Esta semana, não só foram da mesma qualidade, como até melhoraram. É capaz de ter sido o episódio da Raw em que menos vezes olhei para as horas! Isso é dizer algo. Uma boa battle royale para começar, um grande combate entre Morrison e Ricochet e um excelente main event. Riddle foi a estrela. Só tenho 2 queixas: o lowcard e a divisão feminina. Estas 2 divisões precisam de grandes melhorias.

    • Kay Orton1 mês

      Boa análise Soares.
      Raw passado foi muito bom, e esse deu manteu-se justo, em um bom nível, finalmente mais pontos positivos do que negativos, mas ainda precisa de melhorias.
      3 vs 3 foi um bom combate, eu esperava qie fosse acabar por DQ mas teve uma vitória pelo menos. Eu ainda vou dar meu voto de confiança pra Super Nikki, quero saber o que vão nos entregar com isso, Nia, Shayna e Reggie, ao que parece vai durar até o final do ano.
      Pra variar a divisão feminina que sobrevive por aparelhos precisa de pelo menos 5 reforços pra andar num trilho melhor, parece que sempre é difícil contarem uma boa história semanalmente. Parece que metade das mulheres são tweeners pois toda semana acintece uma mudança no personagem, é algo que não ajuda em NADA se as personagens são tão mal desenvolvidas.

      Também acho que 7/10 é uma nota justa pro que foi entregue.

    • As análise do Soares fazem-me lembrar os Ups and Downs que o Whatculture faz para cada show. Seria interesse existir esse espaço aqui no site com as análises do Soares.

    • JOAOPEDROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO1 mês

      Concordo com o Joao Sawyer. É algo que acrescenta valor. Aliás, é um dos primeiros comentários que procuro ver para confirmar se assisto ou não ao show.

    • Agradeço imenso o feedback. Sobre os Ups and Downs do What Culture, foi sempre um sistema de classificar os shows que gostei imenso e tirei alguma inspiração daí. Isto é algo que faço só para dar a minha opinião sobre o produto atual e acho que fica bem onde está, nos comentários. Portanto não vejo necessidade para um espaço.

    • Victor X1 mês

      Isso dá um quadro. Me acostumei com suas análises dos semanais, e até recuperei parte do meu ímpeto com o produto.

    • Kay Orton1 mês

      Os comentários do Soares são bem longos mas valem muito a pena ser lido, ainda mais se vc não assistiu o show. Já tem uns 3 meses que eu não assisto um show completo e dependendo da opinião dele eu penso se vou assistir ou não. Bom trabalho Soares.

  4. Rollins McIntyre fan1 mês

    Raw bem fraca

  5. Kay Orton1 mês

    Honestamente, um bom show.
    Pra quem não assistiu essa semana, eu descarto apenas Ryker vencendo Elias.
    Todo o resto é aceitável.
    Acho que essa semana vamos ter 8 bons shows SEGUIDOS pelas 4 Brands da WWE.

    Raw ✅

  6. Gosto do Drew McIntyre, mas porra… não quero nada que ele ganhe o Money in the Bank. Estavam a ir tão bem a colocar lutadores que não foram campeões mundiais a lutar pela mala. Agora com o Drew McIntyre, temo que este infelizmente irá ser o vencedor do combate. Espero estar errado.

    • JOAOPEDROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO1 mês

      Concordo, espero bem que não. Ainda tenho fé que arranjem um manager ao Ricochet que fale por ele e que o tornem num bom candidato à subida para o main event.

  7. TakerVanderVaart231 mês

    Bom episodio do Raw.
    Apesar de ser um grande fã do McIntyre, admito que até a mim já cansa de o ver ter todas estas oportunidades. Espero que não saia vencedor do MITB, pelo seu próprio bem e futuro da sua personagem.
    E a não ser que ele virasse heel, não estou a ver grande interesse em ver o McIntyre durante meses e meses com a mala MITB atrás.
    Mas aquela Battle Royal no inicio dá para ver realmente o talento que a WWE tem e a dificuldade que é dar o spotlight a todos.
    Cedric, Jeff Hardy (uma ultima run por titulos), Jinder (gostando ou não, poderia ser um nome no upper midcard ou main event), Damien Priest, Mustafa Ali, Shelton Benjamin (que poderia também ter uma boa ultima run no topo do midcard), entre outros que vão aparecendo ao longo do programa…

    • JOAOPEDROOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO1 mês

      Concordo, principalmente o último parágrafo. Acho que um dos principais problemas do Raw são as 3 horas de espectáculo. Se fosse 1h30, o SD 1h30 e o NXT 1h ou 1h30, acho que a WWE ia ser muito melhor, pois tinha que se focar ali num conjunto de 15-20 wrestlers e aquilo girar em torno deles. Agora com 3h00, os fãs reconhecem que há tempo de antena para todos e querem que todos tenham destaque

  8. Victor Silva1 mês

    A promo do Kofi foi muito boa, ele falou com o coração ali, e o MVP também mostrou novamente suas ótimas capacidades de Manager, as promos dos dois encaixaram certinho

  9. Balhote1 mês

    Mais um Raw agradável de assistir. Gostei bastante do storytelling à volta dos RKBros, acho que fez bastante sentido esta “ausência” do Randy e o facto do Riddle querer lutar pelo seu “amigo”. A Battle Royal foi agradável principalmente aquela disputa entre o Priest e o Riddle. A promo entre o Kofi do MVP foi bastante interessante e estou a gostar da forma como estão a abordar esta rivalidade. A divisão feminina continua a ser o ponto fraco, mas pronto pode ser que com o regresso do público, a coisa melhore. O strap match foi decente e o main event foi bastante bom. Tal como previ o Drew ganhou mas espero que não ganhe a mala, mas de qualquer das maneiras é uma boa adição ao ladder Match. Por fim o destaque para aquele salto do Ricochet e queria deixar uma menção final ao Riddle. Esteve no opener e no main event, de semana para semana acredito que ele pode ser um grande nome no futuro da empresa. Nem toda a malta que vem do NXT é queimada, o Riddle é o exemplo disso.

  10. Anônimo1 mês

    Uma coisa que tenho achado interessante é que o RAW tem utilizado todas as mulheres do roster seja em segmentos ou lutas.

  11. El Cuebro1 mês

    É sério que irão manter a Piper como Doudrop? Eu acho um nome um tanto desnecessário, um pouco ofensivo também!

    • Esse é o melhor nome de sempre, Doudrop, quem se lembrou de tal é realmente um grande poeta da miséria 🤣🤣🤣

      Sobre o nome acho que nao vai demorar muito pa storyline com a Eva, elas vao se separar muito em breve e deverao entrar em feud julgo eu e a i ela será revelada com outro nome, eu gostaria que voltasse á origem mas na wwe tudo e possivel ou podem reduzir o nome tambem, ser só Pipen

  12. Boa, Raw! Até que foi um show porreiro. Riddle é demais: o facto de ter pedido após a Battle Royal para tocarem a música de Randy Orton e ter feito a pose simbólica foi muito bom, bem como a utilização daquele DDT típico de “The Viper” com ajuda das cordas.
    Não percebi porque é que o Randy faltou ao show, mas talvez seja devido a lesão. De resto, uma nota também para o excelente segmento entre Kofi Kingston e MVP, o pin de Piper Niven em Asuka (não estava à espera disto tão precocemente na run da escocesa no main roster) e o ótimo main event.

  13. Finalmente um show decente. Mesmo assim a divisão feminina é horrível, não percebo quem é face ou heel entre a Charlotte e a Rhea, a Shayna continua a ser enterrada, as cenas ridículas da Alexa continuam, a história da Eva Marie é ridícula. Com o resto até gostei, nada de especial, mas foi interessante

  14. Anónimo1 mês

    Foi um bom Raw. Bom combate entre o Ricochet e Morrison, o Ricochet esteve muito bem. O main event foi um bom combate.

  15. Gostei do RAW, têm vindo a melhorar muito!

  16. Bom RAW.
    Destaco:
    – penso que o destaque do programa vá para o Riddle e a história que houve em volta dele, bom segmento inicial, boa battel royal e bom main event
    – muito bom segmento entre o MVP e o Kofi, boa intensidade nas promos
    – bom combate entre o Morrison e o Ricochet com aquele spot fantástico