Existem 2 vagas na Equipa do Wrestling PT para publicar notícias. Contacta-nos!

Smoke and Mirrors #126 – I Was There

História, foi isso que assistimos no passado Domingo durante a Wrestlemania, gostemos ou não da ideia a WWE conseguiu dar-nos um PPV surpreendente, histórico e épico. Foi mágico, e eu tenho o orgulho de ter assistido a tudo isto em directo, porque não me iria sentir bem se não tivesse vivido todas as emoções que eu vivi ao ver esta Wrestlemania. Sim para mim foi uma Mania fantástica, e sei que vou ser criticado por dizer isto, mas foi provavelmente um momento marcante e de viragem na vida da WWE.

E as mudanças não sempre para pior, eu sei que o choque do impacto inicial é forte e a opinião nunca será consensual, mas eu sinto que assisti a uma mudança de Era, uma ruptura praticamente total com a Era anterior. E fizeram isso da forma mais dura possível, quebrando o elo que ligava os fãs á anterior Era, eu sei que dói e é um choque mas a WWE não acaba, nem assinou alguma certidão de óbito com a última Wrestlemania.  Mas, como é óbvio este tipo de mudanças bruscas é sempre algo muito duro, e raramente pacíficas, ou mesmo imunes às críticas.

Mas, pela primeira vez anos senti-me a ver uma Mania, tive emoções, boas e más, mas isso é a vida, é a Realidade. E numa altura em que o Triple H refere que estamos na Reality Era, então não poderíamos ter tido uma Mania mais “real” que esta, porque a realidade é finita, tem sofrimento, alegria e dor. Isso é a realidade, por isso mesmo não podemos focar-nos só nas coisas más, mas também nas coisas boas.

E, é por isso motivo que esta semana não farei a minha análise das figuras da semana da WWE, porque serão elas o tema desta semana do Smoke and Mirrors. Desse modo, os protagonistas dos Smoke serão os prinicipais destaques da Wrestlemania XXX, e da primeira semana da nova Season da WWE, naquela que foi uma das semanas mais polémicas, chocantes e apaixonantes dos últimos anos.

Comecemos pelo Pré-Show, onde tivemos um excelente combate de Tag Team onde os Real Americans e os Usos brilharam a grande nível, dando o tom para o que seria uma noite histórica.  Claro que o facto de ser Elimination também ajudou, mas a verdade é que os intérpretes tiveram em grande nível, e o resultado foi um Pré-Show de excelência e isso é algo que ninguém pode questionar.

Tal como o resultado final é algo inquestionável, os Usos mereciam vencer e agora espero que continuem como campeões durante mais algum tempo, até porque o seu talento merece esse destaque, e seria mau se tivessem um reinado medíocre, mas com o Batista e o Orton por perto isso é um risco. Além disso, o final abriu portas para o que vinha a seguir e que eu esperava que acontecesse só na Raw, mas que acabou por fazer sentido mais á frente no card da Mania.

Ou seja, quando vi o face turn do Cesaro no Pré-Show eu fiquei em alerta porque achava que era mau para eles acabarem sem ser no card principal, mas sabendo a história completa da noite acabou por fazer todo o sentido. E por mais triste que fosse para a divisão de Tag, foi impossível passar ao lado daquele momento em que ele dá o Swing ao Swagger, mas sobretudo pela forma monstruosa como vencer o André The Giant Battle Royal, ao fazer o Slam ao Big Show.

E se existe pessoa que saiu desta semana com possibilidade de ter um futuro risonho é claramente o Cesaro, porque muito embora exista riscos inerentes ao facto de estar sozinho tudo dependerá do booking que receber. Mas não me acredito que seja igual á primeira vez que esteve a solo, porque agora a WWE olha para ele com outros olhos, e se o bookar como aquele wrestler que luta brutalmente ele quase que nem precisa de ter promos fantásticas, mas claro que precisava de alguém com ele.

Mas, como isso teria muitos riscos a WWE tratou de me tirar as dúvidas, e colocou o Cesaro como novo Paul Heyman Guy e com isso reservou o futuro dele. Ou seja, e a menos que aconteça algo de muito estranho o Cesaro corre o risco de ser uma das figuras do ano de 2014, até porque o Heyman vai tratar de criar o impacto para ele, para que ele faça o que faz melhor: Ser um Wrestler Extraordinário. Claro que para o Extreme o mais certo é contarmos com uma feud com com o Swagger, num combate a não a não perder, mas não podemos negar que a Mania apresentou um Cesaro mais forte que nunca, e como aposta segura da WWE.

Continuando a jornada das figuras da Semana, tenho que falar da Invasão NXT que tivemos durante a semana: as vignettes do Debut de Adam Rose e Bo Dallas, e ainda os dois in-ringue debuts( Paige e Rusev). Sobre as vignettes acho que não podemos dizer muito, porque ainda é cedo para avaliar o que poderão valer as personagens no main-roster, mas o Rose deve vir a sofrer do síndrome de “Fandango” e o Bo se vier como heel poderá ter algum potencial.

Quanto ao Rusev teve o típico debut de monstro: Squashou e demonstrou potencial. E agora é esperar o que a dupla da bela e monstro nos trará nos próximos tempos, porque é cedo para fazer uma avaliação justa. Sobre a Paige, foi uma performance curta mas a verdade é que a ideia era criar um choque para os espectadores, uma vez que a maioria não a conhecia e desta forma ela surpreendeu. E com esta surpresa espero que comecem aos poucos revelar a verdadeira Paige, mas isso é algo que terá que ser paciente e feito com um booking inteligente.

Quem regressou na Raw foi o RVD, mas como foi um squash não dá para avaliar muito o que poderá trazer neste regresso, mas uma feud com o Sandow não seria totalmente negativo. Já o Barrett espero que comecem a recupara-lo, mas temo que tenha sido uma medida de estímulo aos smarks que estavam na Raw. Mas, caso ele volte a ser aposta eu fico contente uma vez que o talento dele merece isso, mas claramente é daqueles casos que não podemos deitar foguetes muito cedo.

Já os Shield são claramente um caso em que a Mania escondeu algo como nuvem de fundo, ou seja quando todos acharam que o evento os tinha desvalorizado, a primeira semana da nova temporada desmentiu totalmente isso. É verdade que tiveram um combate curto no evento, e isso não foi totalmente negativo mas acabou por ser a forma que os New Age optaram para sair do main-roster, e isso teve consequências positivas durante a semana.

Porque, quando o Kane implicou o Triple H aos ataques aos Shield a guerra deles com a Autority ficou mais pessoal e ainda mais forte, ajudando a consolidar a nova postura deles de faces, criando simultaneamente empatia com o Universe. Aliás, pelo que nos foi dado a perceber a guerra será agora com Kane e Batista e Orton e isso será positivo para os Shield, uma vez que só os tornará mais fortes como faces e salvaguarda a posição dos três elementos quando a Stable quebrar. Assim, os próximos tempos serão de um Shield cada vez mais importante, quiçá mesmo a ajudar a fazer justiça e auxiliar o campeão da WWE a defender o título, equilibrando a balança da injustiça que os Evolution e o Kane tentarão fazer a Bryan.

Já a Guerra Wyatt e Cena teve a primeira batalha no Domingo, e o que podemos dizer é que assisti a um combate simplesmente fantástico, não do ponto de vista técnico mas sobretudo no que diz respeito á história que foi contada durante o combate. Claro, que eu preferia que o Wyatt tivesse vencido mas tudo o que ele fez durante o combate foi mais importante, como disse o Michael Cole ele pode não ter vencido mas colocou-se num patamar de qualidade altíssimo, que agora terá que ser consolidado com vitórias.

E nisso o Extreme Rules terá um papel importante, ou seja, ele deveria vencer o segundo capítulo da Guerra com o Cena no próximo PPV até porque terá uma estipulação que pode jogar a favor dele (possivelmente um Extreme Rules Match). Agora se conseguirá vencer tenho algum receio sobretudo porque ele quer ver o lado “monstro” do Cena e isso levanta-me dúvidas, mas acredito que conseguirá levantar alguma raiva do Cena contra ele antes do PPV e espero que isso jogue a seu favor no combate do próximo PPV. Uma coisa é certa esta feud pode-o colocar num patamar alto, isto caso o booking da WWE seja inteligente para não o estragar e retirar credibilidade á gimmick, mas seria quase um crime depois da excelente recepção que a feud e a gimmick teve junto dos fãs.

Mas esta Mania foi em tudo similar á vida real, ou seja, foi feita de coisas felizes e outras tristes, de nascimentos e ocasos. E por falar em fim, a Mania ficará marcada pelo maior Wrestlemania Moment de sempre: o Fim da Streak. Sendo este um dos temas de maior debate desta semana uma vez que este chocou os fãs, e sobretudo dividiu-os no que diz respeito às suas opiniões sobre o ocorrido.

Quando aconteceu a minha reacção foi igual á de todos: revolta, choque, surpresa. Mas de repente senti-me a viajar oito meses atrás, e lembrei-me da minha reacção á “perda” e ai percebi que o fim da Streak até fez sentido, poderá não ser a coisa mais agradável, todavia não deixa de ter lógica. E por isso, a melhor forma que encontrei para vos falar do tema é mesmo usando a metáfora da morte, não estivéssemos nós a falar do Deadman.

Se me falassem desta possibilidade há umas semanas eu diria que a Streak não deveria ser quebrada, ou se fosse por algum jovem talento, mas no fundo estava a sonhar tal como todos nós que esse acontecimento deveria ser algo pacifico. Até porque desejamos sempre que algo ou alguém de quem gostamos tenha o fim o mais agradável possível, mas a realidade é sempre mais dura, e por vezes não dá mesmo para escolher o método mais agradável. Por vezes, o fim é duro, atinge-nos como um murro no estômago e dói e deixa-nos sem reacção, e foi isso que vivenciamos no passado Domingo.

Mas passado quase uma semana, e depois da fase da negação e da dor, dá para compreender perfeitamente o que o Taker pretendeu quando escolheu o Lesnar para quebrar a Streak. Em primeiro lugar quis que acontecesse intencionalmente quando ninguém contasse, e depois ele escolheu pessoalmente o Lesnar por confiança, e porque acreditava que não deveria terminar a carreira com um Legado maior que o da WWE.

E podemos não concordar com a pessoa que quebrou a Streak, mas a verdade é que foi um momento histórico, e se fosse alguém que gostássemos não iríamos sentir esta revolta que é natural no ser humano com emoções. Ou seja, com isto a WWE trouxe realidade á história do Undertaker usando um medicamento pesado para os fãs, mas a verdade é que a realidade é assim, não podemos escolher o tipo de fim que queremos, e por vezes ele é mais pesado do que parece.

E por melhor que o Heyman tenha explicado e promovido esta conquista, o legado do Undertaker continuará e não será estragado pelo fim da Streak, muito pelo contrário a sua carreira é lendária e continuará a ser recordado no futuro. Por isso, quando me lembro do que se passou no Domingo regresso a oito meses atrás á “minha perda” e quase que fico impotente e incapaz de me emocionar, apenas fico sem reacção porque é assim que a perda nos deixa: imóveis, estáticos, e sem capacidade de reacção. Mas, não posso deixar de agradecer por tudo o que fizeste Taker, e sobretudo á “minha perda” que curiosamente adorava o Undertaker, mas em ambos os casos ficam as memórias dos momentos que passamos. Obrigado!

A Morte Chega Cedo     

” A morte chega cedo,
Pois breve é toda vida
O instante é o arremedo
De uma coisa perdida.

O amor foi começado,
O ideal não acabou,
E quem tenha alcançado
Não sabe o que alcançou.

E tudo isto a morte
Risca por não estar certo
No caderno da sorte
Que Deus deixou aberto. ”

Fernando Pessoa- Cancioneiro

Mas como tudo na vida o ciclo é feito de fim e de inícios, e Domingo marcou o inicio de uma nova Era na WWE, a Yes Era!. Pelo menos é assim que irei chamar ao período que vamos assistir nos próximos meses, e que corresponde como é óbvio ao reinado que Daniel Bryan irá ter como campeão da WWE. Até porque a passada Mania teve neste momento o seu foco de emoção positiva por parte dos fãs, que viram acontecer o impossível.

Digo isto, porque por mais que muitos desejassem, poucos seriam aqueles que verdadeiramente acreditavam que Daniel Bryan iria mesmo vencer dois combates na Wrestlemania, e atingir o topo da pirâmide. Aliás, muitos achavam que o Triple H seria incapaz de o valorizar, mas o que assistimos foi a uma construção fantástica da dupla conquista de Bryan, onde até os ataques do Triple H fizeram sentido, uma vez que acabaram por valorizar ainda mais a conquista de Bryan.

Mas, na minha opinião o mais surpreendente foi a forma como bookaram o Bryan no Main-Event, dado que nunca imaginaria que o Batista iria fazer tap ao Bryan em plena Wrestlemania, e isso foi uma jogada inteligente mas com riscos por parte da WWE. Mas por vezes vale a pena correr riscos, até porque o resultado final foi positivo, e mesmo aquela postura de underdog que superou a lesão e levanta-se para a vitória foi justificada naquela situação.

Porém, e tal como seria previsível o inicio do seu reinado está a ser marcado pela continuação da guerra com a Autority( Triple H, Batista e Orton), e ainda bem que está, porque enquanto continuarem a enveredar por esse caminho o reinado será interessante. Isto é desde que o Bryan não passe sempre como ele mais fraco, ou seja, prefiro que ele tenha a protecção dos Shield para equilibrar mas que consiga ficar forte, do que propriamente passarem a imagem de um face fraco.

No entanto, só o tempo o dirá a qualidade do reinado do Daniel Bryan, mas a verdade é que os resultados da primeira Raw pós Mania foram bem positivos para a WWE e para o inicio do reinado. Claro que o fim da Streak ajudou, mas o Bryan também teve influencia neste aumento, agora é uma questão de esperar e ver se esta nova fase da WWE mantêm estes ratings nas próximas semanas.  Uma coisa é certa, em principio o reinado do Bryan deverá durar alguns meses(provavelmente até ao Summerslam), e os próximos tempos deverão ser contra Triple H na mesma, pelo menos foi a impressão que fiquei na última Raw. E agora o que podemos fazer é aproveitar este momento onde o pequeno grande Bryan se assumiu como main-eventer de topo( de forma indiscutível), e os próximos tempos serão de Bryan enquanto principal figura face da WWE.

http://youtu.be/fm660vIn8Tg

É desta forma que me despeço desta edição do Smoke and Mirrors, esta semana focada no rescaldo das emoções da Wrestlemania, e onde espero que apresentam a vossa opiniões sobre as figuras que abordei neste artigo. Assim, despeço-me dizendo que volto para a semana, e que foi fantástico ver esta Wrestlemania porque ela foi como a vida: Cheia de emoções. E tenham sido elas boas ou más, a verdade é que foram muito bem contadas, e uma coisa ninguém pode negar foi uma Mania de emoções e histórica, e é por noites dessas que gostamos de wrestling.

Figuras da Semana(TNA)

Samuel Shaw, Hemme e Mr.Anderson- Mais um belo segmento entre estes três, e espero que tenhamos continuação desta bela historia nas próximas semanas, com algo que envolva o PPV do final do mês.

Angelina Love- Venceu o combate para nº1 contender, e apesar de tudo é por esse motivo que a coloco como destaque. Só espero é que não conquiste já o titulo no Sacrifice.

Bully Ray- Excelente na promo com a Dixie, em que ficou quase claro o desafio com Bobby Roode, mas acabo por ter pena pelo Roode ser quase um instrumento na feud Dixie e MVP, tal como o Bully em certa parte.

Eric Young- É o novo campeão da TNA, e isso surpreendeu apenas acho que a TNA poderá ter-se precipitado neste passo. Mas vou esperar as próximas semanas para ter uma opinião fundamentada.

Surpresa da Semana

Fim da Streak

Desilusão da Semana

Regresso da Dixie Carter- Simplesmente porque penso que deveveriam ter esperado um pouco mais de tempo antes de a fazerem regressar. Penso que o produto da TNA teria beneficiado.

Perguntas da Semana

Qual a tua opinião sobre cada um os momentos da semana abordados no artigo?

Concordas com as figuras, surpresa e desilusão da Semana?

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Smoke and Mirrors”.

47 Comentários

  1. Fandangooo!! - há 3 anos

    Grande artigo José

    Tudo o que aconteceu esta semana (WrestleMania, Raw e SmackDown) foram positivas, começando com invasão do NXT , Esse Alexander Rusev é um monstro em ringue e mostrou isso claramente vencendo Zack Ryder no Raw e Sin Cara no Main Event e a Paige a vencer o Divas Championship, espero que tenha uma grande feud com Aj já para o Extreme Rules.Como todos os campeões atuais vieram do NXT podemos ver que ele está dando certo cada vez mais e ainda temos o The Shield e a Wyatt Family que já são duas das maiores stables de sempre.

    Parece que a WrestleMania 31 irá ser épica com todos esses talentos envolvidos

    • José Sousa - há 3 anos

      Por acaso é mesmo verdade, excepto os Usos mas mesmo eles estiveram durante algum tempo no NXT na altura do Redemption se não me engano. Os Shield estão cada vez mais importantes, esta semana deu-lhes um boost fantástico.
      Frase dos Shield da Semana: “We arent Anonymus Triple H”.

    • GonRodri - há 3 anos

      Li agr o artigo do Jose e esta excelente :D Ia dizer praticamente o q tu disseste :)

    • Arvanix - há 3 anos

      Disseste tudo, Fandango! ;)

  2. Ricardo Abreu - há 3 anos

    Foi um artigo soberbo, José!

    Concordo com tudo o que foi abordado aqui, incluindo as figuras, a surpresa e a desilusão da semana!

    Agora coloco-te uma pergunta:
    -Com o fim da streak achas que o Sting ainda vai lutar com Undertaker na WrestleMania 31?

    • José Sousa - há 3 anos

      Muito obrigado. Sinceramente não faço a mínima Ricardo, até porque primeiro que tudo o Sting tem mesmo que vir para a WWE até ver não temos qualquer sinal dessa possibilidade.

  3. MicaelDuarte - há 3 anos

    Bom artigo.

    Eu acho possível que tenhamos entrado numa nova fase, mas também acho que há pessoal a deitar os foguetes antes da festa. Não podemos julgar uma (possível) nova fase apenas por umas semanas (a contar com as que vêm agora)… É necessário existir continuidade na qualidade dos programas e, também, na aposta em novos talentos.

    • José Sousa - há 3 anos

      Claro Micael, vamos com calma que é positivo o que assistimos, mas não é o fim do percurso. claro que nem todos chegam ao topo mesmo nestas apostas nos novos talentos.
      Mas Bryan e King of Swing( Eu quero ver isso).

  4. Miguel Dias - há 3 anos

    Como é possível falar tantas vezes duma era real????? a palhaçado do danyel bryan a levantar-se da maca e a ganhar a três lendas do wrestling é tudo menos real!!!!

    • José Sousa - há 3 anos

      Obrigado pelo comentário. Mas talvez isto seja escrito, e as lendas quiseram valorizar o Bryan.

    • Faker Brazil - há 3 anos

      Tenho que concordar com o Miguel Dias.
      E o pior é ele comemorando no final. O braço dele que tava machucado derrepente ficou bom.
      Acho que o Chesssis desceu dos ceus e curou ele. Na boa, não deu pra engolir não. isso não tem nada de era real.

      • lucas yes - há 3 anos

        nem tudo é como querem,entenda isso!

      • Faker Brazil - há 3 anos

        você não entendeu.
        A questão que falei não tem nada com querer.
        o braço do cara tava praticamente caindo e derrepente ficou curado….e falam de era de realidade?? ah, por favor.
        é só isso.
        simples não acha?

  5. Don_Ricardo_Corleone - há 3 anos

    No caso da streak o fim podia ter sido escolhido, muito melhor escolhido. Sinceramente não vejo porque o fim teria de ser por parte de alguém que os fãs não queriam, se é que eu entendi bem o teu ponto de vista. Apesar disto também acho que foi uma boa wrestlemania mas continuo na minha de que deveria ter sido uma futura estrela a terminar a streak, porque não até o Bray Wyatt no próximo ano, como uma forma de passagem de testemunho?! Se era assim teria sido muito mais lógico o CM Punk no ano passado, se calhar ainda ele cá estava pois teria o seu momento Wrestlemania que ele nunca teve. Além disso, o fim da Streak devia estar ligado à sua reforma e fiquei bastante desiludido com o final tão normal do combate. Nem ele desapareceu, nem os druidas o levaram, nem se apagaram as luzes…Passa uma carreira inteira como figura do sobrenatural e sai do ringue, depois do fim de uma streak de 21 anos, como qualquer um.

  6. Miguelfcarlos - há 3 anos

    Excelente artigo, José! Realmente, estamos numa nova era. E isso notou-se pela construção que deram ao Daniel Bryan e ao Cesaro, assim como a ascenção das estrelas do NXT, e o fim da streak de Undertaker. Se me tivessem perguntado à 9 ou à 2 meses se achava que a WrestleMania seria como foi, eu não acreditava. Acho que a WWE está a apostar no Bad News Barrett, porque ele venceu o Rey na Raw. Como tu dizes, pode ter sido para animar os smarks, mas como ele ganhou também na SmackDown ao Kofi, acredito que será o próximo candidato ao Intercontinental Championship, possivelmente no Payback. E falando em títulos de mid-card, o Ambrose não está a fazer nada com o US Title, mas vale desativarem o título, já que unificaram os mundiais. Concordo com o que dizes a respeito da fued Wyatt-Cena e do fim da streak. Já desde segunda-feira que ando a dizer aos meus amigos que a decisão do fim da streak foi totalmente correta, porque estavamos na WrestleMania 30 (número especial), o Undertaker tinha concordado, o legado do Undertaker não pode ser maior do que o da WWE e o Brock Lesnar foi a pessoa em que Vince e o Deadman confiaram. Se não fosse ele, era quem? Sting, um velho de 50 anos? Alberto del Rio, um lutador que a WWE já apostou e desistiu inúmeras vezes? Para além disso, como tu dizes, na vida não há bons finais e nas situações mais fáceis pudemos ser “derrotados”. Quanto ao Bryan, agora já não tenho aquele receio que a WWE queira enterrá-lo. Até parece que foi tudo planeado desde a WrestleMania 28 pela WWE. Já agora, acho que falta aí, nas figuras da semana da WWE, a crowd da Raw, que superou (discutivelmente) a crowd de New Jersey.

    • José Sousa - há 3 anos

      Mto obrigado. Não foi planeado mas aquele vídeo foi fantástico de recap. Também espero que o Barrett retorne o bom caminho até porque o considero muito talentoso.

  7. José Sousa - há 3 anos

    O que eu disse é que tal como na vida o fim nem sempre é como queremos. Só isso. E isso aplica-se ao fim da Streak.

  8. Hildo - há 3 anos

    Excelente José

    Qual a tua opinião sobre cada um os momentos da semana abordados no artigo?

    Concordo com tudo o que disse, Apenas acrescento algo sobre a Streak Não acho que o Lesnar tenha sido a melhor escolha para acabar com a mesma. Mas se pensarmos bem, como algumas pessoas estavam comentando que preferiam um novo talento etc… Eu não acho que deveria ser um novo talento a Streak deveria ser acabada por alguém que já tem a carreira consolidada (Lesnar) alguém que iria saber lidar com a situação (Lesnar) e não um talento que ainda não é estabelecido, Que não tem seu futuro ainda certo.

    Concordas com as figuras, surpresa e desilusão da Semana?

    Sim, Mas acho que o EY vencer é muito cedo, e tem lá alguma influencia com a historia do Bryan… Mas vamos ver

    • José Sousa - há 3 anos

      Eu também disse que pode não ter sido a melhor escolha, por causa de ser part-timer, agora na questão de ser escolhido pelo publico é que eu não concordo.

  9. AwesomeTheMiz - há 3 anos

    Belo artigo, José! Discordo de opiniões, mas nem por isto o artigo é mal, muito pelo o contrário. O que vai contra é principalmente sobre a streak, sem dúvida! Jamais imaginei ver este dia, o dia que uma história de mais de 20 anos foi quebrado em um combate sem muita emoção. Por mais que eu tenha gostado da vitória do Bryan tanto frente a Triple H quanto no main-event, não foi algo que me “botou para cima” após o meu choque e eu sempre defendo a ideia de a streak deveria ter sido imortal

    • José Sousa - há 3 anos

      Mas nada na vida é eterna, e é por isso que aceito o fim da Streak, mas como disse no artigo não é algo que seja uma verdade absoluta.

  10. danielLP21 - há 3 anos

    Concordo contigo em relação ao pós-combate.

  11. Kiko Costa - há 3 anos

    Grande artigo! Um dos melhores artigos entre todos…. Fizeste com que todos fossem ter à verdade e que, esta Mania, não foi tão má como todos pensávamos !!! :)

  12. David Miguel - há 3 anos

    Excelente artigo, concordo plenamente contigo.
    Na minha opinião foi uma excelente Wrestlemania uma wrestlemania que mostrou que quando a WWE quer ela se supera.
    Uma wrestlemania que deu alegrias e tristezas aos fãs.
    Vince tinha dito que teriamos surpresas nesta mania e que surpresa o impensavel aconteceu acredito que até os que torciam pro Lesnar tiveram um pequeno choque antes de cair a ficha.
    Eu sinceramente já disse em outros debates que acreditava que undertaker perderia sua streak antes de se reformar,não concordo com quem foi o contemplado más como voce mesmo abordou nem tudo na vida é como nós queremos que seja e fomos surpreendidos e a quebra da streak veio para nos mostrar que até uma lenda como the underteaker no final das contas é um ser humano normal como todos nós que sofre com a idade chegando e viu que era o momento certo de acabar com seu legado sem alardes e dramaticidade.
    De resto a WWE está de parabens na forma como desenrolou o evento as rivalidades e como até o momento passada uma semana pós a wrestlemania vem trabalhando a continuidade delas.
    Sim esta wrestlemania marcou o final de uma era e agora vamos ver como se desenrola esta nova era.
    Encerrando o fato do Bryan comemorando parecer que nem estava contundido é dificil de engolir más foi feita a vontade dos fãs isto é o que importa agora veremos se ele terá um bom reinado e mais uma coisa no wrestling não é inédito um face apanhar de todos e no final se superar e vencer em alguns momentos chega a ser comico más é a verdade.

  13. rodrigomcb99 - há 3 anos

    Excelente artigo José
    Respondendo às tuas perguntas:
    Esta semana na WWE foi excelente. A minha opinião sobre cada um dos momentos é a mesma, (tirando o fim da Streak), estes momentos foram excelentes cada um à sua maneira.
    Quanto ao fim da Streak foi sem dúvida a surpresa da semana, ou melhor talvez até a surpresa do século. A minha opinião quanto ao fim da Streak é que esta nunca devia ter terminado mas como tu disseste não é pela Streak ter terminado que o grande legado do Undertaker acabou, pois o legado deste será sempre imortal. A escolha de Lesnar para terminá-la nem sei se foi boa ou má.
    Quanto às figuras, surpresa e desilusão da semana apenas posso concordar com a surpresa da semana pois já não assisto à TNA à algum tempo coisa que vou ter de passar a fazer.

    • José Sousa - há 3 anos

      Sim mas olha que a Dixie voltar não é bom. Eu não gosto muito dela como actriz acho que não beneficia em nada o produto. Sobre a Streak, o que eu disse é que acabo por aceitar, é como a morte na vida, mesmo que não gostemos por vezes acabávamos por aceitar.

      • rodrigomcb99 - há 3 anos

        Sim toda a gente tem que aceitar que a Streak acabou
        Tudo na vida tem um fim infelizmente

  14. danielLP21 - há 3 anos

    Bom artigo José.

    Foi, realmente, uma semana histórica para a WWE. Ainda assim, como eu já disse antes, só a partir de Janeiro do próximo ano é que vamos ver se esta é mesmo uma nova Era na WWE, uma Era em que novos lutadores são alvo de uma aposta firme e duradoura.

    • José Sousa - há 3 anos

      Sim claro, tens toda a razão. Até ao Summer estes vao ter o spot, como foi o ano passado. Vamos ver é que papel Bryan, Shield, Cesaro, e Wyatt( pelo menos estes) vao ter na próxima Mania. Sendo que o Bryan é certo que será importante.

  15. Rodrigo Neves - há 3 anos

    Excelente Artigo José

    De facto o Bryan merecia este Wrestlemania Moment, ele levou com a autoridade encima desde o summerslam, a wwe a tentar acabar com bryan, fazerem os fãs desistirem de Bryan mas nao conseguiram. A mim custou-me tanto ver o bryan a ser”pedigrado” pelo triple h, e a ser lixado pelo kane no chamber. Mas a WWE rendeu-se aos fãs e até conseguiu transformar bryan num deus, sobrevivendo ao BATISTABOMB-RKO, saindo da maca e fazendo o batista tap.

    • José Sousa - há 3 anos

      Sim. Atenção eu não quero aquele booking sempre para o Bryan, até porque não é o mais adequado para o tipo de personagem dele. Mas ali tinha que ser, porque era o que fazia sentido.

  16. Diogo7 - há 3 anos

    Muito bom artigo José.

    A WM e a RAW a seguir foram fantásticas. Parece que estamos a entrar numa nova Era, mas não vamos deitar os foguetes antes da festa. Temos que ver se a WWE continua a apostar nos novos talentos. No RAW tivemos uma invasão do NXT como tu disseste. O Rusev e a Paige fizeram o seu “debut”, e o Adam Rose e o Bo Dallas estão a caminho.

    Acho que com o “star power” que este roster tem, deveriamos voltar a ter “brand split” porque vamos ter imensos talentos de fora do RAW, o que seria uma grande pena. Para já vamos ver o que o reinado do Bryan vai dar. Continua a sua guerra com os Evolution, mas agora tem os Shield como aliados. Os próximos meses deverão ser interessantes para a WWE. Espero é que mantenham isto até ao próximo RTWM.

    • José Sousa - há 3 anos

      Admito que adoro os 3 principais destaques da WWE para os próximos meses: Ou seja o spot nos próximos meses vai estar no Bryan, nos Shield e no King of Swing. Ver o Bryan ao lado dos Shield é estranho, no entanto não deixa de ser mais uma feud fantástica para os Hounds of Justice. Se há um ano eu dizia isto agora ainda digo mais, depois desta guerra com a Autority, e cada acabarem( dependendo de como) eles podem vir mesmo a ser a melhor stable da historia da WWE.
      O Extreme Rules com o card que potencialmente irá ter arrisca-se a ser brutal.

      • Diogo7 - há 3 anos

        É um bom momento para acompanhar a WWE . Basta nós olharmos para todos os campeões, e vemos que a WWE está a apostar claramente no futuro: Bryan, Big E, Usos, Ambrose e Paige. E até temos uma excelente “feud” na Divisão feminina. O Extreme Rules promete ser espectacular.

      • José Sousa - há 3 anos

        E vai ser fantástico ouvir isto: Ladys and Gentlemans, My name is Paul Heyman, and i stand before you as the advocate for the King of Swing: Cesaro. ;)

      • Diogo7 - há 3 anos

        Essa do “King of Swing” saiu tão bem ao Heyman.

  17. John_3:16 - há 3 anos

    Foi um bom artigo josé, gostei bastante dos teus argumentos, enfim não quero estar outra vez a fazer uma análise de todos os combates da mania e a minha opinião porque isso já eu fiz esta semana toda aqui em vários artigos. Acho que os Usos foram claros e justíssimos vencedores na mania, e espero que assim continue com um bom e longo reinado que merecem, embora na segunda eu tenha ficado um bocado arrepiado com os batista e o orton, estava com receio que o reinado dos Usos acaba-se logo ali, mas confirmem o bom gosto da wwe neste campo, não estou a dizer que uma equipa batista e orton é má, aliás até aprecio um regresso dos evolution, mas para aquilo que os Usos trabalharam é merecido. O cesaro cada vez mais sobe, primeiro com a batle royal, que nunca suspeitava que fosse ele o vencedor, mas fiquei muito contente quando vi e depois o anúncio na segunda que ele é o novo paul heyman guy, por isso esta semana correu-lhe mesmo de feição. Fiquei muito contente com a page se ter tornado nova diva champion, acho que ninguém mais merecia do que ela, espero que daqui pra frente ela mostre o seu grande potencial na wwe e tenha um longo e bom reinado, também espero que a wwe começe aos poucos e poucos a integrar mesmo o russev.
    O regresso do van dam não foi surpresa para ninguém, aliás o seu regresso não foi nada de jeito, mas é sempre bom vê-lo lutar (falo por mim) mas so espero que esta rivalidade com o sandow ou possível rivalidade,seja melhor com a que teve com o del rio que aquilo não foi nada.
    A semana pors the shield foi ótima, de facto estam mesmo a virar face, tenho pena é que so agora é que muitos fãs lhe começei a dar valor agora, pois ao longo desde ano e meio desde o inicio fizeram um trabalho fantástico, o combate na mania foi rápido e eficaz a querer mostrar como a equipa está unida e a tirar o new do mapa.
    Wyatt vs cena não á muito a dizer, são dois indivíduos que na mania fizeram parte da noite mágica, com um combate fantástico e espero que até ao rules a rivalidade continue ao rubro assim como o combate no rules.
    Pronto a noite de dia 6 de Abril de 2014 foi mágica como tu referis-te e eu aqui, e eish que chega o momento épico, memorável, um momento que até digo foi impróprio para cardíacos – o fim da streak,sim obviamente quando ouvi o cole a dizer ” the streak is over” senti um conjunto de emoções fortes, como tantos outros não esperava, fiquei revoltado essa noite mas rapidamente entendi que foi isso que tornou essa noite muito especial e que certamente ficará pra sempre nos nossos corações, não gosto de dizer que isto foi a mudança pra yes era, gosto do bryan mas calma tanto yes ja enjoa, desculpa podes n concordar, pra mim uma nova era chegou sim mas deveu-se apenas á streak ter acabado, desde sempre que eu vejo a mania ( desde 2004) vejo o taker na mania, já é uma marca, muitos até consideram que taker é mania, eu não considero isso mas acho que era um pilar muito forte que a wwe vai ter de ocupar. O fim da streak não foi uma desilusão, foi uma surpresa inesperada que teria de acontecer, podia ter sido evitada, sim mas não vale a pena dizer que era melhor ele ter parado nos 20-0 ele quis continuar e esta mania foi muito mais mágica com este fim e admiração “trágicos”. Acho que se era pra terminar assim o legado podia ter sido passado, mas não ao lesnar, mas depois penso não havia homem certo. O lesnar não foi o pior dos tipos pra acabar com a streak pra mim, podia haver pior, foi a escolha do taker á que respeitar, pra mim o lesnar ter vencido o taker ( apesar da sua condição física eu sei) mas ele ter sido o eleito pra mim vale tanto como ser wwe whc champion.
    Dou os meus parabéns ao bryan estou contentíssimo por ele ter ganho o título, mas não vou dizer que espero que tenha um longo reinado pois sei que a wwe se irá encarregar de não permitir que isso aconteça e isso tbm não é assim tao mao a longo prazo.
    A morte do warrior é mais um fator para tornar esta semana memoável, e foi sim uma coisa que me surpreendeu bastante pela negativa, mas a vida é assim, descanse em paz, dou por terminado o meu comentários pra semana ca estarei.

    • José Sousa - há 3 anos

      Eu concordo contigo. A barreira que marca a mudança de Era é o fim da Streak, foi a analisar isso que cheguei a essa conclusão. Ou seja, a WWE poderá e terá que pensar: Temos que criar novas estrelas porque a Streak acabou, e a Mania tem que continuar a ter destaques. É uma nova Era.

  18. José Sousa - há 3 anos

    Muito obrigado. E comenta sempre que desejares.

  19. José Sousa - há 3 anos

    Sim claro. E foi naquela situação não acredito que va ser sempre o booking do Bryan. Na Raw e na Smack já usaram e bem os Shield ao lado dele. Alias os Shield vao ser a balança que vai equilibrar o reinado do Bryan.

  20. RVD_77 - há 3 anos

    Grande Artigo !
    Perguntas da Semana:
    Qual a tua opinião sobre cada um os momentos da semana abordados no artigo?
    -Concordo basicamente com tudo.
    Concordas com as figuras, surpresa e desilusão da Semana?

    -Sim mas apenas acho que ainda é muito cedo para o Eric Young ser campeão.

  21. MR Perfection André Santos - há 3 anos

    Maravilha meu caro!

  22. JoãoRkNO ® - há 3 anos

    Belo artigo caro José . Uma semana histórica para a WWE que jamais será esquecida por nós, fãs desta modalidade . Tivemos o fim de uma histórica Streak como surpresa, mas acho que a vitória do Eric Young também foi algo de inesperado .

  23. José Sousa - há 3 anos

    Foi mas não sei até que ponto não foi influenciado pelo momento do Bryan, mas isso dava para um artigo so sobre isso .

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador