Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Onde Andas Tu? #16 – Stevie Richards

Há frases bastante comuns quando estamos no nosso trabalho.”Tens que ser polivalente”, “Tens que ser versátil e criativo”, e muitas mais. Expressões que vem das chefias, talvez para motivar ou mesmo só por implicância. Claro que fazemos o nosso papel, se assim estivermos focados em o fazer, mas é algo que não nos garante o sucesso, mesmo realizando o que nos é pedido, deixando o nosso esforço em vão.

Começo assim esta edição numero dezasseis do Onde Andas Tu? Porque a personagem principal, na minha opinião, representa este parágrafo inicial, onde por vezes a versatilidade, não garante sucesso, apesar de Stevie Richards, (sim, é esse o nome, porque já devem de ter lido o titulo), mostrou trabalho, dedicação e todo o talento, para não “ser mais um”, infelizmente, para Richards, o Hall Of Fame não será uma realidade…

http://youtu.be/d5oqZSXPlrg

Michael Stephen Manna, natural de Philadelphia, nasceu a 9 de Outubro 1971 e, depois de ter ingressado numa escola de wrestling, teve a sua grande oportunidade aos 21 anos, estreando-se na promoção do Este, chamada Extreme Championship Wrestling.

Depois da sua estreia em 1992, o jovem Stevie, foi “colocado” ao lado de um wrestler, onde ele seria a sombra durante um bom período de tempo. Raven seria o chefe, e Stevie o seu lacaio, muitas vezes, ou quase sempre, Raven humilhava Stevie, fazendo-lhe um reality check, para ele saber, que quem liderava era ele, mesmo assim tornaram-se ECW World Tag Team Champions, derrotando-o os Public Enemie. Richards tinha uma postura irreverente e um bocado lunático, algo que fica bem presente neste vídeo:

Richards e Raven nos tempos da ECW

http://youtu.be/CqAN1aJNb_A

Em 1997 fez parte da stable Blue World Order, uma versão cómica dos New World Order. Uma paródia engraçada, mas em nada acrescentou ao currículo de Richards. Sendo um dos ECW Originals, Stevie teve uma oportunidade de entrar na rota do ECW Title, onde podia se tornar pela primeira vez campeão, ao longo dos cinco anos que representou a companhia.Os adversários eram Sandman e o lendário Terry Funk, mas foi derrotado, o pior foi uma lesão contraída no pescoço, que levou-o a ter enumeras cirurgias para corrigir essa lesão, que ainda o apoquenta atualmente. A sua voz ficou alterada, pois para efetuarem a operação, tiveram que “romper” uma serie de cordas vocais, para depois colocarem um implante. Podem conferir o vídeo, dessa lesão, e testemunhar, o embate brutal que sofreu Stevie.

Sandman, Terry Funk e Richards no combate onde este ultimo se lesionou

http://youtu.be/1tavsHK4s5k

Essa maleita foi difícil de corrigir, mesmo assim, Richards seguiu o caminho do seu antigo Boss-Raven, ingressando na World Championship Wrestling em 1997, para fazer parte da recém-formada stable The Flock, liderada pelo seu companheiro de equipa nos tempos da ECW. Mais uma vez, Richards foi relegado por Raven, humilhando-o, algo que aconteceu nos tempos da ECW. Infelizmente para Richards, nos exames médicos comuns feitos aos wrestlers, ele chumbou, tendo o seu contrato extinto. Teve alguns combates durante o seu percurso, contra estrelas já consolidadas na companhia, como Randy Savage ou Diamond Dallas Page, mas o embate mais marcante, foi contra o seu antigo Boss-Raven, no PPV Clash Of The Champions.

Richards seguiu os passos do seu chefe da ECW, seguindo para WCW

Como referi anteriormente, Richards era versátil, e apesar da passagem na ECW e WCW não mostrar essa qualidade, foi na World Wrestling Federation que esse adjetivo foi mais evidente. Após ter assinado um contracto em 1999, cedo a versatilidade começou a ser evidente. Lembram-se de Eugene? (ora ai esta uma sugestão para a votação de hoje), ou de Charlie Haas? Decerto que se lembram, mas devem recordar-se quando estes dois últimos imitavam, ex. lutadores ou mesmo lutadores do actual roster, fazendo uma caricatura física deles. Richards teve esse papel em 1999, fazendo imitações de Dude Love, ou os Acolyte, entre outros, sempre com um conteúdo cómico.

Richards aplicando uma manobra em cima das cordas, interpretando a personagem de Dude Love

http://youtu.be/AUenpjNpN14

Seria no ano seguinte, que Richards teria o maior destaque na sua carreira e na WWF, quando foi o líder da stable Right To Censor, que tinha como missão, ser uma espécie de censura aos lutadores que usavam linguagem ofensiva, ou mesmo, atitudes obscenas. Um grupo, que tinha também os membros, Ivory, The Goodfather (O seu nome foi alterado devido a sua conversão ao grupo), Val Venis e Bull Buchanan. Com uma atitude Heel, esteve inserido em segmentos brutais, um deles com Bad Ass Undertaker.

Com um arsenal de manobras invejável, este 21 vezes campeão de Hardcore, mas com reinados curtíssimos de poucos dias, pois o titulo era defendido em 2002 constantemente, devido a regra 24/7, onde variadíssimos wrestlers ganharam o trofeu, mas com reinados de apenas 1 ou 2 dias.

http://youtu.be/r3lYIsT1D50

Todos os membros dos RTC, liderada por Richards

http://youtu.be/oVVjYsn9sGc

O destaque da RTC, esfumou-se e também a spotlight para Stevie Richards, andando até 2004 nos shows secundários da WWF como o Sunday Night Heat ou o Velocity, em histórias sem relevância, uma delas com Victoria, e para piorar a situação, em 2005, num combate, no Monday Night RAW contra o recém-chegado Chris Masters, lutador esse que estava a dar os primeiros passos na WWE, lesionou-se, após Masters ter acertado com uma manobra brutal na face, partindo-lhe o nariz.

Combate entre Chris Masters e Stevie Richards, onde Masters teve um botch partindo o nariz a Richards

http://dailymotion.com/video/x37czb

Após a criação da ECW como uma brand da WWE, Richards teve lugar no roster da mesma, mas com pouco sucesso e destaque, tendo vencido pouquíssimos combates, tendo um, em particular com bastante qualidade, onde o seu adversário foi CM Punk. Ainda participou no Pré Show da Wrestlemania 24 num Batle Royal, mas em 2008 foi libertado pela WWE.

Um dos vários combates que Richards teve contra Punk

http://youtu.be/CM9xERvQzDM

Em 2009, a sua carreira seguiu para a Total Non Stop Wrestling, onde mais uma vez a versatilidade foi evidente. Stevie, ou melhor Doutor Steve, esteve ao lado de Monster Abyss, como terapeuta, mas a sua face nunca era mostrada. O posicionamento da câmara nunca permitia ver a face dele, algo que só foi desvendado posteriormente, no PPV Lockdown. As secções de terapia começaram a ser abusivas por parte de Dr. Steve, onde Abyss era testado ao limite, muitas vezes com o uso de choques elétricos, algo que viria a ser o mote para a rivalidade entre eles. Abyss viu no seu terapeuta um adversário, e assim a rivalidade deles começou, culminado num combate tremendo, onde Abyss derrotou o seu antigo terapeuta, com a mesma forma que ele o tratou…com terapia de choque… Mais tarde foi adicionado a esta rivalidade Raven e, também Mick Foley, o que levou a ser uma das principais feud´s da TNA.

Richards como Dr Steve na TNA

http://youtu.be/ttET6sPDWtI
http://youtu.be/HMmefOjbBOA

Os anos na TNA foram de bonança para Stevie, que voltou outra vez a sua personagem original dos tempos da ECW, e esteve envolvido numa rivalidade entre stable’s. Uma armada de originais da ECW foram adicionados ao roster da TNA, onde se auto-nomeavam como Extreme Version Two (E.V2), onde se incluía- Tommy Dreamer, Raven, Mick Foley, Sabu, Rob Van Dam e o próprio Richards, e alguns antigos membros da ECW. Eles invadiram o roster da TNA e desafiaram a equipa liderada por Ric Flair, os Fortune, onde ambos os grupos se enfrentaram no PPV Lockdown, num Lethal Lockdown Match. Em 2011, Richards abandonou a TNA.

http://youtu.be/ls5JCkIeNNw
http://youtu.be/l8TO0B5Ok-o

Onde Andas Tu?

Richards após vencer o Extreme Rising World Title em 2012

Como ponderam constatar, Richards sempre foi um lutador versátil e muito competente no que fazia. Antes de ter ingressado na TNA em 2009, participou em algumas promoções independentes, mas desconhecidas, algumas sediadas no estado da Florida. Atualmente com 42 anos de idade, e com uma carreira de 23 anos, continua a lutar nos circuitos independentes, mas enganem-se, se pensam, que ele anda arrastar-se dentro dos ringues underground. Com uma forma física invejável, Richards é instrutor de DDP Ioga, e também o apresentador do show T4 show, onde fala da tecnologia de hoje e do futuro. Richards continua a combater, mais precisamente na Extreme Rising, uma promoção fundada em 2012, por algumas personalidades, uma delas Shane Douglas. Richards é o atual campeão, defendendo com sucesso o seu cinturão por 5 vezes, uma delas contra Rhyno e Raven. Uma promoção que tem muitas dificuldades em conseguir fazer shows e, esteve bastante tempo sem apresentar o seu produto, mas que pensa em retornar em 2014.

Encontro de bastidores entre Richards e Raven, logo após Richards ter vencido o Extreme Rising Title

http://youtu.be/unXNh3Qb8pQ

Temos aqui um caso de sucesso de vida pessoal mas, com pouco a nível profissional, mas o que será melhor? Deixo esta questão para debate, e claro a votação: Ultimate Warrior ou Eugene.

Sejam felizes!

Sobre o Autor

- Autor da rubrica Vintage e escritor de algumas edições do Onde Andas Tu?, e play by play do PSN. Nascido a 7 de Dezembro de 1981, pertenço a uma geração onde os videojogos estavam a começar a desbravar barreiras inacreditáveis, onde 16 bits era uma loucura.Aficionado fervoroso de Wrestling e do glorioso Benfica.Orgulhoso por fazer parte de uma equipa talentosa, como o Wrestling PT.Segue-me no twitter e Facebook - ansnicola@iol.pt e canal Youtube,Daylimotion e sapo videos!

35 Comentários

  1. José Sousa - há 3 anos

    Excelente revisão da carreira deste talento wrestler André, eu adorava o Stevie Richards. Aconselho mesmo a verem as performances na TNA ao lado do Abyss, muito bom.

    Votação para a próxima semana: Eugene

  2. simba - há 3 anos

    grande artigo e grande lutador pena nao ter obtido o destaque que merecia.
    voto no Eugene

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Obrigado.Concordo, ele merecia muito mais, mas devido a ser um worker, que deu tudo, mas parece que as vezes não chega.

  3. mandathai - há 3 anos

    Muito bom este artigo. O dos meus lutadores preferidos de sempre. A BWO era o rir. Foi bom recordar. Para o próximo escolho o Eugene.

  4. RuiFerreira222 - há 3 anos

    Eugene.

  5. akujy - há 3 anos

    Epá, mais um bom artigo, ainda para mais sobre um lutador que gosto bastante, como é o caso do Stevie. Só gostava de saber pq é q em todos os artigos chamas a TNA de “Total NonStop Wrestling.” O “Action” fica esquecido, é? xD Eu voto no Eugene.

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Tens razão meu caro.Tento dizer por extenso a sigla da TNA, para mais tarde usar só a sigla e, o Action normalmente falha…bem referido, para próxima não não esqueço! ;)

      Deu-me muito gosto fazer este artigo, foi sem duvida o melhor Onde Andas Tu que fiz, na minha opinião.

      • akujy - há 3 anos

        Ah, ah. Eu por acaso achei piada, mas nãi foi por aí que o artigo perdeu qualidade, nem nada que se lhe pareça. Concordo contigo, penso que este foi o melhor “Onde Andas Tu” que já fizeste, o que significa que a qualidade tem vindo sempre a subir. Ou seja, um bom presságio para o futuro. Keep up the good work.

  6. Bruno - há 3 anos

    Ultimate Warrior pq ele é LENDA, esse tal de eugene é um MERDA

  7. Onokonoko - há 3 anos

    Eugene

  8. danielLP21 - há 3 anos

    Também faço parte do grupo que sempre gostou do Stevie Richards. Em 1999, naquela fase em que ele andava a imitar outros lutadores, adorei vê-lo vestido como Chris Jericho. Foi brutal xD

    Lembro-me perfeitamente de quando ele partiu o nariz num combate com o Chris Masters em 2005. Nunca achei essa “Masterpiece” grande coisa, mas pronto…

    Para a semana, gostaria que fizesses um artigo sobre o Eugene. Excelente trabalho André.

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Obrigado Daniel, e parece que o Grande Eugene esta a dar uma “coça” ao proximo Hall of Fame Ultimate Warrior XD!

  9. wwe champion nj - há 3 anos

    Eugene

  10. Eugen3 - há 3 anos

    Ultimate Warrior… ahh quer dizer, Eugene xD

  11. Miguel Costa - há 3 anos

    Eugene

  12. JoãoRkNO - há 3 anos

    Mais um excelente trabalho. Este Sir era sem dúvida bastante perfeccionista naquilo que fazia, grandes performances ao lado do Abyss. O meu voto vai para Eugene.

  13. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Até agora:

    Eugene: 16 votos

    Warrior: 0 XD

  14. Franciscoxb - há 3 anos

    Exelente artigo

    Escolho o Eugene por ser dos mais bizarros de sempre

  15. RuiFerreira222 - há 3 anos

    Enganas-te André. Está 15-1, graças ao senhor Bruno…

  16. ronai - há 3 anos

    eugene, gostaria de saber o que aconteceu com ele…

  17. HILDO - há 3 anos

    Meu voto, Eugene

  18. YO - há 3 anos

    Só pra variar um pouco,Eugene xD

  19. don_ricardo_corlone - há 3 anos

    Isto é parvo, mas tem a explicação de que eu, pela falta de tempo, não andar atento às Indies e à ROH, e como não me lembrava bem do nome deste, sempre que falavam do Davey Richards, era no Steven Richards que eu pensava. E demorei a perceber que não era ele. XD
    Gostei do plano, pela segunda vez colocas o Ultimate Warrior em votação e desta vez, pensando que a vitória era garantida, metes o Eugene como adeversário, provavelmente a pensar em quem ia votar nele. E estou-me a divertir com o que está a acontecer. XD Deixa lá, também estou espantado. Para a próxima fica em votação o Ultimate Warrior e o Brian James Hellwig. XD
    O meu voto vai para Ultimate Warrior.

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      LOL estiveste perfeito no teu comentário. O propósito foi esse mas parece que deu errado XD

  20. Apenas 175 - há 3 anos

    Mais um exelente artigo.
    voto para esta semana: Eugene

  21. The Icon Sting - há 3 anos

    Primeira fota ele ta a cara do Edge.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador