Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Opinião Feminina #284 – Who’s THE guy?

Ao longo dos últimos anos, a WWE tem procurado o sucessor de John Cena. O resultado dessa procura é a saga, protagonizada por Roman Reigns, que viu mais um capítulo determinante a ser contado na WrestleMania. Depois de ter adiado os planos da coroação de Reigns na WrestleMania 31, Vince McMahon decidiu não vacilar pela segunda vez consecutiva e seguiu em frente com a visão de coroar o seu próximo porta-voz no main-event da WrestleMania, num momento que será exibido repetidamente ao longo dos próximos anos.

A única questão é se a apatia, apupos e cânticos pelo NXT irão ser incluídos nas próximas transmissões ou não. A meu ver, a resposta irá depender da narrativa que a WWE irá querer contar na altura – se, por qualquer razão, Roman Reigns se tornar extremamente popular, a WWE poderá querer mostrar as reações negativas como prova que Reigns conquistou os fãs em condições adversas e, no fim, ganhou a guerra; no entanto, se tal não acontecer, é bem possível que a WWE continue a ignorar as reações que não se enquadram na história que estão a tentar contar.

Acho que o mais preocupante das reações que Roman Reigns recebeu na WrestleMania foi a apatia e silêncio. Esperava, como referi anteriormente, uma reação fervorosa por Triple H e tal não se verificou. Parecendo que não, tal teria sido um bom sinal para Roman Reigns.

Ao transformarem o combate num apoio incondicional por Triple H, os fãs estariam a mostrar que são apenas “anti-Roman Reigns” e a decisão da WWE de desistir de lutar contra o inevitável faria algum sentido. É um facto que o cansaço dos fãs e a promo de Stephanie McMahon poderá ter afetado o apoio a Triple H.

Mas, a verdade é que Roman Reigns foi recebido com bastantes apupos e alguma indiferença. O momento com Stephanie foi apoiado pelos fãs, mas também foi sol de pouca dura, pois quando o combate terminou, ninguém festejou a sua vitória. Durante o combate, à exceção de alguns cânticos pelo NXT e as suas estrelas, os fãs mantiveram-se apáticos e calados.

A equipa de produção da WWE manipulou o som durante os cânticos, mas não disfarçou o silêncio que, segundo vários relatos, se instalou frequentemente durante o combate. Os problemas de Roman Reigns com a audiência têm sido bastante comparados ao que John Cena passou durante grande parte da sua carreira, mas a WWE está a escolher ignorar umas diferenças bastante importantes.

John Cena nunca despoletou indiferença junto dos fãs. É certo que Roman Reigns já foi alvo dos famosos cânticos “Let’s go Reigns, Reigns sucks” e também é verdade que, nos house shows, este é consideravelmente mais popular, visto que a audiência é constituída por mais famílias e crianças, mas nenhuma das reações a Roman Reigns é comparável a John Cena, sejam estas positivas ou negativas.

Ao longo do último ano e meio, a WWE fez de tudo para realizar a coroação de Roman Reigns como a grande estrela da companhia na WrestleMania, independentemente as reações que este estava a suscitar, mas fê-lo de forma tão atabalhoada que, a certa altura, chegou a precisar de lhe dar o título duas vezes, apenas para o voltar a tirar sem quaisquer defesas com sucesso, porque o grande momento era suposto ser na Wrestlemania.

Estes foram apenas alguns dos muitos disparates cometidos com Roman Reigns que estão, atualmente, a ser desvalorizados, porque a WWE decidiu parar de lutar e remediar a situação. A WWE aceitou que este vai ser odiado por uma porção da audiência e, para bem do seu próprio ego, convenceu-se que a culpa é dos fãs e não do miserável booking. Isto não significa que Reigns irá tornar-se num vilão, tal como John Cena não se tornou desde 2005, apenas significa que a WWE irá repetir a fórmula que usou com John Cena ao longo dos últimos anos, mas com novo protagonista.

Um sinal que a WWE desistiu de tentar remediar os seus disparates foi a escolha de AJ Styles, óbvio favorito dos fãs, em especial em Chicago, para primeiro adversário de Roman Reigns. É certo que, desde a WrestleMania, o comportamento de Roman Reigns tem tido algumas nuances mais arrogantes, mas este não deixou de ser posicionado como um herói e receio que, tal como aconteceu com John Cena, iremos assistir a alguém contestado a ser tratado como um herói, complicando e prejudicando as dinâmicas de todas as suas rivalidades.

Creio que a WWE aprendeu as lições erradas com John Cena. Este ensinou a companhia que não há problema em que a sua estrela principal seja uma das mais vaiadas da companhia, desde que continue a ser um sucesso de audiências, vendas de merchandise e house shows. Os últimos indicadores envolvem mais factores que apenas a apresentação de Roman Reigns e foram afetados por uma mudança fundamental de prioridades da companhia, assunto abordado em edições anteriores.

Mas mesmo assim, Roman Reigns não está a ter um sucesso comparável a John Cena em nenhuma dessas categorias e as suas reações, positivas ou negativas, são apenas uma fração do que John Cena consegue.

Depois de vários anos a ver John Cena a vencer no main-event, ou num dos main-events, da WrestleMania para desagrado de vários fãs, a WWE aprendeu que tal se tornou aceitável para o herói principal da companhia, sem perceber que as experiências de John Cena e Roman Reigns foram bem diferentes. Embora o combate com JBL na WrestleMania 21 também não tenha sido nada de fantástico, a diferença é que os fãs queriam ver John Cena vencer. A diferença é que os fãs apoiaram John Cena na jornada até ao topo da montanha e foi apenas depois que a controvérsia começou.

Outra diferença fundamental entre John Cena e Roman Reigns que coloca em causa a escolha de Roman Reigns para porta-voz da companhia é a personalidade deste.

Enquanto John Cena é famoso por entrar nas arenas mais hostis do mundo com um sorriso nos lábios ou por conseguir transformar apupos em ovações com uma promo brilhante, Roman Reigns não mostrou ter nada disso. Seja em ringue, durante uma promo com Sheamus, ou a trocar farpas com os fãs nas redes sociais, Roman Reigns não parece ter a capacidade de lidar com esta hostilidade. Não quero ir tão longe ao dizer que o afeta, mas este não se comporta como se não afetasse.

John Cena reage a apupos com sorrisos, reage a piadas sobre si com ainda mais piadas. John Cena, muito à semelhança de The Rock, consegue fazer pouco de si mesmo e entrar na brincadeira.Até ao momento, Roman Reigns não deu provas de conseguir fazer isso. Aliás, tem feito exatamente o contrário. Esta semana, reagiu de forma dúbia à forma como os apresentadores do Midnight gozaram com as calças de ganga que este usou há uns anos. Os primos também tiveram uma reação bastante defensiva e questionável.

Roman Reigns foi uma escolha inteligente para porta-voz da WWE. Este é talentoso, carismático, bem parecido, é descendente de uma família conhecida e é familiar de uma das maiores estrelas de Hollywood e, neste momento, é pai de família. Roman Reigns é perfeito para o TODAY Show, Good Morning America e qualquer outro programa do estilo. É o perfeito representante para aquele público-alvo.

Em ambientes controlados dedicados apenas à promoção da WWE, Roman Reigns sabe as suas falas e sabe comportar-se. No entanto, isto refere-se apenas a ambientes controlados. Este não parece conseguir lidar com quaisquer críticas ou comportamentos inesperados, basta ver algumas reações nas redes sociais e a forma como reage aos apupos dos fãs. A atitude dele, arrogante e algo hostil, nestas situações leva-me a crer que é muito complicado que este alguma vez volte a conquistar os fãs que não gostam dele.

Ele não tem o à vontade, naturalidade e sentido de humor de John Cena ou The Rock para reagir instintivamente em situações adversas e conseguir sobreviver. Seja no meio do ringue, ou ao telemóvel. E não sei se, nos tempos de hoje, essa falha não é crucial.

Repito, é possível que este não esteja afetado pela hostilidade dos fãs e que não lhe faça qualquer diferença. Afinal, este já fez questão de esclarecer que o que interessa é o dinheiro que lhe entra na conta ao fim do mês – o que também não é algo muito inteligente de dizer. Mas, facto é que, em televisão, Roman Reigns não faz um bom trabalho a mostrar que não o afeta e quando precisa de responder a críticas, as suas respostas ficam muito aquém do que alguém na sua posição deveria ser capaz de fazer. No fim do dia, é complicado não chegar à conclusão que Roman Reigns é só um fantoche que só sabe algumas falas.

Não sei se iremos voltar a ver Roman Reigns como um herói adorado pelos fãs. No mundo do Wrestling, nada é impossível, mas agora que a WWE desistiu de retificar os seus passados disparates e sacudiu a água do capote, parece-me que será ainda mais complicado ver isso a acontecer.

Não vamos fingir que as soluções que a WWE arranjou ao longo dos últimos meses foram brilhantes – o booking do Royal Rumble é um exemplo – mas ao menos estavam a tentar. Esta resignação, o misto de apupos e apatia que uma porção significativa dos fãs tem para Roman Reigns e a sua incapacidade aparente de lidar com críticas, sejam elas legítimas ou pura brincadeira, não são bons sinais para o futuro da WWE.

Uma alternativa para porta-voz que, devido à sua popularidade, tem sido sugerida ao longo dos últimos meses é Dean Ambrose. Embora este seja carismático e bastante melhor orador que Roman Reigns, a verdade é que não o escolheria para porta-voz da companhia em ocasiões formais. Fora do ringue, Dean Ambrose não é muito articulado, usa algumas profanidades e comporta-se de forma peculiar, por vezes chocando os entrevistadores que ficam sem saber como reagir. Isto, no entanto, não é desculpa para desperdiçar um talento como ele numa posição que não explora todo o seu potencial.

Independentemente das mudanças que faça – e têm sido feitas várias ao longo das últimas semanas – e das estrelas populares que destaque, a verdade é que o título continua nas mãos de alguém que, embora seja posicionado como um herói, não é recebido unanimemente como um herói. E tendo em conta que desde John Cena em 2014 – ou Brock Lesnar nos últimos meses do seu reinado – que os fãs não têm um herói incontestável no topo, torna-se bastante mais complicado convencer os fãs da chegada de uma nova “era”.

Não acredito que o reinado de Roman Reigns termine hoje. Parece que, pela primeira vez, este irá defender o título da WWE com sucesso, porque este é o reinado que conta.

A grande atração do combate, por sua vez, é ver a quem é que Karl Anderson e Luke Gallows se irão aliar – Roman Reigns, AJ Styles ou uma terceira pessoa. Pessoalmente, acredito que irá resultar na estreia de Finn Bálor como líder do grupo. É a primeira vez, desde que Finn Bálor foi contratado, que a WWE tem uma oportunidade ideal para o estrear. Podia tê-lo estreado antes, mas esta é uma oportunidade que não se pode desperdiçar, porque é a cara dele.

É também uma que tem o potencial de o ajudar bastante no roster principal. Embora no NXT, com uma hora de programação, promos gravadas maioritariamente nos bastidores e uma audiência bastante simpática, Finn Bálor seja um herói bastante competente, tenho sérias dúvidas que este sobreviva como tal no roster principal, quando a situação é drasticamente diferente. Isto cria um dilema – embora Bálor tenha maiores hipóteses de sobrevivência como vilão, a verdade é que a sua entrada em pay-per-view como demónio tem o potencial de suscitar enorme ovações, tornando-o num herói. Creio que aí a WWE poderá ter de fazer algumas adaptações.

A única forma do grupo ter alguma espécie de credibilidade e impacto na atualidade da WWE é se receber o tratamento “Shield”. Tenho algum receio que tal não aconteça, porque a WWE tem dificuldade em usar e investir em ideias associadas a outra companhia, mas pode ser que tenhamos sorte. Mas, antes dos Bullet Club (ou Bulletproof, ou Bálor Club) temos o Payback e temos a primeira vitória de Roman Reigns como campeão, um momento que os fãs de Reigns aguardam desde o fim do ano passado. Como será que Chicago irá reagir?

Divirtam-se com o Payback, desejo uma excelente semana a todos e até à próxima edição!

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

20 Comentários

  1. Romeu - há 7 meses

    Bom artigo mas querendo ou não é muito dificil estar na posição do roman e ter vontade de dar tudo porque é isso que ele faz …

  2. Balor - há 7 meses

    Roman não tem capacidade pra campeão… Seth Rollins,Ambrose,Ko, Finn, Styles, Cesaro e a wwe não consegui ver

  3. Ri F - há 7 meses

    É muito bonito dizer que o Roman Reigns é o 2º John Cena e odiar o homem, mas dizer a verdade já dá um bocado de comichão. Se ser o sucessor do John Cena como cara da empresa é ser o segundo John Cena, então este já é o 4º John Cena. O segundo anda a dois anos a treinar para se estrear no MMA e o outro anda a dois anos todo partido, tanto é que se reformou.

    Mas como CM Punk e Daniel Bryan estiveram no circuito independente não convém falar disso. Aposto que se o Roman Reigns for dispensado da WWE e estiver três ou quatro meses no Ring Of Honnor a jobbar em 30 segundos para qualquer um volta a WWE no Survivor Series e já é o melhor wrestler da história da humanidade. Porque 10 minutos acumulados ao longo de 4 meses no Ring Of Honnor em que 7 deles são passados deitado no chão dão muito mais experiência que anos de treino na WWE.

    É como diziam na altura que o Daniel Bryan ganhava mais experiência a lutar duas ou três vezes por semana em frente a 30 pessoas do que o John Cena a lutar quatro vezes por semana em frente a 5 mil pessoas e uma vez em frente a 15 mil para televisão. Faz todo o sentido.

    • lucas muniz - há 7 meses

      não entendi a parte final do seu comentário mas acho que, a crowd atual acha que só quem é bom ou vem das indys ou do NXT, acho que odiar o Roman virou moda. Sou um grande fã dele, mas confesso que graças ao péssimo booking que a WWE o fornece, estou começando a me fartar dele.Como fã do Roman espero um dia que a WWE consiga dar a volta nessa situação, e que eu e a maioria do wwe universe consiga voltar a ver o Roman como o viam na época do SHIELD, e que se for pra ser como vilão que possamos “odia-lo” como na época HEEL do SHIELD.

    • Anónimo - há 7 meses

      Bryan e CM Punk nunca receberam metade do push de Reigns, o cara já fez 2 Main Events da WM e Punk nunca fez, Bryan só fez por pura pressão dos fãs… Não tem o que comparar em termos de investimento da WWE. Reigns é o Cena 2.0 sim e ponto final.

      • Ri F - há 7 meses

        “Pressão dos fãs”. A WWE fez os fãs gostarem do Bryan, se não tivessem feito aquele angle do Summer Slam 2013 ninguém se lembrava de querer o Bryan campeão.

      • HAHAHAH “pressão dos fãs”… acreditas mesmo nisso?

    • Jhonatan Vieira - há 7 meses

      CM Punk e Daniel Bryan nao foram enfiados garganta abaixo dos fãs como o Reigns, os fãs pediam por eles. essa é a diferença entre eles e o Roman Reigns. E alem disso vc quer mesmo comparar o que o Reigns pode fazer no ringue e nas mic skills com o que esses caras faziam?

  4. Lucas - há 7 meses

    O Ambrose é da old school, tipo o taker, que não gosta de sair do seu personagem, mesmo em eventos públicos ou entrevistas, vide aquela entrevista durante a rivalidade com Rollins que apresentador de um programa local ficou chocado com ele.
    Além disso, ele é uma figura peculiar, usa muito figuras de linguagens.

    • Anónimo - há 7 meses

      Quando o Owens que é heel faz isso, dizem que ele é babaca… Parem com essa babação ao Ambrose que já tá demais.

  5. lucas muniz - há 7 meses

    Acho que a crowd atual acha que só o que é bom ou vem das indys ou vem do NXT, virou moda odiar o Roman. Sou um grande fã dele, mas confesso que graças ao booking que o é dado, estou começando a me fartar dele. Espero que a WWE consiga dar a volta por cima, e que eu e o resto do WWE universe, consiga voltar a ver ele como viam na época do SHIELD. E que se for pra odia-lo, que seja por algum motivo.

  6. RFBM - há 7 meses

    Excelente artigo.

  7. ricardo - há 7 meses

    essa noite vai ser uma vergonha a crowd vai vaiar muito ainda mais se ele vencer o styles

  8. Luís Ziggler - há 7 meses

    Há uma cena que nunca deixou de me irritar. Se a WWE fosse inteligente, o Reigns tinha ganho o Royal Rumble que o Batista ganhou. Foi a única vez que vi os fans apoiar o Reigns como um main eventer, e era óbvio que ia acontecer e que ninguém queria o Batista a vencer. Se isso tem acontecido, o Reigns, até hoje, era um herói e um líder da nova geração. Era tão simples, para dizer a verdade.
    Enfim. Só quero que o Seth Rollins volte!

  9. King of Strong Style - há 7 meses

    Essas pessoas que torcem pro Romam Reigns são cegas, não percebem que caíram na estratégia da WWE que é realizar a vontade de Vincent Kennedy MacMahon , ver um Samoano de volta no topo, sendo a cara da WWE, não é questão de torcer só para wrestlers indies ou do NXT, mas sim torcer para quem realmente merece ser a cara da WWE, assim como CM Punk e Daniel Bryan foram, de todos as Dream Matches possíveis, Romam Reigns não estaria em nenhuma delas, infelizmente quando achamos que a WWE realmente iria ter sua melhor “ERA” de todos os tempos, estamos presenciando algo pior que John Cena em todo main event, que é Romam Reigns sendo a cara da WWE. CM Punk fez a escolha certa em sair da WWE, porque ele percebeu que a empresa não funciona como deveria ser ou como o público quer, mas sim como o Vince MacMahon quer, como ele acha que vai dar mais dinheiro em PPV’s

  10. fish - há 7 meses

    vao reagir com chants do punk

  11. Fábio Peres - há 7 meses

    As pessoas falam de Roman Reigns como se a única coisa que a WWE quisesse fosse agradar aos fãs que conhecem e discutem “pro wrestling” como se isso fosse sua vida. Há uma grande massa de pessoas que não querem saber se RR encanta com seus moves, ou tem mic skill suficiente para arrebatar plateias inteiras em suas promos (que são coisas para bons atores de teatro, até políticos como Donald Trump, não para quem está se preparando para assumir o lugar do “The Rock” um dia, como ele).

    Roman vai ser o cara até o momento em que puder sair da WWE para ganhar Hollywood. Até lá, durmamos todos com isso.

  12. Anónimo - há 7 meses

    Ótimo artigo, a verdade dói e Roman Reigns não tem capacidade para aguentar a pressão de representar a empresa do jeito que se deve, além do mais é um cara que teve tudo de mão beijada e aquele ar babaca e arrogante dele não é gimmick, ele é daquele jeito e isso mostra bem como ele é fraco, pois não consegue se manter no personagem, age e fala como o Joe que ele é. Cena pode ter todos os defeitos, mas ele é capaz de tocar uma multidão e não fica indiferente, Reigns talvez nunca seja sequer metade disso.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador