Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Opinião Feminina #60 – The Funkasaurus

“After weeks of anticipation, finally landing on Monday Night Raw, from Planet Funk, weighing three hundred and seventy five pounds, please welcome, the Funkasaurus, Brodus Clay.” – Justin Roberts, Raw 9 de Janeiro de 2012

Depois de alguma ponderação decidi que, embora seja arriscado dar a minha opinião sobre este assunto tão cedo, este é de facto o tema da semana e o possível vencedor do Slammy na categoria de choque do ano.

Este tema já dividiu os fãs de wrestling, alguns tiveram reacções positivas, outros nem tanto, porém ambos os lados apresentam pontos válidos. Acima de tudo, penso que o que a WWE fez com Brodus Clay foi arriscado e que o futuro irá decidir se valeu a pena correr esse risco. Se compensar, Brodus Clay irá manter-se assim por tempo indefinido. Senão, acredito que antes de 2012 chegar ao fim temos Brodus Clay com outra personagem.

Antes de chegar à estreia em si, a WWE teve vários problemas com a situação de Brodus Clay. Primeiro, lançaram vignettes alusivas a um tipo de personagem completamente diferente. Ora, rumores recentes, indicam que de facto esta não era a trajectória escolhida, o que é apoiado pelas vignettes antigas. Claro que isto não é confirmado, mas sinceramente não vejo qual o sentido de promover a chegada de mais um “monstro” para depois mostrar esta personagem.

Esta nova faceta iria surpreender de qualquer maneira, primeiro por causa do tamanho de Brodus Clay, segundo porque ele já era um “monstro”, tendo protagonizado uma streak de squashes no Superstars. Logo, não penso que fizesse sentido promover algo que não só não iria acontecer, como também não era nada de novo. Aliás, penso que com isso ainda eram alguns motivos aos fãs e argumentos para criticar a actual faceta.

Com as constantes mudanças feitas à própria da hora na Raw, Brodus Clay estava constantemente a ser adiado, aliás, rumores mais recentes diziam até que isso iria ser usado para a construção da personagem. Ora, esta estreia mostrou que por vezes até os rumores mais óbvios saem furados.

Brodus Clay não é muito diferente dos outros lutadores que passaram recentemente pela WWE, ou que ainda lá estão. Torná-lo mais um “monstro” era uma decisão previsível e com risco de falhar. E aquilo que vou a tentar explicar, não é de forma nenhuma para tentar convencer que esta nova faceta é melhor, é demasiado cedo para assumir isso, vou tentar sim, explicar que riscos é que Brodus Clay corria se tivesse ficado como “monstro”.

Em 2011, tivemos a estreia de uma nova faceta dominante de Mark Henry e a verdade, é que ele foi o “monstro” principal. Ele pôs de parte dois lutadores muito intimidantes, Kane e Big Show, e dominou Randy Orton, uma face de renome. Sheamus também pode ser considerado, mas Orton tem naturalmente mais impacto porque já está consolidado. Depois, nos últimos meses do ano tivemos o regresso de Big Show e Kane. Ora, Big Show pode ter voltado como face, mas ele continua a ser um gigante e continua no centro das atenções. E na Raw regressou outro “monstro”, Kane.

Óbvio que as conclusões que vou a tirar nunca poderão ser certezas, mas com dois “monstros” bastante conhecidos e com o destaque que estão a ter, cada um em seu programa, penso que Brodus Clay como “monstro” não teria tido tanto sucesso junto do público como se pensava inicialmente. E além disso, Mark Henry ainda tem destaque na Smackdown e seria injusto perder assim tão rapidamente toda a credibilidade que andou a construir só porque está lesionado.

Porque é que as pessoas se iriam impressionar com os feitos de Brodus, quando têm uma personagem sobrenatural a dominar as atenções no mesmo programa, e ainda por cima com a cara da companhia? E na Raw ainda temos a história de Chris Jericho e a questão do título. Como monstro, muito dificilmente Brodus marcaria a diferença na Raw. Na Smackdown, a situação é pior porque em vez de termos apenas um lutador de dimensões impressionantes, temos dois e ambos com grande destaque.

Big Show e Mark Henry fizeram o ringue implodir recentemente e essa imagem ainda está muito presente na cabeça dos fãs, e ambos estão na rota do título na brand azul. Basicamente, não só como “monstro” Brodus Clay tinha a fasquia demasiado elevada porque é dificilmente impressionar os fãs quando a memória de acontecimentos recentes ainda está fresca, como ele nunca conseguiria ser único na Smackdown. Nem sequer tinha forma de inserção nalguma das histórias principais sem parecer forçado.

E o pior é que Brodus não tinha ninguém para o ajudar a consolidar-se como monstro. Tanto Randy Orton, como Christian estão lesionados. Pôr Sheamus, Barrett ou Rhodes a tentar elevar Brodus Clay como monstro simplesmente não ia resultar, porque eles próprios estão a ascender. Certamente me esqueci de alguns nomes, mas penso que dei entender o que queria dizer. Não só Brodus não iria conseguir marcar a diferença, como não tinha nenhum nome forte para o ajudar. Ele não pode fazer o mesmo que fazia no Superstars, porque senão nem valia a pena tirá-lo e voltar a apresentá-lo.

E no geral, a personagem de “monstro dominante”, tal como todas as outras, funciona quando são poucos a representar a mesma e quando é, de certa forma, única. Três ou quatro, pode parecer pouco, mas meter os três ou quatro no mesmo evento, por exemplo PPV, acredito que o risco de esgotar a personagem era elevado e quem sairia prejudicado era o novato: Brodus Clay. Temos que ter em conta que em 2011 esta personagem foi bastante debatida e que Brodus Clay não era ninguém de importante para os fãs, para eles se preocuparem em saber do que é que mais um monstro ia fazer. Já Mark Henry, como Kane e Big Show estão mais que afirmados e toda a gente os conhece. Não fossem eles capazes de saltar de personagem e personagem e voltarem a ser monstros, sem problemas.

Para se conquistar os fãs ou para, pelo menos, ter a atenção deles, uma pessoa precisa de marcar pela diferença. Precisa de se destacar e o trabalho dele seria imensamente dificultado por tudo que já referi. Pelo menos, eu acredito que não teria sido assim tão simples por Brodus Clay como monstro e fazer com que resultasse. Mais uma vez, nada disto pode ser confirmado porque ele já estreou outra personagem, mas penso que eram riscos reais.  No entanto, compreendo que muitos fãs afirmem que era preferível terem seguido o caminho de “monstro” que outro qualquer, devido à estatura de Brodus Clay, que dificilmente sugere outra personagem.

Agora, em relação à estreia dele há mesmo muita coisa a dizer. Primeiro que tudo, quando Justin Roberts fez aquela descrição a Brodus Clay e depois de terem entrado as dançarinas, pensei que fosse alguém a gozar com Brodus que depois fosse atacado pelo mesmo, algo do género. Resumindo, só acreditei mesmo que era ele quando o vi. Nunca me passou pela cabeça que Brodus Clay personificasse aquela personagem, aliás tal como referi num comentário algures, eu fiquei literalmente de queixo caído quando o vi.

Não acredito que alguém no Universo WWE estava à espera daquilo. Tenham gostado ou não, concordado ou não, a verdade é que aquele momento foi o mais chocante do ano até agora. O que embora não pareça muito, visto que ainda só vivemos duas semanas de 2012, acredito mesmo que é um sério concorrente ao mais chocante momento de 2012.

E isso mesmo é um dos pontos positivos que esta personagem apresenta. Surpreendeu e prendeu a atenção das pessoas. O que eu acho que teria sido muito difícil se ele tivesse agido de outra forma. Imaginem assim, se ele tivesse chegado como monstro e vencido por squash o Curt Hawkins, qual é que era a diferença disso para o que ele andou a fazer no Superstars durante várias semanas?

A bem ou mal, a estreia dele pô-lo no mapa e isso é um aspecto bastante importante para alguém que está a tentar começar carreira e dar-se conhecer aos fãs, porque dantes os fãs não tinham motivos para se preocupar com ele, agora actualmente ele é único e seja para dizer bem, ou para dizer mal, eles terão que ver para criticar.

Ora, contudo a personagem dele é única na actualidade, apesar de já terem existido várias semelhantes, uma que me salta à mente é a de Rikishi, que chegou a dançar no fim dos combates juntamente com a equipa de Too Cool. Porém, penso que é seguro afirmar que Brodus Clay, no sentido em que está construído, é das personagens mais intensas e efusivas que já passou pela WWE.

É fácil olhar para a personagem dele e não lhe atribuir credibilidade nenhuma. Chega a ser mesmo impulsivo. E na realidade, não se pode culpar as pessoas por isso. Penso que neste momento, é ainda demasiado precipitado estar a tirar conclusões definitivas porque o futuro de Brodus Clay vai depender do impacto que esta personagem tiver nos fãs.

Se os fãs forem conquistados por esta personagem, irão apoiá-la e ela irá partir para voos mais altos e ficar em destaque, no qual Brodus poderá, mesmo através desta personagem, mostrar as suas habilidades. Afinal, Brodus  pode ter esta personagem, mas ele não é como o Santino cujas manobras estão influenciadas pela sua personagem e ninguém o leva a sério. É certo que Brodus só teve combates squash e que dançou entre as manobras, mas aplicou-as. Não vimos nada em ringue, que não tivéssemos visto já no Superstars. Foi o mesmo, mas mais rápido.

Penso que Brodus precisa que os fãs lhe dêem esta oportunidade para tentar fazer algo com esta personagem, sem tirar conclusões precipitadas. Eu sou a primeira a admitir que não sou fã de ter personagens associadas a comédia de roda dos títulos ou de pessoas que estão a tentar ascender. A maioria das vezes que isso acontece, sinto que é o título e os outros lutadores que ficam a perder. Contudo, se a personagem de Brodus se desenvolver de forma a que ele dentro do ringue continue a ser credível, porque afinal o que deveria contar mais  é a performance em ringue, talvez isto a longo termo resulte. Repito, talvez. A não ser que seja muito bem trabalhado, não sei se consigo aceitar ter uma personagem destas com um título. Afinal, percepção é tudo.

Para estreia, percebo o porquê de quererem começar por combates squash, porém acho não deveriam arrastar isso mais que o aceitável. Brodus precisa de mostrar que embora seja uma personagem peculiar e difícil de levar a sério, merece crédito no ringue e é aí que eles têm que apostar. Se não apostarem nisso rapidamente, Brodus é imediatamente tido como palhacinho do mesmo nível de Santino e não há nada a fazer. Entrámos no período do tudo ou nada. Ou ele mostra o que consegue fazer em ringue e de certa forma, consegue manter esta personagem e ser credível, ou eles esperam demasiado tempo, a oportunidade vai-se e ele fica mais um bobo. A WWE tem que ter muito cuidado com o que vai fazer de seguida. Esta manobra pode ser uma das coisas mais inteligentes que já fizeram recentemente, ou pode ser um grande falhanço. Dependerá tudo do que se passar num futuro próximo.

Eles correram este risco, por isso espero que agora saibam lidar com ele, porque ter Brodus Clay a estrear duas personagens num só ano não é um bom início de carreira. Um dos aspectos que penso que pode ajudar Brodus neste sentido é que ele fique um bom período de tempo no Royal Rumble e que seja eliminado por uma estrela consolidada, ou o que seria melhor, por várias. Mostrava que embora seja uma personagem peculiar e engraçada, continua a ser considerado um perigo em ringue.

Passado o choque, o que demorou, consegui de facto achar piada ao que Brodus Clay está a construir, em grande parte porque ele parece genuinamente feliz e divertido e isso parecendo que não, faz a diferença. Estou bastante apreensiva, mas ao mesmo tempo, curiosa para ver como é que isto desenvolve. Uma coisa é certa e nisso dou-lhes crédito, Brodus chamou à atenção ao ser diferente. E com poucos minutos em TV, pôs as pessoas a falar dele. Por isso, não está nada mal. E para terminar: “Somebody Call my Moma!”

Sobre o Autor

- Administradora. Publico parte das notícias, faço a gestão da League, dos Passatempos e ainda sou escritora do artigo “Opinião Feminina”.

16 Comentários

  1. WWE Universe - há 5 anos

    O Opiniao Feminina tem tido excelentes artigos, parabens Salgado

  2. Frederico_WWE - há 5 anos

    Mais um artigo brutal parabéns e salientando os aspectos que falaste em que me revejo mais tenho a dizer:
    Para se conquistar os fãs ou para, pelo menos, ter a atenção deles, uma pessoa precisa de marcar pela diferença e isso Brodus Clay consegui realmente fazer fiquei chocado xD
    Concordo que é ainda demasiado precipitado estar a tirar conclusões definitivas porque o futuro de Brodus Clay vai depender do impacto que esta personagem tiver nos fãs sem dúvida e se tiver um feedback positivo aí poderá voar mais alto na WWE.
    Se viesse como monstro a ganhar por squash não seria surpresa nenhuma e não marcaria grande impacto porque lá está era isto que ele ultimamente estava a fazer no Superstars.
    Também não sou fã de ter personagens cómicas ha volta de titulos na WWE faz me pensar que a WWE não se deixa ser levada a sério pelos fãs ao fazer isso e ao tirar oportunidades a outros lutadores.

    Outra frase forte que registo é quando dizes: Brodus precisa de mostrar que embora seja uma personagem peculiar e difícil de levar a sério, merece crédito no ringue e é aí que eles têm que apostar. Se não apostarem nisso rapidamente, Brodus é imediatamente tido como palhacinho do mesmo nível de Santino e não há nada a fazer. Entrámos no período do tudo ou nada. Ou ele mostra o que consegue fazer em ringue e de certa forma, consegue manter esta personagem e ser credível, ou eles esperam demasiado tempo, a oportunidade vai-se e ele fica mais um boboé uma visão espetacular tua é exactamente o mesmo que penso e a WWE vai ter que ter mesmo muito cuidado na forma como conduz esta personagem.
    Concordo que Brodus Clay para se afirmar mais desde já era muito bom que ele ficasse na Royal Rumble durante uns bons minutos e que só fosse eliminado por um conjunto de lutadores que se organizassem para o eliminar ou por um lutador que esteja no top mas quem terá força para o fazer? XDDD Kane, Big Show e Mark Henry deverão estar em combates fora do tradicional Royal Rumble.
    Já agora “Somebody Call my Moma!” fica no ouvido XD e até nisso Brodus Clay está a ser diferente se é que me entendes mas se isto não resulta a primeira opinião que tive vai ser a de que ele devia vir monstro como é óbvio xD
    Isto no fundo é esperar pelos próximos capitulos!

    • Salgado - há 5 anos

      Antes demais, obrigado pela apreciação. E em relação ao que disseste, tal como tu também penso que Big Show, Kane e Mark Henry não estarão no Rumble, por isso mesmo é que disse que Brodus poderia ser eliminado por vários outros lutadores. A imagem visual de várias pessoas eliminarem uma está associada a “monstros” e lutadores perigosos, por isso se fizessem isso com brodus, mesmo que não fosse um dos típicos, ele ficaria um pouco mais credibilizado.

  3. José Sousa - há 5 anos

    Sim isso é verdade de facto. E como referes eu no Raw não gostei nada fiquei chocado como no teu caso, mas depois durante a semana fui pensando e depois de ver a Smackdown, conclui que a jogada não foi tão errada quanto eu pensei num primeiro impulso. Porque lá está como dizes no artigo ele ser monstro nesta altura onde temos o Kane e o Henry e mesmo o Big Show sendo face entra nesta categória o Brodus ia acabar por ser esquecido num apice. Assim esta personagem nunca se fica indiferente ou gosta-se ou detesta-se, e de facto tens razão temos que dar tempo á personagem porque se ele tiver toda aquela dança e ganhar e fixer os moves de forma eficaz então a personagem acaba por ser a correta, mas isso só se saberá com o tempo.
    O que eu acho erro é ler comentário como li esta semana que isto só acontece porque tamos na PG, em parte acontece pensando num público jovem sim, mas tambe ja tivemos personagens assim no passado e não era na PG Era foi na décado de 90 e na Attitude Era que são consideradas eras de óptimo Wrestling, mas também tinham seguementos assim como o Rikishi, Godfather, Disco inferno e mesmo num estilo diferente o Doink the Clown, por isso personagens para entreter sempre existiu não é só da PG.
    Assim se o Brodus lutar e entreteter do forma eficaz sem parecer brincadeira não terei nada contra a personagem.

    • Salgado - há 5 anos

      José, uma coisa que já me habituei é que quando não se gosta de algo arranjam-se todas as desculpas possíveis e imaginárias para criticá-lo. Neste momento, a PG Era, que apesar de em 2011 não ter afectado a WWE (tiveste combates soberbos e momentos Extreme) é o bicho papão. As pessoas tem que embirrar com alguma coisa e tu distingues essas pessoas do resto pelos argumentos que usam.

      As pessoas não conhecem essas personagens que referiste e não querem conhecer, porque só querem é reclamar com a PG era porque neste momento é o que toda a gente faz, e é a unica coisa que a WWE não muda. Se a WWE mudasse a classificação hoje, amanhã arranjava-se outra coisa para embirrar. Nem sequer vale a pena dar atenção a essas desculpas. Brodus Clay tanto podia ter aparecido durante a PG era, como há uns anos atrás na tv-14. É absolutamente indiferente. A partir do momento que eu vejo o Rikishi a dançar com os Too Cool durante a Atitude Era, o Godfather com as suas meninas e por aí adiante, uma personagem como o brodus Clay nunca me irá ser estranha. porque apesar de chocar, à primeira vista e ser mais intenso, já vi coisas parecidas.

      Nem vale a pena uma pessoa estar a chatear-se por causa disso. Em relação ao brodus, espero que agora sejam inteligentes e cuidadosos daqui em diante, porque senão fizerem isto bem, torna-se o flop do ano. Eles tem que arranjar uma forma de balançar as coisas e não deixar a sua atitude de ringue ser influenciada pela sua personagem, em demasia porque já é em parte. Se encontrarem esse balanço, vai ser um sucesso se não então é um fracasso.

      • José Sousa - há 5 anos

        Sim tem que existiro tal balanço se ele for feito de forma cuidadosa por mim na boa, desde que não seja mais um Santino. E mais muita gente criticou mas ele parecia genuinamente divirtido a fazer aquilo, talvez seja influência dos anos como Guarda-Costas do Snoop Dogg. Mas só podemos ter mesmo conclusões mais próximas de um Wrestlemania se a personagem colou ou não. E de que forma colou E para ajudar como disseste ele deveria ser eliminado no Rumble por mais que um wrestler, numa fase a partir do meio do Rumble. não digo mesmo do últimos porque ai falamos dos mais importantes claro.

  4. Flavio Bruniera - há 5 anos

    Foi assim:
    Primeiro: surpreendente (depois de tanto tempo, ele finalmente fez sua estreia);
    Segundo: surpreendente (todo mundo esperava um montro, e veio, diferente do que imaginamos).

    A WWE consegue fazer com ele o que quiser agora (face ou heel). Só vai depender deles, em suas próximas aparições. Pode ser um “face brutal”, kkk…

  5. Rúben Rosa - há 5 anos

    Muito bom artigo no qual falaste de um lutador que fez a estreia de uma personagem que gostei muito. Se ele continuar a lutar no smackdown será a única razão para ver o programa as sextas xD

  6. Jerry Tyler - há 5 anos

    Concordo, antes o Clay como heel não era o preferido do publico, agora com esta gimnick “animada” talvez ele consiga algo com o publico e eu tenho certeza que a WWE vai colocar o Clay pra lutar com JTG ou Trent Barreta, eu acharia legal uma luta entre Mason Ryan vs Brodus Clay.

  7. Fábio - há 5 anos

    acho engracada esta gimmick de clay porque monstros que destroiem tudo e wwe ja tem muitos.

  8. pedroWWE - há 5 anos

    Parabéns salgado, excelente artigo. No inicio fiquei como toda a gente, com o queixo caído, até pensei que era a gozar, mas depois comecei adorar esta personagem. Acho que WWE necessitava de uma personagem assim à algum tempo.

  9. Malamadre16 - há 5 anos

    Se é para conquisrtar o público penso que tera sucesso mas sinceramente eu não gosto desta gimnick e certamente quando lutadores como Mark Henry, Kane se retirarem ele tera um papel importante na empresa.

  10. Master of Chaos - há 5 anos

    Gostei do artigo Salgado, esplicou bem.

  11. Master of Chaos - há 5 anos

    Acho que uma boa luta seria Brodus Clay vs. Mark Henry, o resultado eu diria que seria o Brodus Clay a vencer.

  12. Johny - há 5 anos

    muito bom artigo, parabéns Salgado.

  13. Rocha - há 5 anos

    depois da promoção à sua volta por meio de promos que apresentavam um monstro todo poderoso, acho que é justo por parte dos fãs reclamarem desta nova personagem face e dançarina.
    estava, como toda a gente, à espera do que vinha sendo anunciado nas tais promos, mas ponderando bem, temos big show e mark henry envolvidos na disputa por 1 dos títulos máximos da wwe e kane de regresso à sua fatiota antiga e a fazer a vida negra à cara da empresa.
    onde ficaria e como entraria o monstro brodus clay no meio disto tudo?
    podiam ter arranjado outra gimnick, mas esta com que ele tá agora, apesar de, como a de monstro, n ser totalmente original (confrontar rikishi e, principalmente, big daddy v), n lhe assenta mal e, para já, n lhe retirou a força no ringue, se bem que os combates têm durado segundos. tem-se visto o mesmo arsenal de golpes de qd era heel, ou seja, moves próprios da sua estatura e peso, que causam mossa no adversário. o finisher continua a ser o mesmo – fall of humanity ou cross body, como queiram. portanto, acho que é só a wwe separar as águas e estamos bem! as taunts podem ser dançáveis mas os ataques têm de ser físicos e agressivos como antes.
    1 chamada de atenção para a sua canção de entrada, que até já pôs teddy long a dançar no seu escritório hehehe.
    1 boa theme song, que esteja de acordo com o lutador que a utiliza, adianta caminho ao sucesso dum atleta e provoca a atenção e curiosidade dos espectadores desde o 1º minuto

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador