A WWE transmitiu esta sexta-feira mais uma edição do SmackDown no canal FOX, a partir da Allstate Arena em Chicago, Illinois, rumo ao Day 1 do próximo dia 1 de Janeiro de 2022.

Resultados

– SmackDown Women’s Champion Charlotte Flair venceu Toni Storm
– Sami Zayn venceu o WWE Intercontinental Championship Nº1 Contender’s Gauntlet Match
– Drew McIntyre & New Day (King Woods & Kofi Kingston) venceram Madcap Moss & SmackDown Tag Team Champions The Usos (Jey & Jimmy Uso) (Miracle on 34th Street Fight)

Report

O SmackDown abriu com uma entrevista de Kayla Braxton a Paul Heyman, onde este falou do que aconteceu na semana passada, onde foi despedido e atacado pelo WWE Universal Champion Roman Reigns.

O manager explicou que apesar do “Tribal Chief” ser o melhor WWE Universal Champion da história, ele precisa de ouvir as verdades, e a verdade é que ele tem de ser protegido de Brock Lesnar. Paul Heyman não se cansou de elogiar Roman Reigns, mas afirmou que depois de tudo o que aconteceu, ele acredita que já não tem idade para ir buscar um lutador de topo ao NXT e começar tudo de novo, e que isto pode ser o fim da sua carreira.

– SmackDown Women’s Champion Charlotte Flair venceu Toni Storm: No primeiro combate deste SmackDown, Toni Storm entrou melhor e dominou a campeã nos minutos iniciais, mas Charlotte Flair conseguiu virar o ímpeto a seu favor e controlou a sua adversária durante algum tempo.

Ainda assim, a neozelandesa conseguiu recuperar e tivemos uns minutos finais bastante equilibrados onde as duas lutadoras quase venceram por várias vezes. No final, a “Queen” mostrou estar um patamar acima e conseguiu a vitória e reter o seu SmackDown Women’s Championship, para desilusão de Toni Storm.

No backstage, Drew McIntyre e os New Day (King Woods & Kofi Kingston) mostraram estar em sintonia para o main event da noite.

A seguir foi transmitida uma promo de Xia Li dirigida a Natalya, tendo a lutadora chinesa afirmado que não tem medo da “Queen of Harts” e que irá enfrentá-la.

– Sami Zayn venceu o WWE Intercontinental Championship Nº1 Contender’s Gauntlet Match: Angel e Mansoor começaram esta Gauntlet e os dois entraram com tudo, na tentativa de conseguirem eliminar o adversário o mais rapidamente possível, algo que Angel conseguiu depois de acertar o seu Wing Clipper.

Erik foi o lutador que se seguiu e este usou a sua força para dominar, mas ainda assim Angel voltou a aplicar o Wing Clipper e continuou na luta, mas não por muito tempo…

Shanky foi o quarto lutador desta Gauntlet e o gigante não teve problemas em eliminar Angel.

De seguida tivemos Ivar a entrar na Gauntlet e Shanky tentou usar mais uma vez a sua força, mas o viking usou toda a sua agilidade, e depois de um Splash da terceira corda continuou em combate.

Sheamus foi o lutador que se seguiu e tivemos uma luta equilibrada entre os dois, mas apesar da luta dada por Ivar, no final o “Celtic Warrior” acertou o seu Brogue Kick e continuou em combate.

Falando em Brogue Kicks, Sheamus nem sequer deu tempo a Drew Gulak de entrar em ringue, pois acertou o seu pontapé favorito na cara do seu adversário e assim continuou na luta pelo lugar de candidato ao WWE Intercontinental Championship.

A seguir foi Cesaro que entrou e tivemos uma guerra que começou ainda fora do ringue entre os dois antigos amigos, sendo que parecia que vitória ia sorrir ao suíço. No entanto, uma distracção causada por Ridge Holland fez com que o “Celtic Warrior” continuasse em combate.

O lutador que veio a seguir ao ringue foi Ricochet e tivemos aqui um contraste de estilos, pois Sheamus fez de tudo para usar a sua força e agressividade, enquanto o “One and Only” tentava usar a sua velocidade sempre que podia.

Parecia que Sheamus ia vencer mais uma vez com a ajuda de Ridge Holland, mas Cesaro apareceu e vingou-se do seu antigo parceiro, que assim acabou por ser eliminado pelo “One and Only”.

Humberto Carrillo foi o lutador seguinte a entrar nesta Gauntlet e os dois meteram o pé no acelerador dispostos a darem tudo para eliminarem o adversário, e no final acabou por ser Ricochet que se manteve na luta.

Parecia que o fim estava próximo para Ricochet, pois Jinder Mahal entrou com tudo e quase venceu, mas o high-flyer seguiu em frente com um pin rápido.

Por fim tivemos a entrada de Sami Zayn e este aproveitou o cansaço de Ricochet para dominar durante vários minutos, mas o “One and Only” continuou a fazer de tudo para se tornar no próximo candidato principal ao WWE Intercontinental Championship.

No final, Sami Zayn conseguiu contra-atacar um Shooting Star Press e depois do Helluva Kick venceu este Gauntlet Match e será assim o próximo adversário do WWE Intercontinental Champion Shinsuke Nakamura.

A seguir tivemos um video package com vários momentos da carreira de Paul Heyman.

– Drew McIntyre & New Day (King Woods & Kofi Kingston) venceram Madcap Moss & SmackDown Tag Team Champions The Usos (Jey & Jimmy Uso) (Miracle on 34th Street Fight): O trio de Drew McIntyre e dos New Day começou melhor este main event, sendo que estiveram no controlo durante vários minutos, até que o caos se instalou e Madcap Moss e os The Usos conseguiram isolar o “Scottish Warrior”, mas este não se deixou ficar e acabou por fazer o tag a Kofi Kingston, que entrou com tudo e virou o combate do avesso.

Os minutos finais acabaram por ser bastante confusos e com várias hipóteses de vitória por parte das duas equipas, sendo que depois do “Scottish Warrior” ter despejado eggnog em cima de Madcap Moss e Happy Corbin, a noite deste ainda ficou pior depois de levar um Claymore Kick que deu a vitória à equipa do escocês e dos New Day.


O que achaste do WWE SmackDown desta semana?

11 Comentários

  1. Breno1 mês

    Volta Bailey POR FAVORRRRRR
    Seja nosso presente de natal

    • Jean1 mês

      A Bayley tem que voltar e tirar esse titulo da Charlotte Flair , a Bayley é uma das maiores Hells

  2. Darlan1 mês

    Alguém sabe até quantas pessoas podem usar simultaneamente a WWE network?

    • Okami1 mês

      Não tem limite. Mas de um tempo para cá tem bastante oscilação.

  3. joao (diferenciado)1 mês

    o esperado de um evento de natal. destaco a entrevista do Heyman.

  4. A entrevista do Heyman é obrigatório ver!

  5. Que milagre é esse que não teve gente vestido de papai Noel e rena lutando? 😅

  6. ??1 mês

    Saudades da Bayley.

  7. Anonimo1 mês

    Fiquei bem decepcionado com o que vi da Toni Storm até agora, seja in ring onde não apresentou nada especial, seja o personagem até agora bem chato. E além disso, a luta mal começou e a mulher já tava com cara de choro. Bem ruim. Feud até agora bem fraca com a Charllote

  8. Gostei:
    – Entrevista a Paul Heyman, que especula o fim da sua carreira. A forma como a WWE tem feito esta storyline tem sido ótima, nota-se que Heyman ainda está preocupado com Roman mas Brock Lesnar é Brock Lesnar.
    – Charlotte Flair vs Toni Storm. Podia ter sido melhor, mas ainda foi um bom combate, muito ajudado pelo público.
    – Os bons da Gauntlet: Sheamus vs Cesaro. O combate foi bom, o público esteve em altas e progride de forma decente a feud entre ambos. Sheamus vs Ricochet. Mais um bom combate, com Ricochet a conseguir uma grande vitória. Ricochet vs Sami Zayn termina a gauntlet. É mais um bom combate com Ricochet a ter uma grande história ao longo desta gauntlet. Que leve a algo.
    – Video a homenagear a carreira de Paul Heyman. Novamente, ótimo trabalho com esta storyline.
    – McIntyre & New Day vs Usos & Moss. A típica street fight das festas, que é sempre divertida com os vários spots. Um ótimo main event.

    Não Gostei:
    – Segmento entre os New Day e Drew McIntyre. Nada demais aqui.
    – Promo de Xia Li. Novamente, pouco a dizer com esta promo.
    – Começamos as Gauntlets. Vamos despachar aqui os combates menos bons. Angel vs Mansoor foi OK, podia ter durado mais uns 2 minutos. Angel vs Erik também cumpriu. Shanky vs Angel. Não foi bom mas também não foi mau. Ivar vs Shanky, Ivar teve uma boa exibição num combate medíocre. Sheamus vs Ivar também cumpriu, gostei do grande apoio a Ivar. Sheamus vs Drew Gulak, 5 segundos? Brincamos? Ricochet vs Humberto Carrillo. Isto deixa o Humberto um bocado fraco, que perde contra um Ricochet afetado pelo ataque de Sheamus. Ricochet vs Jinder Mahal foi muito rápido.

    Overall: 6/10. Destaca-se os 2 combates fora da gauntlet e até alguns dentro dela. Como um episódio de Natal, foi um bom show.

  9. Anónimo1 mês

    Boa entrevista com o Paul Heyman, destaco também o combate do Cesaro com o Sheamus.