Onde Andas Tu? #40 – Shelton Benjamin

Há atletas que simplesmente nasceram para brilhar no ringue. Podem não ser os melhores talkers ou entertainers, mas conseguem diferenciar-se pelo seu atleticismo e exemplo melhor que temos é o atleta do artigo de hoje: Shelton Benjamin.

Shelton James Benjamin, nascido há 39 anos começou desde cedo o seu percurso no Wrestling. Primeiro numa fase amadora nos  tempos de liceu onde, a partir do 10º ano atingiu um record de 122 vitórias com apenas dez derrotas e conquistou o título de campeão de pesos-pesados do estado da Carolina do Sul por duas vezes em 1993 e 1994. Os seus feitos impressionantes continuaram até à idade adulta quando ingressou na Universidade de Minnesota e alastrou o seu currículo ao ser por duas vezes All-American Wrestler. Após a sua graduação passou a treinar com outros talentos da faculdade como por exemplo, Brock Lesnar.

Os dois desenvolveriam uma ligação tão forte que quando Brock Lesnar conseguiu um contracto com a WWE, uma das suas condições para entrar na empresa era que Benjamin também fosse contratado. Lesnar assim o pediu e assim o teve ambos entraram e foram direccionados para a OVW. Por lá fariam equipa – os Minnesota Stretching Crew – e ganhariam os OVW Southern Tag Team Titles em três ocasiões. Após a subida de Lesnar ao Main Roster, Benjamin juntou forças com Redd Dogg para ganhar uma última vez os títulos antes de ele próprio estrear-se em outras lides.

Ainda antes do seu debut oficial começou a aparecer em dark-matches, sempre como face como é o caso deste combate, a Junho de 2002 contra John Cena (na altura The Prototype):

Shelton Benjamin vs The Prototype (John Cena)

https://www.youtube.com/watch?v=R86Bl0QQEcA

A 26 de Dezembro dá-se o seu esperado debut, estreando-se na brand azul com mais um partner: Charlie Haas. Introduzidos por Paul Heyman, aliaram-se à equipa de Kurt Angle que na altura era campeão da WWE.

Debut de Benjamin

http://www.dailymotion.com/video/x2hlb9_benjamin-hass-debut-in-the-wwe_sport

A dupla rapidamente entrou em feud com Chris Benoit e Edge derrotando-os a Janeiro de 2003 e tornando-se nos principais candidatos aos títulos de Tag Team da Smackdown. Na semana seguinte ganhariam os primeiros títulos como equipa vencendo os Los Guerreros.

http://www.dailymotion.com/video/xxbavj_eddie-chavo-guerrero-vs-charlie-haas-shelton-benjamin-smackdown-2-6-2003_sport

Após a separação da equipa com Angle e da perda dos títulos, intitulariam-se the World’s Greatest Tag Team e voltariam à captura dos mesmos que agora estavam na posse de Eddie Guerrero e Taijiri. Após esta segunda conquista defenderiam com sucesso os títulos contra equipas como por exemplos os APA ou Rey Mysterio e Bily Kidman, antes de perderem para uns retornados Los Guerreros a 18 de Setembro.

Vengeance 2003 – The World’s Greatest Team vs Rey Mysterio e Billy Kidman

http://www.dailymotion.com/video/xisj9n_vengeance-2003-rey-mysterio-and-billy-kidman-vs-shelton-benjamin-and-charlie-haas_sport

Sem sucesso numa terceira conquista dos títulos durante o resto de 2003, já em 2004 a equipa começaria uma nova feud contra os APA e onde se envolveram também a equipa de Scotty too Hotty e Rikishi como também os Basham Brothers. O culminar deu-se na Wrestlemania XX numa fatal four way pelos títulos de Tag team que não sairam das mãos de Hotty e Rikishi.

A 22 de Março de 2004, os WGTT chegariam ao fim com o draft de Benjamin para a RAW. A WWE parecia focada em apostar na jovem estrela, mas desta vez a solo. Prova disso foram os seus três combates contra Triple H, dos quais Shelton saiu vitorioso em todos.

Shelton Benjamin vs Triple H: http://youtu.be/iRJvfpAY2co

O próximo passo seria o título Intercontinental e a sua primeira tentativa foi contra outro membro dos Evolution, Randy Orton no PPV Bad Blood. Contudo o sucesso veio meses depois no Taboo Tuesday quando derrotou Chris Jericho.

Benjamin vs Chris Jericho: http://www.dailymotion.com/video/x1orel_taboo-tuesday-2004-chris-jericho-vs_news

O seu primeiro reinado singular durou oito meses (sendo na altura um dos reinados mais longos) perdendo o título só em 2005 para Carlito.

Durante o seu reinado, Benjamin já era o sinónimo de um midcarder sólido e já roubava o show com combates muito bons. Um exemplo desses casos foi o seu combate contra Shawn Michaels:

http://youtu.be/SMKxYoFzAjg

Após a perda do título Intercontinental, Benjamin entrou numa onda de derrotas o que levou à introdução de uma nova personagem a acompanhá-lo: a sua “Momma” (personagem interpretada por Thea Vidale). Isto levaria ao seu heel turn e com a ajuda da sua mãe, Benjamin conquistaria pela segunda vez o título Intercontinental, já no ano de 2006 contra Ric Flair.  Após este triunfo, felizmente Shelton voltou a caminhar sozinho para o ringue. Após ter participado na segunda edição do combate Money in the Bank na Wrestlemani XXII, Benjamin começaria uma nova rivalidade que envolveria vários wrestlers em diversas fases. Numa primeira, contra RVD (vencedor do Money in the Bank) onde Benjamin reclamava pelo contracto que estava na posse de RVD. Isto levou a um combate entre os dois pelo título Intercontinental de Benjamin e pelo contracto de Van Dam com a estipulação em que o vencedor ficaria com tudo. O embate deu-se no Backlash com RVD a sagrar-se campeão Intercontinental e a manter a oportunidade de lutar pelo título da WWE que naquela altura pertencia a John Cena. Posteriormente numa segunda fase envolvendo Triphe H e Chris Masters, Benjamin reconquistou o título Intercontinental pela terceira vez num Tornado Tag Team match que opõs a equipa de Benjamin, Triple H e Chris Masters contra Van Dam e John Cena e com os títulos da WWE e Intercontinental em jogo. Ambos os títulos poderiam ser ganhos por qualquer pessoa que fizesse o pin no actual campeão. Isto deu a oportunidade a Benjamin de sagrar-se pela terceira vez como campeão. No Vengeance do mesmo ano perderia para Johnny Nitro num combate envolvendo ainda Carlito.

Vengeance 2006

http://www.dailymotion.com/video/xyalx0_shelton-benjamin-vs-carlito-vs-johnny-nitro_sport

Infelizmente após esta perda Benjamin andou um pouco perdido, reunindo-se até com o seu antigo companheiro de equipa Haas, mas longe dos bons tempos que passaram na Smackdown.

Em Novembro de 2007, Benjamin estreia-se na ECW com um novo visual e gimmick, apelidando-se de The Gold Standart. Aqui começa a ter mais tempo de antena, mas sem nunca chegar ao título principal da brand. Já em 2008, na Smackdown qualificaria-se mais uma vez para o Money in the Bank na Wrestlemania XXIV, vencido por CM Punk. Vale a pena recordar a performance de Benjamin e de todos os outros intervenientes:

http://www.dailymotion.com/video/x4yxjc_money-in-the-bank-wrestlemania-xxiv_sport

Integrante novamente na brand azul da WWE, por lá conseguiu conquistar o título dos Estados Unidos, pertencente a Matt Hardy no The Great American Bash:

http://www.dailymotion.com/video/x67qqm_great-american-bash-2008-matt-hardy_sport

Este reinado a solo manteria-se por 243 dias até ser vencido por MPV a Março de 2009, no episódio número 500 da Smackdown. Mais uma vez nesse ano Shelton qualificaria-se para o Money in the Bank mas mais uma vez falharia em ganhar a mala.

Em Junho de 2009 volta para a ECW e continua o seu percurso cada vez mais baixo, mas mantendo sempre um bom nível em termos de performances. Começa uma feud com Sheamus onde trocaram vitórias um sobre o outro em combates pela ECW e pelo Superstars e onde Benjamin tornou-se novamente face.

O último combate decente seria a Dezembro do mesmo ano, no primeiro PPV TLC contra Christian pelo título da ECW, num ladder match:

https://www.youtube.com/watch?v=Xvc3VhQZa-8

A partir daqui foi sempre a descer com destaque apenas nos combates do Money in the Bank. Shelton saíria da empresa a 22 de Abril de 2010, terminando a sua carreira na WWE sem nunca atingir todo o potencial que tinha.

Após a saída, Benjamin – juntamente com Charlie Haas – ingressou na Ring of Honor a Setembro de 2010. Ambos a quererem provar que ainda tinham bastante para dar, envolveram-se com algumas das tag-teams mais memoráveis da ROH como por exemplo os The Kings of Wrestling (Cesaro e Chris Hero) e os Briscoe Brothers. A sua jornada até à conquista dos ROH Wolrd Tag Team Titles seria longa e terminaria no dia 1 de Abril de 2011 quando derrotaram os The King of Wrestling. A 26 de Junho defenderam com sucesso numa four way contra as duas equipas já mencionadas e os All Night Express. A 23 de Dezembro perderiam os títulos e virariam heels e só em Maio de 2012 é que voltariam a ter os títulos à volta da cintura mas desta vez o reinado seria curto e em Junho eram derrotados por Kenny King e Rhett Titus. Abaixo ficam alguns segmentos que marcaram este último parágrafo.

Anúncio do debut na ROH

https://www.youtube.com/watch?v=fSQNII94fKY

Charlie Haas & Shelton Benjamin vs. Kings of Wrestling:

https://www.youtube.com/watch?v=y0lnMF_2hPI

Charlie Haas and Shelton Benjamin vs The Briscoes:

https://www.youtube.com/watch?v=2Zt-HYOGdU8

Depois de ser suspenso (kayfabe) da ROH, regressou à companhia a 16 de Dezembro e no dia a seguir foi dispensado pela Ring of Honor.

Voltando a 2010, em Outubro desse ano a WWE aprovou a aparição de Daniel Bryan num evento promovido pela Northeast Wrestling, sendo este um dos últimos combates antes de Bryan retirar-se definitivamente das indys. Ironicamente como adversário teria Benjamin que tinha saído da empresa meses antes.

Daniel Bryan vs Shelton Benjamin

Parte 1: https://www.youtube.com/watch?v=h3YoDovCbkQ
Parte 2: https://www.youtube.com/watch?v=GYGCg-TXaMo

Ainda em 2010 vale a pena mencionar a sua passagem pela World Wrestling Council e o seu combate contra Carlito pelo WCC Universal Title:

https://www.youtube.com/watch?v=kawoMn08nT8#t=18

Desde 2012 e até aos dias de hoje, Benjamin anda pela New Japan Pro Wrestling, estreando-se a Janeiro de 2012 num combate de tag-team com MVP contra Masato Tanaka e Yujiro Takahashi com Benjamin a assegurar a vitória por pin.

http://www.dailymotion.com/video/xrzqek_njpw-mvp-shelton-benjamin-vs-masato-tanaka-yujiro-takahashi-1-4-12_sport

A próxima aparição deu-se sete meses depois quando a NJPW anunciou Benjamin como um dos participantes na edição de 2012 do G1 Climax Tournament. Neste torneio, Benjamin acabaria por ganhar quatro dos oito combates, falhando as finais do mesmo. Após mais alguns combates de tag-team com MVP, prosseguiu individualmente numa feud com Masato Tanaka, desafiando-o pelo título NEVER Openwight Championship mas sem conseguir alcançar o ouro.

Regressou a 20 de Abril de 2013 e juntou-se em parceria com  Suzukigun mudando o seu ringname para Shelton X Benjamin. As suas próximas feuds seriam sempre pelo IWGP Intercontinental Championship pertencente a Shinsuke Nakamura sendo sempre derrotado

Benjamin vs Nakamura:

http://www.dailymotion.com/video/x15f1t8_shinsuke-nakamura-c-vs-shelton-benjamin-njpw_sport

http://www.dailymotion.com/video/x136tbz_shinsuke-nakamura-vs-shelton-benjamin-njpw_sport

Ocasionalmente participou em outros torneios da companhia como o Word Tag League ou o 2014 New Japan Cup, somando várias vitórias e derrotas nunca chegando às finais. Mais recentemente de 21 de Julho a 8 de Agosto, particiou na edição deste ano do G1 Climax acabando no quinto lugar com cinco vitórias e cinco derrotas.

Aos 39 anos ainda consegue ter um bom desempenho dentro do ringue e mais importante mantem-se relevante dentro deste meio marcando presença em vários bookings. Será sempre recordado pelos belos spots nos combates Money in the Bank e por ser mais um dos talentos que a WWE desperdicou e não soube elevar.

E vocês, que opinião têm sobre o Gold Standart? Deixem os vossos comentários e candidatos à próxima edição.

 

Sobre o Autor

- Escritora do artigo "Onde andas tu?" Fã de Wrestling desde 2005.

18 Comentários

  1. Hildo - há 2 anos

    Bom artigo, Mafi!

    Pelo que li, ele só não atingiu outros níveis na WWE por que estava satisfeito com sua atual posição, não sei até que ponto é verdade, mas ele seria um grande campeão WHC.

    • Mafi - há 2 anos

      Obrigada :)

      Pois tmb li algo assim, pronto há pessoas assim que se contentam com pouco :/ ele podia ter ido mais longe.

  2. Retribution - há 2 anos

    Bom Artigo e brigado por trazeres o The Gold Standart não sabia que ele este no ROH e no NJPW . Continua com o teu otimo trabalho

  3. fabio junior - há 2 anos

    podias falar sobre o jonh morrison, é mais para saber o que tem feito desde que saiu da wwe

  4. CMelo01 - há 2 anos

    Grande trabalho, Mafi! Obrigado por me teres feito a vontade xD
    Ora bem, Shelton… acho que era um tipo cheio de talento, que a WWE não aproveitou da maneira mais eficiente. Cada vez que me lembro dos pulos que ele mandava para o canto do ringue….
    Para a próxima edição, o meu voto vai para o senhor Chris Masters, que não tenho ouvido falar muito dele.
    Continuação do bom trabalho

    • Mafi - há 2 anos

      De nada, obrigada eu pelo comentário :)

      Concordo em absoluto.

      Ah! essa estátua ambulante, também tenho curiosidade para ver onde anda apesar de ter lido há uns tempos que tinha-se retirado dos ringues, não sei se é verdade.

  5. Rui Rocha - há 2 anos

    Para mim, um main eventer que a wwe não soube aproveitar, alem de ser carismatico e exelente no ring

    • Mafi - há 2 anos

      Sim, acho que o único ponto fraco dele eram as mic-skills que não eram más mas também não eram nada do outro mundo,com trabalho podia ser o total package.

  6. The Rock - há 2 anos

    Na proxima edição faz com o CHRIS MASTERS

  7. Don_Ricardo_Corleone - há 2 anos

    Muito boa escolha!
    Eu adorava o Shelton Benjamin! Comecei a ver wrestling por volta de 2003/2004, em plena feud entre o Chris Benoit e o Triple H pelo WHC. Rapidamente envolvi-me naquela história entre o heroi e o grande malvado líder de um grupo que fazia tudo para vencer. quando de repente aparece um rapaz que não conhecia de lado nenhum, a ser apresentado como um rookie, que sem medo desafiou o grande vilão da WWE para um combate por se considerar desrespeitado, sendo toda a noite aconselhado a desistir, bem que lhe perguntavam se ele sabia onde se estava a meter, mas lá vai ele sem medo, no fim vence. E durante muito tempo foi invencível contra o grande vilão Triple H, era anunciado como o homem que nunca perdeu contra o Triple H, até que fizeram um combate de qualificação para a Elimination Chamber, salvo erro pelo WHC que estava vago na altura, aí o vilão prevaleceu e avançou rumo à vitória na jaula.
    Sempre simpatizei com os vilões mas confesso que marcava como um doido com o Shelton Benjamin e o Chris Benoit, que tive o prazer de ver ao vivo.
    Realmente um enorme desperdício, talvez o Benjamin não fosse o melhor no micro, mas o Jeff Hardy é ainda pior, talvez não tenha o carisma do The Rock mas não é assim tão fraco nesse aspecto. Era um dos melhores dentro do ringue, sempre capaz de roubar o show, teve combates memoráveis sendo muito elogiado pelo Shawn Michaels. É um estupidez como apostam nele desta forma e de repente perde um série de combates e lembram-se de mascarar uma jovem de mulher gorda e estragam tudo. Ainda tentam o gols standard mas desistem…Mais estúpida que a forma como o Shelton Benjamin foi tratado só o despedimento do Muhammad Hassan…É daquelas coisas que não entendo. Noutro assunto, Tim Wiese, ex-guarda-redes de futebol foi contratado, o Cena ainda lá anda, o Khali foi campeão mundial, o Hogan quer voltar ao ringue e o Ryback passou de jobber a grande ameaça ao Triple H, apenas porque esteve ausente um tempo. Ai WWE, tu às vezes…
    Era bom que fosse para o Lucha Underground porque ele tem atleticismo para aqueles combates. Curioso que está lá um tal de Big Rick (ex-Ezekiel Jackson), estou curioso para ver no que dá.
    Por falar em tipos antigos, não sei se tens carta de mota mas para a semana sugiro o Chuck Palumbo.

    • Mafi - há 2 anos

      Bem só este comentário foi melhor que o meu artigo :P
      Pois eu comecei um pouco mais tarde em 2005/2006 mas ainda apanhei um pouco da carreira dele. Detestei a história da mãe, deve ter sido ideia do Vince, tem todo o ar disso.
      O único ponto fraco que lhe encontro eram as mic-skills. Não me lembro de serem nada de especial :/

      Pois um ex-guarda redes na casa dos trinta que, se se estrear no NXT é com sorte; infelizmente ainda anda lá; não me lembres disso sff; e disto também não; eu gostei da gimmick de cowboy na fcw, a única altura que gostei do Ryback. :P
      Apesar de estar quase na casa dos 40 acho que o Shelton ainda consegue mexer-se bem portanto vê-lo no lucha seria óptimo!
      Epah só tenho de triciclo mas sugestão aceite!

  8. Roberto ''The_Viper'' - há 2 anos

    Excelente artigo.
    Para o próximo OAT tenho voto em Bruno Sammartino.

  9. danielLP21 - há 2 anos

    Excelente artigo.

    Fartei-me de rir com a pinta do Justin Roberts no combate entre o Shelton e o Cena. Eram os 3 tão novos!

    O Shelton era um atleta extraordinário e podia, realmente, ter chegado mais longe, mas convenhamos que não era nada fácil. Esteve na WWE no período em que, provavelmente, houve mais “Star Power”. Se fosse hoje em dia, se calhar ganhava uma ou duas vezes um dos títulos de topo. No actual plantel, aquele que mais semelhanças tem com ele, a meu ver, é o Cesaro.

  10. Jan - há 2 anos

    Muito bom artigo, pra mim o Gold Standart era diferenciado, tinha um move set muito vasto e tinha tudo pra se tornar uma lenda na WWE, espero que um dia volte pq os que hoje estão lá na WWE, não dão tanto show como esse cara dava…

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador