Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Long Horn Peep Show #48 – The Last Outlaw

Prólogo (By akujy)

Foi na edição número 19 do Long Horn Peep Show que fiz o meu primeiro comentário neste site. Embora já acompanhasse o espaço e o site há mais tempo, lembro-me que foi nessa edição que me decidi manifestar. Não o fiz da melhor maneira, nem da forma mais educada e lembro-me que acabei por discutir com algumas pessoas. Foi no Long Horn Peep Show que fiz o meu primeiro comentário neste site. O tempo já passou, tudo entretanto mudou e esse comentário originou tantas outras coisas que na altura não poderia imaginar que iriam acontecer. Lembro-me de discutir com o Ricardo e com outra pessoa que eu não conhecia de lado nenhum, mas que questionava as minhas habilidades enquanto escritor. Foi no Long Horn Peep Show que fiz o primeiro comentário neste site…e critiquei o Ricardo pelo que achei que era parcialidade excessiva que o mesmo estava a ter para com Dolph Ziggler. Ainda me lembro das minhas palavras e de como a discussão se espalhou para outros artigos e espaços. Foi nessa semana que tudo começou a mudar na minha vida. Essas mudanças…devo-as a este espaço. Assim sendo, achei por bem fazer a minha homenagem ao Ricardo Silva, nesta edição muito especial do Long Horn Peep Show. Especial porquê? Deixarei que seja o Ricardo a explicar isso e já voltamos a falar.

Long Horn Peep Show # 48 – The Last Outlaw

Cá estamos nós. De regresso ao Long Horn Peep Show! Um regresso para vos comunicar a minha decisão final quanto ao futuro deste espaço. Um regresso para não vos deixar na ignorância. Um regresso para vocês e por vocês. Afinal de contas, o que era feito de qualquer espaço sem fãs?

Os meus peeps foram os responsáveis por tornar algo tão pequeno… Em, pelo menos, alguma coisa. Alguma coisa da qual me orgulho imenso. De tudo, dos momentos bons e dos menos bons. E, por isso, agradeço-vos em forma de uma edição especial: não para vos dizer que as coisas vão ser ainda melhores, não para vos prometer ainda mais empenho e dedicação… Porque isso seria muito complicado. Dei sempre o melhor que tinha para oferecer a cada sexta-feira, por muito que por vezes isso não tenha sido suficiente.

See, I don’t play games. What you see with me is what you get. And I would much rather be hated for what I am,than loved for something that I’m not.

Esta edição especial é para vos dizer que é a edição final do Long Horn Peep Show. Como sabem este espaço ficou em stand-by até ao dia de hoje. A saturação, o cansaço, a rotina e, claro, alguma falta de motivação levaram-me a tomar tal decisão. Estranho por tal ter acontecido apenas semanas depois de ter conquistado a “promoção” ao wrestling.pt? Sim, aos olhos do comum dos mortais. Aos meus olhos, essa promoção foi provavelmente o que me manteve a funcionar durante essas restantes semanas.

Este espaço fica encerrado, porque há um novo projeto no meu horizonte que me vai permitir continuar a escrever, embora sobre um desporto diferente – o que diga-se é um incentivo extra, porque é sobre o desporto-rei. Sobre wrestling só escreverei nesta casa… A não ser que o universowrestling algum dia ressuscite!

Portanto, como devem compreender, escrever para dois sítios ao mesmo tempo, implica muitas horas. Muito trabalho, muita pesquisa e muito acompanhamento de ambos os negócios, que eu não posso oferecer. Não digo que “nunca mais” leiam uma edição do Long Horn Peep Show, porque como diria o outro: “nunca mais” é uma palavra muito definitiva! Digo que um regresso não está planeado… mas nunca se sabe quando vão derrubar a minha diet soda!

“I am different. I walk differently, I act differently, I speak differently. I don’t have a filter between my brain and my mouth. In other words, I tend to piss a lot of people off.”

Termino este espaço e saio pela porta grande. Digo isto, porque sempre fui brutalmente honesto e sempre fiz aquilo que me apeteceu. Sempre disse o que queria dizer. Sempre fui eu. Sou orgulhoso. Tomo bastante orgulho em tudo que faço. E defendo-o até não poder mais. Por vezes tal atitude leva-me a ser mal interpretado, provavelmente até posso ser acusado de alguma falta de humildade, mas não o consigo evitar. E, por isso, peço-vos desculpa se por alguma vez tive atitudes menos corretas: todos erramos e nem mesmo eu sou excepção!

Saio de consciência tranquila comigo mesmo e isso é o melhor que um Homem poder ter: nunca perder a identidade e sentir-se bem consigo próprio. Orgulho-me de ter feito aqui neste mundo, apesar de tudo, alguns “amigos virtuais”. Não preciso de dizer quem, porque eles sabem quem são. Um deles escreve o prólogo e epílogo desta edição e agradeço-lhe as suas enormes palavras que me lisonjeiam: há males que vêm por bem e o teu primeiro comentário foi o exemplo perfeito disso mesmo. Aproveito igualmente para agradecer ao Luís Salvador por, em primeiro lugar, ter permitido que eu tirasse umas semanas para refletir sobre este assunto e, em segundo lugar, por me ter permitido escrever esta última edição. Por fim, fica o agradecimento eterno ao meu menino Kapitas, por ser quem é.

Portanto, agora que as coisas já estão manifestamente claras e tudo ficou esclarecido (qualquer coisa peçam-me o mail ou adicionem-me no Facebook), o que é que eu vou fazer para me despedir em grande? Simples. Como eu não sei quando e se algum dia vou voltar, vou ser “presunçoso” e vou apontar os nomes dos lutadores que vão ser o futuro da WWE e aqueles que têm no chance in hell. Vamos a isso?

Top-stars e Main-Eventers

Daniel Bryan – começando pelo óbvio, o futuro da WWE passa por ter Daniel Bryan como uma das top-stars. Estou convencido que é apenas uma questão de tempo até que tal aconteça, daí a minha tranquilidade com toda a situação atual. E embora admita que não sou um entusiasta pelo goat como a maioria é, respeito e admiro o facto de ele ser um apaixonado por wrestling, ser ambicioso e trabalhador. São lutadores como este que a WWE necessita no topo para voltar a conquistar novas multidões.

Roman Reigns – tem tudo aquilo que a WWE aprecia num wrestler. Tem carisma, tem o look, a altura, o físico, sabe lutar e tem como ponto menos bom as suas mic-skills: que são razoáveis e já mostraram sinais de melhoria. Reigns é o dito “pacote completo” e grita main-eventer.

Antonio Cesaro – o suíço pode não estar a ir para novo, mas ainda tem os melhores anos da sua carreira à frente dele. E depois da WM30, a sua carreira deverá começar a disparar até atingir rivalidades de alto peso. Mesmo que não conquiste o título principal, vai estar no panorama principal da WWE.

Bray Wyatt – o mesmo se aplica a Bray. Não sei qual é o futuro depois da sua inevitável separação da família, mas Bray vai estar no topo. Dúvidas não existem: um combate com um tal John Cena na WM30 é prova de uma aposta séria.

Cody Rhodes – o percurso deste jovem tem sido extraordinário de acompanhar. Um prazer. Uma evolução fantástica. O que ele era e o que ele é agora! Podem dizer que “Cody” não é nome de main-eventer, mas que este miúdo daqui a uns anos vai dar um menino querido dos fãs em larga escala, lá isso vai! Para mim, ele já é o Daniel Bryan da divisão de mid-carders da atualidade e o tempo vai dar-me razão quando prevejo para ele a continuação em maior escala da luta da família Rhodes contra “o sistema” que acaba, felizmente, com o mesmo desfecho: ouro para os Rhodes.

Dolph Ziggler – chamem-me tolo! No meu mundo, tal como a Streak tem um fim, Dolph Ziggler consegue chegar ao topo da WWE. Não digo que seja tão consolidado como irá ser Reigns, mas irá andar regularmente envolvido em rivalidades de grande escala. Prevejo uma grande rivalidade entre ele e Cesaro. Para já, fico contente por ter visto num mero SmackDown um dos meus combates de sonho concretizado: Christian vs Dolph Ziggler. Talvez seja um bom prenúncio do que esteja para a acontecer…

Mid-Carders e Lutadores com futuro

Dean Ambrose – ao contrário de Reigns, Ambrose deverá começar pelo mid-card, embora desde já reitere a convicção que ele tem tudo para chegar mais alto. Porém, para já apenas vejo-o como um lutador com futuro assegurado dentro da WWE. E isso já é muito bom. O resto Ambrose vai conquistar por si mesmo: ele é um mestre desta arte que é o wrestling.

Damien Sandow – não me acredito que a WWE chegue ao ponto ridículo de o dispensar. Esperem só pela noite após a WM30. Ele vai acabar por ficar por lá e espalhar, literalmente, classe e magia por onde passe. Infelizmente, o caminho para o topo está restringido por uma cicatriz gigante que é difícil esquecer.

Titus O’Neil – já me convenceu! Ao contrário de Darren Young, que nem face nem heel gosto dele, Titus é um heel brutal! De certeza que nos próximos anos vai tomar de assalto a divisão de mid-carder.

Fandango – seja a dançar ou não, este é daqueles talentos que não engana. É uma mais-valia para a WWE, que sempre gostou e vai continuar a gostar de ter segmentos teatrais. Com o talento e carisma que tem, é uma garantia que as coisas só podem ficar melhores para Fandango. Mas tudo a seu tempo.

Seth Rollins – não tenho palavras para este jovem. Cativante é dizer pouco. Ele tem tudo o que é preciso para se afirmar ao mais alto nível. Se o irá conseguir? Depende de como lhe corram as coisas depois dos Shield terem terminado. Depende da aposta da WWE no character dele. Porém, Rollins é um fenómeno e, na minha mais humilde opinião, o melhor elemento dos Hounds of Justice.

The Miz – o Miz é bom, mas apenas como heel. A WWE tem sempre um lutador como ele, muito forte ao microfone, portanto é daqueles que convém alimentar: alimenta o “E” de Entretenimento. Vejo-o a continuar na WWE, até porque o próprio Miz aprecia imenso estar envolvido neste negócio e de marcar presença em todos os eventos, mas sem voltar a atingir o topo.

Grandes Lutadores sem futuro

Curtis Axel – não quero estar a agoirar nenhum destes lutadores, mas Axel parece-me ser daqueles lutadores que a WWE simplesmente não vai saber aproveitar. Um dos dois lutadores que escolhi como “Contratações de 2013” pode vir a passar ao lado, literalmente, de uma grande carreira. Ele é extremamente talentoso, tinha tanto potencial para oferecer! Heyman viu talento nele, mas só Heyman não chega. A falta de aposta em Axel leva-me a recear o pior. Não ficaria surpreendido se fosse despedido da WWE já em 2014.

Drew McIntyre – outro. O fantástico chosen one está perdido e já não me acredito em milagres. Este era daqueles que não tenho a menor dúvida como tinha tudo para ser main-eventer. Infelizmente, quem manda não viu o mesmo do que eu e muitos outros. Outro que temo irá ser despedido…

Wade Barrett – sou dos maiores fãs que existe de Barrett. É público. Agora, não me parece que haja ninguém disposto lá na WWE a dar ao inglês aquilo que ele quer… Que é o topo. Como ele foi para a WWE para fazer dinheiro, e só quem chega ao topo é que faz a verdadeira “grana”, se ele tiver o contrato dele a expirar não se admirem que acabe por ir embora. Até porque ele tem condições para ser um atleta de topo noutros sítios.

Lutadores Sem Talento / Flop’s

Ryback – não entendo como ele ainda tem contrato com a WWE, simplesmente não entendo. Maior flop da PG Era! É o pior lutador que lá anda e espero que seja despedido o quanto antes.

Big-E – não vejo nenhum talento nele, a não ser enquanto bodybuilder. Aborrecimento total até parece um elogio. Diziam que o Axel era um Intercontinental Champion aborrecido? Então e o Big-E? Afinal o “E” de Big-E é de Entretenimento, querem ver? Poupem-me.

Xavier Woods – bem que podem tentar, mas ele simplesmente não convence ninguém. Tem um look estranho e uma forma de combater ainda mais estranha. Uma coisa é resultar no NXT, outra é resultar no Raw! Não é, Emma?

Zack Ryder – nem sei para que é que ele ainda lá está. Tem zero possibilidades de ser alguém minimamente respeitável na WWE e francamente, não agarrou a única grande oportunidade que teve. O character dele está completamente ultrapassado e perdeu pontos pela falta de capacidade para se reinventar.

Espero que tenham gostado de ler tanto como eu de escrever esta última edição, espero que partilhem a vossa opinião na caixa de comentários e se não falei de algum lutador que gostassem de ouvir a minha opinião, apontem! Hoje respondo a tudo! Para o fim guardei-vos uma boa notícia ou má consoante a perspetiva: em princípio, apenas se irão livrar do Long Horn Peep Show. A minha pessoa provavelmente continuará por cá, no site! Gostava de ter mais novidades para vos dar, mas eu também ainda não as sei. Assim sendo, estamos conversados meus caros peeps. Obrigado por tudo!

Não digo adeus… Despeço-me com um… Até qualquer dia! E com uma frase de um outlaw que espero que vos motive a nunca desistirem dos vossos objetivos:

No matter how bad life dumps on you, you grab life by the throat and you make it give you what you want!

Epílogo (By akujy)

Foi no Long Horn Peep Show que fiz o meu primeiro comentário neste site. E entrei numa discussão com o Ricardo e com alguém que eu não conhecia, mas que questionava as minhas capacidades enquanto escritor e até pessoa. Esse alguém era o Daniel Leite, hoje meu “parceiro no crime” no Beyond The Mat. Sem esta discussão, provavelmente não existiria Beyond The Mat e eu e o Daniel provavelmente não seríamos grandes amigos. Por isso, quando me perguntarem onde fiz o meu primeiro comentário eu continuarei a responder que foi aqui, neste espaço. Porque é isso que recordo dele, a maneira como ele gerava coisas boas, a maneira como ele falava de wrestling, a maneira como o Ricardo, à sua maneira, ia criando vida através das suas linhas. Nem todos têm esse dom e foi um privilégio poder ler todas as edições do Long Horn Peep Show. E na hora do adeus, achei por bem marcar presença para homenagear este senhor que também se acabou por tornar num grande amigo.

Pensei em qual a melhor maneira de prestar o meu tributo a este espaço e ao seu autor, pensei em que palavras poderia usar para descrever o que tudo isso representava para mim… Percebi que tudo o que ganhei com este espaço é maior do que qualquer linha que eu poderia escrever. E é essa a única homenagem que posso fazer, a de agradecer por toda a vida que foi aqui criada, por todos os sonhos que aqui foram escritos, por toda a magia que se espalhou pelas Sextas durante 48 semanas. Espero que não seja um adeus, espero que seja um até breve e que um dia possamos ver-te a escrever novamente para os teus peeps.

Para todos aqueles que ficam tristes com o final do Long Horn Peep Show, não desesperem, pois nem tudo é mau. O Ricardo continuará a fazer parte desta grande equipa do WPT e por isso não precisamos de dizer adeus. Mesmo já não escrevendo os seus pensamentos às sextas-feiras, continuará a fazer parte desta grande família que é o Wrestling.pt.  Cada vez que falar com ele, hei-de sempre lembrar-me de tudo aquilo que o Long Horn Peep Show me proporcionou. E como nunca realmente te agradeci por isso, achei que a melhor maneira de te homenagear, a melhor maneira de assinalar o teu adeus, seria com um: Muito obrigado!

Sobre o Autor

- Já escrevi no espaço “Long Horn Peep Show”. Atualmente publico notícias, sou moderador do chat e ajudo no que puder o WPT a ficar cada vez melhor.

35 Comentários

  1. José Sousa - há 3 anos

    Eu também agradeço todo o teu trabalho( e mesmo os nosso debates se foram acessos é bom porque tínhamos opiniões diferentes). Mas sinceramente fostes uma presença forte no site, e és porreiro(até porque és de um bom clube diga-se).

    Sobre as tuas previsões concordo sobre os main-eventers. Quando as pessoas derem pelo Cody vai ser quando estiver red hot como está o Bryan agora.

    O Rollins é sinceramente aquele que mais vai surpreender muito boa gente. A WWE já percebeu que pode confiar nele, e ele cresce em termos de promos a cada passo que dá e isso é o que me cativa mais nele.

    Não é um adeus é um Até já Ricardo.

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      José, não podia concordar mais contigo! Logo vindo de ti, que já cá escreves há muito mais tempo do que eu. Muito obrigado e retribuo-te os elogios :)

      Exatamente, tanto o Cody como o Rollins não vão parar de evoluir e isso é que dá gosto de ver, como vimos por exemplo com o nosso menino show off.

      Até já ;)

      PS: “Fostes”, no 1º parágrafo, fizeste me lembrar o JJ xD

      • José Sousa - há 3 anos

        Sorry. Number Three, Luisão is number Three(momento da semana). Talvez a par de todos os ultimatos do Sporting que roçaram a patetice.

        O Ziggler sinceramente desde que veio com o Aaron Paul já noto uma WWE a preocupar-se mais com a sua protecção e defesa. Mesmo nos comentários, ou como perde os combates. Espero que estejam a vir melhores dias para ele.

        O Rollins tem um potencial incrível, mesmo nas promos. Eu tenho reparado nisso, e cada show nota-se mais carisma nele, ou pelo menos a WWE está a deixar passar esse lado dele. Não o deixem cair, porque podem ter uma big surprise.

      • Ricardo Silva - há 3 anos

        Foi mesmo o momento da semana xD Logo atrás foi o “Não sei se devia dizer isto ou não, mas eu falo com o André frequentemente… Ainda ontem falei largos minutos e ele disse-me que vai para o Zenit. Mas não sei se devia ter dito isto!” ahahah o AVB não lhe conta mais nada xD

        Esquece, o Bruno de Carvalho tem o poder de irritar a alma mais calma do mundo…

        Sim, eu quero acreditar que a WWE lhe vai dar uma oportunidade a sério no main-event e se assim for, a não ser que outro azar como uma lesão apareçam, ele vai conseguir afirmar-se lá em cima.

        Tens reparado no mesmo do que eu! A WWE pretende que todos eles se afirmem individualmente… Porque cá para mim, daqui a uns anos, não é de excluir que eles se voltem a unir outra vez. Estilo DX. Um regresso dos Shield. Quando todos eles já forem ex-Campeões mundiais xD Enfim, fantasias minhas!

      • José Sousa - há 3 anos

        Quem me dera. Mas a sério é fácil de ver isso, quando escolheram claramente o Rollins para o primeiro teste break, a WWE mandou uma mensagem: Todos no Shield tem potencial. Não é só o Big Reigns.

        O Reigns somente vai ser o primeiro a ir para esses voos.

      • Ricardo Silva - há 3 anos

        O Reigns é para passar a mensagem do que é “preciso” para subir lá em cima. Como diria o outro, já temos muitos Tyson Kidds….

  2. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Sad but True! “Long Live the “Long horn peep show!”

  3. Malco Canedo - há 3 anos

    Sempre gostei muito de ler o Long Horn Peep Show, eu sentia uma sensação de divertimento, algo que ajudava muito nos meus tediosos fins de semana, eu gostava de ler seus artigos, ainda mais os “The Novelty Act” (principalmente aquele com o John Morrison), gostava de ler alguns de seus rankings, opiniões e coisas do gênero.

    Por isso eu devo dizer: Thank You Man!

    Eu sei que já usei essa imagem no Beyond The Mat, mas dadas as circunstâncias, aqui está.

    http://lh4.ggpht.com/-HlRcSIGZ2-0/TzWm-PQmwwI/AAAAAAAAB1Y/RHV4H3m42es/s740/bravo.gif

    Malco Canedo approves this!!!

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Muito Obrigado pelos teus rasgados elogios :)

      Eu vou continuar por cá, mais discretamente, a fazer das minhas xD

      Até à próxima!

  4. MicaelDuarte - há 3 anos

    Agradeço-te pelo trabalho que fizeste nas 48 edições.

    As tuas linhas sobre o Rollins emocionaram-me xD

    Boa sorte na tua nova “cena” ;)

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      E eu agradeço a tua presença frequente aqui na caixa de comentários :)

      Ahah eu sabia que alguém iria gostar do que ia escrever sobre o Rollins xD

      Obrigado, se quiseres falar comigo tens o meu facetruque, vou dando notícias :)

  5. danielLP21 - há 3 anos

    Não concordo contigo em relação ao Zack Ryder, mas, quanto aos outros nomes, sabes que partilho da tua opinião.

    Fico bastante satisfeito por saber que não vais desaparecer do mapa. Sinceramente, gostava de acompanhar esse teu tal novo projecto, caso seja possível. Não sei aonde e como será, mas gostava.

    Muito obrigado pelos teus artigos fantásticos e boa sorte para o futuro (e para amanhã eheheh).

    PS: “nunca mais” são duas palavras e não uma pá! xD

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      É preciso um milagre para o Zack Ryder render na WWE, não digo que não tenha talento… Digo que flopou quando teve a sua oportunidade – que diga-se teve um final abrupto.

      Claro que vai ser possível e fico contente que queiras acompanhar! Tens o meu facebook, falamos por lá, até porque é uma página de lá.

      Bem precisamos de sorte para amanhã xD Obrigado eu também por teres contribuído com os teus comentários.

      PS: https://www.youtube.com/watch?v=wZyzXprts8w
      Vê isto e já vais perceber xD

      • danielLP21 - há 3 anos

        Ahahah! Desconhecia completamente isto! Muito bom xD

  6. WWE_GN'R_22 - há 3 anos

    Um dos melhores Long Horn Peep Show.Gostei de tudo o que escrevestes e espero que seja um até já do que uma despedida akujy, pois adoro ler os teus artigos, e tu foste a pessoa que me respondeu a um comentário que me fez “sair da caixa” e comecar a comentar o que eu pensava. Espero que continues o tem fantástico trabalho neste site.
    Cumprimentos.

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Não sei se isso foi um engano ou não… Mas eu esclareço.

      O akujy não vai a lado nenhum xD Vai continuar a brilhar e quebrar barreiras no Beyond The Mat, juntamente com o Daniel Leite.

      De qualquer forma, obrigado por comentares :)

    • akujy - há 3 anos

      Como o Ricardo disse, não sou eu que vou embora, espero continuar a chatear toda a gente no BTM, apenas quis fazer parte da despedida do LHPS, numa homenagem ao Ricardo, bem como a este espaço que acabou por influenciar a minha passagem por este site.

  7. Bad News Barrett - há 3 anos

    Espero que estejas enganado ao relação ao Barrett e ao Miz porque se ainda vejo wwe hoje em dia um dos principais motivos é a esperança de os voltar a ver no topo!

    Quanto ao resto adorava ver Ziggler e Cody no main-event tal como tu mas daí a acreditar nisso vai uma longa distancia até porque a wwe nao está nada para ali virada. Destruiram todas as possibilidades de o Ziggler poder brilhar à algum tempo e o que podia ser um grande push ao Cody foi completamente desvalorizado pela wwe daí me manter reticente em relação a estes dois nomes.

    No midcard concordo como tudo mas vejo melhores nomes que o Titus que nao mencionas-te e custa-me a acreditar que o Sandow voltará a ter algum destaque depois da forma como tem sido tratado muito infelizmente.

    O Drew é obvio nao tem futuro apesar do talento mas ainda quero acreditar no Barrett até porque ele tem tudo o que a wwe gosta. O Axel nao o acho um grande lutador. Acho-o a pessoa mais aborrecida na wwe e nao me diz nada se for embora até agradeço.

    Os Flop’s sao obvios. Ryback é horrivel, woods uma especia de kofi sem nada de mais para oferecer, Ryder nem me aquece nem me arrefece e claro Big E podia tornar-se mais interessante se lhe dessem a mesma gimmick do NXT ou quem sabe alguem para o acompanhar mas tb nao vejo nada de mais nele.

    Mas para o futuro claramente que um tal de Alexander Rusev terá uma palavra a dizer até porque ao contrario de Ryback e Big E este nao engana e tem talento de sobra.

  8. akujy - há 3 anos

    Bem, acho que não podia deixar de passar por cá para me “despedir.” Não de ti, porque continuaremos a falar, como sempre, mas sim do LHPS. As sextas-feiras ficam um pouco mais pobres a partir de agora. Desejo-te toda a sorte do mundo nas tuas novas aventuras (as quais começaste muito bem mesmo) e dou-te os meus parabéns por isso. Quanto ao wrestling…esperemos que o LHPS possa um dia reaparecer. Quem sabe? Tudo é possível na vida. Boa despedida de um espaço que vai fazer falta.

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Obrigado por mesmo assim ainda vires comentar. Obrigado pelos teus elogios tanto aqui como já quanto ao meu novo projeto. E obrigado por tudo! :)

      Sim, a vida dá muitas voltas. Mas se algum dia o LHPS voltar, é para voltar durante muito, muito tempo.

      O teu espaço, e do Daniel, é pelo menos tão bom como o meu. Qualidade não falta por estes lados ;)

  9. Ricardo Silva - há 3 anos

    Que nomes vês no mid-card melhores que o Titus, para além dos que eu apontei? Diz praí, o debate é saudável e eu gosto :)

    De qualquer forma, obrigado pela tua análise ao meu artigo. Gostas do Barrett, logo és porreiro xD

    Até à próxima!

  10. JoãoRkNO - há 3 anos

    Só tenho uma coisa a dizer. Desejo-te tudo do bom e do melhor nos teus novos projetos, que sejas bem sucedido, e nós cá estaremos á espera de um possível, ou não, regresso do LHPS. Um grande abraço.

  11. Miguel Carlos - há 3 anos

    É uma pena que acabe assim. Tu, Ricardo, és um grande escritor e tens um sabes muito bem dar a tua opinião sobre wrestling. Obrigado por tudo :) :)

    Titus como Mid-carder?! Meh…

    Não percebi bem de que clube és? Eu cá sou do Porto.

    Por fim, desafio-te a escreveres um artigo na semana em que o CM Punk voltar (se é que isso vai acontecer).

    PS: tenho de ver se faço uma crítica sobre excessiva parcialidade num artigo deste site, para ver se acabo por fazer prólogos e epílogos e partilhar artigos com outros.

    • Ricardo Silva - há 3 anos

      Muito Obrigado Miguel. Não te preocupes que sempre que quiseres podes me ouvir, que eu vou continuar por cá :)

      O meu advogado aconselhou-me a não responder a essa pergunta num comentário considerando a minha atividade xD

      Olha bom desafio… Quem sabe se eu não faço uma parceria com outro espaço! Mas um artigo solto por aqui no LHPS, não me parece que vá acontecer meu caro! Mas obrigado na mesma pela ideia.

      PS: O akujy não foi pelo comentário que teve um lugar no wpt, nem muito menos por isso que fez o prólogo e epílogo. O akujy conquistou o seu lugar na equipa e o seu espaço, em conjunto com o Daniel Leite, pelo talento que tem. É um grande escritor e tem muito mais experiência, conhecimento e anos de wrestling do que eu. O comentário dele, embora negativo, foi curiosamente o início da nossa amizade. Nada mais do que isso :)

    • danielLP21 - há 3 anos

      Vou-me armar em JJ e dizer: eu falo com o Ricardo frequentemente, e ele disse-me que o clube dele é o FCP.

      • Miguel Carlos - há 3 anos

        Ricardo: eu sei que o akujy ganhou o seu lugar no WPT por ser um grande e um escritor e um indivíduo tão polémico (atrevo-me a dizer tão polémico como o Vince Russo, mas numa versão mais inteligente), estava só a brincar, até porque a escrita do akujy é muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito melhor que a minha.

        Daniel: não te armes em JJ que ele é patético. E prepara-te para apanhares o Porto na Liga Europa.

      • akujy - há 3 anos

        O Porto na Liga Europa? Isso é o que vamos ver!!!!

      • Ricardo Silva - há 3 anos

        Quinta feira a gente fala melhor xD

      • akujy - há 3 anos

        Indeed. Esperemos que o Nápoles mostre como se joga à bola! xD

      • Ricardo Silva - há 3 anos

        Anti-patriota do caraças xD

      • akujy - há 3 anos

        Nada tem a ver com pátria. Mas sabes lá se não nasci em itália. xD

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador