One on One #100 – Shawn Michaels vs Ric Flair

Olá e sejam muito bem-vindos à edição nº100 do espaço One on One. Como referi na última edição, este será o meu último One on One, pois irei começar a ter um novo espaço de opinião, aqui no Wrestling.PT. Para esta minha última edição, resolvi fazer um confronto entre o que, na minha opinião, são os dois melhores wrestlers de sempre. Falo de “The Heartbreak Kid” Shawn Michaels e “The Nature Boy” Ric Flair. Qual dos dois ganhará este confronto? Vamos descobrir!

Shawn Michaels

Shawn Michaels começou a sua carreira de wrestling em 1984 participando em vários territórios como a AWA. Foi na AWA que Michaels formou parceria com Marty Jannety criando-se assim a popular Tag Team, The Rockers. Esta Tag Team era inovadora pela manobras High Flyer que praticavam tendo a certo ponto ganho os títulos de Tag Team da AWA. Em 1988, The Rockers chegaram à WWF continuando como Tag Team até que em 1991, Michaels traiu Jannety, para se tornar heel e começar a sua carreira como wrestler individual.

Em 1992, Shawn estreou a sua nova Gimmick como The HeartBreak Kid, um villão convencido e vaidoso. Tinha como manager The Sensational Sherri e mais tarde Deisel. Nesse ano, Shawn ganhou pela primeira vez o título Intercontinental, começando a ter grande destaque na companhia. Na Wrestlemania 10, HBK enfrentou Razor Ramon num Ladder match, um dos melhores combates da história do evento e foi um combate que inovou.

No Royal Rumble 1995, HBK ganhou o combate do evento fazendo assim a transição para o Main Event. Contudo, só viria a ganhar o título da WWF um ano depois na Wrestlemania 12 quando venceu Bret Hart no primeiro Iron Man match. Nesta altura também tinha sido formado o infame grupo “The Kliq” no qual HBK era o líder e o nome Kliq também começou a ser referido como o grupo de fâs de Shawn Michaels. Shawn Michaels é também um dos membros e primeiro líder do grupo D-Generation X que foi formado em 1997.

Shawn Michaels participou no primeiro Hell in the Cell contra The Undertaker e foi um dos intervenientes no infame Montreal Srewjob. No Royal Rumble 1998, Shawn Michaels sofreu uma lesão nas costas o que muitos consideraram ser o fim da carreira do Heartbreak Kid. Ficou de fora dos ringues por 4 anos e meio até que no SummerSlam 2002, Shawn fez o seu combate de regresso frente a Triple H. No Survivor Series 2002, Michaels ganhou o seu último título mundial e mais tarde começou uma feud com a stable Evolution e com Chris Jericho. Nesta altura, Shawn também começou a mostrar grandes combates e uma forma incrível para a idade que já tinha, tendo grandes clássicos com Triple H, Chris Jericho, Kurt Angle e até Vince Mcmahon.

Em 2006 Shawn juntamente com Triple H trouxeram os DX de volta e nos anos seguintes viria tanto a adotar a personagem de rebelde degenerado como a de HBK. Nos últimos anos da sua carreira Shawn Michaels viria a ajudar as jovens estrelas a crescer como wrestlers tais como Mr. Anderson, Carlito, Chris Masters,  Cody Rhodes, Ted Dibiase, entre outros, nunca querendo ganhar o título principal. Na WrestleMania 26 ocorreu o último combate de Michaels num combate que opós o HBK e Undertaker e um ano depois foi induzido no Hall of Fame. Provavelmente o melhor Superstar de sempre!

Ric Flair

Ric Flair começou a treinar no campo de Verne Gagne, começando a sua carreira como profissional em 1972, fazendo parte da companhia de Gagne, a American Wrestling Association (AWA). Logo desde cedo, Flair mostrava uma personalidade bastante carismática e uma grande resistência dentro do ringue (que mais tarde lhe deram a alcunha de “The 60 minute Man”). Durante os dois anos que esteve na AWA, Flair teve combates contra Dusty Rhodes, André the Giant e Larry Hennig. Em 1974, Flair assina pela companhia de Jim Crockett, a NWA, na região Mid-Atlantic. Cedo, Ric capturou o seu primeiro título Individual ao vencer Paul Jones para se tornar no Mid-Atlantic TV Champion. No dia 4 de Outobro de 1975, a carreira de Flair quase acabou num sério acidente de avião. Graças a uma terapia física rigorosa, Flair conseguiu voltar aos ringues 6 meses depois, apesar de os médicos terem afirmado que ele nunca mais voltaria a lutar. Porém, Flair teve que mudar o seu estilo de wrestling para um bastante mais técnico. Nos anos seguintes, Flair comquistou o título dos Estados Unidos da NWA por 5 vezes, tendo feuds com Ricky Steamboat, Roddy Piper, Jimmy Snuka, entre outros. Também, nesta altura, Flair começou a referir-se como “The Nature Boy”.

Em Setembro de 1981, Flair derrotou Dusty Rhodes para comquistar o seu primeiro título Mundial da NWA. Nos anos seguintes e com inúmeros títulos á mistura, Flair mostrou ser a grande cara da companhia de Crockett, Mostrando uma grande capacidade para entreter e fazer grandes promos, Flair personificava o papel de um campeão Mundial, com um look de fazer inveja, fatos, joías e robes elegantes, ao mesmo tempo que tornou famoso o a chapadas no peito, o “Whoo!” e a frase “To be ‘The Man,’ you gotta beat the man!”. Em 1985, Flair juntamente com Arn Anderson, Ole Anderson e Tully Blanchard (com o seu manager J.J. Dillon) formaram os Four Horsemen, uma das stables mais famosas e dominates da história do Wrestling. Os 4 dominaram a companhia, dizimando as estrelas favoritas dos fãs, ao mesmo tempo que tinham a maioria dos títulos em sua posse. Ao longo dos anos, houve várias incarnações dos Hoursemen, com Chris Benoit, Dean Malenko, Lex Luger, entre outros, a fazerem parte do grupo a uma dada altura.

Durante a segunda metade dos Anos 80, Flair continuou a dominar, tendo elevado lutadores com Sting, ao mesmo tempo que tinha combates e rivalidades históricas com Ricky Steamboat e Terry Funk. Em 1991, Flair foi despedido da WCW (a NWA em 1986 mudou de nome) pois o presidente e Ric não se entendiam quanto ao rumo da personagem de Flair. Em Agosto de 1991, Flair assinou pela WWF.  Este tinha trazido consigo o seu título Mundial da WCW (pois foi despedido enquanto ainda era campeão) e chamava-se a si próprio “The Real World Champion”.  Acompanhado por Bobby Heenan e Mr. Perfect, Flair lançava desafios a Roddy Piper e Hulk Hogan, levando a alguns confrontos. Flair venceu o combate Royal Rumble de 1992, para se tornar no campeão da WWE que estava vago. Na Wrestlemania 8, Flair perdeu o seu título ao ser derrotado por Randy Savage. Flair conseguiu recuperar o seu título em Setembro de 1992, ao derrotar Savage, mas o seu reinado foi curto pois em Outobro desse ano, Flair perdeu o título para Bret Hart. Em Janeiro de 1993, Flair perdeu um Loser Leaves Town, ao ser derrotado por Mr. Perfect. Assim, Flair abandonou a WWE e regressou à WCW.

Após regressar à WCW, Flair continuou a ganhar títulos Mundiais, entrando em rivalidades com Sting, Vader, Hulk Hogan e Randy Savage. Em 1996, Flair, juntamente com os  Four Hoursemen, entraram em rivalidade com a New World Order, sendo que Flair tentou recuperar o título de Hulk Hogan, mas sem sucesso. Em 1998, Flair teve uma feud com Eric Bischoff , que culminou no Starrcade 1998. Nos dois últimos anos da WCW, Flair foi Presidente da companhia (kayfabe), sendo heel a maioria do tempo. Após o fim da WCW, Flair assinou pela WWE no final de 2001. Regressou com face, numa storyline onde ele e Vince detinham metade da companhia. Enquanto foi Co-Owner da WWE, Flair teve combates com Vince Mcmahon, Undertaker e mais tarde uma rivalidade com Steve Austin. Em 2003, Ric Flair juntou-se à stable “Evolution”, comandada por Triple H. Durante os dois anos em que a stable existiu, Flair tornou-se campeão Mundial de Tag Team com Batista.

Após o fim da Stable, Flair tornou-se campeão Intercontinental ao derrotar Carlito no Unforgiven 2005. Durante os dois anos seguintes, Flair envolveu-se em rivalidades com jovens wrestlers, com Shelton Benjamin, Carlito, MVP, entre outros. Na Wrestlemania 24, Ric Flair perdeu um Retirement Match contra Shawn Michaels, o que significou que Flair tinha que se retirar dos ringues. No dia seguinte, Flair teve a melhor despedida da história do Wrestling, com todos os lutadores do Roster a virem até ao ringue dizeram adeus. Em 2010, Flair assinou pela TNA, tendo como principal papel o de ajudar jovens estrelas, ao ser manager de AJ Styles, Kazarian, Beer Money, tendo também combates com Mick Foley e Sting. Na WWE, Ric foi induzido por duas vezes no Hall of Fame, uma como lutador individual e outra com membro dos Four Horsemen. Talvez o melhor Wrestler de todos os tempos!

One on One

Wrestling Skills: Shawn Michaels usa manobras como Inverted atomic drop, Moonsault, Diving elbow drop, Dropkick e Figure-four leglock, entre outros. Ric Flair usa manobras como: Elbow drop, Knife-edged chop, Low blow, Várias variações do suplex, Piledriver, Running jumping knee drop, Snapmare, entre outros. Ambos são wrestlers muito bons, tendo grande capacidade como lutadores técnicos, grande variedade de manobras, grande técnica, grande resitência dentro do ringue, conseguindo sempre grandes performances com quase todos os wrestlers, a capacidade excelente que ambos têm para contar uma história dentro do ringue. Outra coisa que também deve ser referida é a psicologia que ambos têm dentro do ringue, não havendo muitos que tenham a capacidade para se adaptar a diferentes combates, como estes dois conseguem. De referir também que eu estou a falar do Ric Flair que dominou os anos 80 e 90, não do homem de 50 e tal anos da última década. Penso que os dois estão ao mesmo nível e merecem o ponto. Michaels – 1 Flair – 1

Mic Skills: Ambos excelentes neste ponto. Ambos mostraram grandes promos ao longo dos anos e um grande á vontade e capacidade de representar, falar e convencer os fãs com as suas promos. Sendo Heels ou Faces, Michaels e Flair são dois dos melhores “Promo Cutter” que esta indústria já viu. Penso que mais uma vez, ambos estão bastante equilibrados, não conseguindo encontrar nenhuma diferença entre os dois. Sendo assim, o ponto será atribuido aos dois wrestlers. Michaels – 2 Flair – 2

Carisma: Ambos mostram grande carisma nas suas promos, na maneira de andar na forma que abordam os fãs e parece que tudo que fazem, mostra carisma. Shawn Michaels é o “Showstopper” e ele mostra o seu grande carisma na sua entrada, promos e durante o combate. Ric Flair é o “Nature Boy” e vive a sua Gimmick 24 horas por dia (Muitos wrestlers ao longo dos anos, afirmaram que Flair é exactamente igual à sua Gimmick: está sempre pronto para a festa!), sendo que ninguém dentro da arena consegue ficar indifente ao Naitch. Graças ao seu Carisma, ambos os wrestlers fizeram chorar e rir millhões de fãs de wrestling. Mas uma vez, penso que ambos se encontram ao mesmo nível, sendo o ponto atribuido a ambos. Michaels – 3 Flair – 3

Melhores Momentos: Ambos os wrestlers tiveram grandes momentos na sua carreira. Shawn Michaels teve grandes momentos na carreira como: a conquista do título da WWE pela primeira vez na Wrestlemania 12, a criação dos D-Generation X, o seu regresso aos ringues de wrestling em 2002, entre outros. Penso que os dois wrestlers tiveram momentos tão bons nas suas carreiras, de igual grau de relevância e importância, que ambos merecem o ponto. Ric Flair teve grandes momentos na carreira como: a formação dos Four Hoursemen, a sua despedida dos ringues em 2008, as rivalidades lendárias com Ricky Steamboar, Dusty Rhodes, Randy Savage, entre outros. Penso que ambos marcaram a indústria do Wrestling de uma forma notável e tiveram momentos que qualquer wrestler desejaria. Penso que os momentos de cada um estão mais ou menos ao mesmo nível, sendo que seria injusto retirar o ponto a um dos wrestlers. Michaels – 4 Flair – 4

Títulos e Conquistas: Shawn Michaels ganhou: WWF Championship (3x), World Heavyweight Championship (1x), WWF European Championship (1x), WWF Intercontinental Championship (3x), WWF/E World Tag Team Championship (5x) – Diesel (2), Steve Austin (1), John Cena (1), e Triple H (1), WWE Tag Team Championship (1x) – Triple H (1), Royal Rumble (1995, 1996), WWE Hall of Fame (2011), Slammy Award for Best Slammin’ Jammin’ Entrance (1996), Slammy Award for Best Threads (1996), Slammy Award for Squared Circle Shocker (1996), Slammy Award for Master of Mat Mechanics (1996), Slammy Award for Match of the Year (1996) vs. Razor Ramon in a Ladder match SummerSlam, Slammy Award for Leader of the New Generation (1996), Slammy Award for Best Finisher (1997), Slammy Award for Match of the Year (1997) vs. Bret Hart in an Iron Man match at WrestleMania XII, Slammy Award for Match of the Year (2008) vs. Ric Flair at WrestleMania XXIV, Slammy Award for Match of the Year (2009) vs. The Undertaker at WrestleMania XXV, Slammy Award for Moment of the Year (2010) vs. The Undertaker at WrestleMania XXVI, PWI Feud of the Year (2008) vs. Chris Jericho, PWI Match of the Year (1993)vs. Marty Jannetty Monday Night Raw May 17, PWI Match of the Year (1994) vs. Razor Ramon in a Ladder match at WrestleMania X, PWI Match of the Year (1995) vs. Diesel at WrestleMania XI, PWI Match of the Year (1996) vs. Bret Hart in an Iron Man match at WrestleMania XII, PWI Match of the Year (2004) vs. Chris Benoit and Triple H at WrestleMania XX, PWI Match of the Year (2005) vs. Kurt Angle at WrestleMania 21, PWI Match of the Year (2006)vs. Vince McMahon in a No Holds Barred match at WrestleMania 22, PWI Match of the Year (2007) vs. John Cena on Raw on April 23, PWI Match of the Year (2008) vs. Ric Flair at WrestleMania XXIV, PWI Match of the Year (2009) vs. The Undertaker at WrestleMania XXV, PWI Match of the Year (2010) vs. The Undertaker in a Career vs. Streak match at WrestleMania XXVI, PWI Most Inspirational Wrestler of the Year (2010), PWI Most Popular Wrestler of the Year (1995, 1996).

Ric Flair conquistou: NWA Mid-Atlantic Heavyweight Championship (3x), NWA Mid-Atlantic Tag Team Championship (3x)—com Rip Hawk (1), Greg Valentine (1) e Big John Studd (1), NWA (Mid Atlantic)/NWA Television Championship (2x), NWA (Mid Atlantic)/WCW United States Heavyweight Championship (6x), NWA World Heavyweight Championship (10x), NWA World Tag Team Championship (3x)— com Greg Valentine (2) e Blackjack Mulligan (1) WCW International World Heavyweight Championship (2x), WCW World Heavyweight Championship (7x), WWF Championship (2x), World Tag Team Championship (3x)—com Batista (2) e Roddy Piper (1), WWE Intercontinental Championship (1x), Royal Rumble (1992), WWE Hall of Fame (Class of 2008), WWE Hall of Fame (Class of 2012) – com os Four Horsemen, Slammy Award for Match of the Year (2008) vs. Shawn Michaels at WrestleMania XXIV, PWI Feud of the Year (1987) Four Horsemen vs. Super Powers and Road Warriors, PWI Feud of the Year (1988, 1990) vs. Lex Luger, PWI Feud of the Year (1989) vs. Terry Funk, PWI Match of the Year (1983) vs. Harley Race (June 10), PWI Match of the Year (1984) vs. Kerry Von Erich at Parade of Champions 1, PWI Match of the Year (1986) vs. Dusty Rhodes at The Great American Bash in a steel cage match, PWI Match of the Year (1989) vs. Ricky Steamboat at WrestleWar, PWI Match of the Year (2008) vs. Shawn Michaels at WrestleMania XXIV, PWI Match of the Decade (2000–2009) vs. Shawn Michaels at WrestleMania XXIV, PWI Most Hated Wrestler of the Year (1978, 1987),PWI Most Inspirational Wrestler of the Year (2008), PWI Rookie of the Year (1975), Stanley Weston Award (2008), PWI Wrestler of the Year (1981, 1984, 1985, 1986, 1989, 1992). Michaels – 4 Flair – 5

E chegamos ao fim de mais uma edição do One on One, com a vitória a “sorrir” para Ric Flair. Penso que o resultado acaba por ser um pouco injusto para o Shawn Michaels, sendo que o empate seria considerado mais justo. Mas estas são as regras do formato “One on One”. Talvez esteja sozinho (no que toca ao Wrestling.PT) em considerar que o Ric Flair é talvez o melhor de todos os tempos, mas opiniões são opiniões. Este One on One não serviu para esclarecer as minhas dúvidas de quem é o melhor de sempre, pois ainda não sei qual dos dois o melhor. Como é claro, se tiverem outra opinião diferente da minha, não existe problema nenhum. Espero que tenham gostado e como sempre se quiserem comentar, estejam à vontade. Quero agradecer aos leitores deste site que comentaram e apreciaram o meu trabalho neste espaço e espero que me continuem a seguir no meu novo espaço de Opinião.

Quanto ao futuro do One on One, gostava de deixar uma actualização nos acontecimentos: o One on One ficará durante umas semanas em Stand-By. Não irá acabar, mas simplesmente irá desaparecer por uns tempos. É o fim de um ciclo, mas o começo de outro no que me toca aqui no site, e mais uma vez Obrigado, vocês são uma grande parte e muito importante deste site!

Links

– Shawn Michaels vs Ric Flair –
– Shawn Michaels vs Randy Orton –
– Shawn Michaels vs Mr. Mcmahon –

– Ric Flair vs Terry Funk – http://youtu.be/HitHAHRTmcU
– Ric Flair vs Mr.Perfect – http://youtu.be/XlvLhUQ1-Yw

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “The Bottom Line” e Ex- escritor do artigo "One on One". Acompanha Wrestling à 10 anos.

45 Comentários

  1. Miguel - há 3 anos

    hahahahahah. Em títulos ninguem ganha ao Ric Flair.

    Se fosse para dar empate metias o finisher xDDDDDDD.

    Bom artigo.

    Eu já sabia que ias escrever acerca destes dois.

  2. LuisMPBO - há 3 anos

    E parece que chegou a última edição. Só espero que quem continue o espaço mantenha o nível de qualidade que ele tem tido até agora. Gostei bastante de quase todas as edições, sem dúvida que este espaço é bastante inovador.
    Agora, o artigo de hoje em si. Vou começar por dizer (como já estavas à espera) que não considero o Ric Flair o melhor de sempre. Talvez seja o 5º ou o 6º. Para mim os dois melhores de sempre são o Shawn Michaels e o Undertaker.
    Em termos da atribuição de pontos, a única coisa que eu mudava era os melhores momentos. Claro que o Flair teve grandes momentos, mas eu diria que o Michaels teve mais. Mas isto é praticamente inevitável quando se está 18 anos ao mais alto nível na companhia mais famosa de Wrestling. Assim ficaria um empate, que mesmo assim me parece injusto, mas já não há mais volta a dar.
    O Michaels foi, de facto, importantíssimo. Não são muitos os wrestlers que eu tenho assim tanta facilidade em dizer que foram melhores que o Flair.
    Bem, acabou se. Boa sorte com o novo artigo, que seguramente será bom.

  3. PedroSWWE - há 3 anos

    Muito Bom Artigo!
    Entre Shawn e Flair, Flair só ganha mesmo em termo de títulos, mas o Shawn também tem muitos.
    Preferia que ganhasse o HBK, porque eu por vezes vejo o Flair no Vintage Collection e encaro-o como um extremo hell que parece que só trafulhava para ganhar, não é que não goste dele, mas prefiro o Show Stopper!

  4. Fernando Martinho - há 3 anos

    Os dois melhores superstars da história!

  5. FAlmeida_10 - há 3 anos

    Que facada para o Daniel! xD

    Gostei do artigo Rúben, é uma boa decisão para a edição número 100, toda a gente gosta muito do Flair apesar de eu lhe ser indiferente. Como é óbvio acho o Michaels melhor do que o Flair. Já agora… Como é possível o Michaels nunca ter ganho o prémio “Wrestler of the year” atribuído pelo PWI??
    Eu talvez desse o ponto ao Michales nos “títulos e conquistas”. Fora disso gostei bastante do artigo apesar de também achar o resultado injusto por tudo aquilo que o Michaels fez.

    • danielLP21 - há 3 anos

      Que facada porquê? Quando vi quem ia estar em disputa neste One on One já sabia que o “Naitch” ia ganhar. O Rúben já tinha dito que eram os dois favoritos dele e que o Flair era provavelmente o melhor de sempre do seu ponto de vista.

      • FAlmeida_10 - há 3 anos

        Que facada, porque tu odeias o Falir (segundo as tuas palavras) e ele aparece logo na edição nº 100 para ganhar

      • FAlmeida_10 - há 3 anos

        * Ric Flair

      • danielLP21 - há 3 anos

        Segundo as minhas palavras não é de certeza, porque eu nunca disse que odeio o Flair.

        Ui, ele ganhou o confronto número 100… Já nem vou dormir esta noite… xD

      • Rúben Rosa - há 3 anos

        Só para esclarecer Daniel, o Flair provavelmente nem está no meu Top 10 de wrestlers favoritos. Simplesmente admito sem grandes dúvidas que ele é um dos melhores de sempre

      • danielLP21 - há 3 anos

        Tal como eu. É não gosto dele e sei admitir que é um dos melhores de sempre.

        Por acaso pensava que ele e o Shawn eram mesmo os teus dois favoritos…

      • Rúben Rosa - há 3 anos

        Não :). Este é o meu Top 5 já agora:

        1 – Shawn Michaels
        2- The Rock
        3 – Jericho
        4 – Steve Austin
        5 – CM Punk

  6. Senshi - há 3 anos

    Como já tinha dito num OnO anterior acho a categoria “títulos e conquistas” injusto porque não depende deles…

    Em relação resultado acho o HBK melhor em tudo… também é verdade que só conheço o Flair dos últimos 10 anos…

  7. Renato - há 3 anos

    Um dos meus artigos preferidos do WrestlinPt acaba aqui :(
    O artigo vai acabar de vez ou alguem ira dar seguimento? Seria uma honra dar continuidade a este artigo… Que tens a dizer sobre isto Ruben?

    • O artigo vai ficar em stand-by durante um tempo. Talvez em breve volte com outra pessoa, talvez não.

      • Frederico_WWE - há 3 anos

        Stand-by? O artigo é muito bom… isso não faz sentido nenhum.

        Se há alguém que se propõe a dar lhe continuidade vais rejeitar porquê?

      • Obrigado pela opinião, mas é uma opção interna e ainda sou eu que as tomo. O artigo fica em stand-by, não sei por quanto tempo nem sei quem vai trazê-lo de volta.

        E por falar em opinião, é bom que comeces a dá-la sempre com o mesmo nick, caso contrário em breve deixarás de a dar por aqui.

        :)

      • Frederico_WWE - há 3 anos

        Ah ok o @WWEBrayWyatt era para brincar com o José mas tá se bem :)

      • Rúben Rosa - há 3 anos

        Eu no final do artigo respondo as perguntas que vocês colocam neste momento

      • José Sousa - há 3 anos

        Pois era! E eu não levei a mal até porque eu sou fã do Bray como o Fred!

    • danielLP21 - há 3 anos

      Renato, é um dos teus artigos favoritos mas desta vez não o deves ter lido, uma vez que o último parágrafo é totalmente dedicado à explicação do Ruben em relação às tuas dúvidas…

      • Renato - há 3 anos

        Sim eu percebo, mas Daniel, eu queria dizer, que depois de o artigo estar em stand-by, se lhe podia dar continuidade! Só isso :)

      • danielLP21 - há 3 anos

        Tu perguntaste se o artigo ia acabar de vez e eu disse que essa informação está no último parágrafo do artigo.

      • Renato - há 3 anos

        Ah bom! Li o paragrafo, nao percebi logo o teu comentario! Esquece, foi um mal-entendido!
        Deu para percebr ;)

  8. akujy - há 3 anos

    Bom artigo, mas n posso resistir a um reparo: Disseste q a NWA mudou d nome para WCW, isso é m assassinato á história do wrestling. A WCW saiu da NWA (K embora moribnda, ainda existe. lol) Fora isso gostei e obviamente k acho o hbk melhor. Penso q o 5-4 é injusto.

    • LuisMPBO - há 3 anos

      Pois Akujy. Após a criação da WCW, a NWA deixou de ser reconhecida durante dois anos, acho, uma vez que ambas estavam associadas, mas havia o título da NWA e o título da WCW. Depois a junção acabou, a NWA vez mais meia dúzia de alianças falhadas (tipo com a ECW) e depois voltou a ser totalmente independente. Agora tem o Rob Conway (sim, o desgraçadinho dos “La Resistance”) como campeão mundial LOL. Se bem que ele está bem melhor.
      Só que lá está, no imediato foi como uma mudança de nome, uma vez que uma substituiu a outra (não oficialmente, porque a NWA ainda era reconhecida, mas não fazia shows). Ou seja, vendo bem, o Ruben não está assim tão enganado.

      • akujy - há 3 anos

        Penso q estas a confundir. A NWA nnc deixou d existir, a WCW é q desertou da NWA. A NWA existe ininterrupamente dsd 1948

      • LuisMPBO - há 3 anos

        A companhia existia, mas durante dois anos partilhou os seu shows com a WCW. Existia oficialmente, mas não tinha shows proprios.
        Mas posso estar errado, admito.

  9. RuiFerreira222 - há 3 anos

    Um bom último One on One da tua parte e estou ansioso para ler o teu próximo artigo! :D

    Para mim, o Shawn é melhor no ring do que o Flair. O Flair é uma lenda e um grande técnico, mas o Shawn continua a ser melhor…

  10. El Shaarawy - há 3 anos

    Prefiro o Shawn!!!

  11. danielLP21 - há 3 anos

    Bela maneira de acabares a tua contribuição para o One on One.

    Dois dos melhores de sempre. Entre os dois, o melhor, para mim, é o Shawn Michaels. Mas também, haverá alguém que eu considere melhor que o “HBK”? Ahh… hmmm… deixem-me pensar… Nope! :D

    • Miguel - há 3 anos

      Eu só tenho um nome que considero melhor Daniel.

      Undertaker!!

      Mas coloco o The Rock e o Stone Cold ao mesmo nível.

  12. Enigma - há 3 anos

    Shawn Michaels é o melhor de sempre.

    Pra mim o Ric Flair nem lá perto chega, não tenho medo de dizer, Overrated.

    Minha opinião apenas.

  13. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Rúben Parabéns pelo teu grande trabalho!
    Aguardo o novo projecto!

  14. Carlito - há 3 anos

    “Após o fim da Stable, Flair tornou-se campeão Intercontinental ao derrotar Carlito no Unforgiven 2005.” Sinceramente nunca odiei tanto o Flair como em nesta ocasião lol.

    Boa sorte para o teu novo projecto Rúben.

  15. Darth Mordred - há 3 anos

    Titulos e conquista é importante, mas é um tanto estranha…
    O que é “maior” um reinado excelente de 1 ano do CM Punk, ou o reinado curto e sem graça de um outro wrestler?

    Eu acho que o Shawn não tem 16 titulos, mas o que teve foi de relevância tamanha que se equipara a vários titulos.

    Veja o HHH, metade de seus titulos, foram ganhos apenas pra aumentar sua sacola de titulos, com reinados ridiculos e outros extremamente curtos.

  16. Mauro - há 3 anos

    Vitória de Flair de certa forma injusta a meu ver porque considero HBK superior.
    In ring HBK vence e talvez nos melhores momentos tambem vencerá ,não foi ali referido o adeus “prematuro” de Shawn dos ringues (apesar de ter voltado depois), a conquista do WWF title que era apelidado como um sonho sei lá tantas outras coisas que para ambos não foram referidos….mas mesmo assim acho que hbk venceria 5-3 praí..

    Mas bom artigo :)

  17. YO - há 3 anos

    Muito bom artigo Rubens,concordo com a atribuição de pontos.Eu gostei de saber que não sou o único a pensar que o Flair é o melhor de todos os tempos.Ah,parabéns pelos grandes e artigos e boa sorte nos próximos projetos.

  18. Francisco - há 3 anos

    Só queria reparar dois erros..o primeiro é que a gimmick HBK do Shawn Michaels nao foi em 1992 mas sim em 1994…o segundo é que os DX foram formados em 1996 e nao 1997

    • Rúben Rosa - há 3 anos

      Francisco faz pesquisa antes de cometeres erros. A Gimmick HBK começou em 1992 e os DX foram formados em 1997.

  19. The new guy ! - há 3 anos

    Sao opinioes, mas nunca na vida considero o Flair melhor que o HBK, o Taker e o HBK sao os melhores de sempre na minha opiniao.

  20. Navarro - há 3 anos

    Excelente One-on-One parabéns , uma sujestão é um entre o Summerslam 2005 Vs. Summerslam 2006

  21. Mauricio M - há 3 anos

    sugestão: vocês poderiam mudar o quesito títulos e prêmios para expressões faciais, pois não acho justo o quesito títulos e prêmios, pois assim sempre que um lutador mais recente duelar com um veterano, o veterano vai vencer, e expressões faciais na minha opinião é um quesito muito importante no wrestling

  22. BrunoA - há 3 anos

    Porque que nunca mais houve uma one on one desde esta???

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador