Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Candidata-te!

Pensamentos #67 – As Regras da IWC

Meninos e Meninas, sejam bem-vindos ao circo Pensamentos. Hoje temos leões brancos, trapezistas, malabaristas, palhaços, o Cavaco e a Dilma e todos os outros…. Ok, já chega de brincadeira, vamos ao que interessa…

Ora bem, hoje o artigo vai ser baseado numa imagem que encontrei na Internet, criada por um fã e que diz quais são as regras que funcionam dentro da IWC ou Internet Wrestling Community ou Comunidade de Wrestling da Internet. Claro que todas estas regras são fictícias, mas se pensarmos bem, não são assim tão falsas como isso! Vamos ver:

iwc

1 – Odiar cegamente o Hulk Hogan

Como todos sabemos, o nosso estimado Hogan foi/é uma das maiores lendas de sempre no mundo do wrestling. Foi um dos, senão o, maiores icones da modalidade, que teve uma grande importância na explosão do wrestling nos anos 80. But… depois que entrou para a TNA, que a estimada IWC odeia Hogan. Porquê? Porque a sua generalidade pensa que Hogan está a fazer mal á empresa de Orlando, que tem protagonismo a mais e que isso prejudica todos os talentos que merecem um lugar de destaque e que não o têm porque Hogan não se cansa das luzes da ribalta!

Sou sincero, nunca gostei muito do Hogan, principalmente porque apanhei a sua “reforma”. Nunca achei que Hogan acrescentasse algo de especial onde quer que fosse e como muitos outros, devia estar reformado á muito tempo. Mas como eu disse, Hogan não se cansa de estar na spotlight e isso, acho, prejudicial…

2 – Todos os veteranos da TNA são “velhos”, veteranos são aceites na WWE

Ora voltamos ao mesmo ponto. Se na WWE os veteranos são relativamente bem aceites, como foi o caso mais recente do RVD, na TNA isso não acontece, muito pelo contrário. Qualquer veteranos que volte é logo motivo de gozo e de revolta por estar a roubar protagonismo a outros. Gente como Hogan, Flair, Steiner, até o Matt Hardy foram sempre “desprezados” pela Internet.

Se têm razão? Em parte sim, porque quantas e quantas vezes não vimos já bons talentos serem preteridos do seu espaço no card, para no seu lugarem aparecerem lendas? Pois, mais do que deveriam. Mas o que muitos não percebem é isto: as lendas e os veteranos, dependendo obviamente de quem falemos, dão audiências! As pessoas preferem ver um Lesnar vs Triple H do que um Zack Ryder vs Antonio Cesaro. Não é que não sejam talentosos, mas os fãs gostam muitas vezes de rever essas pessoas.

3 – Odiar os jovens quando eles surgem no panorama principal.

“Bo Dallas? É uma m*rda! Não tem passado nenhum nas indys! Está lá pelo nome!”. Este é um dos pontos que me irritam a sério. Se estudarmos o pessoal que compõe a IWC, grande parte deles adora os tipos que saiem das Indys, mas odeiam os jovens que aparecem nos shows, até no NXT. Por exemplo, o Bo Dallas é gozado de todas as formas e feitios pela IWC, principalmente depois de ter aparecido na Raw e ter voltado de imediato para o NXT. Outro pormenor, é o facto dos apelidos. Como o Curtis Axel é filho do Curt Hennig, só está lá porque é filho de quem é!

Existe ainda uma, digamos, alergia aos novos lutadores que surgem. Se forem “desconhecidos” então é um escândalo mundial. Não podemos ver com esses olhos, temos de ver que todos eles lutam e sofrem para chegarem onde chegam. É verdade que o Bo Dallas apareceu e desapareceu ainda mais depressa, mas na altura eu ouvi muitos relatos que ele ainda estava verde e tinha de ambientar-se mais.

4 – Odias todos aqueles que não utilizam “wrestling técnico”

Este é sem dúvida um ponto divertido. Se não tens o arsenal do Punk, a submissão do Bryan ou o talento amador do Swagger, não vales nada. Foi basicamente daqui que saiu o mito das “5 Moves of Doome” do John Cena. A IWC olha de lado para todos aqueles que têm um arsenal de manobras limitado ou mais básico. Por exemplo, se virmos o Punk a executar a sua “Trademark Top Rope Elbow”, é uma manobra fantástica. Se for aplicada por um gajo tipo Ziggler, já é uma manobra chata, básica, que não vale nada.

Mas mesmo quando esse ditos lutadores resolvem inovar, ainda não está bem! Se o Cena usar uma manobra que não costuma, como uma Hurricanrrana, já é o fim do mundo, que o Cena usou a sua 6ª manobra e assim e assado…Existem tantos estilos diferentes, que mesmo sendo algo limitados, são bons. Por exemplo, eu gostava do Batista, porque apesar de ter manobras limitadas, as suas expressões, a história que este contava no ringue faziam tudo melhor!

5 – Preocupar-se mais com nomes e aparências do que no lutador em si

“Curtis Axel? Que nome de m*rda! Dêem-lhe um nome em condições” ou “O Cena só tem t-shirts de cores, parece um arco-íris” são frases que ouvem quase todos os dias em sites, páginas do Facebook e outras tantas do género. Os fãs mal ouvem ou vêem algo diferente, apontam logos todos os defeitos possíveis e imaginários sobre o nome, o aspecto ou a forma como o lutador se comporto.

Admito que algumas vezes também me faz confusão alguns nomes e aspectos. Por exemplo, eu gosto da personagem, mas o nome Fandango é ridículo! Assim como as roupas que o Big E usa o são. Mas não é por isso que eu vou deixar de gostar de os ver trabalhar! As pessoas têm de ver mais o que eles fazem dentro do ringue e deixarem de se preocupar como eles se chama ou se vestem…

curtisaxel

6 – Dizer que o CM Punk é o melhor e idolatrá-lo cegamente

Neste ponto eu sou o mais suspeito para falar: Desde sempre que sou fã do Punk, principalmente a partir da Straight Edge Society, mas vou tentar manter-me abstracto. Ora bem, a canalhada da IWC diz “Punk é o melhor, era o rei das Indys e sempre foi o melhor.”. Isto é muito lindo, mas grande parte deste pessoal só pensa assim depois da épica promo que Punk fez. Até ai, Punk era uma porcaria, não tinha estatuto de Main Eventer e merecia até dar o lugar a outros. Depois da promo, é o melhor de sempre a alguma vez pisar um ringue.

Punk é bom, é muito bom, tanto dentro do ringue, como no microfone, até na mesa dos comentários. Mas dentro da empresa existem lutadores tão bons e melhores do que Punk! Dentro do ringue, Punk é dos melhores, mas na minha opinião, Daniel Bryan é o melhor. A nível de promos, Punk é o máximo da empresa, mas tanto Cena como Jericho são igualmente bons. Sim, o Cena é bom ao microfone. Punk é épico, mas não está sozinho nesse patamar…

7 – Reclamar dos bookers de wrestling e dizer “até eu fazia melhor”

Esta já todos fizemos. Seja porque achamos algo muito mau, ou porque achamos uma decisão tomada errada ou porque uma história está a ser mal conduzida ou porque o nosso favorito não está onde merece…Enfim, milhares e milhares de razões. Nunca nada está perfeito. E depois de um show qualquer, todos reclama nem que seja da mínima coisa.

Mas o mais engraçado é quando o pessoal começa a colocar-se no lugar dos bookers: “Ah, eu fazia isto isto e isto desta forma, despedia o Cena, trazia metade da TNA e outra metade da ROH e era espectacular”. Crianças, se os bookers estão lá, é por alguma coisa. Não foram lá parar ao pontapé! E por cada decisão que os bookers tomam, depois têm de passar por várias mãos para serem aceites, incluindo as de Stephanie, HHH e Vince. Por isso, se muitas vezes vemos coisas estúpidas, é porque alguém as aceitou…

8 – Qualquer derrota é um “Job”

Isto é do que mais se vê por essa IWC fora, principalmente quando existe um combate importante. “Ah, o Cena jobbou para o Rock”. Isto acontece porquê? Porque mais de 70% dos fãs não sabe o que realmente é um “Job”. Um “Job” acontece quando um lutador perde um combate em que teve quase zero de ofensiva, ou seja, que só levou pancada e perdeu. Por isso é que se chama os lutadores que passam a vida a perder, se chama “Jobbers”.

O Cena não fez o “Job” para o Rock, o Cena perdeu para o Rock. Simplesmente isso! Perdeu! Se cada derrota fosse um Job, então o Ryback era um Jobber? Ai IWC…

9 – Gozar com todos aqueles que têm uma opinião diferente!

Está á só entre os fãs. Se vocês entrarem no WPT, num sitio onde esteja a ser discutido um assunto e vocês mostrarem terem uma opinião completamente diferente da generalidade, preparem-se: vão ser gozados e talvez insultados. Mas não é por ser o WPT ou outro qualquer, é assim que funciona. E se forem fãs do Cena? Ui, ai preparem-se para serem xingados até ficarem com os ouvidos a arder…

Ter uma opinião diferente é tabu no mundo do wrestling. Sempre foi e sempre será. Se eu gosto do Punk e tu gostas do Cena e o Cena vence o Punk, claro que eu vou ser gozado e vou gozar. É assim que funciona…

10 – Odiar o John Cena

E chegamos á verdadeira! Ao ponto critico! Ao sitio onde mais de 85% das pessoas se inserem. Fãs de wrestling, que tenham mais de 16 anos e vejam wrestling há mais de 5, odeiam o John Cena. Por todas as razões e mais algumas: as t-shirts, as promos chatas, as ” 5 Moves of Doome”, os Main Events sucessivos, etc… A mera existência do Cena é motivo para ser odiado. Fazer o quê…

Cena é a cara da empresa desde 2005 e isso é algo que os fãs não aceitam. A cara da empresa deveria ser Punk ou Bryan, pelas razões já referidas neste artigo. Mas o que as pessoas não compreende é que Cena, nesta altura do PG, dá as maiores audiências, vende toneladas de merchandise, vende PPV’s etc…E isso é o que interessa!

cena

E basicamente é isto. Claro que existem muitas mais razões pelas quais a IWC é algo único, outras discussões e pontos que tornam a IWC muito especial. Mas isso deixamos para outra altura…

See you next week, here on WPT!

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Pensamentos”.

39 Comentários

  1. Smosh - há 3 anos

    Grande artigo, continua a sim!!!

  2. LuisMPBO - há 3 anos

    Bom artigo RicardinhoO.

    1 – Sinceramente, pelos últimos anos, tem razão de ser. O Hogan não faz nada a não ser tirar tempo de antena a outros que merecem a sua oportunidade. O homem não se reforma, que coisa! Logo, ainda que haja quem o odeie cegamente e odeie toda a sua carreira (eu pessoalmente não sou fã dele mas não odeio a sua carreira, porque entende se a necessidade de um personagem daqueles nos anos 80 e a sua fase como heel até que não foi má) mas a maior parte simplesmente odeia o nível de ridículo que ele atingiu nos últimos anos. E se juntarmos a isto o facto de, possivelmente, a maior parte não ser fã dele, entendemos o porquê de isto acontecer.

    2 – Este ponto vale o que vale. Há quem tenha essa mentalidade, mas isso são mais os haters da TNA. Eu acho que a diferença não está em serem da TNA mas sim nos veteranos em questão. Enquanto que Triple H e Undertaker (por exemplo) são lutadores muito queridos do IWC, o mesmo não se pode dizer do Hogan, do Steiner, do Flair (nos últimos anos) ou do Nash.

    3 – Esta é a mais estúpida. Só porque agora surgiu o Bo Dallas as pessoas agora decidiram generalizar. O IWC não age assim perante jovens, pelo contrário, tende a dar sempre uma oportunidade. Lá mandam sempre uma ou outra insegurança que têm em relação à nova aposta, mas nada de mais (falando na generalidade)

    4 – Sim, há uns quantos que fazem isso. Eu, apesar de adorar wrestling técnico, admiro todos os estilos sempre que bem trabalhados, e há ainda outras coisas necessárias para fazer um bom combate. Mas pronto, há quem tenha esse preconceito.

    5 – Simplesmente mentira. Os nomes só são debatidos muito ocasionalmente e normalmente é só quando surgem barbaridades, como “Michael Mcgillicutty”. A aparência então é que quase nunca vejo ser discutida. E mesmo quando estes dois aspetos são discutidos, raramente é com severidade. Este ponto e o 3 penso que são apenas para o hate à comunidade online.

    6 – Pois, o Punk tem muitos fãs, muitos deles hipócritas? O que fazer… Também tem muitos haters. É estúpido “idolatra lo cegamente” mas que ele merece elogios, merece.

    7 – Este ponto é bem verdade. As pessoas não têm noção da dificuldade real de fazer um booking. Mal nós sabemos o que é que levou a um monte de decisões que acontecem, no entanto criticamos, até eu (claro). No entanto, acho que não é grave. As pessoas goatam de debater e dar a sua opinião. E desde que não “se achem” em demasia…

    8 – Se fores ver a definição de “job” vais ver que essas pessoas têm razão. Job: “Derrota planeada”. O que não faz destes wrestlers jobbers. Jobber: ” Um wretler que tem como função primária perder para outros wrestlers”. Não é por o Ryback perder que esta passa a ser a sua função, nunca é. Pode ser NUN DETERMINADO MOMENTO, não sempre, logo fazer um job não faz dele um jobber. A questão é que as pessoas habituaram se a chamar “job” a derrotas fáceis apenas. Eu por acaso também faço isso, porque o termo tem um ar depreciativo, e acho estúpido usa lo em grandes combates. Mas isso sou eu. Agora, o “dicionário de wrestling” diz que isso está correto. A

    • LuisMPBO - há 3 anos

      Enviei sem querer, desculpa xD.

      Continuando, a lógica diz que a outra maneira também estará certa, logo, cada um faz como quer. Não se pode é dizer que está incorreto.

      9 – Acontece e sempre acontecerá. Nada a fazer.

      10 – Sim, o Cena não é conhecido propriamente por ser amado no IWC. Tal como no ponto anterior, não há muito a debater. Ele tem muitos haters que o odeiam cegamente, e eles continuarão a existir.

      Acho sempre engraçados estes “preconceitos” e discuti los. Mas a verdade é que, se virmos bem, isto é apenas a “superficie” do IWC. Existe uma quantidade de pessoas coerente na comunidade online, tal como o contrário. Isto é irrefutável.

    • FAlmeida_10 - há 3 anos

      Tenho de concordar absolutamente contigo principalmente no ponto número 3 Luis! Ao contrario do que o Ricardinho disse, a IWC tem sempre tendência a apoiar os jovens talentos para que sejam indicados para “voos mais altos”. Exemplos? Dolph Ziggler, Daniel Bryan, Cody Rhodes, Damien Sandow, Wade Barret, Tyson Kidd… Todos casos muito apoiados pela IWC!

      O Bo Dallas… Ephá vou dizer isto e se formos a ver é bem verdade. 60% da gente que odeia o Bo Dallas só o odeia por causa daquele risinho que ele tem, pode parecer estúpido, mas olhem que é verdade!

      • LuisMPBO - há 3 anos

        Eu o Bryan não diria, porque ele disse jovens que não vieram das Indys. Sandow começou pelo território de desenvolvimento da WWE mas teve uma pequena passagem pelo circuito independente. Vou sim aproveitar as tuas menções de Barrett, Rhodes e Ziggler. Os três adorados pelo IWC e não vieram das Indys. Logo podemos concluir que não é bem como ele diz. A questão é que como agora surgiu o Bo Dallas e está na moda dizer mal do IWC sempre que um wrestler é criticado em massa… Porque é que esses críticos não pensam que o problema pode mesmo estar no wrestler? O Bo Dallas pode melhorar, sim, mas neste momento merece ser criticado.

      • FAlmeida_10 - há 3 anos

        Na FCW quando ele era o Bo Rotundo… O gajo parecia que tinha talento… (o Spear como finisher, parecia um bom seller, parecia que sabia o que fazia em ring)… Contudo nos últimos tempos tem sido uma desilusão autêntica… O trabalho dele tem de ser efetuado quando tiver condições para tal! Neste momento a WWE não lhe dá as condições que ele precisa para melhorar na minha opinião. A WWE devia atribuir-lhe uma Gimmick decente e mudar-lhe o finisher (apesar de tudo acho este aspeto importante, nem que seja para a “marca individual” de cada lutador). As Ring e Mic Skills aí sim ficariam por trabalho próprio, contudo acredito que a própria Gimmick ajude nestes aspetos (Exemplo disto: A “Transformação brutal” de Husky Harris para Bray Wyatt! Quem diria que o Husky Harris sabia falar ao Microfone da maneira que sabe atualmente ?)

  3. BRRM - há 3 anos

    Gostei do artigo. Há pontos em que eu concordo com a IWC mas outros estou contra:
    1-Nisso eu concordo, o Hogan é alguém que não suporto, nunca teve ring-skills de jeito, por vezes faziam heels serem campeões só para perderem o título contra ele na Wrestlemania o que enerva bastante, e claro, o que ele está a fazer com a TNA é irritante pois por causa dele e do Eric Bischoff já não existe o KotM, o Feast or Fired e ninguém me tira da cabeça que quando o Hulk foi para lá o AJ perdeu o título por causa de ele dizer numa entrevista que a TNA estava muito bem sem o Hulk.
    2 Concordo se esses veteranos forem o Flair ou o Hulk, mas quando se trata do Angle e Sting, aí é outra história.
    3 Não acompanho indys com regularidade mas concordo com os que não gostam do Bo Dallas. Acho que ele não tem, nunca teve e nunca vai ter talento nenhum.
    4 Discordo. Gosto muito de wrestling técnico e dá-me bastante gozo ver combates entre Angle e HBK mas não odeio quem não utiliza o wrestling técnico, salvo algumas exceções.
    5 Realmente o que interessa é o talento, porque o nome Undertaker ou Triple H não são dos mais bonitos, no entanto eles são duas das maiores lendas de sempre.
    6 Concordo mas admito que não gostava dele de 2009 a 2011 e não foi com aquela promo que eu comecei a gostar dele, se não me engano, foi no início do reinado de 434 dias dele.
    7 Já reclamei muitas vezes com os bookers mas nunca disse que fazia melhor ou pelo menos diretamente.
    8 Discordo totalmente. Porque dizer que o HBK jobbou para o Taker chega a ser um insulto.
    9 Não gozo com aqueles que têm um opinião diferente. No máximo irrito-me quando dizem barbaridades como “Ryback is a legend”
    10 Não tenho 16 anos mas já vejo wrestling há mais de 5 e não odeio o Cena nem nunca odiei, aliás ele foi o meu preferido apesar de agora ele estar em 16º no meu ranking de lutadore preferidos, muito por causa da gimmick “Doctor of Thuganomics” e do reinado dele entre 2006-2007 que apesar de eu ainda não ver wrestling naquela altura já vi a maior parte das feuds que aconteceram durante aqueles 380 dias e até me agradaram bastante, mesmo os combates com Khali.

  4. Pedro - há 3 anos

    Eu vejo wrestling há mais de cinco anos e tenho mais de 16 e não odeio o cena eu ate gosto dele campeao

  5. FranciscoAP - há 3 anos

    A ver se eu percebi. Então as razões para odiar o Cena são:

    – “as t-shirts”, mas contudo antes no artigo dizes “As pessoas têm de (…) deixarem de se preocupar como eles se chama ou se vestem”

    – “as promos chatas”, mas contudo antes no artigo dizes ” A nível de promos, Punk é o máximo da empresa, mas tanto Cena como Jericho são igualmente bons. Sim, o Cena é bom ao microfone.”

    -“os 5 Moves of Doom”, mas contundo antes no artigo dizes “(…) O mito dos 5 Moves of Doom”

    Epá… Deve-me estar a escapar alguma coisa…

  6. pedro henrique10128 - há 3 anos

    Muito bom artigo o pior que 100% dele é verdade

  7. Cadu Ito - há 3 anos

    Muito bom o artigo…

    Por tudo isso que vejo como cada vez mais está chato entrar nos sites de wrestling e ver os comentários…

    Resumindo em poucos…

    Isso nem é só aqui, mas em todos os segmentos… todo mundo está técnico demais, se faz conhecedor demais, crítico demais… só esquecem de uma coisa… é ENTRETENIMENTO… temos que nos divertir assistindo… curtir o face vencendo o heel… isso mesmo… como se fosse uma novela ou um filme… o pró-wrestling é isso e sempre será isso…

    Ter seus lutadores preferidos, empresas preferidas é normal… mas os haters e marks estão muitos chatos… só de ver que o RVD na TNA não presta e ele na WWE é excelente… já dá pra ver a distancia da coerência…

    Excelente coluna!!

  8. Luis - há 3 anos

    Tu deves ser burro como o caralho!! Que é isto:
    “Se for aplicada por um gajo tipo Ziggler, já é uma manobra chata, básica, que não vale nada.”
    Oh meu ganda morcao, o ziggler é dos mais amados pela IWC, e é um grande lutador tecnico

    • Anónimo - há 3 anos

      Lá está o que ele disse dos insultos, tu regulas bem da cabeça? É preciso insultar? o que ele quer dizer é que muita gente só olha para o Punk faz, e só o que o Punk fizer é que esta bem

  9. MicaelDuarte - há 3 anos

    Bom artigo RicardinhoO ;)

    1 – Nunca fui fã do Hulk Hogan, mas reconheço perfeitamente a importância que ele teve na “divulgação” do Wrestling. Não o odeio, mas não sou, nem por uma milésima, fã dele.

    2 – Depende de quem são os veteranos e como são utilizados, por isso não acho que existe uma ligação directa entre o facto de serem incluídos na TNA ou na WWE. O The Rock voltou para o “Once In A Life Time” e acabou por ser um “Twice”, acabando por ter tido combates que não me encheram os olhos e, também, de certo modo, roubado espaço a outros Wrestlers que mereciam o devido destaque. Mas claro, dava dinheiro…

    Digo e repito: Só vejo com bons olhos o regresso dos veteranos, caso seja para a valorização dos novos talentos, e isto não implica que tenham que perder sempre (como é o caso do Jericho), mas que na maioria das vezes se sinta que o adversário realmente saiu por cima.

    3 – Discordo totalmente deste ponto. Pegando no exemplo que deste: Eu não gosto nada Bo Dallas, mas tenho razões para não gostar dele, e não é preciso de chegar ao ridículo ao dizer que ele tem cara de parvo, etc. Quando apareceu no Royal Rumble, tenho a certeza que fui dos primeiros a dizer que não vi nele nada de especial, apesar de ter cumprido o papel da sua participação no combate. Disse, inclusive, que o melhor seria esperar para ver mais dele, mas como não gostei do que vim a ver e ainda menos daquilo que vejo no NXT, tenho razões de sobra para não continuar a não gostar dele. Outro exemplo: Aquele “botch” do Fandango em plena WM, quando Jericho executou o Lionsault. Muitos deitaram-no logo abaixo, mas alguns foram capazes de reconhecer que erros acontecem com todos, ainda para mais numa estreia em plena WM, onde os nervos não deveriam ser poucos. Na generalidade, até acho que costumamos dar, até, mais do que uma oportunidade aos talentos mais jovens.

    4 – Se estivermos perante um Wrestling mais técnico, óptimo, mas não acho que seja o factor mais importante, apesar de apreciar combates onde essa vertente seja vincada. É exatamente como está escrito no teu artigo: “Existem tantos estilos diferentes […]”.

    5 – Sou um dos que já disse que o Big E poderia estar melhor vestido, ou menos despido xD. Normalmente não dou assim tanta importância a esses aspectos, no entanto, claro que aprecio algumas wrestling gears, como a do Jericho quando regressou em 2007.

    6 – Sou um grande fã do Punk desde que está na WWE, mas dizer que ele é o melhor não é verdade. É dos melhores? Sem dúvida alguma, mas onde ficam nomes como Undertaker, Chris Jericho, Shawn Michaels, etc…?

    7 – Quando vejo algo sem qualquer sentido, é claro que critico! O pior são a escolha dos vencedores/derrotados de cada combate e as storylines que, por vezes, até dão pena. Veja-se a RTWM deste ano…

    8 – Veja-se o exemplo do Fandango. Há pouco tempo perdeu para o Orton e para o Christian e vi logo comentários a chamarem-lhe de “jobber”.

    9 – Por vezes nem é bem uma opinião, sendo apenas coisas atiradas para o ar sem qualquer nexo! Claro que assim se torna difícil não dizer nada a determinada pessoa…

    10 – Não sou fã do Cena, mas na altura de 2006/2007 já gostei um “cadito” dele. Não sou fã dele, mas também não sou nenhum “hater”. O Cena não é tão mau como o pintam. Em ringue acho-o bastante decente, se lhe for dada a oportunidade de mostrar. Preparem-se agora para o SummerSlam em que vamos, quase de certeza, ter um dos combates do ano (D-Bryan vs Cena), isto para dizer que se o Cena tiver alguém que puxe só um pouco mais dele do que o costume, ele é capaz de proporcionar bons combates/momentos…

    • ITS_ME_ITS_ME_ITS_DDT - há 3 anos

      Tenho de concordar no teu ponto 10 se formos a ver o melhor combate de uma raw foi entre o cena e o hbk por isso aicho que quer dizer alguma coisa

  10. hugoalves23 - há 3 anos

    eu tenho menos de 16 anos e vejo wwe a menos de 5 anos e odeio o cena

  11. Dolph Ziggler - há 3 anos

    O 7, 8 e o 10 são bem verdade mas há outros como o 3 que não é verdade pois o Bo Dallas não é de todo um bom exemplo a ter em conta. Ninguém odeia os The Shield ou a Wyatt Family que são jovens e apareceram no panorama principal. E o 5 também acho que não seja verdade.

  12. FAlmeida_10 - há 3 anos

    Bom artigo Ricardino contudo tenho de discordar contigo num ponto em especial:

    3- Eu discordo cegamente deste ponto, a IWC ao contrário do que tu dizes apoio e de que maneira os jovens talentos! Exemplos: The Shield, Wyatt Family, Wade Barret, Tyson Kidd, Kassius Ohno, Corey Graves, Dolph Ziggler, Daniel Bryan, Justin Gabriel, Cody Rhodes… Discordo totalmente da tua opinião deste ponto.

    E tenho de concordar contigo noutros:

    9- Sempre foi, Sempre Será, Sempre estará para vir…

    6- Pessoalmente tornei me fã do Punk desde a Straight Edge Socity, contudo devo dizer que antes disso (apesar de não ser o meu preferido) era um superstar que me agradava. Mas tens razão, muitos fãs tornaram-se fãs dele depois daquela Promo, contudo acho que isso não tem mal nenhum no meu ponto de vista (apesar de só lhe terem dado valor a partir dali).

    • MR Perfection André Santos - há 3 anos

      Concordo e acrescento:

      “Curtis Axel? Que nome de m*rda! Dêem-lhe um nome em condições” ou “O Cena só tem t-shirts de cores, parece um arco-íris” são frases que ouvem quase todos os dias em sites, páginas do Facebook e outras tantas do género. Os fãs mal ouvem ou vêem algo diferente, apontam logos todos os defeitos possíveis e imaginários sobre o nome, o aspecto ou a forma como o lutador se comporto….não podes estar a falar a serio…

      Outro pormenor, é o facto dos apelidos. Como o Curtis Axel é filho do Curt Hennig, só está lá porque é filho de quem é!…ele tem 30 e muitos se não era agora quando era…e o randy orton quando era novo e teve o push foi por ser filho de quem era….estas errado

  13. Sergio Fantastico - há 3 anos

    1 – Me custa a acreditar que as pessoas dizem que o Hogan não fez nada pelo wrestling muito provavelmente se não fosse por ele o wrestling não seria
    conhecido ele e um zero no ringue mas era um ótimo show-man na WCW o NWO era assim Hogan como show-man e Kevin Nash e ScottHall fazendo o wrestling valer (e depois os outros integrantes também ou a maioria deles)

    3 – Muitas dessas crianças nem assistem o NXT e começam a xingar o Bo Dallas por que simplesmente outros xingam e eles seguem a linha por simplesmente serem trolls.

    5- Tudo tem que ter um meio termo acho que tem que ter um nome e aparência boa alem da qualidade em ringue com certeza eu gostaria muito mais do El Generico na WWE do que ele usar o próprio nome como personagem o Hunter Hearst Helmsley me desculpem a todos que vão discordar mas não era um grande nome para
    ser um dos rostos da WWF nos próximos anos.

    7 – Essas crianças devem achar que a equipe criativa cria as historias e elas simplesmente vão a publico como diz no artigo eles esquecem que tem que passar
    por toda a filtragem da diretoria que ”apenas aprova coisas PG” Essa de despedir o Cena e PUNK rsrs o cara falar que despediria o Cena e assinar um atestado que entende nada de wresling.

    8 – Quase me irrito quando um combate e bom tem de 5-10-20 minutos e um cara como o Barret-Rhodes perde eles falam que eles só fazem jobs Este e outro atestado de quem fala isso não entende nada de wrestling.

    9 – Quanto a opinião diferente talvez eu seja marcado por isso pois se eu fosse fa do CM Punk (gosto dele mas não chego a ser fá) seria tudo normal…

    10- Eu não gosto do PERSONAGEM do John Cena mas odiar.. odiar e algo
    muito ruim eu simplesmente fecho a stream ou deixo elas som até o Cena ir embora mas não fico falando que odeio o Cena.

    Belo artigo.

  14. don_ricardo_corleone - há 3 anos

    Eu odeio o Hogan desde que o conheço, porque na verdade ele é um Cena ainda mais limitado. Um tipo cujo finisher é um Leg Drop, cujo grande feito da carreira foi levantar um gigante num dos piores combates da história do wrestling (que curiosamente é lembrado por ser um dos melhores…), que sempre se recusou a perder, que tem uma sede insaciável de protagonismo, não dá para gostar. Mas não é desde que entrou na TNA, é desde sempre. Acresce ainda o personagem que ele tinha, mas isso é mais pessoal, o irritante heroi americano contra os malvados dos estrangeiros, em especial os russos. Curiosamente o Swagger é heel…
    Quanto ao Cena, o problema é que sempre que ele faz a sexta manobra sai asneira. Hurricanrrana? É mais Cenacantrrana. E depois tem aquele personagem irritante de heroi da criançada, incorruptivel e invencivel. Isso não existe!

  15. Tunes9 - há 3 anos

    Eu como fã assiduo e quase fanático, gosto muito tenho que admitir que 1,5,6,7 e 10 eu sou a favor e “prático isso”, mas, no 5 é meio porque me preocupo com a aparência e nomes dos lutadores (eu chamo-lhe mais Gimmick), mas, também com a sua qualidade de ringue, carisma, etc e no 1 não é odiar não gosto muito do Hulk Hogan, mas, em geral, sim os números que disse eu sou assim, agora o resto no resto não sou assim, Gosto dos lutadores novos que sobem desde que tenham mesmo talento, gosto The Shield, The Wyatt Family, Paige (minha diva favorita), Kassius Ohno, Curtis Axel, etc, para mim os veteranos fazem sempre falta seja na WWE seja na TNA desde que não sejam part-time players, quanto aos lutadores “não-técnicos” gosto de muitos por isso nem penso dessa maneira (gosto de bastantes, mas, já que falam do Ziggler no artigo, gosto bastante de ver o Ziggler em ringue, dá “picá” de ver), sei o que é um Jobber e o que um combate renhido em que se perde normalmente porque 1 tem de perder e finalmente não gozo com que não tem a mesma opinião que eu, respeito a opinião dos outros e posso “discutir” saudavelmente para tentar mudar essa opinião mas nunca desrespeita-la, pronto nestes 10 pontos eu sou assim, mas, sim, estes 10 pontos são muito utilizados pelos fãs de Wrestling e foi bom o PT Wrestling falar neles, muito bom artigo. :)

    • Tunes9 - há 3 anos

      Já agora esqueci-me de falar no ponto 7 e 10, no ponto 7 também faço isso, por vezes, mas não é tanto dizer que fazia melhor é mais dizer, as vezes, ali podia ter feito isto ou aquilo, ficava mais fixe, gostava que fosse assim, dar a minha opinião e o meu gosto, mas, nunca digo que faria o trabalho melhor que eles, se eles estão lá é porque sabem fazer bem o seu trabalho e o 10 eu não odeio o Cena, não é dos meus preferidos, gostava bastante dele quando ele foi o “Doctor of Thuganomics”, o que não gosto nada é desta personagem de “super-herói” que ele tem e as roupas de Wrestling que usa, está uma personagem chata, cansativa e gasta, só isso, mas o Cena tem talento e com uma personagem nova pode por-me a gostar dele como já me aconteceu várias vezes com outros Wrestlers, que eu gostava das qualidades deles mas em termos de personagem não gostava, é isto, mais uma vez, bom artigo. :)

  16. danielLP21 - há 3 anos

    1- Não o acompanhei na WCW, apenas em 2005 na WWE e desde o ano passado na TNA. Não o suporto. Por mim, saía já hoje da TNA e levava a filha com ele.

    2- Não é bem assim. Há lendas que voltam à WWE e não são bem aceites. Em relação à TNA, quando as lendas são HH, Scott Steiner, Kevin Nash e afins, é normal que haja queixas…

    3- Não acho nada que isso aconteça. Depende dos casos. Quando os Shield se estrearam, a maioria da ICW ficou em êxtase…

    4- Esta é uma realidade. Mas é tão estúpida…

    5- Acho que não houve muita gente a queixar-se do nome “Curtis Axel”, tendo em conta o nome anterior do mesmo lutador…

    6- Verdade. Completamente ridícula.

    7- Esta é normal. Quando algo nos frustra, é natural dizer-mos que fazemos melhor.

    8- Que raiva! Odeio quando isto acontece. É tão patético.

    9- Meh, depende de pessoa para pessoa…

    10- Já não sei o que é mais enjoativo: a personagem do Cena ou falar deste assunto…

  17. RubenLima - há 3 anos

    aserio outravez as cenas do 5 moves off dome e t-shirts e promos? omg 1-john tem o direito de escolher as t-shirts que quere gostavas que a tua mae chegasse ao pe de ti e dizesse veste esta camisola aos quadrados ou as bolas na gostavas pois nao? e os 5 moves off dome e uma razao estupida olha o hogan tambem apanhava muito e depois fazia 5 moves e pronto ganhava

  18. Jorge Rebelo - há 3 anos

    Ricardo estás de parabéns e é caso para dizer que a brincar, a brincar, lá se dizem as verdades. Escrevestes um dos artigos mais descontraídos e divertidos que li no últimos tempos.

    Por natureza sou contra argumentos absolutista de por causa de alguns, inferimos que todos são assim ou ninguém é assim. No entanto, vejo muitas das coisas a que te referes, espelhadas nos comentários das pessoas (que também) seguem a TNA e não me refiro necessariamente aqui no WPT.

    A única ideia que discordo tem a haver com os novos talentos, já que assisto a uma tendência (pelo menos na TNA é assim e acredito que é geral) a que os novos talentos são mais bem recebidos que aqueles já consagrados (excepto de esses consagrados forem heels).

    Espero que mesmo desta forma descontraída, o teu artigo faça alguns dos teus leitores reflectir bem sobre as suas opiniões e tirar as suas próprias conclusões, sejam elas a favor ou em sentido oposto à “manada”.

    Mais uma vez parabéns Ricardo.

  19. The new guy ! - há 3 anos

    Completamente de acordo! Muito bom artigo, nada a acrescentar, pois concordo em tudo !

  20. Eduardo - há 3 anos

    3- Discordo pq não é assim que funciona, a IWC apoia quem tem talento e pra isso não precisa ser um “Indy Guy”, por exemplo o Ziggler não passou por nenhuma indy e é super apoiado, já o Bo Dallas é um saco e as vezes parece que ela não sabe o que ta fazendo no ringue.

    6- Isso é verdade, e saindo da “Zona WWE” no ringue o Austin Aries é melhor que o Punk e no microfone podemos colocar o Bobby Roode nesse patamar.

    7- Quem nunca fez isso que atire a primeira pedra.

    9- “Toda unanimidade é burra. Quem pensa com a unanimidade não precisa pensar” Nelson Rodrigues

  21. João - há 3 anos

    Pá não mostrem isto ao Vince!

  22. akujy - há 3 anos

    Se pudesses fornecer o link original era muito fixe. Calculo k tenha sido feito com humor. Sou membro orgulhoso da IWC e não faço metade das cosias k tão ai. Mas digo ja, as pessoas não odeiam o Hogam só pela sua passagem na TNA. xD Gostei que tivesses publicado isto. È sempre bom ver uma menção á IWC. Bom trabalho, Ricardinho.

    PS; Eu aki ha uns anhos conhecia um ricardinho k gostava d wrestling, tinha um mail k era “rivaldinho” qualquer coisa e escrevia o nome da mesma forma que tu. Provavelmente não és ele, mas convinha confirmar. xD

  23. Mario Magalhaes - há 3 anos

    Eu confesso que a única que admito é a 7, mas por vezes me pego utilizando a 6 ou até mesmo a 9.

    Mas acho que muita gente que utiliza a 1 automaticamente usa a 10, pois digamos que Hogan e Cena são equivalente, sendo que cada um comanda a sua era, no ódio do coração do povo.

    As outras confesso que não as utilizo.

  24. Dororo - há 3 anos

    Bom artigo apesar de ter um erro em “DOOM(E)”.
    That being said passo à minha opinião quanto às 10 regras:

    1- É normal, já está há muito tempo na tv e mantém sempre o mesmo estilo de promo e a mesma personagem. Se já era mau wrestler nos seus tempos de glória o que se pode dizer de agora (felizmente não luta muito).

    2- Há lendas e lendas… De qualquer maneira nunca ouvi ninguém a queixar-se disto para ser sincero por isso nao tenho opinião formada. Sei que gosto de ver alguém a voltar para um combate ou dois, mas não quando é para tirar lugar ao talento que dá 100% o ano todo. Vem-me à memória o Kevin Nash e a sua última run na wwe… Por outro lado gosto de ver lendas como o Booker T a voltarem e durante um mês ou dois elevarem jovens como foi o caso dele com o Cody Rhodes.

    3- Espero sempre até ver mais de uma pessoa antes de a adorar ou odiar. Por isso não sou pecador neste ponto.

    4- Aqui é uma questão de gostos pessoais. Eu sou uma das pessoas que acha que apesar de o Cena ser conhecido pelos seus 5 moves ele tem bem mais para oferecer no que toca ao seu trabalho no ringue. Apesar de não ser eximio em nenhum deles ele usa muitas vezes hurricanrranas, dropkicks e powerbombs. Nem todos têm o treino do Bryan ou do Eddie…

    5- Um bom nome e um bom look não magoa ninguém, principalmente num desporto como o wrestling que é feito de grande parte de sencionalismo. Atenção que quando digo bom look quero dizer algo marcante (como o tamanho do Kane ou a barba do Bryan). Dito isto não vejo muita gente a queixar-se disto.

    6- Hoje em dia irritam-me mais as pessoas que olham com desdém para alguém que só começou a gostar do Punk desde “a promo” do que aqueles que gostam dele acima dos outros todos e não se calam com isso… Para mim o punk é um dos melhores, sem dúvida nenhuma, mas não é o meu preferido (Cody Rhodes) nem é o melhor lutador na WWE right now, isso é uma discussão grande para outro artigo entre ele, o bryan e o Cesaro.

    7- Isso eu digo e com conhecimento de causa… Eu fazia melhor trabalho que eles para o meu gosto. Agora se me dissessem que fazia melhor trabalho para ganhar a atenção dos fans mais casuais aí já não tinha tanta certeza.

    8- Isso e os heel e face turns irritam-me como sei lá o quê… e aqui no chat é o que mais se vê todos os dias!

    9- Isso é um problema geral, não é só do wrestling… Mas o pessoal com que costumo falar daqui não costuma ter problemas em aceitar as diferenças de gostos. Pelo menos os regulares não. (Del Rio still sucks! >=D)

    10- Um assunto mais que debatido em que não me vou alongar. Acho que poucas pessoas aqui sabem, mas apesar de a sua personagem estar parada no tempo há muitos anos eu continuo a gostar do Cena. Não está no meu top 10 e não o metia num main event nunca na vida, mas em termos de o ver a trabalhar não tenho problema nenhum com isso. É mais um segmento daqueles que entretém e não me chateia de ver como um tons of funk vs khali e santino. Resumindo não digo mal dele nem digo bem. É um bom worker e mata-se a trabalhar pela companhia e nisso pelo menos merece algum apreço.

  25. Luiz Just - há 3 anos

    Eu sou fã do Punk, eu concordo que ele era muito ruim antes da promo, o melhor momento antes da promo foi em 2008 !

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador