Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Impacto! #53 – Música para os meus ouvidos!

O Impacto desta semana é dedicado a um tema que por muitas vezes tem sido objecto de conversa no Chat do WPT, enquanto se assiste a uma emissão em directo do Impact Wrestling. O wrestling é um desporto e é entretenimento e são muitas vezes os pequenos detalhes que conseguem cativar o público para uma determinada história, gostar de assistir a um combate, torcer por um lutador ou importar-se com o resultado da rivalidade.

Um desses detalhes é a música, em particular, a música que anuncia a entrada em cena dos atletas ou a sua vitória/intervenção no combates. Os temas de cada lutador, não servem apenas para encher o ambiente sonoro da arena. Eles devem vincar a personalidade e o personagem, devem criar uma associação instântanea entre o som/melodia e a presença do lutador.

Decido então criar um top 10 dos melhores temas da TNA. Nesta selecção apenas considerei os lutadores que actualmente fazem parte do roster da TNA e as suas músicas actuais (com uma única exepção, precisamente no topo). Deixo também o aviso, de que a escolha dos temas não está de forma alguma relacionada com a minha opnião sobre o atleta em particular. Um exemplo simples de perceber é que apesar de o Sting ser um icone para a industria do Wrestling e um wrestler que muito admiro, não surge neste top, enquanto o décimo lugar é ocupado por um lutador que me é totalmente indiferente. Vamos então ao que interessa.

10 – The Pope D’Angelo Diñero – Chatoli-Funk

Esta música abre o top 10 e é um exemplo perfeito de como estou a avaliar os temas e não os lutadores. Apesar de não ser um grande fã do Pope, a sua música é simplesmente electrizante. “The Pope is Pimpin’” ouve-se no inicio e um ritmo funk instala-se em toda em arena. O que esta música tem é precisamente estilo. Não é preciso sequer ver uma entrada de Pope para imaginar algo brilhante, notas e diamantes, mulheres bonitas à mistura de um ambiente festivo, bem ao estilo de uma qualquer máfia de Nova Orleães. O tema composto por Dale Oliver, é usado desde 2009 por The Pope nas suas entradas.

9 – Bully Ray – The Beaten Path

A música chega como se alguém fizesse soar o alarme. Há fogo de artificio, mas não há razões para celebrar. Dave Oliver compôs o tema, que marca a carreira de Bully Ray. Em 2010, a Team 3D (Ray e Devon) anunciam que se vão retirar, mas pedem um último combate aos MotorCity Machine Gunes (Chris Sabin e Alex Shelley, que na altura seguravam os títulos de Tag-Team). A Team 3D perdia o combate e Bubba Ray atacou Devon no final, acusando-o de estar fraco. Um novo personagem surgia – Bully Ray. Até hoje, certamente um dos melhores heels na história da organização e um exemplo de como um lutador com uma carreira afirmada é ainda capaz de se reinventar ao ponto de criar algo totalmente diferente de tudo o que tinha feito e, sobretudo, algo capaz de fascinar o público. Bully Ray funciona. É presunçoso, agressivo, mal educado e agressivo – a música reflecte este ar “bad ass” de Ray e quando se ouve aquele fogo-de-artifício, é porque algo de errado está prestes a acontecer.

http://youtu.be/PwmWttf_iJg

8 – Samoa Joe – Nation of Violence

A música é simples, repetitive, tribal. Os tambores acompanham entrada de Samoa Joe, como se de uma marcha se tratasse. Sentimo-nos transportados para um ambiente exótico, ameaçador, de sombras e sons. A fórmula é simples, criada por Dale Oliver em exclusivo para o Samoan Submisson Machine. O ritmo simétrico e negro parece anunciar a captura da presa. O mote fica dado, e o perdador Samoa Joe faz-se ao ringue enquanto o público grita “Joe’s Gonna Kill You”. Avassalador.

7 – Bobby Roode – Off the Chain

Estavamos no ano de 2011 e em pleno Impact Wrestling, o number 1 contender ao titulo mundial da TNA enfretava o compeão e parceiro de tag-team James Storm. Até então os dois atletas tinham assumido uma rivalidade saudável, marcada pelo respeito e amizade. Mas em Novembro tudo mudou. A ambição de Roode levou-o a fazer o impensável. Durante o combate, Roode pegou numa garrafa de cerveja, atacou Storm longe da visão do árbitro e aproveitou para assim conquistar pela primeira vez o titulo mundial. Seria o inicio do maior reinado até hoje na história da TNA. A acompanhar um novo Bobby Roode veio um novo tema – ‘Off the Chain’, composto por Serg Salinas e Dale Oliver e cantado por Serg Salinas, apesar de na versão de entrada de Roode apenas se ouvir a versão instrumental. Na letra pode-se ouvir “Cuidado Mundo, o meu tempo chegou, uma nova vida para mim começou”. Senhoras e senhoras, o IT Factor, o Lider da Geração Egoista – Bobby Roode.

http://youtu.be/5ZosrqgkBJ4

6 – Abyss – Blackhole

Silêncio. Um sino toca repetidamente. Pouco tempo depois, as guitarras anunciam a chegada do monstro. Um tema “pesado” e negro faz justiça ao Monstro Abyss. Dale Oliver compôs o tema, que acompanha Abyss desde 2010. A música consegue criar uma relação quase “pavloviana” entre o sino e a presença/entrada de Abyss e este tipo de relação é para mim o que realmente funciona num tema musical.

5 – Mr. Anderson – Feedback

Mr. Anderson numa entrevista há cerca de um ano, falava sobre a sua carreira e recuou aos tempos da wwe, quando era conhecido por Mr. Kennedy. Anderson confessou que estava a receber uma oportunidade de mostrar o seu valor na OVW (o agora território de desenvolvimento da TNA, em 2005 servia o mesmo propósito mas para a WWE), quando Paul Heyman sugeriu que Anderson usasse o nome Mr. Kennedy e que fosse ele próprio a fazer a sua entrada no ringue. Anderson decidiu dizer o seu nome duas vezes, lembrando-se que nos tempos liceu quando fazia rádio, nos comentários dos jogos de futebol americano uma professora sua pedia para ele anunciar o nome dos atletas em “eco” para dar mais enfâse. A ideia funcionou de forma tão bombástica que passadas duas semanas Anderson estava no roster principal da WWE. Anderson revelou ainda que foi Dave Lagana (actual director criativo da TNA) que trabalhava na equipa criativa da WWE que sugeriu o segmento do microfone a descer do tecto. A entrada de Anderson é a sua imagem de marca, algo que os fãs ao vivo podem gritar juntamente com o wrestler e quem já não ouviu as palavras: “…from green bay, wisconson…Mister Anderson! Anderson!” A música, composta por Dale Oliver, começa em suspenso pelas palavras de Anderson e arranca juntamente com o atleta a um ritmo determinado.

http://youtu.be/T1LCzMHKMeM

4 – Kurt Angle – Gold Medal

A música de Kurt Angle representa para mim a forma como um tema musical se deve associar a um lutador. Aos primeiros sons, bastam 3 ou 4 segundos de música, para imediatamente se saber quem vai aparecer. A música de Angle funciona exactamente desta forma. Assim que uma espécie de assobio/sirene toca, o alarme avisa que Angle entra em acção. A letra é simplesmente arrasadora para qualquer adversário. Em jeito de hip-hop, a música composta por Dale Oliver é cantada por Tha Trademarc, um rapper Norte-Americano, primo de…John Cena.

3 – AJ Styles – Get Ready 2 Fly

A música anuncia o que está para vir – Preparem-se para voar. O tema composto pela banda de hip-hop GRITS foi feita exclusivamente para AJ Styles e assim que se houve a primeira frase, o público sabe que o espectáculo vai começar. O Phenomenal One é um ícone da TNA e o seu talento só poderia ter uma música que preparasse os seus combates, que espelhasse a energia e capacidade física de AJ . Como a música anuncia “Assim que Styles voar sobre ti, acabou”, um aviso para a concorrência.

http://youtu.be/kDpo3ToTFek

2 – James Storm – Longnecks and Rednecks

No vazio soam as palavras “Sorry about your damn Luck” e a música Country invade a arena, como se fosse transportada para a América rural das pradarias, cowboys, armas e cerveja. A gimmick de James Storm é perfeitamente “embrulhada” neste pacote musical que remete para o estilo de vida country. A música composta e cantada por Serg Salinas, com a produção da mente genial de Montgomery Gendry (um enorme sucesso da música country nos Estados Unidos da América) simplesmente fica no ouvido. O tema entranha-se, é melódico e é daquelas canções que facilmente poderiam saltar para um qualquer leitor de MP3.

http://youtu.be/8hhGKdalPh4

1 – Jeff Hardy – Another Me

Paul Heyman e Jimmy Hart são defensores da ideia que não basta ter talento, mas é preciso fazer o que for preciso para sobressair. Jeff Hardy é sem dúvida alguém que consegue sobressair na multidão. O seu estilo é único, diferente de qualquer outro lutador e o Carismatic Enigma transporta a sua originalidade para fora dos ringues. Não é surpresa nenhuma, para quem conhece Jeff Hardy, saber que este mantém uma série de diferentes projectos fora do Wrestling, que vão desde a pintura, escultura/artes plásticas até à música. O seu projecto musical iniciado em 2003 chama-se Peroxwhy?gen. A banda actualmente limita-se a ser um duo composto por Jeff Hardy e JR Merril, mas em tempos chegou a contar com outro nome conhecido do mundo do wrestling e da TNA – Shanoon Moore. Um dos temas que nasceu deste projecto chama-se ‘Another Me’ e foi usado por Jeff Hardy em 2010 e 2011 durante a sua fase “The Anti-christ”. Infelizmente a música estará sempre associada a um dos períodos mais negros da vida profissional de Hardy e da história da TNA. Cantada e tocada com uma espécie de fúria contida, é um tema que representa bem Jeff Hardy.

http://youtu.be/8wous-D521I

Estas foram as minhas escolhas, podem deixar as vossas nos comentários. Até ao Próximo Impacto!

Sobre o Autor

- Colaborador do Wrestling.PT para os conteúdos da Total Nonstop Action!

27 Comentários

  1. danielLP21 - há 4 anos

    Este é o meu “Impacto!” favorito até hoje porque junta,simplesmente,a minha maior paixão com uma das minhas grandes paixões…

    O artigo está simples mas eficaz,excelente trabalho Jorge.

    Este é o meu Top 10 tendo em conta as músicas que referiste:

    1-Jeff Hardy
    2-Bobby Roode
    3-Abyss
    4-Bully Ray
    5-Kurt Angle
    6-Mr.Anderson
    7-AJ Styles
    8-Samoa Joe
    9-James Storm
    10-The Pope

    No entanto,colocaria a música da Brooke Tessmacher no Top 10,apenas atrás das músicas do Jeff Hardy,do Bobby Roode,do Abyss e do Bully Ray.

    • Jorge Rebelo - há 4 anos

      Eu pensei seriamente em colocar uma música das Knockouts, mas confesso que a única que de certeza que constaria neste top 10 seria a da Winter, mas como ela já deixou a TNA não a mencionei.

      Provavelmente se tivesse feito um top 15 ou 20 estaria aqui o Hardcore Country da Mickie James ou a Killer Queen da Madison Rayne. A música da Tess parece-me muito genérica, confesso que não gosto.

  2. Kendrick - há 4 anos

    Eu acho sinceramente que se a TNA colocasse o ringue e as entradas com a WWE tem, que num instante estava no topo, tem wrestlers de qualidade pra isso, apenas o atual visual faz com que seja demasiado amador. Espero que em breve isto mude :) Bom artigo

    • Jorge Rebelo - há 4 anos

      Kendrick percebo perfeitamente a tua sugestão, mas como deves imaginar essa questão tem muito a haver (se não tudo a haver) com dinheiro.

      Imagine-se um evento como os jogos olimpicos, como conhecemos hoje e imagina as mesmas competições, mas realizadas num qualquer campo polidesportivo, de uma qualquer Escola em Portugal. Mesmo que participassem os mesmos atletas e que no espaço da escola os eventos até fossem mais competitivos, nunca seria a mesma coisa, pois não?

      È totalmente diferente ter um evento desportivo realizado num estádio perante 90 mil pessoas e outro perante 300.

      A Impact Zone tem capacidade para perto de 2 mil pessoas apenas e não nos esqueçamos que é um estúdio televisivo. Completamente diferente de uma arena desportiva. Mas se viste o BFG e se tiverem oportunidade de em Fevereiro ver os shows gravados no Reino Unido, terás uma ideia diferente de como o produto funciona muito melhor perante um público muito maior e num espaço melhorado.

      Acredita que o que a TNA consegue fazer em Orlando a nivel visual é extraordinário, mas é urgente dar o salto para a estrada, nem que comecem por arenas universitárias.

      A WCW também começou nos Estúdios Disney e um dia tornaram-se gigantes, talvez a TNA consiga um dia começar esse trajecto.

  3. Vinícius Nunes - há 4 anos

    Bom Impacto! O tema ajuda muito, música é sempre bom, e a música dos wrestlers na maioria das vezes são muito boas, e também vou divulgar a minha lista:

    1- Bobby Roode
    2- James Storm
    3- Bully Ray
    4- RVD
    5- Mr.Anderson
    6- AJ Styles
    7- Jeff Hardy ( a nova)
    8- Kurt Angle
    9- Brooke Tessmacher
    10- Magnus

  4. José Sousa - há 4 anos

    o meu top perante estas músicas seriam

    1-James Storm
    2-Jeff Hardy
    3-Bobby Roode
    4-Abyss
    5-AJ Styles
    6-Bully Ray
    7-Kurt Angle
    8-Mr.Anderson
    9-Samoa Joe
    10-The Pope

  5. valugi - há 4 anos

    Para mim a entrada do Mr.Anderson e a melhor, gosto da música da mickie james tbm. Execlente artigo Jorge

  6. GJD - há 4 anos

    Boa lista
    Eu acho que a Tna tem excelente músicas de entrada, mas falta evoluir o áudio para quem acompanha em casa, que na maioria das vezes é encoberto pelos sons do público da arena.

  7. The Hurricane - há 4 anos

    Porque nao fazes artigos sobre a wwe?

    • E porque não pode fazer só de TNA?

    • Jorge Rebelo - há 4 anos

      Huricane eu não assisto à WWE, mas é uma sugestão que podes colocar a qualquer outro colaborador aqui no WPT. Aliás seria interessante fazê-lo até para a ROH, ou talvez recuar umas décadas e relembrar a ECW ou a WCW. São tudo ideias válidas.

      • The Hurricane - há 4 anos

        Luis Salvador: Calma estava so a perguntar xD

        Sim Jorge nao tenho nada contra os teus artigos até gosto muito da tua forma de escrever e os assuntos que abordas apenas tinha curiosidade de saber porque não escrevias sobre outras empresas…. Fiquei cativado na ideia de recuar aos velhos tempos eheheheh

        Abraço.

      • Jorge Rebelo - há 4 anos

        Hurricane a razão por não escrever sobre a WWE é exatamente o facto de não assistir aos conteúdos dessa organização, o que faz com que a opinião que possa ter sobre a empresa seja pouco realista. É uma questão de coerência.

        A TNA é de facto a minha “zona de conforto”, acompanho quase desde a sua fundação e sobretudo dá-me um gosto enorme assistir ao que a TNA faz, discutir o produto, debater o dia a dia da organização, ler as novidades e manter-me a par do passado e do presente da familia TNA.

        Aliás, é interessante olhar para uma empresa sem qualquer tipo de preconceito ou comparações com qualquer outra promoção. É um desafio muito difiil, uma vez que a industria do wrestling hoje é ainda um monopólio, mas o tempo tem vindo a provar que é possivel apreciar a TNA por aquilo que é, sem estar constatemente a olhar para o lado a ver se é melhor ou pior, se tem do que aquilo que a competição está a fazer.

      • The Hurricane - há 4 anos

        Sim, muito obrigado pela resposta

        Abraços

    • VinceYESYES - há 4 anos

      Há colaborados a fazer só de WWE, outros de TNA, outros mistos, cada um tem o seu espaço, porque não fazê-lo assim ? O site está do melhor em informação e cheio de espaços interessantes, não vejo nexo nestas perguntas.

      • Jorge Rebelo - há 4 anos

        Eu procuro ter o máximo de fair-play e compreensão. A indústria do wrestling é um monopólio e infelizmente a TNA ainda não tem muita exposição nos países de lingua portuguesa.

        No entanto a sua relevância é incontornável e para mim vale a pena pensar e debater o que esta organização está a fazer e tenho procurado demonstrar que é possivel fazê-lo sem quaisquer tipo de comparações desnecessárias.

        Contudo, percebo que haja ainda uma larga maioria de pessoas que assistem a esta modalidade com uma perspectiva de que fora do universo WWE não há vida. É muito dificil mudar hábitos e leva muito tempo. As pessoas têm muitas resistências a entrar para um mundo novo. Eu imagino um fã casual da WWE a visitar o stream do WPT em noite de Impact Wrestling e a ficar completamente perdido com o que se está a passar…Quem é o Bobby Roode, o Austin Aries, o Bully Ray…que raio é uma X division…mas que titulos existem…isto dá todas as semanas?…quem são os campeões…quais os finishers…

        Tudo isto é desconhecido e dar este “salto de fé” é muito complicado. A maioria prefere ficar a ver o que já conhece, mesmo que não seja bom e há aqueles (felizmente poucos) que aparecem no Chat e em alguns comentários a criticar a TNA porque simplesmente não é a WWE e geralmente é só de WWE que conseguem falar.

        Dito isto, é por esta razão que durante o Chat e aqui no WPT tenho imensa tolerância para quem vem de mente aberta descobrir a TNA, mesmo colocando perguntas básicas para quem já faz parte desta familia há alguns anos, mas o importante é começar por algum lado. É também para eles que escrevo o Impacto, para mostrar e educar sobre a TNA.

        E afinal, como perguntou o Luis porque não se pode escrever apenas sobre TNA? A familia TNA tem uma dimensão que já lhe permite ter temas actuais e interessantes para o fazer. Esta é a 53ª edição do Impacto que o comprova.

  8. Esdras Metallier - há 4 anos

    1. Longnecks and Rednecks – James Storm
    2. I’m About To Freak – ODB (Ninguem lembra da ODB …)
    3. Not A Stranger To The Danger – Crimsom (Foi pra OVW se eu não me engano, mas é um theme muito bom)
    4. Feedback – MR. Anderson
    5. Bombshell – Team 3D (sempre gostei desse theme)
    6. Sleeping Giant – Matt Morgan
    7. My World – Jeff Jarrett (não ta no roster atual mas é uma lenda da TNA, sem dúvidas)
    8. Aces And Eights
    9. Raging of the Legion – Austin Aries
    10. Slay Me – Sting

  9. Paradox - há 4 anos

    Gostava de ver este artigo das músicas na WWE

  10. Anónimo - há 4 anos

    Belo artigo,adorei para mim as theme songs sao esenciais para construcao de um personagem concordo com o seu Top 10 e gosto das themes de James Storm,Jeff Hardy,Samoa Joe e Booby Roode.

  11. Enigma - há 4 anos

    Ja disse várias vezes no Chat do Impact que esta “Another Me” do Jeff Hardy é a melhor theme song que este ja usou na carreira.
    Ótimo Impact e que abordou um tema que quase nunca vejo nos artigos, theme songs.

    Meu top 10 das musicas de entradas que mais gosto da TNA.

    Jeff Hardy – Another Me.

    AJ Styles – Get Ready 2 Fly

    Tessmacher – I Tease, You Touch

    Abyss – Blackhole

    James Storm – Longnecks and Rednecks

    Sting – Slay Me

    Austin Aries – Raging of the Legion

    Bobby Roode – Off the Chain (Esta theme cantada é muito mas muito melhor do que apenas instrumental do modo que ele usa)

    Bully Ray – The Beaten Path

    Jeff Hardy – Similar Creatures,Acho esta muito boa, começa a musica com o mesmo começo da anterior Ressurected, ai tem a introdução dos Drums da outra theme ainda mais antiga,Modest, ai sim começa a musica, que eu gosto muito, apesar do Jeff Hardy fazer promos desprezíveis e ter uma voz chata falando, quando ta cantando é outra coisa, eu curto.

  12. Master-of-Puppets - há 4 anos

    Bom artigo, mas o meu top seria assim:

    1-James Storm
    2-AJ Styles
    3-Sting
    4-Bully Ray
    5-Bobby Roode
    6-MR.Anderson
    7-Abyss
    8-Jeff Hardy
    9-Kurt Angle
    10-Austin Aries

  13. VinceYESYES - há 4 anos

    Quanto ao artigo está super bem escolhido, adorei mesmo !

    O meu top das que falas-te, dificil de escolher seria:

    1 – Bobby Roode
    2 – Aj Styles
    3 – Bully Ray
    4 – Jeff Hardy
    5 – Kurt Angle
    6 – Samoa Joa
    7 – Abyss
    8 – Mr.Anderson
    9 – James Storm
    10 – The Pope

    De referir ainda que a do Daniels também acho super temática, tipo diabólica, e adoro a Tess !

  14. Reck14 - há 4 anos

    Excelente artigo como sempre Jorge, simples mas eficaz !
    Por acaso tenho aqui umas sugestões para os próximos artigos do “Impacto !”;
    Os 10/15/20 melhores lutadores na história da TNA, desde 2002 até hoje (2012) (depende da tua contagem);
    As melhores tag teams na história da TNA (Como é lógico, desde 2002 até hoje);
    Os melhores finishers até hoje criados pelos wrestlers da TNA que passaram pela organização;
    As melhores entradas de sempre na história da TNA.
    Como vês, tenho muitas sugestões para as próximas edições do Impacto!
    Como é lógico, podes escolher outro tema que não estes, mas são ótimas sugestões, não ?

    • Jorge Rebelo - há 4 anos

      Reck são excelentes sugestões! Por acaso eu já estava a preparar uma delas – o top dos finishers. Tenho ainda que pensar se irei fazer desde 2002 ou apenas do roster actual….

      Há também algumas edições do Impacto em espera, nomeadamente, ainda tenho de terminar uma edição sobre lutadores que passaram na TNA mas não vingaram e falta a análise de alguns lutadores, como fiz com o Bobby Roode e com o Crimson (por exemplo).

      De resto, já anotei todas as tuas ideias e são sempre muito bem-vindas, uma vez que os temas têm que ser cada vez mais interessantes para quem lê.

      Mais uma vez obrigado Reck e continua a deixar as tuas sugestões :)

  15. Reck14 - há 4 anos

    E já agora, alguém sabe para onde se enviam imagens para aquela rubrica, o “Wrestling Em Imagens” ? Agradecia que alguém me dissesse isso.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador