Get Ready To Fly #13 – The New Main Event Mafia

Very soon the new Main Event Mafia will rise and Aces & Eights… You’re gonna fall” 
Sting, 13/06/2013 Impact Wrestling

Num GRTF passado, expliquei como era contra a escolha do Sting como 1º contender ao título mundial do Bully Ray, sendo assim a principal oposição aos Aces & Eights. E porquê? Porque era mais do mesmo. Mais do Sting a ser pela milésima vez main-eventer quando já mal se aguenta num combate, mais da TNA a fugir a sete pés da aposta em novos nomes, ou pelo menos, em nomes que não tenham já ganho tudo o que havia para ganhar e, ainda por cima, múltiplas vezes.

E até porque era um combate de main-event de um PPV que tinha o resultado mais previsível da noite, apesar da estipulação que deixava ainda algumas dúvidas no ar. Estipulação essa que, passo a recordar, deixava o Sting fora da corrida ao título mundial permanentemente. Esta estipulação era o melhor do combate porque além de dar uma maior probabilidade à vitória do Sting, devido ao que estava em causa, também permitia que por fim o “Icon” se afastasse do main-event e cedesse espaço a outros. Ou assim nós pensávamos…

O Slammiversary já passou entretanto, o Bully deu continuidade ao seu reinado como campeão mundial e o Sting ficou sem poder voltar a ser campeão na TNA. Após isto, tudo prometia que de facto se confirmasse esse afastamento das luzes da ribalta, pelo menos durante uns tempos, ou mesmo que o Sting ficasse com outras funções a nível dos bastidores, eventualmente como GM, visto que é o candidato ideal para o lugar.

Nada disso aconteceu, e passadas duas semanas eis que volta o Sting ao Impact com a promessa de trazer de volta uma stable cujo nome desde logo envolve o main-event, e como se isso não chegasse, o “Icon” está no segmento que dá por terminado o Impact da semana seguinte, ou seja, o main-event da noite. O que nos faz querer que a estipulação do combate do Slammi não foi mais do que um detalhe técnico, visto que nem isso impediu o Sting de continuar a ter o destaque habitual.

Mas vamos abordar a promo que o Sting fez porque afinal é isso que dá início a tudo isto que ainda está para acontecer mas já promete ser uma das atracções do Verão. E o que é isto? Main Event Mafia. Ou, segundo as palavras do mesmo, uns novos MEM. Uma stable que irá combater os Aces, que tiraram ao Sting a possibilidade de ter mais reinados, até porque com 54 anos certamente que ainda iria a tempo de enriquecer o seus palmarés com mais 3 ou 4 reinados. No mínimo, claro.

Uma stable que surge em resposta também à falta de apoio que o Sting sentiu por parte da Team TNA, que contava com nomes como Magnus, Samoa Joe, Eric Youg e… Kurt Angle. Sendo um dos melhores talkers de sempre, na minha modesta opinião, falta de coerência no discurso não é algo que consigamos normalmente apontar ao Sting, mas o que dizer quando escolhe para os MEM aquele que a seguir aos membros dos Aces, menos fazia sentido entrar na stable? Isto segundo, claro, o que o próprio Sting disse. E se não é justo queixar-me sem dar à TNA tempo de se explicar, a verdade é que mesmo sendo para já algo confusa a construção da stable, o propósito da mesma é bastante evidente.

Sendo o Verão uma das alturas mais rentáveis para o wrestling, seja pela maior disponibilidade das pessoas ou até porque muitos dos outros desportos estão em época de férias, era de se esperar que a TNA tivesse alguma coisa esperada para os Aces. Até porque o facto de apenas existir um elemento da stable nas BFG Series quando havia pelo menos outros dois perfeitamente aptos para isso (Devon e DOC), denunciava isso mesmo.

Os MEM surgem nesse contexto, uma tentativa de ocupar os Aces e mais alguns elementos do roster, enquanto a grande atracção do momento, as BFG Series, vão ocorrendo. Dificilmente esta nova stable vai passar disso, mais do que um passatempo de Verão. E a razão pela qual digo isto, é porque olhando de uma geral para os MEM, o que é que temos? Uma stable liderada pelo Sting para derrubar os Aces… Exactamente a mesma história que há meses imperava na TNA, a diferença é que agora o Sting já não pode desafiar o Bully pelo título mundial. E será viável, sendo apenas em Outubro o PPV Bound For Glory, ter o Bully ocupado com uma stable cujo líder não lhe pode tirar o título?

É aqui que penso ser crucial a TNA fazer a escolha certa e, isso é, ir buscar para os MEM o lutador da X-Division que ganhar a oportunidade por desafiar o Bully no Destination X. É uma solução que traz mais do que uma vantagem, porque além de tornar os MEM uma ameaça real aos Aces e ao título mundial que mantém a stable viva, ao mesmo tempo consegue credibilizar quem quer que seja o candidato que venha da X-Division, que desde aquela promo desastrosa do Hogan está afundada como tudo. É esta a decisão que pode tornar os MEM mais do que um entretém temporário tanto para os Aces e para alguns elementos do roster, até porque o próprio conceito dos MEM passa por ter títulos.

Contudo, o Destination X está marcado para o meio do Verão, ainda longe do Bound For Glory, pelo que o papel dos MEM pode não ficar por aqui. Numa altura em que os Aces já contam com 1 ano, o seu fim parece estar cada vez mais próximo, apesar de ainda ser incerto como irá acontecer.

Se há umas semanas as minhas apostas estavam todas no AJ Styles, a verdade é que cada vez parece que a aposta no Mr. TNA como membro dos Aces, que depois iria acabar com a stable por dentro, é mais improvável. Aliás, o AJ Styles parece estar longe de fazer parte de qualquer história que seja, o que acaba por encaixar na sua nova gimmick, mesmo que deixe muitos de nós frustrados por vê-lo não ter o destaque que podia ter. Por isso fica em aberto o lugar de salvador da TNA, que parece agora ter um novo candidato nos MEM.

Mas seria uma desilusão ver uma stable tão bem construída e trabalhada, como é o caso dos Aces & Eights, ter um fim inferior à história que já leva. Por isso é crucial que os MEM sejam credibilizados correctamente se forem de facto responsáveis por acabar comos Aces, e o primeiro passo passa por contarem com o próximo candidato ao título mundial.

Depois, trazer nomes como os campeões de tag team é importante para ir de acordo à gimmick da stable e até aproveitar para dar destaque a alguns nomes do roster que estejam a ser mal aproveitados, como é o caso do Matt Morgan, por exemplo.

Sobre o Sting gostava de o ver não continuar a fazer o mesmo, e ter um papel menos activo no ringue, sendo um líder fora do mesmo e nos bastidores, mas deixando esse lugar para o Angle, por exemplo. Porque caso contrário, a sequela do “Mais do mesmo” continua e, nesse capítulo, já temos que levar com o Hogan.

Ou seja, a TNA tem oportunidade de construir uma stable que inicialmente ameaça o título mundial para que depois, quando já esteja com um bom ímpeto, eventualmente pôr fim aos Aces. Mas também pode perfeitamente ser apenas uma história breve para ocupar os Aces, o que não promete grandes coisas para o futuro. E nesse sentido, estarão para vir mais episódios como o último em que o Sting andar a reunir um stable para derrubar os Aces é algo que passa completamente ao lado destes últimos, que estão ocupados com essa ameaça que é a Brooke Hogan.

É normal que a TNA não queira tirar demasiadas atenções às BFG Series mas quando tem uma stable comos os Aces à beira do fim, ou do início do fim, é urgente repensar as prioridades da companhia. Numa altura em que o produto apresentado tem estado longe do nível apresentado nos últimos tempos, esta é uma boa oportunidade para voltar a elevá-lo. É preciso é fazer as escolhas certas.

Top 3 da Semana

Não podia ser outra a pergunta: “Qual o teu TOP 3 dos nomes que achas que devem integrar os novos Main Event Mafia?”

Esta semana não há frase de despedida. Tirando esta. E esta. Chega. Esta última também não conta. Nem esta.

Sobre o Autor

8 Comentários

  1. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Francisco fizeste bem em fazer este artigo!

    A revelação de novos membros para os Mafia pelo menos a mim não me está impressionar, estou com receio que o produto da TNA fique estagnado e porque?Porque quantos combates tivemos entre equipa TNA vs Aces…bastantes…e os MEM vai ser diferente…acho que não!
    Vamos aguardar porque a BOGS está pelo menos a mim a ter mais destaque!Vamos ver!
    Este impacto pode mudar a minha opinião!

    Não podia ser outra a pergunta: “Qual o teu TOP 3 dos nomes que achas que devem integrar os novos Main Event Mafia?

    Gunner
    Storm
    Rampage Jackson

    • FranciscoAP - há 3 anos

      Para ser sincero André, acredito que os MEM vão enfrentar os Aces para fazer o mesmo jogo que eles. E, isto é, jogo sujo. Faz parte da gimmick da stable, tem todo o sentido que encarnem essa atitude. Penso que isso irá alterar completamente a dinâmica dos combates/confrontos

    • Dcastanho - há 3 anos

      MR Perfection André Santos tiraste me as palavras da boca, tambem escolheria esses 3

  2. danielLP21 - há 3 anos

    Por acaso, esta semana vi os spoilers do iMPACT, e a verdade é que achei muita piada ao membro dos MEM que vai ser revelado hoje.

    O meu Top 3:

    1- James Storm
    2- Gunner
    3- Chris Sabin

  3. Cadu Ito - há 3 anos

    Creio em Sting, Kurt Angle, Chris Sabin, James Storm, Gunner e Matt Morgan

    Sendo Gunner e Morgan apenas Enforcers.

  4. ITS_ME_ITS_ME_ITS_DDT - há 3 anos

    1- Rampage Jackson
    2- Hulk hogan (sem comentários)
    3- d´lo brown( talvez ja que ele foi excluido dos aces and eights )

  5. Jorge Rebelo - há 3 anos

    Francisco eu vou guardar uma análise mais detalhada para depois do Impact Wrestling desta semana. De qualquer forma concordo com a tua argumentação e saliento apenas que a ideia de usar os MEM como atracção de Verão pode ser arriscado, uma vez que é uma stable que os fãs mais recentes não conheceram e como tal não compreendem a ideia por detrás.

  6. Vinícius Nunes - há 3 anos

    1- Gunner

    2- James Storm

    3- D’Lo Brown

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador