Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Opinião Feminina #217 – Wasted Potential

Poucos momentos me fizeram sorrir tanto ao longo dos últimos meses como assistir à evolução de Seth Rollins e a sua consolidação como main-eventer. Na semana passada afirmei que Seth Rollins tornava a Autoridade tolerável e volto a dizê-lo esta semana. Como a única estrela que, de facto, beneficiou algo da criação desta facção, Seth Rollins faz a Autoridade valer a pena.

Ver Seth Rollins numa discussão com Paul Heyman era algo que, há um ano atrás, não estava empolgada para ver. Dean Ambrose ocupava esse lugar. Ver Seth Rollins frente a frente com Brock Lesnar era algo que, há um ano atrás, não acreditava que fosse acontecer ou sequer que funcionasse. Roman Reigns era a pessoa que acreditava que estaria nesse lugar.

Nos The Shield, Seth Rollins era tudo menos o óbvio vilão. Seth Rollins era o rápido, explosivo e ágil babyface. Seth Rollins era uma versão extremamente melhorada de Jeff Hardy. Seth Rollins não era o próximo vilão que, de forma maquiavélica, planeava sacrificar o bem-estar físico de um Hall of Famer. Dean Ambrose era. Seth Rollins não estava no topo da lista de prioridades para enfrentar as grandes bestas. Roman Reigns estava.

Porventura, um fato de cabedal, dois capangas e uma evolução constante das suas capacidades oratórias tornaram o impensável numa realidade. Aliás, os capangas têm sido uma adição excelente à consolidação de Seth Rollins. Não só enaltecem este por comparação, dadas as suas estaturas, como a sua ajuda preciosa em alguns momentos cruciais tornam Rollins num sacana ainda maior.

Já para não falar que é bastante engraçado vê-los a gritar e a festejar quando Paul Heyman e Seth Rollins apertam as mãos, após a interferência de Brock Lesnar no combate que este tinha tido com John Cena.

Seth Rollins foi a estrela de 2014. Sim, seria pouco provável que um vilão vencesse a votação dos Slammy Awards, mas tal como em 2012 era CM Punk que merecia o reconhecimento, em vez de John Cena, este ano a honra era merecidamente de Seth Rollins, não de Roman Reigns.

Não só este continua como um dos pilares da companhia, no que toca à qualidade in-ring, como este continuou a evoluir, de programa para programa. Seth Rollins não começou como o vilão perfeito, mas ainda não parou de evoluir. E, como recompensa, este está agora num combate envolvendo Brock Lesnar e John Cena.

E se temia que este não conseguisse estar no mesmo sítio que Brock Lesnar sem destoar e sem que este último tivesse no chão, não podia ter estado mais enganada. Seth Rollins fixou os olhos da besta e não mostrou medo. Seth Rollins fixou os olhos da besta e convenceu-me. Os feitos de Brock Lesnar em nada são comparáveis aos feitos de Seth Rollins, mas este último elevou-se na altura da assinatura do contrato mais do que alguém achava que este iria conseguir. Por isso e por todo o trabalho que tem tido, Seth Rollins merece todo o crédito do mundo.

Durante os últimos meses de 2014, Brock Lesnar podia ter o Título, mas toda a gente tinha uma razão para detestar e querer arrasar com Seth Rollins. Dean Ambrose, Roman Reigns, John Cena e Randy Orton tinham todos uma razão e uma história com Seth Rollins, o verdadeiro grande vilão da WWE no ano de 2014.

E por associação, Brock Lesnar faz mais por Seth Rollins do que fez por qualquer outro talento desde que regressou em 2012. John Cena, Triple H e CM Punk já estavam estabelecidos. Daniel Bryan lesionou-se e um potencial combate entre Cesaro e Lesnar foi abandonado (se é que alguma vez esteve nos planos, como se dizia). Ao não deixar Lesnar interagir com outras estrelas, mesmo que fosse apenas para mostrar a sua dominância, a WWE acabou por não ajudar ninguém significativamente com o seu regresso. Até às últimas semanas. Até Seth Rollins.

Rollins é a única estrela não fixada no main-event que a presença de Brock Lesnar tem beneficiado.

Infelizmente, esse não foi o único erro cometido com Brock Lesnar. Infelizmente, os erros que a WWE cometeu com Brock Lesnar começaram logo na sua primeira noite: Extreme Rules 2012.

Na altura não fiquei terrivelmente incomodada com a derrota por duas razões. Primeiro, não tive em consideração na altura os efeitos que tal iria ter a longo termo. Segundo, achei compreensível que a WWE não quisesse arriscar Brock Lesnar não honrar o seu contrato (mais uma vez) e por isso preferir vencê-lo já. Não consegui ver como a WWE se estava a prejudicar.

Agora que vejo os danos que tal causou a longo termo, é mais fácil dizer que o resultado do fim do Extreme Rules não ajudou a companhia em nada.

O que precisava de ter acontecido com Brock Lesnar, desde o momento em que a tinta secou no seu contrato, era ter sido retratado como absolutamente indestrutível. A forma como dominou John Cena no combate de Extreme Rules? Perfeita. Exactamente o que devia ter acontecido daí em diante. Porquê? Porque é esse Lesnar que vende.

Porque é esse Lesnar que, com o impacto de ter acabado de ser campeão da UFC, que faz alguma diferença. A partir do momento em que Brock Lesnar começa a ter combates competitivos e equilibrados com pessoas fisicamente imponentes (Triple H) a mística acaba. Este deixa de ser o ex-campeão de UFC e deixa de ser a presença perigosa que Paul Heyman não consegue controlar. Este passa a ser Brock Lesnar, a estrela de Wrestling Profissional. E o que não faltam são estrelas. Lesnar precisa de ser diferente. Precisa de ser algo mais.

E para manter essa mística e ser diferente de todos os outros, os combates de Lesnar não podem ter interferências, nem finais pouco conclusivos. Ele entra, domina, vence e vai-se embora. Nada de Seth Rollins a aparecer do nada para impedir John Cena de perder de forma limpa. Nada de comentadores a sugerirem que Lesnar ia desistir ou perder o combate.

Como é óbvio, os seus adversários podem ter ofensiva. Os combates não precisam de ser como o que Lesnar teve no Summerslam com John Cena. Mas precisa de ser destacada a dominância de Lesnar. Exemplo perfeito disto é, mais uma vez, o combate do Extreme Rules 2012 e o combate de Summerslam 2013, com CM Punk.

O que a WWE devia ter feito, na altura que Brock Lesnar assinou em 2012, era escolher duas estrelas que achasse que tinham o potencial e a capacidade para se firmarem definitivamente no main-event, protegê-las ao máximo e mantê-las longe de Lesnar. Os restantes main-eventers e candidatos a main-event deveriam ter sido promovidos devidamente e colocados em fila para, um por um, enfrentarem Brock Lesnar.

Randy Orton, Daniel Bryan, Cesaro, Sheamus, Dolph Ziggler e vários outros deveriam ter sido, pelo menos, considerados como potenciais adversários de Brock Lesnar e vários combates destes deveriam ter acontecido. Eu sei quem gostaria de ver a vencer Brock Lesnar, mas não é isso que está em questão. O que está em questão é escolher a pessoa certa e promovê-la de forma certa, de forma a que quando chegar a altura, os fãs estejam desejosos de ver Lesnar perder, porque já viram tanta gente tentar e falhar.

Se a escolha for a certa e, especialmente, se for bem protegida e promovida, é bastante complicado surgirem complicações. E, caso surjam, existe a estrela suplente. Daí a necessidade de escolher duas e colocar de parte. Desde que o caminho de destruição de Lesnar termine com uma nova estrela a arrasá-lo e a fixar-se permanentemente no main-event, a WWE terá tudo a ganhar.

E era nisso que a WWE se deveria ter focado desde o início. Desde o momento em que Brock Lesnar assinou contrato em 2012 que a WWE se deveria ter preocupado em responder à pergunta: quem vamos escolher para o vencer na Wrestlemania 29?

E, se na altura da Wrestlemania 29, Brock Lesnar renovasse, continuar-se-iam a preparar estrelas de main-event para o enfrentar, ao mesmo tempo que se protege a escolhida. Arrasta-se o processo durante o máximo tempo possível. Torna-se Lesnar cada vez maior e mais invencível. Para que a vitória do escolhido tenha significado.

Lesnar nunca poderia ter andado a perder com Triple H sem qualquer direcção ou objectivo. Se essa rivalidade o tivesse ajudado, este não teria precisado de atirar Big Show de um lado para o outro para poder desafiar Undertaker. Lesnar precisava de uma direcção clara e de um objectivo.

Ora, mas este tipo de booking tem um problema. Problemas podem surgir com uma estrela (possivelmente a escolhida ou não) a tornar-se incrivelmente popular e parecer que está na altura de acabar com Lesnar, antes da ocasião estipulada. Lá porque se planeiam as histórias com um ano de antecedência não quer dizer que o timing na altura cumpra esse requisito.

O momento para o vencer poderia surgir mais cedo, por pressão e necessidade da audiência, e nesse caso a WWE precisaria de adaptar os seus planos e saber reagir. Mas apenas se fosse mesmo esse o momento. A WWE precisaria do identificar e perceber que, se deixasse passar mais tempo, iria perder ímpeto. Não é fácil identificar estes momentos e determinar o timing perfeito.

No entanto, não há nada pior do que deixar o momento passar ao lado e chegar tarde de mais. Que o diga Goldberg em 2003.

Com este booking, quando o escolhido vencesse Lesnar, de forma decisiva e heróica, Lesnar estaria no fim de contrato e de saída da WWE ou então, caso acontecesse mais cedo que o planeado, este precisaria de se afastar ou perder a desforra.

Durante todo este processo, a presença de Brock Lesnar deveria ser sentida em todos os momentos. Deveria estar sempre presente na mente dos fãs que Brock Lesnar podia aparecer a qualquer momento e arrasar com mais um talento. A sua sombra deveria ser um dos maiores destaques da programação. Nunca, em tempo algum, se deveria ter Brock Lesnar sob contrato e não falar dele durante meses, especialmente quando este é campeão.

Esse foi um dos grandes erros da WWE durante o actual reinado de Brock Lesnar.

Não sei o que é que levou a WWE, de um momento para o outro, a deixar de manter Lesnar, o actual campeão, bem vivo na mente dos fãs. Percebo que, sem um combate marcado no horizonte (como foi durante um período de tempo), não se justificava o segmento semanal de dez minutos de promo de Paul Heyman.

Percebo que dois meses a falar de John Cena vs. Brock Lesnar, enquanto a história do momento era a saída da Autoridade, e especialmente depois de já terem ocorrido dois combates entre os dois, cada um fortemente promovido, também não era o ideal.

Mas, porque não gravar mais promos com Lesnar, editá-las com alguns dos seus momentos mais dominantes e continuar a transmiti-las todas as semanas? Depois do fim da Wrestlemania, Paul Heyman fartou-se de repetir em todas as promos que fazia que Brock Lesnar tinha acabado com a Streak de Undertaker, mas depois do Night of Champions, foi como se nada disso tivesse acontecido.

Não sei se a WWE se arrependeu de lhe ter dado o Título, não sabia como voltar atrás e depois decidiu não chamar atenção para o facto do Título não estar presente todas as semanas, mas se foi esse o caso, então – criativamente – a WWE está em grandes sarilhos.

Quando se colocam numa situação do género, uma situação claramente anormal nos dias que correm, a solução não é enfiar a cabeça na areia e fingir que nada aconteceu. Mesmo que se tenham apercebido que foi um erro ou mesmo que o tenham feito porque se sentiam encurralados. Os fãs não vão esquecer a ausência do Título só porque meia-dúzia de pessoas enfia os dedos nos ouvidos e finge que não é nada com elas.

Quando se colocam numa situação destas, a WWE só tem uma saída: ir até ao fim. Deram a Streak e o Tìtulo a Brock Lesnar? Então façam com que isso tenha significado, não que seja secundário à Autoridade e algo que só deve ser mencionado nas épocas quentes do ano. Repitam vezes e vezes sem conta, mostrem a forma como John Cena e Undertaker foram dominados repetidamente até os fãs se fartarem.

Porque fingir que nada aconteceu e que Brock Lesnar como campeão não é nada que mereça ser mencionado, apenas torna todo este esforço ridículo e uma perda de tempo. Brock Lesnar como campeão era uma ideia intrigante, mas precisava de uma boa execução. Escusado será dizer que não teve a execução que precisava para fazer valer a pena.

Ou seja, desde 2012, a WWE não conseguiu fazer render os milhões que gasta anualmente com Brock Lesnar. A WWE Network perdeu assinantes durante o Verão, na construção do Summerslam 2014, com Brock Lesnar vs. John Cena! Brock Lesnar já não é sinónimo de compras significativas. E se não promovem fortemente a sua aparição na Raw, este também não irá trazer audiências.

Brock Lesnar não está render tanto quanto deveria. Tanto quanto o seu potencial exigia. E a WWE só tem a si mesma para se culpar por isso.

O Título não ficou mais elevado, apenas tirou umas férias. Depois da Wrestlemania, o Título volta a aparecer todas as semanas e estes meses serão apenas uma distante memória.

Outra teoria que tenho lido é que a WWE poderá ter decidido minimizar o destaque de Brock Lesnar porque é provável que não consiga renovar com ele, agora que a UFC e a Bellator entraram na corrida pelos seus serviços.

Não sei se corresponde à realidade e, tendo em conta tantos outros disparates que já se viram, não seria de estranhar que a WWE tentasse sair por cima porque não conseguiu renovar com Lesnar. Isto coloca também a possibilidade deste perder já o Título no Royal Rumble.

Relativamente a esta mentalidade e teoria, não poderia achar tudo mais idiota do que já acho. Não ficaria surpreendida se correspondesse à realidade e, se corresponder, só mostra que mais uma vez a WWE deixa o que seu suposto orgulho interfira com os seus negócios e lhe custe potencial lucro.

Brock Lesnar não quer saber do que a WWE faz com ele. Não quer saber se não promovem as suas aparições ou se as mesmas se resumem a aparecer em segundo plano para a Autoridade. Desde que o dinheiro que lhe é devido entre na sua conta, este não quer saber. Estas manobras movidas por uma ideia errada de orgulho apenas impedem a WWE de usar Lesnar para compensar todo o dinheiro investido nele. É a WWE que perde, não ele.

Além disso, mostra uma terrível falta de inteligência e planeamento reagir desta forma só porque existe a possibilidade deste não renovar ou só porque este não vai renovar. Desde o momento que este assinou um novo contrato que a companhia sabe quando o mesmo vai acabar. Tomarem-no como garantido é um erro deles, não de Lesnar. E voltarem atrás nos seus planos por isso ainda é pior.

Quando têm a Wrestlemania no horizonte e Brock Lesnar com o Título e o fim da Streak nas mãos, não lhe tiram o Tìtulo no Royal Rumble. Tal como referi acima, vão até ao fim. Não magoa a WWE ter alguém que vai abandonar a companhia no dia a seguir como campeão na Wrestlemania. Que o diga The Rock. O que magoa a WWE é não usar estas estrelas para garantir que vê o investimento compensado.

Esse é que é o problema!

Se Brock Lesnar não renovar contrato, o caminho mais certo a tomar é escolher a estrela mais preparada neste momento para o vencer (que não esteja ainda firmemente fixada no main-event) e vencê-lo de forma limpa no evento. Da forma mais decisiva possível. Nada de finais pouco conclusivos, nada de invenções. Um combate competitivo, com a estrela em questão a sobreviver e vencer Brock Lesnar. Sem sombra de dúvidas.

Se Brock Lesnar renovar, revertem à sugestão referida acima. Colocam-lhe cada vez mais obstáculos, este vence-os a todos até chegar o escolhido. Aquele que, com a promoção certa e os fãs do seu lado, o consegue vencer.

Agora planear a vitória de Brock Lesnar pelo Título, reinado até à Wrestlemania XXXI e derrota para Roman Reigns durante um ano, apenas para meses antes se aperceberem que existe a possibilidade deste não renovar é absolutamente ridículo. A minha resposta para isto é: só agora? Só agora é que se aperceberam que ele pode não renovar?

Não deixa de ser possível que seja isso que tenha acontecido nos bastidores da WWE. Há muito tempo que a falta de planeamento a longo prazo e a falta de organização são problemas que a companhia se recusa a resolver.

Espero, portanto, que a WWE tenha o sangue frio de manter o Título em Lesnar até à Wrestlemania. Não digo que não existissem boas opções para o combate pelo Título sem Lesnar, com Rollins a entrar no evento como campeão, mas não faz qualquer sentido Lesnar perder o Título tão próximo da Wrestlemania quando aguentou tanto tempo com este.

Não nos podemos esquecer que a Streak terminou às mãos de Lesnar. Tirar o Título a Lesnar meros meses antes da Wrestlemania, num combate que precisou da adição de Rollins para se tornar interessante, depois de meses de ausência é simplesmente anti-climático.

No entanto, é um facto que a WWE tem na mala de Seth Rollins um problema. Este precisa de a usar até Junho e isso implica uma de duas coisas: ou o reinado que começar na Wrestlemania vai ser curto, ou Seth Rollins vai falhar o cash-in. Até vermos o que acontece no Royal Rumble e, especialmente, na Wrestlemania, não há grandes especulações que possamos fazer ainda sobre o assunto.

Algo que acho que a WWE deve começar a pensar em fazer é explorar o que Paul Heyman sugeriu na última Smackdown. A ideia que a Autoridade poderá nem sempre proteger Rollins poderia começar a criar as sementes da discórdia, assim como possivelmente preparar o terreno para Seth Rollins se tornar cliente de Paul Heyman.

Seth Rollins não precisa de Heyman, de momento, mas também cada vez menos precisa da Autoridade. Seth Rollins não precisa que Heyman fale por si, mas se bem usado, Heyman pode ser uma mais-valia. É claro que precisa mesmo de ser bem-usado, que o diga Cesaro.

A questão é que quando Rollins ameaçou a integridade física de Edge, Rollins mostrou ser terrível e sem limites. No entanto, foi tudo para fazer regressar a Autoridade. Seria de supor que alguém tão perigoso e determinado não precisasse tanto da ajuda extra que a Autoridade dá.

Tal como venho a dizer há muito tempo, o destaque dado pela WWE às figuras de autoridade precisa de acabar. Especialmente a história do chefe malvado. Está mais que saturada e, com estas sugestões, acho que está na altura de começar a, gradualmente, afastar a Autoridade. Lançaram Rollins de forma soberba e agora que este está a provar que consegue aguentar, está na altura de preparar o seu fim definitivo.

Agora, é uma questão de esperar para ver o que a WWE faz no Royal Rumble. Até sabermos com quem é que o Título fica, não há muitas previsões que se possam fazer. A minha aposta é que o Tìtulo fique com Lesnar. Todavia, embora fosse completamente anti-climático e fosse contra tudo o que planearam até agora, uma vitória de Seth Rollins pelo Título culminava de forma espectacular os meses que este tem tido.

Da minha parte, desejo uma excelente semana a todos e até à próxima edição!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

54 Comentários

  1. José Sousa - há 2 anos

    Espantoso! Concordo contigo sobre tudo o que referes sobre a forma como o Brock foi utilizado pela WWE. Muito potencial mas mal usado.

    Sobre o Rollins, eu ainda dou por mim a ficar “parvo” com a evolução do homem enquanto vilão. Ainda na Smackdown na interacção com o Heyman pensei: “Este é mesmo o Rollins dos Shield”? O mesmo que hesitava nas promos, é que é a diferença é gigante. Eu já era apreciador do talento dele, mas fiquei rendido á evolução dele.

    Eu não acho que a WWE vá o fazer falhar o cash sinceramente. Tipo não acredito que alguém que deixam fazer dois curb Stomps ao homem que acabou a Streak vá ser colocado numa situação desse tipo, porque o iria fragilizar e arruinar o trabalho feito com o Rolllins.

    A minha previsão vai para um cash na noite depois da Wrestlemania no campeão( possivelmente o Reigns), devido á tal possibilidade lançada pelo Heyman de ele decidir quem é o futuro, e se quiser mandar o Brock Lesnar atacar o campeão. Ou seja, e como Brock tem contrato até á Raw depois da Wrestlemania, não me surpreenderia se ele viesse nessa noite só para destruir o campeão e o Rollins fazer o cash, e nesse cenário sim o reinado seria tipo o do Edge( o primeiro).

    Mas essas dúvidas são tiradas para a semana, porque neste momento o cenário não é tão claro como parece, apesar de defender que o Brock devia ir campeão até á Mania. Mesmo no Rumble tens dois favoritos: o Reigns e o Bryan, e não totalmente claro quem vencerá, embora exista um que está na pole.

    • Salgado - há 2 anos

      Não me admirava que eles optassem por fazê-lo falhar o cash-in, acreditando que o continuarão a proteger e a manter no main-event. Eu não acho que ele devesse falhar. Aliás, para mim, o MITB era sagrado. Mas, eles podem fazê-lo falhar e depois convencerem-se a protegê-lo na mesma. Afinal, ele tem sido protegido até agora.

      Se o Reigns for o campeão, o Rollins não faz cash-in na noite após a WM. Nem devia.

      • José Sousa - há 2 anos

        Talvez não. Mas nesse cenário ainda ves o Rollins a acabar por ser campeão durante o próximo ano? É que se o Reigns merece o reinado, o Rollins também.

      • Salgado - há 2 anos

        O Rollins vai ser campeão em 2015, disso não tenho dúvidas.

  2. Tibraco - há 2 anos

    Eu continuo a achar que o Lesnar vence no Rumble e depois perde na WM com o Reigns. Caso isto aconteça, penso que essas teorias da WWE querer reduzir o protagonismo de Lesnar não passam de rumores infundados. Óbvio que eles sabem até quando vai o contrato, conhecem a peça, portanto não acho que se tenham arrependido seja do que for. Nem, muito sinceramente, vi qualquer indício disso nos shows.

    A decisão de dar o Título ao Lesnar é discutível, sem dúvida, mas, nesse aspecto, concordo contigo. Uma vez feito tem que ir até à WM. Por muito que o Rollins mereça ser campeão, agora não há volta a dar. E com Lesnar a champ na WM, basta escolher o face que querem promover. Eu escolheria Ziggler ou Bryan mas acho aceitável que seja o Reigns.

    A outra opção seria fazer um 4-way com Lesnar, Ambrose, Rollins e Reigns. O combate seria de eliminação e o primeiro eliminado seria o Lesnar com a triple power bomb. Assim consolidavas, por igual, aquelas que serão, quase de certeza, as 3 grandes estrelas do futuro da WWE.

    • CenaLunaticFringe - há 2 anos

      Concordo plenamente contigo.

    • Salgado - há 2 anos

      E vais metê-lo na Rumble porquê? Porque é que se vai a dar a vitória a Lesnar? Com que fundamento? Deram-lhe a Streak e o Título e nos últimos meses foi a desgraça que foi!

      Com muita sorte, ainda tens o combate pelo Tìtulo a ocorrer depois do Rumble, como foi em 2013 com The Rock e CM Punk.

      Se o Lesnar vence a Rumble, como é que o Reigns o desafia?

      Não acredito que fizessem a 4-way que referiste.

      • Tibraco - há 2 anos

        !?!?

        Onde é que eu disse que punha o Lesnar a vencer o Rumble? :o

        O que está escrito é que acredito que o Lesnar vence “no” Rumble, ou seja, no combate contra o Cena e o Rollins. O “Rumble”, neste caso, é o próprio PPV. Jamais o Lesnar vence o combate Royal Rumble lol

        Eu acho que é o Reigns a vencer esse mesmo combate para, dessa forma, desafiar o Lesnar. Ainda não fiquei completamente maluco ahah

        Também não acredito na 4-way mas não achas que seria uma boa ideia?

      • Salgado - há 2 anos

        Aish, desculpa! Li sem atenção. Disseste que o Lesnar vence no Rumble e eu percebi que tinhas dito que o Lesnar vence O Rumble. Desculpa! My bad.

        Pois, exacto!

        Não. Muita gente e o Ambrose perdeu muito ímpeto com o Bray Wyatt para estar no main-event com o Lesnar. O Lesnar tem que perder 1 para 1. Seja o Rollins, seja o Reigns, seja quem for. Agarras num que tenha algum sentido e ímpeto, e mete-lo contra o Lesnar. A derrota decisiva do Lesnar precisa de ser na Wrestlemania e precisa de ser um para um. Sem confusões, sem invenções.

        O Lesnar não vende, nem é especial sendo apenas mais um! Tu precisas de fazer do Lesnar mais do que um lutador profissional para isto ter significado, senão ele é só apenas mais uma besta. Não se pode diluir a mística do Lesnar, senão não se ganha nada com o serviço. Isto é uma questão de proteger investimento.

      • Tibraco - há 2 anos

        Na boa xD Só fico ofendido por pensares que eu poderia ter uma ideia tão ridícula :o ahah

        Epá ya, tens razão. Atenção que eu também defendo essa tese. A derrota do Lesnar tem que ser 1 vs 1 para ter o efeito pretendido. Apesar de ter essa noção, e aqui estou apenas a olhar para os meus gostos enquanto fã, adorava para caraças ver a triple power bomb no Lesnar! Acho que dava um excelente WrestleMania moment.

        Eles ainda tinham tempo para preparar o Ambrose até lá mas claro que seguirão por outro caminho, como é óbvio. Talvez no próximo ano tenhamos estes 3 no main event a lutar pelo Título.

      • Salgado - há 2 anos

        Pois, eu estranhei imenso! Mas foi mesmo lapso meu, sorry :P

        Sinceramente, depois do NOC e da falta de destaque dos últimos meses, o meu maior medo é que isto não valha de nada. Epa, é que são três anos de Lesnar e não sei quantos milhões para no fim ficares sem nada. Pois, eu percebo, também tenho os meus. Ahahaha era lindo!

        Olha, eu apoio isso a 100%.

      • Tibraco - há 2 anos

        Tal como disse no meu primeiro comentário, não acredito que a WWE dê cabo da história do Lesnar. Longe de ter sido perfeita, as falhas que apontaste são óbvias, acho que servirá para ajudar pelo menos um face, que deverá ser o Reigns. Quanto muito apostam no Bryan e, nos meus sonhos, no Ziggler ahah. De resto, iria ficar muito surpreendido se escolhessem outro caminho. E depois da WM, o Lesnar que vá à vida dele. Gostei da maioria dos seus combates e admiro-o imenso mas este sistema de “combate-férias-combate-férias” já não traz nada ao produto.

        Ai tens? Não queres partilhar com teus fiéis leitores? ahah :P

      • Salgado - há 2 anos

        Ainda bem que há alguém confiante. Eu já estive mais certa. Eles são, normalmente, tão mesquinhos e pequeninos que não me admirava nada que lhe tirassem o Título só porque o tipo não vai renovar. Eu sei lá, já espero tudo.

        O Lesnar, de todos os part-timers, era o melhor. Tu tinha-lo à tua disposição, só tinhas que o manter especial e pronto, era só lucrar. Eles é que o arruínaram por completo. Se as coisas tivessem sido bem feitas, eu ficava bastante bem com mais anos de Lesnar. Agora se é para isto, mais vale deixarem o moço ir para o mundo MMA.

        No que toca aos meus gostos, era simples: Daniel Bryan vs Brock Lesnar pelo Título na Wrestlemania 31. É a história mais fácil, mais efectiva e mais emocionante que podem fazer. Se, atenção a este se, for bem feita. É o caminho mais fácil e efectivo. Mas, lá está, o bookar o Reigns e o Lesnar também era fácil e eles conseguiram falhar isso.

  3. Yan_Ribeiro - há 2 anos

    Grande artigo!

    Concordo em tudo que disse, a evolução do Rollins realmente é uma coisa espantosa e o ponto que me faz ver a raw toda semana. Quando ele estava no The Shield já era me favorito, não por sua mic skill (que nem aparecia tanto) ou por sua personalidade e sim por sua ring-in skill que realmente me deixava pasmo. Quando ele quebrou o The Shield em me surpreendi muito, estava esperando isso do Dean, porém naquele momento nascia um novo Seth Rollins, um que iria me surpreender muito mais… e foi assim. Lembro dele falando que aquela era a “evolução de Seth Rollins”, não podia estar mais certo. Suas promos melhoravam a cada semana e na última na Smackdown, trocou uma épica promo com ninguém menos que Paul Heyman e me deixou pasmo novamente, foi incrível. Sobre a possibilidade dele trabalhar com o Heyman é uma coisa que me empolga, apesar de ele estar se dando bem até agora, quem não gostaria de ter u Paul Heyman ao seu lado! Pode dar certo desde que ele não fique mudo igual ao Lesnar haha. Ainda espero muito mais de Seth Rollins, ele me lembra o Edge de muitas maneiras, como a busca pelo poder máximo.

    Sobre o Lesnar, também acho que ele poderia ter sido bem mais aproveitado, porém acredito que ele ficará com o título até a wretlemania, perdendo para o ganhador do Rumble ou por cash-in do Rollins.

  4. Edjandro Martins - há 2 anos

    Ótimo artigo como sempre.
    Concordo contigo em relação ao Lesnar, pelo star power que possui, por ter quebrado a streak e dado a maior surra que o Cena já tomou, ele poderia e deveria ter sido melhor utilizado, acho que o seu contrato com número limitado de presenças atrapalhou muito também.
    Sobre o Rollins sou suspeito a falar, já era um dos meus preferidos desde a época de NXT, com o seu trabalho no Shield, só me tornei mais fã ainda, e depois da saida do CM Punk, todo o lugar do mesmo como meu preferido na WWE, sempre encherguei imenso potencial nele, suas ring skills são as melhores da WWE juntamente ao Bryan, Cesaro e Samy Zayn, o que precisava desenvolver eram as mic skills a uma gimming convincente, depois do heel turn no meio do ano passado evoluiu espantosamente, suas mic skills que já eram muito boas (na minha opinião já tinha mic skill melhor que 99% do roster) melhoraram ainda mais, tem uma gimming bem consolidada e para minha grande surpresa, dou o braço a torcer e parabenizo o booking da WWE para com o Rollins que é o melhor Mr Money in the Bank da história a par com o Edge, sobre o futuro do Rollins, acho que se firmará como top heel da companhia e como uma das maiores estrelas do pro wrestling na próxima década junto aos companheiros de Shield: Ambrose e Reings.
    Por último comentando os possíveis planos para a WrestleMania, tenho o sentimento que o Bryan ganha a Royal Rumble e faz o main event com o Lesnar, mais não descarto um Rollins vs Bryan na Mania (o que seria espetacular, quem sabe um Iron Man Match ou 2 of 2 Falls, SONHANDO!!!), enfim, estou empolgado para esta road to WrestleMania e acho que teremos um grande Evento.

  5. cm punk - há 2 anos

    a maior asneira que vi a wwe fazer foi juntar o titulo da wwe e o titulo da world heaviwight champion, o wwe ficou com muito menos açao a partir dai e é normal estar a perder audiências, a ideia era boa ao principio que ia so haver um grande campeao na wwe, mas agora vesse o resultado disso, wwe esta pior do que nunca

    • Salgado - há 2 anos

      O Título World Heavyweight já não tinha grande significado, portanto assim só se estraga uma casa. Até ao momento, acho que foi uma boa ideia.

  6. Tunes9 - há 2 anos

    Excelente artigo, como costume e adorei o tema e abordaste-o muito bem.

    Sou suspeito para falar do Seth Rollins visto que sou fã dele e a sua evolução e ascensão tem sido meteórica ao ponto de eu ter nele o futuro HHH, ou seja, o Triple H já tem 45 anos e é um part-timer que cada vez lutará menos, é verdade que continuará a ser o COO e o meu preferido mas o Seth Rollins será o lutador contando com os jovens talentos e full-timers que será o meu preferido no futuro porque vejo nele um heel de excelência, cheio de talento e vejo coisas de HHH ali e como se juntou a ele na Autority ainda ajuda mais, acho que foi a estrela de 2014 e não ter sido premiado para escolherem um lutador que na primeira metade do ano em nada se destacou em relação ao Rollins e na segunda metade do ano esteve de forma com uma lesão, até é quase desrespeito e honestidade por parte dos fãs que votaram neste prémio (ou parte da WWE se tiverem mão nisto, é o mais provável) mas o que interessa é o que eu penso e concordo contigo que ele foi o destaque principal.

    Não tenho duvidas de que o Rollins se pode aguentar com o Lesnar porque é mais pequeno e tem menos força mas em rapidez, agilidade e talento puro não perde em nada e sobretudo em inteligência que é um dos seus fortes, portanto o que eu mais quero é ver o Rollins a dar um “CurbStomp” no Lesnar ou Cena e conquistar o WWEWHChampionship, embora eu saiba que não deve acontecer e o mais provável até é o Rollins fazer o cash-in na RAW após a Wrestlemania onde costuma haver os debuts de estrelas do NXT, surpresas e até mudanças de titulo, veremos.

    Quanto ao Lesnar, subscrevo cada linha porque também acho que ele precisava de ser retratado com uma besta imparável e vencer os seus combates de forma dominante e ir arrasando todos que se atrevessem a meter no seu caminho até que a estrela escolhida o vencesse de forma limpa num combate de qualidade e competitivo, o que nem sempre aconteceu nesta caminhada mas concordo se deram o fim da streak e o titulo ao Lesnar agora não interessa se vai renovar ou não, é ir até ao fim e deixar que a estrela escolhida o vença na Wrestlemania se torne num Main-Eventer de topo, tenho pouco a acrescentar porque estiveste perfeita nesta análise do Lesnar, excelente.

    PS: sabes de que tenho saudades, Salgado?? dos tempos de 2004 em que o HHH vencia no combate de Main-Event pelo WHChampionship no PPV de forma limpa ou suja (acontecia ambas) mas sempre em combates competitivos e depois a RAW começava todas as semanas a seguir ao PPV com: “Phh Time to Play The Game!!!…” e lá vinha ele de fatinho com o Ric Flair e o titulo no ombro para mais um segmento épico, não sei quem é que tem saudades mas eu tenho sem duvida, espero que a WWE melhore a nível criativo e de booking em 2015.

    Bom trabalho Salgado. :-)

    • Salgado - há 2 anos

      Obrigado :)

      Eu não tenho muitas saudades dos tempos dos Evolution. Basta veres a quantidade de estrelas criadas durante esse tempo. O Benoit, em 2004, foi completamente posto de parte para o HHH, mesmo sendo campeão. O Orton também ficou lixado. Em 2003, lixaram o Booker.

      Senão fosse o Batista em 2005, tinha sido uma desgraça.

      • Tunes9 - há 2 anos

        Não tens de quê.

        Sim, é verdade que não foram criadas muitas estrelas além dos mais batidos da altura mas referia-me mais às feuds e histórias de qualidade, aos combates competitivos e ao facto de o HHH vir de fatinho com o titulo acompanhado do Ric Flair sempre a dar inicio às RAW pós-PPVs, sendo que o HHH naquela altura era o Rei, ele foi um dos destaques da Atitude Era mas a sua era foi a Ruthless Agression sobretudo de 2002 a 2005 e portanto não tinha que elevar talentos mas sim ser a Top Star.

        Depois uma das melhores feuds da história da WWE e a minha preferida, HHH vs HBK, aconteceu nessa altura e valeu a pena, foi mais nesse sentido.

        Desejo-te uma excelente semana e até ao próximo artigo. :-)

      • Salgado - há 2 anos

        Tens razão, o problema é que as histórias não eram adaptadas a isso. Tu podes ter o Triple H como campeão durante imenso tempo, mas não precisas de prejudicar a credibilidade de outras estrelas para o fazer. Se conseguires, com um bom booking, ajuda-las, mas pelo menos não faças delas uns atadinhos que os fãs não vão apoiar. E o problema é que o booking envolvendo a HHH fazia isso a quase toda a gente com quem ele rivalizava.

        Sim, eu percebo. Adorei o combate que eles tiveram no Summerslam 2002, até o publiquei no Match of the Week.

        Obrigado e igualmente :)

      • Tunes9 - há 2 anos

        Sim, compreendo e aceito o que dizes, tens razão, mas também é verdade que o HHH foi humilhado em alguns momentos por lutador que acabaram por não ter futuro nenhum na WWE como Maven, Goldberg e Scott Steiner e até chegou a jobbar para o Shelton Benjamin, houve os prós e os contras neste tema e portanto temos os dois razão mas entendo o teu ponto de vista.

        Já somos dois, esse combate depois da história toda que houve e a ausência de 4 anos do HBK e as razões e o regresso e etc, etc, etc, foi emocionante e brilhante, o HBK depois da lesão e as operações, os problemas com drogas e álcool e ter aquela performance, priceless!!!.

        Obrigado. :-)

  7. danielLP21 - há 2 anos

    Não concordo contigo nem com quem comentou até agora.

    Falas, a certa altura do artigo, do “timing” certo para isto ou aquilo acontecer. Pois bem, eu acho que o “timing” certo para o Seth Rollins ser campeão é agora, na RTWM. Depois da evolução que tem tido, dos segmentos magníficos que nos tem proporcionado, nada melhor do que entrar na WrestleMania como campeão e defender o título contra o Roman Reigns (devido à história que têm juntos e que ainda não acabou), Daniel Bryan (que ainda não acabou a sua história com a Authroity), Dean Ambrose (pela mesma razão do que o Reigns) ou com o Dolph Ziggler (caso queiram pegar no que aconteceu no Survivor Series).

    Pessoalmente, pouco me importa o que fazem com o Brock Lesnar. Teoricamente, teria que perder o título na WrestleMania para o Reigns ou o Bryan. Mas as coisas mudaram: apareceu uma nova estrela, o futuro da WWE. O ideal, a meu ver, seria o Rollins sair do Royal Rumble como campeão, depois de fazer o cash-in no Lesnar e vangloriar-se para o resto da vida que derrotou a besta imparável (como o Jericho se vangloria de ter vencido o Rock e o Austin na mesma noite).

    • Tibraco - há 2 anos

      E desperdiçavas todo o investimento feito no Lesnar? A Streak, o reinado de não sei quantos meses, a forma como dominou o Cena…

      O Rollins tem, esperemos, muitos anos de carreira pela frente e terá o seu momento (este ano, de certeza). Este contexto do Lesnar ou é aproveitado agora ou nunca mais será. O Rollins espera mais 3 meses e tem o seu merecido reinado. Custa-me perceber o teu ponto de vista mas respeito-o como é lógico ;)

      • danielLP21 - há 2 anos

        É simples: estamos há anos a “exigir” que apostem em novos talentos, e quando têm a oportunidade de fazê-lo esperamos mais “3 meses”? A prioridade, a meu ver, devia ser o Seth Rollins. Foi ele que se destacou nos últimos meses, não o Lesnar. Aliás, se o próprio Lesnar já não vende assim tanto como era de esperar, mais vale garantir desde já o futuro.

        E atenção que eu não acho que, caso o Rollins entre na WrestleMania como campeão, o seu combate o último da noite. Podem muito bem colocar o Brock Lesnar na fechar o evento com outro babyface, sem terem título em jogo.

      • Salgado - há 2 anos

        Porque vai significar muito mais fazê-lo na WM! Se tens a WM à porta, não fazes as coisas no Royal Rumble! Tem muito mais significado e peso fazeres a nova estrela na Wrestlemania, até porque foi onde o Undertaker perdeu a Streak, do que no Royal Rumble! É a Wrestlemania!

        Tu não estás a ajudar ou a favorecer o Lesnar ao esperar até à Wrestlemania! Tu estás a ajudar e a favorecer a pessoa que o vai vencer! Porque lá é que é o grande evento! Lá é que tens o público todo! Lá é que está a mística! Lá é que fazes a festa!

        É a mesma história que tinhas no ano passado com o Bryan! Pensa assim, com a Wrestlemania à porta, tinhas feito a celebração do Daniel Bryan e a festa toda com as 70 mil pessoas a fazerem o YES!, ou preferias ter feito no Elimination Chamber onde ele lutou pelo Título? É que podias ter feito logo em fevereiro, mas esperaste até à WM, porque é onde tem mais peso! É onde a celebração é a sério!

        Ninguém aqui está a proteger o Lesnar, apenas estás a garantir que o dinheiro que gastaste nele serve para alguma coisa! Se não olha, mais valia não o teres trazido de volta, porque não ganhaste nada com o serviço.

      • Tibraco - há 2 anos

        Mas o conceito de “apostar” não tem que, necessariamente, estar ligado ao facto de ser campeão. Tem existido aposta, ainda que de maneiras diferentes, no Ambrose, no Rollins e no Reigns. Tu defendes, e bem no meu ponto de vista, que o Ambrose tem sido protegido e ele nunca esteve perto de lutar pelo Título.

        O Rollins destacou-se mais mas o Lesnar nem esteve lá. Vendo por esse prisma, todos mereciam mais que o Lesnar. E se o Lesnar já não vende tanto (desconhecia isso e, sinceramente, estou-me a marimbar) então é melhor aproveitar enquanto a torneira pinga. Nunca ele foi tão valioso e se alguém o vencer na WM, esse mesmo face ganhará uma credibilidade tremenda. É um contexto ímpar porque o Lesnar carrega a aura de ter derrotado o Taker.

        No caso do Rollins vencer no RR (algo que, repito, não acredito) então mais vale colocá-lo no main event da WM. Se pões Rollins vs Reigns antes do combate do Lesnar fica a ideia de que o Lesnar é mais valioso do que o próprio Título. Algo que, acreditando na não renovação do contrato, não dá muito jeito.

      • José Sousa - há 2 anos

        Nos últimos anos habituaram a isso, mas a maioria deles acabou por não ser muito benéfico para o wrestler questão. Se calhar o melhor de todos foi mesmo o do Edge o primeiro, é um cash brutal.

    • Salgado - há 2 anos

      “Pessoalmente, pouco me importa o que fazem com o Brock Lesnar.”

      Percebo a situação do timing de Seth Rollins, mas o facto de Brock Lesnar ter tido o Título de forma anormal nos últimos meses e de ter o fim da Streak no currículo não desaparece apenas porque não queremos saber dele.

      A WWE tem que honrar o que colocou nas costas de Brock Lesnar e terminar desta forma no Royal Rumble é repetir os erros que têm sido cometidos com Brock Lesnar desde o primeiro dia e não aprender nada com o assunto. Basicamente, andas a gastar milhões por ano para cometer erros atrás de erros.

      Tu precisas de salvar esta situação, mesmo que não gostes, mesmo que não estejas interessado e mesmo que não queiras. A Streak acabou! Um legado de 21 anos! Independentemente de concordar ou não com o fim da Streak, o facto é que aconteceu e nunca voltará a haver outra! Tu não podes ter um combate de Brock Lesnar a terminar de forma inconclusiva ou com o Lesnar derrotado sem sofrer o pin! Porque depois do que fizeste no NOC, se inventares agora no RR ou lhe tirares o título, a derrota que o Lesnar poderá sofrer na WM não irá significar NADA!

      E depois fazes o quê? Deste-lhe milhões por ano, ele volta para a MMA e a WWE fica na mesma. Basicamente, é o mesmo erro que cometeste vezes e vezes sem conta com The Rock, Triple H e companhia limitada.

      Eles ainda vão a tempo de salvar esta situação e tens toda a razão. Seth Rollins merecia sair do Royal Rumble com o Título. E sinceramente, nem me importava, porque sei que ele merece. Mas, há que ser imparcial e ver o que tens em jogo e o que ainda podes fazer para justificar este investimento.

      • danielLP21 - há 2 anos

        E porque é que não se pode fazer o mesmo, usando o Rollins? Dessa forma, estarias a criar DOIS novos main-eventers: o Rollins, porque foi ele quem venceu o Lesnar, e a estrela que o derrotar. Não és tu que te queixas (tal como eu) que eles só dão relevância à WrestleMania e a essa season? Então porque não começar a RTWM a abanar as coisas, continuar a fazer do Rollins um heel extraordinário, com o título, credibilizá-lo como deve ser e pôr (por exemplo) o Reings a derrotá-lo.

        Mas o título tem importado para alguma coisa? A estrela que derrotar o Lesnar na WrestleMania tem que o fazer com o título em jogo? Eu acredito que o Lesnar vai chegar como campeão à WM, só acho que isso não devia acontecer.

        Além disto tudo, quando é que o Rollins seria campeão? Ou lhe dão um reinado de porcaria, ou dão à tal pessoa que vai derrotar o monstro (embora isso também fosse bom para o Rollins, ia ganhar um enorme heat). E não, não acredito que ele falhe o cash-in.

      • Salgado - há 2 anos

        Porque, tal como já disse, o Lesnar precisa de chegar à Wrestlemania com a aura mais indestrutível possível. Se não, ele não vai criar ninguém, porque vai ser apenas mais um lutador profissional com músculos. Daniel, o Lesnar já não está a vender. Isto é o que os combates com o HHH e o mau uso causaram. Ele entra numa arena e as pessoas sentem a sua presença, mas ele já não é o Lesnar que pode fazer render à WWE. Foi preciso a Streak terminar para lhe restaurar um pouco da mística que tinha no início.

        O Rollins está protegido pela Autoridade. Não foi o Lesnar que criou o Rollins, foi a Autoridade e se eles o protegerem, ele vai continuar a fixar-se no main-event. Tu não estás a desistir do Rollins. Tu não estás a abdicar dele! Ele tem a mala, ele trouxe a Autoridade de volta e ele está sob a asa deles. Tu apenas estás a garantir que o que Lesnar fizer na Wrestlemania vai ter impacto. Porque se começarmos a inventar agora no Royal Rumble, depois do Night of Champions, depois dos meses de ausência, não vai significar NADA o que ele fizer na Wrestlemania. NADA! Porque ele vai ser aquele que perdeu o título na véspera.

        Os combates dele precisam de ter uma aura de legitimidade. De perigo. Precisam de ser especiais. Ele não pode estar envolvidos em combates com várias passas, nada de “fuck you” finishes, nada disso! Porque disso tens tu às toneladas no roster! Disso vês todos os dias! O Lesnar é uma atracção! É uma anomalia e é por o terem tornado em mais um que este chegou ao que chegou em que já não causa qualquer diferença.

        Se ele não faz a diferença, para que é que o queres? Ele é única estrela de part time que tu pudeste usar à vontade durante três anos. Não tinha problemas de ego como o HHH, não tinha problemas de saúde como o Taker, conseguia ter excelentes combates (ao contrário do Sting) e não tinha conflitos de horário como o The Rock. Basicamente, davas lhe o dinheiro que ele queria e ele fazia o que tu quisesses! Ele era a estrela de part time perfeita e ao fim de três anos, tornaste-o em mais um e vais desperdiçar os últimos meses que tens para remediar a situação ao reforçar essa mentalidade?

        Exacto, tal como referi no artigo. Eles não souberam bookar o reinado do Lesnar, mas ainda vais a tempo. Não é entrar em pânico e voltar atrás que ganhas alguma coisa.

      • Tibraco - há 2 anos

        Penso que a resposta não era para mim mas como estamos no mesmo debate creio que a Marta não se importará que eu responda.

        Se o Rollins sair como campeão do Rumble, ele não vencerá o Lesnar num combate one vs one. Está lá o Cena ao barulho e dificilmente o Rollins vence os dois de forma limpa. Ou seja, uma vitória com batota não terá o impacto desejado. Neste ponto, estou totalmente de acordo com a Marta. Quando o Lesnar perder tem que ser de maneira limpa.

        Se o Lesnar não chegar à WM como campeão o seu combate iria perder grande parte do interesse. Porque o alvo a abater não seria ele, mas sim o Rollins. Esse efeito de “entregar a tocha” só é válido uma vez. Senão bastava o Lesnar perder 4 ou 5 PPV’s seguidos e transformava todos em grandes estrelas.

        O Rollins seria campeão depois da WM. Não importa se na noite a seguir ou 1 mês depois. Agora podes dizer “Ah, mas o gajo que parou o monstro vai ter um reinado de porcaria?”. O reinado pode ser de porcaria (embora um reinado curto não seja igual a ser um reinado de porcaria) mas a aura de ter derrotado o Lesnar ninguém lhe tira. E tendo em conta que, em principio, será com cash in, a credibilidade dessa mesma estrela vai-se manter intacta. Vê o exemplo do Bryan/Orton no SummerSlam.

      • Salgado - há 2 anos

        Por acaso importo :P Acho que não devias de responder, é uma vergonha!

      • José Sousa - há 2 anos

        Tiago se me permites que me meta ;). Concordo contigo, ou seja, mesmo que seja um mês depois que o Reigns sofra o cash-in, o efeito não será negativo nele. Pelo contrário o Rollins ganharia ainda mais heat( se isso ainda é possível), além que o local onde é o Extreme Rules é o ideal para dar um brinde desses: Chicago. Não que a WWE deva decidir em função da cidade.

      • Tibraco - há 2 anos

        Então peço imensa desculpa Marta :P

        José, não sabia disso de Chicago. Pelo menos a esta distância, acho irrelevante se é na noite a seguir, no ER ou seja lá quando for. Nós é que estamos habituados a que o cash seja feito em poucos meses, mesmo que levem isto até perto do MITB, sendo bem feito, não me incomoda.

    • joaop - há 2 anos

      Não me aptecia muito mas tenho de concordar com tudo o que disseste aqui…

      • danielLP21 - há 2 anos

        Comigo? Epá, muitos tanques :D

      • Tunes9 - há 2 anos

        Eu concordo com ambas as perspectivas, de um lado temos o investimento feito no Lesnar que deve ser aproveitado e não faz muito sentido “desistir” agora a pouco mais de 2 meses da Wrestlemania.
        No entanto, também houve um investimento diferente mas evidente no Seth Rollins e concordo que ele esteja preparado para conquistar o titulo e já deu provas disso e ninguém mais do que eu (ou poucos, vá) gostariam de ver o Rollins como campeão, aceita-se as duas opiniões e vamos lá ver qual é que a WWE escolherá.

        PS: só espero que não escolha a única que não faz sentido e seria ridícula, CENA WINS LOL.

  8. MicaelDuarte - há 2 anos

    Excelente trabalho.

    Já que o Lesnar terminou a streak e conquistou o título máximo, ao menos que façam valer o investimento que foi feito. Seja com o Reigns (na minha opinião, ainda é cedo, mas teríamos um novo main-eventer), com o Bryan (não acho que seja o ideal, dado que existem outras prioridades) ou com outro que tenha a sorte de pôr fim a este reinado, este domínio do Lesnar tem de acabar na WrestleMania.

    Eu, muito sinceramente, não consigo olhar para este assunto de outra forma.

    • Salgado - há 2 anos

      Obrigado.

      Exacto, ao menos que façam isto tudo valer a pena e lancem alguém na Wrestlemania. Se diluem o efeito do Lesnar no Royal Rumble, depois da palhaçada do Night of Champions e de não terem falado dele durante meses, podem fazer o que quiserem na WM que ninguém vai ganhar nada com o assunto.

  9. gonçalo"the best" - há 2 anos

    Excelente artigo, mais um.

    Concordo contigo, o Lesnar tem de chegar a wrestlemania como campeão.Depois de tudo que foi feito ele tem de chegar a WrestleMania como mesmo gostado muito do Rollins ele só faz o cash-in na noite depois da WrestleMania( onde se vai tornar Paul Heyman guy). O lutador que vencer o Rumble e vencer o Lesnar na Wrestlemania vai ser ficar super valorizado. Agora a questão principal, quem é esse lutador? Reigns? O mais provável mas não faz sentido nenhum porque não iria ter muito significado( porque num combate com o Lesnar é preciso ter o papel de David e não de Golias. Bryan? Adorova mas ele já um main eventer consolidado e iríamos ter a mesma historia do ano passado.Ambrose? Não se adequa ao tipo de história nem esta valorizado. Então quem? Para mim era o Dolph Ziggler era a altura de o por no mais event e não há melhor história que está. Se há alguém que consiga ter um grande combate “David contra Golias” esse é o Ziggler que já provou muitas vezes este ano.

    Parabén, continua assim!

  10. Diogo7 - há 2 anos

    Excelente artigo.

    O Seth Rollins teve uma evolução tremenda de há um ano para cá. Neste momento, é um dos melhores “promo cutters” do roster. Desde o seu “heel turn”, que ele tem melhorado as suas capacidades no microfone e no acting. A Autoridade vale só mesmo por ele, e nada mais. A forma como ele enfrentou Heyman no microfone, quer na RAW, quer na SD foi notável. Aquele confronto com o Lesnar “backstage” foi de uma enorme intensidade. Não acho que ele vá falhar o “cash in” depois desta excelente construção que tem tido como Mr. MITB. Só resta saber quando o vai fazer.

    Na minha opinião, o Lesnar devia chegar campeão até à WM, já que aguentou até aqui. Seria estúpido ele perder o Título no RR depois de ter conquistado a Streak na WM e ter derrotado o John Cena da forma como derrotou. E o palco para dar uma grandiosa vitória ao face sobre a Besta é, sem dúvida, na WrestleMania.

    • Salgado - há 2 anos

      Obrigado :)

      Completamente de acordo. A promo na Smackdown foi espectacular. No início, achei demasiado estranho o Rollins estar tão em cima do Heyman, mas a sua intensidade fez com que esquecesse logo isso e me investisse na promo.

      Exacto.

  11. Brunodust - há 2 anos

    Excelente artigo!

    Brock Lesnar deve sair da royal rumble como campeão tal como referiste. Mas acho que não mencionares o wrestler que foi protagonista no Survivor Series como possibilidade para o main-event da Wrestlamania é um erro tremendo e estás a demonstrar uma falta de consideração pelo talento de Dolph Zigler.

    Enfim… eis o meu booking para a Royal Rumble Match: Últimos 15 minutos: Daniel Bryan, Roman Reigns, Dean Ambrose estão a tentar eliminar Bray Wyatt e Kane está estendido no canto a recuperar forças, no entanto entra como nº 22 Sheamus que faz o seu heel turn atacando Daniel Bryan, enquanto que Bray Wyatt encarrega-se dos outros dois ex-membros do Shield juntamente com Kane. Vão entrando outros lutadores que são eliminados imediatamente por Sheamus, Bray Wyatt e Kane. Depois Daniel Bryan fica em apuros junto ás cordas e Sheamus desfere o seu temível brogue Kick eliminando-o originando uma feud entre eles para a Wrestlemania. Roman Reigns faz o spear a Sheamus, mas é eliminado por Brya Wyatt com uma potente clothesline e Kane atira Dean Ambrose para fora do ringue. No entanto, Bray Wyatt também atira kane com uma clothesline para fora do ringue demonstrando estar por conta própria. Restam os dois heels e o público começa a vaiá-los como aconteceu no ano passado a Batista. Faltava apenas um wrestler para entrar… o placar começa a fazer a contagem decrescente para o nº30 e para surpresa de todos toca a minha theme song preferida “Here to show the world” e Dolph Zigler que foi despedido pela Autoridade recebe a maior pop da noite. Ele elimina Sheamus e Bray Wyatt tornando-se no candidato principal a enfrentar Brock Lesnar na wrestlamania 31!

  12. MagnumR - há 2 anos

    O artigo está espectacular.
    Eu tive uma ideia e queria saber a opinião de pessoas que sabem mais disto que eu.
    Visto que pelo andar da carruagem paul heyman vai ficar sem cliente, já que o brock quase de certeza se vai embora que tal ele arranjar um novo protegido. Alguém que tivesse um futuro como lutador mas com dificuldades nas promos. Roman reigns por exemplo. Não sei se a culpa das promos dele não serem exactamente boas seja do vince, o autor das mesmas. Ele não é muito bom actor e se continuar assim não vai longe E se o reigns passasse a ser o cliente de paul heyman? Tal como o brock lesnar o reigns só quer entrar no ringue e destruir o adversário. E se ele tivesse o paul a tratar das promos ele só tinha que se preocupar em fazer o melhor combate possivel e talvez até adicionar uns golpes novos ao seu arsenal. Eu cá nem me importo de como está agora.
    De qualquer maneira isto só seria possivel depois da wrestlemania, mas o que acham?

  13. Damien Mizdow - há 2 anos

    Totalmente de acordo já que chegaram ao ponto de chocar o mundo com o fim da streak e após todo o trabalho levado a cabo com o Lesnar mesmo tão ausente nao poderiam simplesmente acabar sem que isso resultasse em algo realmente produtivo para alguém que disso precise. Brock Lesnar nunca deveria ter competido com HHH e ter perdido combates com o mesmo pois o verdadeiro e dominante Brock que todos queriam ver foi o que apresentaram após destruir a streak do undertaker. É esse Brock que vale o investimento e embora seja contra o seu reinado acho que uma vez feito deve ser levado até ao fim. Não faz sentido terminar agora muito menos para o John Cena ou para o Seth Rollins que se vencer nao sera de forma dominante com certeza. Para além disso acho que as poucas datas do Brock foram extremamente mal aproveitadas em constantes combates com John Cena e HHH. Não teria vendido mais terem-nos apresentado um jericho vs lesnar ou um orton vs lesnar também? Não seriam combates de topo que as pessoas queriam ver?

    Em relação à wrestlemania deste ano o que eu continuo a achar é que fazer um roman reigns vs Lesnar nao vai criar uma lenda. Vai criar um FLOP facto demonstrado todas as semanas com pessimas expressões faciais, promos horriveis e nada de extraordinário demonstrado dentro do ringue onde até o apoio do publico é incomparavel ao homem que a meu ver realmente merece isto que é o Ambrose. Ele nao precisou disso para se tornar no que é e uma vitoria sobre o Brock seria um momento épico e muito bem recebido por todo o wwe universe. E se a wwe quisesse poderia colocar o proprio Rollins a fazer o cash in depois do combate de forma a torna-lo ainda mais vilão da mesma forma que criava impacto na wrestlemania aproveitando-se do impacto de ambrose ou derrotar a besta invencivel. Mas isso é o que eu acho!

  14. God-Say BNB 4ever - há 2 anos

    SIMPLESMNETE PERFEITOO
    INCRIVEL ARTIGO
    OBRIGADO!!

  15. What? - há 2 anos

    ótimo artigo parabéns.
    Concordo que de nada adiantaria o investimento feito na besta Brock Lesnar caso não resultasse no crescimento da imagem de um novo main eventer, embora preferisse que Seth Rollins ganhasse o titulo.
    Na minha visão o Brock só poderia perder no RR caso houvesse uma interferência do Undertaker assim marcando a revanche dos dois na WM 31 oque pra mim faria mais sentido do que o Undertaker lutar com Bray Wyatt

  16. Galloway - há 2 anos

    Excelente artigo, este foi o melhor que li de ti, sem dúvidas.

    Tenho pensado muito no que irá acontecer em relação ao principal título da WWE.

    Esquecendo o que se tem passado com ele desde que o Brock o venceu, em que esteve quase tanto tempo desaparecido que até me esqueci de como é que o cinto era, creio que a WWE e o espectáculo que é a WWE só tinham a ganhar com a continuação do Brock, infelizmente isso não deverá acontecer.

    Concordo contigo sobre o booking dele, podia e devia ter começado a construído como a máquina que é desde 2012. Esse combate no ER foi brutal, com o desfecho que se conhece e com o qual não concordei nadinha, e era o ponto de partida para a história que irá culminar, acredito eu, nesta Wrestlemania, pois creio que o Brock sairá da Triple Threat Match na Royal Rumble como campeão, pois alguém irá interferir e impedir o Cena de vencer (Dolph?) e até o Seth (Orton?).

    Gostava que o Brock renovasse com a WWE se fosse para trabalhar mais e não desaparecer com o título durante tanto tempo, mas já se sabe como é que ele vê a WWE e a forma como nela trabalha, portanto o mais certo é sair depois da Wrestlemania, acredito eu que atacando o novo campeão, o homem que o derrotar, permitindo que o Seth faça o tão merecido cash-in e se torne campeão.

    Quanto ao Seth, tem que ter um reinado minimamente sólido, nada de dias, ou semanas apenas. Pelo menos 3 meses, ou seja, na minha opinião, desde a noite a seguir à Wrestlemania, até ao Summerslam.

    E já isto é pouco para o que ele merece, tem tido uma evolução fantástica neste ano que passou, onde foi claramente o talento do ano.

    E é também por isso que quero que tenha um reinado como deve ser, e não fogachos para contabilizar à grande apenas.

    Mais uma vez, excelente artigo Salgado, o teu melhor na minha opinião.

  17. Sorlei Rui Oltramari - há 2 anos

    Excelente artigo, Salgado!

    É como o ditado diz: “Ajoelhou, agora vai ter que rezar”. Quer dizer, a WWE construiu Lesnar como algo imparável e como prova disso, deu a streak e um reinado que prometia ser bom, afinal, um campeão que poucas vezes aparece e quando o faz, destrói quem colocar-se em seu caminho. E agora, depois de tudo isso, eles “se arrependem”? Então, depois de meses de construção eles simplesmente querem abandonar a ideia?
    Realmente, o que fez falta foi Paul Heyman fazendo promos quando Lesnar não estava presente. Nem que continuassem na linha do “My client Brock Lesnar conquered the Undertaker’s undefeated streak at Wrestlemania”, mas que nos lembrasse que o WWEWHC ainda existia e estava nas mão do “Beast Encarnate”
    Particularmente, não gosto do Lesnar, pois ele sempre tratou o wrestling apenas como algo que lhe dá dinheiro (não quis dizer que é para ele tratar o wrestling como um hobbie ou apenas como algo prazeroso), quando muitos que trabalham duro o ano todo não tem essa chance. Mas, já que o estrago foi feito, que continuem, o deixem como campeão até a Wrestlemania e depois vejam o que querem fazer, se querem dar o título ao Reigns, se querem que Lesnar retenha e o Rollins faça o cash-in na noite posterior ou até mesmo Lesnar continuar com essa droga de reinado que vem tendo e torturar os fãs mais um pouco. Tomara que vá mesmo para o UFC e dê aquele cinturão a alguém que queira estar com ele.
    OBS: O plano original era bom e me agradava, mas a sua execução não foi boa e por isso torço para que essa amostra de reinado acabe logo.

  18. 434 Days - há 2 anos

    Mais um grande artigo Salgado. Concordo contigo quando falas da utilização do Lesnar. Penso que a sua trajetória podia ter sido diferente com alguns combates que ele devia ter ganho e outros que ele devia ter perdido. Dar-lhe o título foi sempre um risco e infelizmente não foi muito bem desenvolvido a história à volta do seu reinado. E no entanto volto em estar em sintonia contigo ao dizer que Lesnar deve manter o título até ao WrestleMania, mesmo que este tenha que promover um Reigns que está ainda muito mediano para ascender ao Main Event. Por isso mesmo não me importava de ver o Rollins metido ao barulho e quiçá ganhar o título, com ou sem a mala.

    Concluindo, cada vez tenho menos dúvidas que o Rollins está preparadissimo para ser um top star na WWE, e dificilmente o Reigns vai ser esquecido. Só espero é que o Ambrose seja aproveitado também, pois é o meu preferido dos três. Mais uma vez os meus parabéns pelo artigo.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador