Impacto! #55 – Um Ponto de Viragem na História

É já este Domingo que a TNA apresenta o PPV Turning Point. O card promete muita acção e emoção, mas o grande destaque vai mesmo para o main-event. The Charismatic Enigma Jeff Hardy defende o TNA World Heavyweight Championship Title contra Austin Aries. Nesta edição do Impacto, proponho uma viagem por todos os main-events que marcaram este PPV.

O Turning point foi criado em 2004 e até ao ano de 2009 realizava-se em Dezembro, tendo sido antecipado para Novembro. Este ano será a 9ª edição do evento, que foi sempre realizado na Impact Zone. Entre estas curiosidades, destaco ainda que será a 6ª vez que o titulo principal vai estar em jogo e, verdade seja dita, o nome do PPV não corresponde à realidade. Este não é um ponto de mudança, pelo menos para quem segura o titulo mundial. Nunca nenhum campeão  perdeu um titulo no Turning Point, ao longo das suas 8 edições. Claro que há uma primeira vez para tudo…

2004 – America’s Most Wanted vs Triple X

Os America’s Most Wanted foram um dos stables mais dominantes na história da TNA. James Storm, Chris Harris e Gail Kim eram habituais detentores dos títulos de tag-team, mas neste combate não eram os títulos que estavam em jogo. Os Triple X fizeram-se representar neste combate por Christopher Daniels e Elix Skipper (faltava Low Ki).O que estava em jogo era o futuro de cada uma desta equipas. O combate realizou-se numa jaula e a estipulação fundamental deste combate era que a equipa que perdesse teria que pôr termo à sua existência e cada atleta deveria seguir o seu caminho. Qualquer que fosse o resultado, uma das equipa iria conhecer o seu fim nesta noite. Os AMW levaram umas algemas para o ringue, que inicialmente lhes causaram problemas, pois Harris foi algemado por Skipper ainda cedo no combate. Storm acabaria por salvar Harris. Os Triple X tentaram a vitória ao roubar o finisher dos AMW – Death Sentence – mas Harris escapa e trepa para o topo da jaula. Skipper sai atrás dele e numa mnobra que ele apelidou de New School, Skipper executa uma espécie de Hurricanrana  do topo da jaula. Vale a pena ver e rever! Já no final, Daniels é algemado às cordas e os AMW roubam o finisher dos Triple X executando o Powerplex e garantindo a vitória. O combate marca o fim dos Triple X na TNA.

2005 – Jeff Jarrett vs Rhino

O combate pelo titulo principal da TNA opôs o campeão Jeff Jarrett a Rhino. Depois de algum tempo no circuito independente, Rhino estreou-se na TNA em 2005. Logo na sua estreia os caminhos de Rhino e Jarrett cruzaram-se. Jarrett foi avisado da estreia de Rhino na TNA e andou a ameaçar vários lutadores que se não o defendessem, seriam despedidos. Mas era tudo um enorme embuste. Após Raven ter derrotado Abyss para reter o titulo principal, Jarrett tentou intimidar Raven, mas foi interrompido por Rhino que acabou por acertar um Gore em Raven revelando-se membro  da stable Planet Jarrett. Rhino iria continuar fiel a Jarrett até receber uma oportunidade de lutar pelo titulo. Jarrett pediu a Rhino para não aceitar e lhe dar esse “title shot”, mas Rhino e recusou e acabaria por se sagrar campeão no Bound For Glory 2005 contra Raven. Na semana seguinte, perderia o titulo para Jarrett e no Turning Point Rhino thinha o seu rematch. O combate foi sangrento e teve momentos bastante hardcore, com as cadeiras a serem usadas bem cedo e vale a pena ver um Gore impressionante aplicado em Jarret através de uma mesa na entrada da arena. A Team Canada (Eric Young e Petey Williams) interferiu no combate para ajudar Jarrett, mas Rhino acabou por levar a melhor (com a ajuda Jackie Gayda pelo caminho). No final, a Team Canada volta a fazer estragos e Jarrett executa o Stroke do topo das cordas para cima de umas cadeiras, retendo o titulo.

2006- Samoa Joe vs Kurt Angle

Samoa Joe chegou à TNA em 2005 e a sua estreia não podia ser mais avassaladora. Joe arrasou a X-division e no inicio de 2006 preparou-se para atacar o titulo principal. Mas um enorme obstáculo colocou-se no seu caminho. Em 2006 Kurt Angle chegava à TNA e cruzou-se com Joe, acabando por o defrontar no Genesis e pondo fim a uma invencibilidade que durava há 18 meses. O Turning Point marcou o rematch e a oportunidade de Joe ter a sua vingança. Este main-event foi marcante numa das rivalidades que mais apaixonou os fãs da TNA e este combate está certamente entre os melhores da história da organização. Em termos de emoção e construção de combate este é um clássico. Angle entrou com tudo e o estilo dos lutadores era muito semelhante pelo que o combate foi sempre equilibrado. Alguns murros de Angle parecem bastante legítimos…A meio do combate começou um festival de manobras de grande impacto com os lutadores a “roubarem” os finishers do adversário. Vale a pena ver Angle a realizar um dive (manobra pouco comum no seu reportório). O público na Impact Zone delirava ao fim de mais 20 minutos de combate, com o árbitro KO e depois de Angle tentar usar uma cadeira em Joe, o Samoan Submission Machine aplica o Rearnaked choque e vinga o fim da sua invencibilidade.

2007- Eric Young, Kevin Nash e Samoa Joe vs The Angle Alliance

Este main-event marca um dos periodos mais negros da história da TNA. Tudo começa quando Angle interfere num combate de Kevin Nash pelo titulo mundial e custa-lhe a vitória. Nash anuncia que ele e Scott Hall iriam defrontar a equipa de Angle (Kurt Angle, AJ Styles e Tomko). Joe entrou no ringue num shot épico, pôs a descoberto os problemas que existiam na TNA. Joe começou por dizer que uma vez que lhe deram o microfone num show ao vivo, ele vai aproveitar. Joe confessou que Hall não apareceu porque não queria saber da TNA, estava apenas interessado no dinheiro (olhando igualmente para Nash) e confessou haver na TNA dois tipos de lutadores: Aqueles que trabalhavam para serem os melhores e agradar os fãs e aqueles que apenas queriam a sua pensão. Joe insultou Hall e chegou a olhar para o público e a dizer a Dixie Carter “Despede-me, eu não me importo”. Finalmente Joe acabou mesmo por anunciar Eric Young como membro da sua equipa. Depois do combate as discussões entre Nash e Joe nos bastidores foram intensas e Dixie Carter acabou mesmo por falar com todo o roster e afirmar que deixaria sair quem não estivesse satisfeito. Low Ki abandonou a empresa nessa altura. O combate foi bastante caótico, mas com qualidade e vale a pena ser revisto, com Joe a garantir a vitória com um muscle buster em Tomko.

http://videohippy.com/video/24809/Turning-Point-2007-Angle-Alliance-vs-Joe-Nash–Young

2008- Sting vs AJ Styles

Este turning point foi construído em torno daquela que provavelmente é a stable com mais sucesso da TNA – os Main Event Mafia. Sting, Kurt Angle, Kevin Nash, Booker T e Scott Steiner formavam este grupo de veteranos, que se juntaram para dominar a TNA, tendo Samoa Joe e AJ Styles como principais alvos. Sting considerava que Styles e Joe não respeitavam os nomes lendários do roster da TNA. Sting era o campeão e AJ Styles procurava recuperar o titulo, missão que parecia difícil com os MEM a proteger Sting. AJ tem alguma dificuldade em assumir as despesas do combate, pois Sting usa as manobras de submissão para parar AJ. Sting erra ao tentar usar as cordas e AJ acerta um spiral tap que merece todo o destaque e começa a ofensiva de Styles que só termina com a interferência de Angle e Booker. Eventualmente, AJ ainda tenta reagir com um pele kick, mas falha e Sting consegue um roll-up mantendo o titulo na posse dos MEM.

http://dailymotion.com/video/x7e5d0
http://dailymotion.com/video/x7e5s5

2009 – Samoe Joe vs Christopher Daniels vs AJ Styles

Sejamos honestos, Este combate realizou-se para os fãs e nada mais que isso. Com o combate entre estes três atletas no Unbreakable em 2005 a ser considerado por muitos (inclusive por mim próprio) como o melhor da história da TNA, 4 anos depois a TNA brinda os fãs com um re-encontro mas pelo titulo mundial. AJ Styles era o campeão e semanas antes do PPV é atacado nos bastidores. Sem saber a identidade de quem tomou tais acções, começa uma escalada de acusações que leva AJ a apontar o dedo a Daniels e a Joe. Os três resolvem pôr tudo em pratos limpos num excelente main-event. Podia-se esperar um combate de qualidade razoável, mas estes três lutadores voltaram a encenar aquele que foi (provavelmente) o combate do ano em 2009. Vale a pena rever, que termina com uma vitória impressionante AJ Styles!

http://dailymotion.com/video/xjvz2l

2010- Jeff Hardy vs Matt Morgan

Um mês antes deste combate, a TNA estava a ser arrasada por uma nova stable – os Immortal. No Bound For Glory, Jeff Hardy revelou fazer parte deste grupo e completou um dos heel turns mais notáveis da história da TNA. Como heel, Hardy teve de lidar com as repercussões que viriam dos seus actos no BFG 2010, entre as quais, Mr. Anderson teria uma palavra a dizer. Hardy acabou por atacar Anderson semanas antes do PPV com uma cadeira e deixou Anderson em péssimo estado (com um golpe profundo na cabeça). Anderson retirou-se de acção algum tempo e Matt Morgan fez um súbito face turn para pedir um combate contra Hardy, substituindo Anderson. O build-up esteve longe de ser brilhante e nunca se duvidou da vitória do Anti-Christ neste combate. Hardy foge ao confronto no inicio do combate, saindo do ringue sempre que possível. Mais tarde, começa a atacar a perna de Morgan tentando evitar um carbon footprint. O momento mais estranho do combate acontece quando Morgan acerta o pin, mas o árbitro interrompe subitamente a contagem…Hardy eventualmente acerta um twist of hate e vence o combate.

http://youtu.be/3x7cT5s8HnE
http://youtu.be/BtYllvEm7kE

2011- Bobby Roode vs AJ Styles

A história deste combate marca o inicio de um reinado marcante de Bobby Roode. Semanas antes do PPV, Bobby Roode conquistou o TNA World Heavyweight Title ao atacar o campeão e ex-parceiro de Tag-team James Storm com uma garrafa, perto do final do combate, assegurando assim o titulo. Roode tornava-se um dos heels mais impressionantes da actualidade e conseguiria defender o titulo uma semana depois, contra um exausto e ferido Storm. AJ Styles tentou trazer alguma justiça, desafiando Roode para um combate. A grande questão era perceber se Styles conseguiria para Roode ou se o reinado do líder da geração egoísta estava para continuar. O combate foi muito intenso e extremamente equilibrado. Vale a pena ver pela acção incrível de dois lutadores com uma capacidade impressionante. Styles esteve várias vezes perto da vitória até preparou um Styles clash, mas Roode reverteu num rol-up e manteve-se campeão.

http://youtu.be/17DG8bGTDwg
http://youtu.be/cNhKkaquUM4

O Turning Point 2012 irá trazer um Ladder Match entre o Campeão Mundial Jeff Hardy e Austin Aries. Ficam as duas perguntas deste Impacto:

Quem irá vencer o main-event do Turning Point 2012?

Qual o melhor main-event da história deste PPV?

Até ao próximo Impacto!

Sobre o Autor

- Colaborador do Wrestling.PT para os conteúdos da Total Nonstop Action!

9 Comentários

  1. danielLP21 - há 4 anos

    Até agora só vi o Main-Event do Turning Point do ano passado (no último Xplosion) e adorei. Neste momento,não posso ver os Main-Events dos outros anos por falta de tempo,por isso não posso dizer qual é o melhor Main-Event entre todos os Turning Point.

    Acho que o vencedor,no próximo Domingo,será o Jeff Hardy.

    • Jorge Rebelo - há 4 anos

      Se só quiseres ver um dos main-event, aconselho o primeiro – AMW vs Triple X. Não quero com isto dizer que é o melhor, mas será um dos mais singulares.

      Já agora refiro que o video do TP 2007 inclui o shoot de Samoa Joe que refiro no artigo.

      • danielLP21 - há 4 anos

        Vi o fim do primeiro Main-Event e a promo do Samoa Joe,mas quando tiver tempo (5ª feira) vou ver,no mínimo,alguns destes combates.

  2. Vinícius Nunes - há 4 anos

    Bom artigo Jorge, e o único porém desse combate é que é muito previsível a vitória de Jeff Hardy, mas essa ladder match promete ser brutal, e os dois devem dar show, principalmente o Jeff que é um especialista nesse tipo de combate.

    • Jorge Rebelo - há 4 anos

      O ladder match é uma especialidade do Hardy, mas há uma expressão inglesa que traduzida literalmente diz “são precisos dois para dançar” e se o Aries mostrar a mesma agressividade e intensidade que mostrou no BFG, o combate promete ser violento.

      • Vinícius Nunes - há 4 anos

        Tem tudo para ser um combate violento e de qualidade muito alta, e depois dessa match o Aires deve sair da rota do título por uns tempos… mas confesso que a match que mais interessa é triple threat match, pois muitas coisas serão definidas nessa match, queria que o AJ vencesse fazendo pin no Roode, mas acho que Storm vai vencer pinando o AJ…

  3. The Charismatic Enigma - há 4 anos

    Quem irá vencer o main-event do Turning Point 2012?
    Jeff Hardy.

    Qual o melhor main-event da história deste PPV?
    2006- Samoa Joe vs Kurt Angle

    Bom artigo Jorge, bem escolhido a história deste PPV e domingo estou firme e forte a assistir.

  4. VinceYESYES - há 4 anos

    Adorei o artigo Jorge, e teres ido buscar os links de todos os main-events deve ter sido uma trabalheira, muito obrigado !

    Quem irá vencer o main-event do Turning Point 2012?
    Jeff Hardy

    Qual o melhor main-event da história deste PPV?
    Samoa Joe vs Kurt Angle, embora também tenha adorado o Samoa Joe vs Daniels vs Aj Styles, o Bobby Roode vs Aj Styles e o primeiro de todos..

    E este domingo lá estarei, espero um grande ppv, o card está notável !

  5. danielLP21 - há 4 anos

    Vi agora o Triple Threat” do Unbreakable 2005… Que combate…

    Aquele “Spiral Tap” e quase todas as moves que eles fizeram foram absolutamente brutais! Que combate épico… Quem me dera que a X-Division ainda fosse assim… Nem eles acreditavam no que tinham acabado de fazer!

    Só espero que um dia o Christopher Daniels ganhe o Título Mundial.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador