Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Opinião Feminina #142 – The Best vs The Beast

“(…) He walks around here calling himself the best in the world. Look at him and look at me. I look at him and see a joke. The only reason I let him exist all this time is out of respect for Paul. (…) Now, I’ll give him credit where it’s due… holding the WWE title for 434 days nonstop is impressive, especially for a guy like him,but CM Punk has never faced anyone in his entire life like me, because there is nobody like me. Size does matter. (…)”

Brock Lesnar, WWE Friday Night Smackdown – 09/08/2013

Tamanho, o tema principal da passada edição deste espaço, serve de rampa de lançamento para esta edição e para a próxima, tal como afirmado anteriormente. A diferença de tamanho entre CM Punk e Brock Lesnar foi exactamente o ponto principal que este último abordou na sua mais recente promo transmitida na passada edição da Smackdown e não poderia ser mais oportuna.

Numa promo brilhantemente escrita, a WWE desviou as atenções de Paul Heyman e apresentou aos fãs uma nova razão para CM Punk e Brock Lesnar lutarem no Summerslam. Até esta promo, o grande motivo do combate era a zanga entre Paul Heyman e CM Punk. Tal como Brock disse, todos julgavam que o problema era apenas entre estes dois indivíduos e este apenas o “músculo”.

Pois, mas tal não é assim. Numa excelente actuação, Lesnar estabeleceu que seria a diferença de tamanhos entre os dois atletas o foco da rivalidade, pois o tamanho importa.

A importância do tamanho dos lutadores na companhia e a forma como tal tem influenciado a WWE e a indústria através dos anos foi bastante debatida na semana passada. Aliás, referi que, mais do que nunca, tal seria tópico de discussão, tendo em conta que os combates mais importantes do Summerslam envolvem dois lutadores de estaturas pouco favoráveis na WWE e, como se pode ver pela introdução e pelo título do artigo, nesta edição irá ser discutido um desses combates: CM Punk vs. Brock Lesnar.

As capacidades geniais de Paul Heyman como manager e elemento criativo são extremamente conhecidas. Heyman sempre teve uma excelente noção de como promover rivalidades, indivíduos, personagens, entre outros. Sendo estas as razões da qualidade inegável da história que tem envolvendo Heyman e CM Punk nos passados meses.

Embora Paul Heyman não tenha custado o combate no WWE Payback a CM Punk, foi o combate que deu início à separação de ambas partes, tal como tinha previsto na altura. Através de Curtis Axel, dos Prime Time Players e de Brock Lesnar,  a WWE foi lentamente construindo a história da separação de Paul Heyman de CM Punk.

Esta história foi contada de forma espectacular pelos envolvidos. Pequenos gestos, palavras chaves e promos arrebatadores levaram a que os fãs acreditem na mesma. Não era difícil que os fãs se relacionassem e identificassem com a história, visto que que é uma situação perfeitamente possível na vida real, mas a forma como foi contada envolveu os fãs e começou a prepará-los para o que aí vinha.

No Money in the Bank, Paul Heyman traiu CM Punk, possivelmente custando-lhe o combate de Money in the Bank que lhe valeria uma oportunidade a lutar pelo Título da WWE. Foi aí que a história de Heyman com CM Punk terminou, pois na edição seguinte da Raw começou uma nova história.

A história da Besta e do Melhor do Mundo. Num dos melhores segmentos dos últimos anos, protagonizado por uma das promos mais emocionantes e arrepiantes da actualidade, Heyman e Punk colocaram o definitivo ponto final na sua história para dar oportunidade a Brock Lesnar de construir a sua.

Sempre estive mais inclinada para apostar que, entre os dois clientes de Paul Heyman, seria Brock Lesnar o escolhido para enfrentar CM Punk. O Summerslam é um pay-per-view de grande importância e com uma personalidade como Brock Lesnar sob contrato, não faria qualquer sentido este falhar o evento e, felizmente, estava certa.

Enquanto CM Punk descansava o corpo do desgaste e das inúmeras lesões que o afectavam e ainda afectam, Brock Lesnar concluía a sua rivalidade de quase um ano com Triple H. Ora, nas duas edições deste espaço que fiz a falar desta rivalidade, ficou bastante claro que não era apoiante da mesma.

Sempre defendi que nunca existiu qualquer razão lógica –  no meu entender – para Triple H ser um dos adversários de Brock Lesnar neste seu regresso à companhia. O roster está tão diferente dos tempos de Brock Lesnar como lutador activo que, a meu ver, seria um desperdício usar Brock Lesnar contra um lutador a quem já não faz diferença lutar ou não.

Triple H está semi-reformado, tem uma carreira espectacular, fará parte do WWE Hall of Fame garantidamente e é o futuro dono da companhia. Lutar ou não lutar não irá fazer qualquer diferença a Triple H, assim como é indiferente o adversário. Os fãs estão prontos para a sua reforma oficial.

Por sua vez, Brock Lesnar é uma força da natureza que monopoliza a atenção dos fãs e de qualquer pessoa que esteja na sua presença ou o veja na televisão. Brock Lesnar possui essa capacidade inata de simplesmente garantir que não passa despercebido. Além disso, é uma novidade. Desde 2004 que os seus fãs não o viam e as saudades foram notórias através da recepção que Lesnar teve no seu regresso e dos rumores que sempre correram sobre o mesmo.

A questão que sempre tentei explicar é que Lesnar é demasiado especial e único para ser banalizado como apenas mais um monstro na carreira de Triple H. Lesnar não é mais um monstro na carreira de CM Punk. Brock Lesnar é O monstro. Punk vai ter um dos combates mais importantes da sua carreira no Summerslam e tal deve-se a Brock Lesnar e ao bom uso do seu impacto e personalidade.

Os momentos a que estamos a assistir na construção desta rivalidade são históricos, algo que não se poderá dizer da rivalidade de Triple H com Lesnar? A rivalidade foi pura e simplesmente para Triple H, embora este não tenha ganho nada com isso e Lesnar, infelizmente, foi apenas um detalhe.

Exactamente por isso é que não poderia ter ficado mais feliz quando percebi que o próximo adversário de Lesnar seria CM Punk. Não é só o facto de CM Punk ser um membro activo do roster principal que é importante, é o facto de ser alguém que realmente vai beneficiar só de interagir com Brock Lesnar, especialmente lutar.

Não só CM Punk está a ser beneficiado, por ser o escolhido, como Brock Lesnar está finalmente envolvido em algo merecedor da sua aura fantástica. Não digo que Triple H não merecesse enfrentar Lesnar, mas digo que Lesnar deve estar envolvido numa rivalidade que importe.

Tudo o que acontece nesta rivalidade, desde a forma como é construída até à sua culminação, importa. Faz a diferença. Tem uma consequência. E só por isso, ainda antes mesmo destes lutarem, já a rivalidade é uma das melhores do ano. Aliás, ficarei extremamente surpreendida se o combate não for um dos melhores do ano, pois esta rivalidade não merece menos.

Este combate acarreta também uma grande responsabilidade. A responsabilidade de usar dois estilos completamente diferentes, de dois lutadores completamente diferentes, para contar uma história que faça jus não só ao que já aconteceu, mas também à realidade.

Afirmei na semana passada e volto a dizê-lo, Brock Lesnar é legitimamente assustador. Ao seu lado, CM Punk é quase uma anedota. Como é que a WWE vai contar uma história que não termine com CM Punk num cemitério? Pois, não há ninguém que olhe para Lesnar que não ache que este não consiga fazer. Aliás, caso a WWE esteja a planear uma vitória de CM Punk, as expectativas ainda serão mais elevadas.

A WWE frequentemente confude a realidade com a ficção com o objectivo de criar histórias mais interessantes e apelativas. E embora tal seja uma fórmula confirmada de sucesso, também é bastante perigosa. Qualquer erro e a fantasia dos fãs termina, estes deixam de acreditar e a magia perde-se. É bastante importante tenha esse cuidado durante o combate e respeite o que há de especial em Lesnar para o fazer.

Pessoalmente, deixei-me levar pelo empolgamento e mal posso esperar por este combate. Acredito piamente que será espectacular e confio nos envolvidos para fazerem um excelente trabalho. É muito debatida a possibilidade de CM Punk ser ou não o melhor dentro de ringue, mas algo que é inegável é que CM Punk é muito inteligente. Se há alguém que irá conseguir perceber a dinâmica deste combate e como o mesmo deve ser construído, esse alguém é CM Punk.

Além disso, há o factor Paul Heyman. Este poderá ser uma influência no combate de forma criativa ou como manager. Poderá este interferir no combate para ajudar Brock Lesnar? É possível, assim como uma aparição de Curtis Axel, mas reservo as minhas dúvidas para a necessidade de Brock Lesnar precisar de ajuda durante um combate com CM Punk.

A não ser que a WWE estabeleça uma estipulação, o que me parece extremamente provável, pois irá dar uma vantagem a CM Punk e tornará mais realista uma vitória do mesmo ou apenas uma breve vantagem deste durante o mesmo.

Caso exista uma estipulação, julgo que seja razoável uma interferência do exterior, pois Punk irá ter uma forma de dominar Lesnar e tal justificará tal interferência. Há a possibilidade da WWE não anunciar estipulação, o que não acredito, e a guardar para um segundo embate de ambos, o que acho inevitável.

Não faz qualquer sentido uma rivalidade tão pessoal e dramática tal terminar já. Seja de forma limpa ou não, caso Brock Lesnar vença, CM Punk terá o seu orgulho para defender e provar que o tamanho não é uma barreira para si. Caso seja CM Punk o vencedor, Brock Lesnar terá que defender o seu orgulho por ter perdido contra alguém que ele denominou como tendo uma estatura anedótica. E quanto mais estranho for o fim do combate, vários rumores dizem que é provável que seja, ainda mais motivos há para dar origem a um segundo encontro de ambos.

No que toca a este primeiro embate, estou muito dividida, pois estou mais inclinada para uma vitória de Lesnar, mas não acredito que a WWE faça CM Punk perder mais um combate tão importante. Atenção, não estou a defender nenhum final em particular, estou a partilhar o que acho mais provável de acontecer.

Digo uma vitória de Lesnar, pois como desfavorecido no combate, tal só irá motivar ainda mais Punk para procurar a desforra. É muito mais empolgante ser o desfavorecido traído e arrasado na perseguição da vitória e defesa do seu orgulho, do a besta enfurecida.

Os fãs tendem a identificar-se com os heróis da história. Criam laços com os mesmos, especialmente com aqueles que precisam de ultrapassar vários obstáculos para conseguir chegar onde querem. Não há melhor motivador que isso, seja em qualquer área do entretenimento. Algumas das melhores histórias e das mais marcantes são aquelas em que os heróis possuem poucas probabilidades de vencer. Onde os heróis são os desfavorecidos.

Mas para tal acontecer, o herói precisa de sofrer e precisa de sofrer muito. Precisa de ser arrasado e chegar ao fundo. É possível que a WWE pense que já fez isso, quando Punk se queixou das suas recentes derrotas e abandonou a WWE temporarimante e que por isso lhe atribua a vitória. Como também é possível que tal não seja o caso e, para isso, Punk precise de perder.

Uma derrota contra Lesnar tem o poder de instigar ainda mais CM Punk como babyface e garante já um sucesso de vendas da desforra, pois os fãs adoram CM Punk e se o apoiam quando é heel, então quando é um babyface arrasado à procura da restauração de orgulho irão apoiá-lo ainda mais.

São estas as rivalidades que mais marcam e empolgam os fãs. São estas que se tornam históricas. As rivalidades pessoais com um toque de dramatismo e algum realismo à mistura. São as rivalidades que interessam! Tudo pode acontecer no Summerslam, ninguém está certo do resultado e, melhor que tudo isso, ambos os resultados possuem consequências reais!

Isto não é algo que a WWE pode apagar amanhã ou fazer os fãs esquecer com uma sucessão de combates de Lesnar e CM Punk na Raw. Isto não pode ser banalizado! Isto não é um monstro aleatório a tormentar CM Punk, nesta rivalidade é Brock Lesnar que não está a dar hipóteses de sobrevivência a Punk.

E esse é só um dos muitos aspectos que a torna marcante! Desde promos geniais à forma chocante como Brock Lesnar domina CM Punk fisicamente, tudo isto tem sido fantástico de ver. A intensidade de toda esta rivalidade consome a atenção dos fãs e ficaria bastante surpreendida se tal não garantisse o main-event do Summerslam.

Independentemente dos mais recentes rumores, é nisso em que acredito. Este combate vai ser extremamente físico e é pessoal o suficiente para merecer esse lugar no card. Ambos os lutadores conseguiram transmitir uma noção de ódio que há muito não se via na WWE e tal é de louvar. Aliás, embora me tenha referido ao mesmo como tal, eles não irão lutar num combate, será uma guerra controlada pelo manipulador que Heyman é.

Aliás, acredito que tais dotes para a manipulação poderão ser constatados no próximo episódio da Raw, quando CM Punk lutar com Paul Heyman. Não acredito que seja mesmo um combate, pois o capítulo de ambos terminou. Acredito sim que tal não passe de um embuste para que Lesnar tente atacar CM Punk e obter mais uma vez a vantagem a caminho do Summerslam.

Independentemente do que possa acontecer no próximo episódio da Raw, facto é que a WWE tem feito um trabalho soberbo com esta rivalidade e esta é um exemplo de como muitas deveriam ser. Com apenas um confronto entre CM Punk e Brock Lesnar, a WWE vendeu-me este combate. E agora, semanas depois, ainda mais convencida e empolgada estou, algo que não julgava ser possível.

Este é um dos dois combates que mais anseio ver e aquele onde tenho mais dúvidas. Tenho palpites sobre o que pode acontecer, mas são todos eles bastante inseguros e não poderia estar mais contente. Afinal, é assim que o Wrestling funciona. Da minha parte é tudo, excelente semana a todos e até à próxima edição!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

17 Comentários

  1. Miguel Silva - há 3 anos

    Mais um artigo espetacular! Wow, concordo com tudo excepto com a parte de ser o main-event do SummerSlam. Nessa parte estou bastante dividido, pois por um lado se no combate pelo título da WWE é onde se vai passar tudo, com interferências possíveis dos Shield e inclusive, Vince McMahon, este combate devido à história também poderá ser o main-event. Contudo, inclino-me mais para o Cena/Bryan do que para este, mas a ver vamos…

    • José Sousa - há 3 anos

      Este combate não é o main-event do Summerslam, desculpem mas não pode ser o main-event. E não pode ser pelos motivos que tu apresentaste Miguel, o objectivo do main-event é deixar alguém totalmente expectante e com a sensação que fantástico. E se o combate do Cena e do Bryan tiver o que referes(o que é possível) tem que ser o main-event, porque se não o combate entre o Punk e o lesnar pode ser muito bom, mas o publico já vem em êxtase com o que passou antes e o Beast vs Best já não resulta como devia.

      Depois e como costuma dizer o Daniel, o titulo da WWE quase sempre tem que ser o main-event(menos se fosse outra vez Cena e Truth como no CP de 2011). Nisto temos que ser coerentes, não podemos criticar a WWE por há um ano atrás não ter colocado o Punk como o main-event quando tinha o título, e um ano depois pretender o contrário só porque o campeão se chama John Cena.

      O título da WWE deve ser o main-event porque tem que ser visto como o objectivo principal de um wrestler na WWE, e isso só se faz valorizando o título, coisa que só é possível se este for o main-event. Ou seja, excelente análise da rivalidade Marta, mas discordo deste combate como main-event. Eu nem estou dividido eu quero Cena vs Bryan no main-event pelo potencial do combate, e por tudo o que poderá acontecer no combate.

      Porque enquanto neste combate não teremos implicações visíveis no produto da WWE, ou seja é apenas um Dream Match, no título da WWE podemos ter verdadeiramente um game changer. E na minha visão, e repito na minha a prioridade tem que ir para o combate que pode mudar a realidade ao contrário do Dream Match.

      • Miguel Silva - há 3 anos

        Tens toda a razão no que dizes. A minha dúvida só acontece por causa daquelas notícias que dizem que a WWE quer manter o Punk feliz e inclusive dar-lhe o main-event da WrestleMania, mas na questão do que eu quero e daquilo que acho que é o melhor, aí concordo que o main-event deve ser Cena vs Bryan pelas razões todas que tu citaste.

      • José Sousa - há 3 anos

        Não quero dizer que não gosto da feud Beast vs Best porque estou a gostar da feud. Se o combate do Punk da Mania for importante então concordo, se não for não concordo, e eu sou fã do Punk.

        A análise da feud dela foi fantástica, não é isso que está em causa, mas discordo que seja o main-event. Tipo o ano passado já assistimos a isto mas ao contrário, o Cena no main-event e o Punk com o título não o era.

        Eu gosto de Dream Matches, mas a menos que eles tenham impacto do ponto de vista do produto, dou primazia a um combate pelo titulo da WWE.

        Sem avançar nada sobre opiniões do que poderá acontecer(por motivos óbvio), acho que basta fazer o que fizeste. Temos um combate Cena e Bryan(que por si já vai ser tão bom quanto este), e juntas os ingredientes Triple H, Vince, Orton e Shield então temos aqui dinamite.

        Eu aqui estou a pensar como fã sabes Miguel, porque depois de tanta emoção que vai despoletar o titulo da WWE, o combate d Punk e dos Lesnar consegue superar este em termos emocionais? É que tenho algumas duvidas. O nível vai estar próximo, mas esses combates devem ser seguidos: Começando pelo lesnar e Punk e depois a bomba.

      • Miguel Silva - há 3 anos

        Concordo, vão ser 2 combates de suster a respiração pelo que o que eu acho melhor, era que metessem este em 3o lugar a contar do main-event, a seguir vinha um combate qualquer que até podia ser o mixed tag match só para as pessoas respirarem um bocado e depois: pum! o combate do ano Cena vs Bryan!
        Pelo menos assim o espero, mas de uma coisa não há dúvida: vão ser dois combates que nos vão deixar…acho que não consigo descrever! Com toda a certeza que temos todos os ingredientes necessários para termos aqui o maior PPV do ano…so far!

      • José Sousa - há 3 anos

        Isto não afecta a minha antevisão, por isso se fosse eu a fazer o booking a ordem do card seria:
        – Kickoff
        – Rhodes vs Samdow
        – Combate do RVD
        -Shield
        -WHC
        -Wyatt vs Kane
        -Beast vs Best
        -mixed Tag
        -WWE

        No fundo não quero que o titulo da WWE seja primeiro porque não quero ficar como na Mania onde tive a emoção toda no Taker e Punk, e depois já não tinha vontade nem emoção para mais nada.

        Também acho que vai ser o melhor do PPV do ano até agora, além destes combates o do Wyatt também me vai levar á loucura como fã.

      • MicaelDuarte - há 3 anos

        Vamos ter combates de cortar a respiração pessoal!

        Apesar de não serem do mesmo nível que estes dois tão badalados combates, a verdade é que Bray vs Kane num “Ring Of Fire” e o Del Rio vs Christian serão igualmente grandes combates (claro que o Del Rio vs Christian peca por razões óbvias, mas…).

        Também concordo contigo Miguel. Seria melhor dar um combate mais leve entre o Lesnar/Punk e Bryan/Cena, senão é muita “carga” e o pessoal não aguenta xD

  2. Tunes9 - há 3 anos

    Excelente artigo, trabalha-se sempre com qualidade neste site, Parabéns, concordo com quase tudo, excepto, este combate ser o Main-Event, este combate é muito aguardado e promete ser um dos bons, mas, o Cena vs Bryan está neste momento um pouco imprevisível quanto ao fim do combate, não se sabe se alguém vai interferir, se Orton vai fazer o Cash-in, quem ganha e algo vai acontecer no fim do combate o que o torna mais interessante e imprevisível e, para mim, o titulo da WWE é o mais importante na companhia e deve ser defendido no Main-Event e, neste caso, ainda mais porque estão envolvidos o Cena (cara da WWE e campeão) e Daniel Bryan (tem ganho muita reputação e apoio do Público e está num grande momento) e o combate Punk vs Lesnar é um combate que todos querem ver, mas, não implica nada no futuro da WWE, por isso estou ansioso pelos dois combates, mas, Cena vs Bryan deve ser o Main-Event para mim porque tem a cara da WWE e uma estrela em ascensão e é pelo titulo da WWE e parece-me o combate mais imprevisível e o que pode mudar alguma coisa no futuro próximo da WWE, Parabéns pelo artigo.

  3. MicaelDuarte - há 3 anos

    Excelente artigo. Excelente! ;)

    Concordo com quase tudo.

    Não acho que este combate venha a ser o main-event do Summer Slam. Na minha opinião, salvo raras excepções, um combate pelo título máximo da empresa deve ser sempre o combate que encerra o PPV. Penso que este combate poderia perfeitamente ser o combate a encerrar o PPV, mas olhando para o combate Cena/Bryan vejo o cenário perfeito para o fecho do PPV, ainda para mais quando podemos ter algumas surpresas/revelações à mistura. Punk/Lesnar é um combate de sonho, mas não chega a ter tanta importância, ou tanta influência no futuro como o Bryan/Cena podem ter…

    • José Sousa - há 3 anos

      Ora nem mais Micael, foi isso que eu tentei dizer no meu comentário. Eu concordo contigo em tudo pelas razões que disse e que tu dissestes.

  4. danielLP21 - há 3 anos

    Há umas semanas eu tinha bastantes dúvidas em relação a qual seria o ME do SummerSlam, mas, agora, não tenho muitas dúvidas de que o ME será Bryan vs Cena.

    No ano passado, o Título da WWE não esteve em jogo no ME. Este ano, é provável que tal volte a acontecer, mas estou mais inclinado para que não aconteça.

    Em relação ao artigo, soberbo. Nada a dizer, fico à espera do último artigo desta “saga”.

    • José Sousa - há 3 anos

      Sinceramente acho mesmo que o titulo da WWE é o main-event este ano, não existe outra hipótese. Pelo menos tão inteligente, ou seja tu como fã quererias ver o titulo da WWE primeiro que o Beast vs Best? Eu não porque o combate pelo título pode vir a ter momentos que vao ser os motivos de conversa para a Raw. Depois vias primeiro o combate pelo titulo, e se acontecer o que já foi debatido, o buzz fica todo ai que destrai a atenção do Punk vs lesnar.

      Não podemos fazer os Dream Matches sempre os main-events dos grandes PPV´s, e este ano é diferente. Tu o ano passado sabias que o Punk defendia contra o Cena e o Big Show, este ano o combate pelo titulo tem tudo o que é pedido a um main-event

  5. Miguel - há 3 anos

    Bom artigo.

    Não tenham dúvidas…

    O Lesnar ganha.

  6. Andre_ZiggyNation - há 3 anos

    “Aliás, ficarei extremamente surpreendida se o combate não for um dos melhores do ano, pois esta rivalidade não merece menos.”

    Eu também..excelente artigo :)

  7. Shawn Michaels - há 3 anos

    Excelente artigo , concordo com tudo

  8. akujy - há 3 anos

    Mais uma vez primas pela excelência. Sou muito esquisito no que a leituras diz respeito, mas se há espaços neste site que gosto de ler, este é um deles. São poucos os que elogio regularmente, até porque já toda a gente sabe que não sou muito de elogios. Mas tu lá os vais merecendo. De destacar que é sempre bom ver alguém quase a “markar” para que chegue a hora do Punk vs. Lesnar, porque também me sinto assim em relação a este combate. Bom trabalho, Salgado, és uma “gaja” (sem ofensa, claro) que obviamente “percebe da poda.” Há muitos poucos escritores com quem gostaria um dia de trocar ideias neste site – já disse que sou esquisito, não é ciritica aos de mais – e tu és um deles. Ou neste caso uma. xD Aguardo com expectativa o fim da trilogia.

  9. Carlosilva - há 3 anos

    Grande artigo,um dos melhores que já li…Parabens.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador