Smoke and Mirrors #240 – Jackpot

Este Domingo foi uma noite de emoções, seja no Wrestling ou na NBA, os eventos desportivos proporcionaram aos seus fãs momentos que ficam na história das suas modalidades, daqueles que nunca mais esqueceremos devido à importância e às emoções que proporcionam tanto aos atletas como aos fãs. São essas emoções que fazem com que esses momentos se perpetuem no tempo, pois são acontecimentos com os quais não esperávamos ou com os quais sonhávamos já há algum tempo.

E neste Domingo o Ohio tornou-se a capital da magia no desporto com a dupla vitória de elementos desse estado em dois desportos diferentes. Seja ela a vitória histórica e épica dos Clevland Cavaliers na final da NBA que aumentou ainda mais o patamar de lenda do desporto a Lebron James. Ou mesmo a conquista da mala de Money in The Bank e do título da WWE na mesma noite por Dean Ambrose concretizando a ascensão ao topo de um dos wrestlers mais queridos pelos fãs da WWE.

Sendo que esta conquista revela proporções ainda mais históricas se pensarmos que na mesma noite a WWE teve os três ex-membros dos Shield como campeões num espaço de minutos. Mas mais importante que esse facto é sem dúvida o desafio que se segue para cada um deles: o Triple Threat pelo titulo no Battleground. E por isso mesmo é que nas próximas semanas analisarei separadamente a minha opinião sobre qual poderá ser o papel de cada um dos três nesta rivalidade, e especialmente no período pós Draft.

Em primeiro lugar acredito que associar a conquista do título do Ambrose com o que se passou com o Reigns é arriscado. Sobretudo porque não temos provas factuais que a WWE já sabia do Doping do Reigns, e que o mesmo foi a razão pelo qual a equipa criativa tomou a decisão de dar o título ao Ambrose e originar o Triple Threat entre os ex-Shield já para o Battleground.

Desse modo prefiro pensar que o combate irá acontecer porque o plano para pelo menos um deles passará por fazer de uma Brand diferente dos seus antigos parceiros de Stable, e não tenho dúvida alguma que esse é o motivo pelo qual o combate foi antecipado para o Battleground. E não tenho dúvida alguma que ele continuará a acontecer mesmo com o “caso Reigns”, o que poderá mudar é os planos para o mesmo.

No meio disto tudo quem pode sair a ganhar com isto tudo é o actual campeão da WWE: Dean Ambrose. Isto porque não tenho dúvidas que a WWE irá investir nele como Top face da companhia nos próximos meses, enquanto o Roman Reigns possivelmente terá um arrefecimento do seu push e quiçá um heel turn depois do combate do Battleground.

Claro que muitos consideram que a aposta em Ambrose é errada e arriscada, no entanto neste momento ele é a melhor escolha que a WWE poderia ter para principal face seja da Smackdown ou da Raw a par de John Cena. E digo isto porque ele é aquele que consegue agregar maior consenso e simpatia junto dos fãs para o papel de um dos principais “heróis” da companhia.

Porém para que isso aconteça o seu booking terá que melhor bastante nos próximos meses, e terá de ser o booking de um verdadeiro campeão mesmo que tenha alguns pormenores de underdog. Esse lado underdog, louco e badass de Ambrose é o seu principal trunfo enquanto face, e foram esses os factores que fizeram do Ambrose um sobrevivente: o derradeiro “underdog” e iron-man da companhia.

E o facto dessa popularidade se manter apesar dos obstáculos que teve no seu caminho é o que faz dele especial. Claro que não deixou de existir momentos em que esteve longe da imagem e momentum necessário para um main-eventer, contudo ninguém poderá negar que sempre se notou um investimento da WWE nele para esse papel.

Ele foi finalista do torneio pelo título da WWE no Survivor Series, foi o último eliminado do Rumble, lutou contra o Triple H pelo título da WWE, e ainda rivalizou com Brock Lesnar na Wrestlemania. E mesmo em que alguns desses combates não tenha sido devidamente protegido pelo booking enquanto futuro main-eventer, eles revelavam que a aposta era real.

Claro que concordo que devia ter “sido mais resistente” no combate com o Brock, mas o facto de a WWE o escolher para lutar com uma das suas principais vedetas revela investimento nele, porque não iriam escolher um futuro jobber para lutar com o Lesnar numa Wrestlemania.

Em todo o caso, e mesmo nas adversidades ele continuou a mostrar o porquê de ser um dos melhores talentos da sua geração, e o motivo pelo qual os três membros do Shield estão destinados a ser o pilar da WWE para a próxima década. E goste-se mais ou menos da sua personagem enquanto face fê-lo gerando empatia genuína com o público e isso é o mais importante para um top face.

Não nego que para alguns o facto da gimmick ter uma componente de comédia poderá incomodar, ou considerarem que por esse motivo não deverá ser main-eventer pois não tem credibilidade. Contudo, discordo dessa perspectiva primeiro porque a componente de comédia nem sempre é dominante nas suas performances, depois é um tipo de comédia diferente dos New Day.

Eu diria que o tipo de comédia de Dean Ambrose se aproxima muito mais do estilo que foi celebrizado pelo Mick Foley: o louco divertido. E tal como o Foley o Ambrose conquistou os fãs pela sua gimmick e pela sua popularidade, mas com uma diferença: o tempo que o Ambrose vai estar no main-event será maior do que Foley. Mas em todo o caso o que pretendo dizer é que se Foley com toda “loucura” pode ser main-eventer e um wrestler de topo com as suas diferenças, não vejo motivo pelo qual o Ambrose também não o possa ser.

Porém as próximas semanas serão decisivas para perceber se a aposta será séria, e se verdadeiramente ele conseguirá ser uma das principais apostas da companhia. Porque não existe dúvida alguma que a WWE se quiser tem na sua pessoa um top face orgânico, todavia isso não basta o booking dele terá que acompanhar essa postura, e terá de coincidir com a atitude de campeão mesmo que ajustado à sua personagem.

Em qualquer circunstância ninguém pode dizer que o que aconteceu no passado Domingo não teve lógica, pelo contrário foi sempre esta a história que a WWE nos contou. Claro que por ser óbvia de mais alguns acreditaram ( eu incluído) que nos iriam surpreender com uma vitória surpreendente de alguém que não o Ambrose no combate pela mala.

No momento em que o Ambrose fez o cash-in no Domingo, mais do que surpresa ou a crónica de algo previsível, assistiu-se em Las Vegas à consagração de alguém que os fãs desejavam ver como campeão há já muito tempo.

No Money in the Bank o Ambrose apostou todas as fichas e recebeu o maior prémio possível, dando aos fãs um Jackpot no final de um evento que já de si tinha sido memorável. Se o reinado será igualmente memorável ou uma nota de rodapé não faço a mínima, apenas sei que nada poderá apagar o momento que culminou a noite de Domingo em perfeição.

Sobre o Autor

- Escritor do artigo “Smoke and Mirrors”.

8 Comentários

  1. Reigns one versus all - há 5 meses

    Bom artigo,José.

    A Vitória do Ambrose foi algo que ja estava um pouco a espera(a mala),mas nunca pensei que ele fizesse o cash-in naquela noite,até porque estava a espera que o Reigns vencesse o Rollins e esse cash-in fosse adiado.
    Mas este cash-in acabou por ser uma boa surpresa(pelo menos para mim),acabou por ser a consolidação do Ambrose no main event e ao nível dos outros membros dos Shield (Rollins e Reigns).

    Se esta Vitória esta associada a suspensão do Reigns,tenho as minhas dúvidas,até porque se soubessem não teriam anunciado um triple threat para o Battleground e anunciariam um Rollins vs Ambrose e guardavam a triple threat para o Summerslam.

    Por fim,não sei se o reinado do Ambrose vai durar muito tempo (durará pelo menos até ao Summerslam),mas poderia durar um pouco mais de forma a consolida-lo como um main event.

    • José Sousa - há 5 meses

      Eu sinceramente não esperava, mas mal vi que o Rollins iria vencer percebi que viria isto. Acho que o combate acontecer agora porque devem querer dividir um dos três no Draft Split.

  2. RFBM - há 5 meses

    Bom artigo José, acabo por concordar com todos os pontos.

  3. Uma vitória esperada há alguns anos já, um campeão que foge um pouco dos tipos de campeão da WWE nos últimos anos e que, se quiserem, tem tudo para ter sucesso. Vamos ver se mantém o main event que eu espero há já 2 anos, tenho as minhas dúvidas, espero que tenhas razão.

    • José Sousa - há 5 meses

      Eu acho que sim. Com duas brands e dois títulos mundiais é impossível que o Ambrose não seja uma presença constante nos main-events de uma das Brands.

  4. Artur - há 5 meses

    Bom artigo José. Gostei muito do MITB (a mim o melhor PPV do ano até agora) e especialmente do evento principal. É muito bom olhares pro PPV e perceberes os 3 membros do Shield terem sido campeões durante um tempo. De certeza que são as 3 grandes estrelas dessa geração.

    Quanto ao Ambrose, foi o ultimo dos 3 que alcançou o topo, mas mesmo nesses 2 anos como individual sempre manteve sua popularidade. Gostaria que apostassem fortemente nele durante esse reinado, e que o Reigns voltasse com uma postura de Heel.

Comentar

Login com Facebook

Editar avatar »

Notificações por email:

Wrestling.PT © 2006-2016 / Política de Privacidade / Disclaimer / Sobre Nós / Contactos / RSS Feed / Desenvolvido por Luís Salvador